Pastor ordena “em nome de Jesus” e satanista desiste de manifestação pró-aborto; Assista

0

Um pastor evangélico silenciou um protesto pró-aborto ao falar sobre o perdão de Deus aos pecados e confrontar os manifestantes sobre a ausência de argumentação em um debate racional e respeitoso a respeito do aborto.

A estratégia do pastor Jeff Durbin, ligado à organização End Abortion Now, é ir às clínicas de aborto dos Estados Unidos, como a Planned Parenthood, para anunciar o Evangelho e denunciar a “cultura de morte”.

Em uma dessas clínicas, no Arizona, ele foi com seu megafone falar às gestantes sobre a oportunidade de impedir o assassinato dos bebês, mas foi interrompido por uma ativista satanista, que usou um badalo (uma espécie de sino usado em gados) para fazer muito barulho e tentar ridicularizar a mensagem do pastor.

Jeff não se intimidou e confrontou, com argumentos, a postura da abortista, que estava acompanhada de outros manifestantes com cartazes que exibiam frases como “Choice = Power” (escolha = poder, em tradução do inglês) e “Your God doesn’t have to live my life” (“seu Deus não tem que viver a minha vida”).


Enquanto pregava, os manifestantes pró-aborto gargalhavam, ridicularizando as palavras do pastor. E a satanista, chamada Amber (no vídeo abaixo, de óculos escuros e camiseta preta), enquanto sacudia o badalo, chamava o pastor de mentiroso.

“Amber, nós realmente oramos por você. Nós te amamos e oramos por você […] Sua reação não permite que você se aproxime de seu argumento. Então o que você tem que saber a respeito dos cristãos é que eles estão aqui para se envolverem e um diálogo racional”, afirmou o pastor, enquanto Amber gargalhava forçada e ironicamente.

Jeff Durbin é conhecido por sua postura firme e contundente contra o aborto, e foi descrito pelo jornal New York Post, um dos grandes veículos de imprensa alinhados com o discurso “progressista”, como um “moderno extremista”, por causa de seu visual “hipster” e mensagem firme contra questões descritas pela Bíblia como pecado.

“Eu poderia, mas eu não me envolvo com loucos”, disse Amber, em resposta ao convite do pastor para trocar argumentos, antes de proferir palavrões contra o pastor.

O pastor então, questiona se tudo que ela tem como argumento é proferir palavrões contra ela, e acrescenta: “Amber, você desisitirá disso, em nome de Jesus Cristo”, disse o pastor. “Na sua visão de mundo, a mentira é legal. Na sua visão de mundo, a mentira não é uma falha moral. Sua visão de mundo é comandada por Satanás”, acrescentou.

Demonstrando certo cansaço de chacoalhar o badalo, Amber se afastou do pastor sem dizer mais nada. “E ela se foi, senhoras e senhores”, disse o pastor, que continuou a pregar para os demais manifestantes: “A Planned Parenthood é construída sobre mentiras e posicionamentos falidos, de que seres humanos têm a permissão de assassinar seus próprios bebês”, afirmou.

“Você talvez pense que eles têm respostas para orientar pessoas em situação de desespero, mas eles não têm essas respostas”, disse, acusando a Planned Parenthood de se interessar apenas em matar as crianças.

Assista (o vídeo está em inglês):

Assine o Canal

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA