Pugilista comenta séria lesão de Anderson Silva e diz que é “preciso compreender que Deus faz todas as coisas por uma razão”

0

O espanto do mundo esportivo com a lesão de Anderson Silva durante a edição 168 do UFC continua repercutindo, e dado o tamanho do imprevisto que levou o lutador brasileiro à derrota – fratura da tíbia e fíbula – as explicações que boa parte dos atletas que comentam o caso se resumem a responsabilizar Deus.

O pugilista norte-americano Roy Jones Jr concedeu uma entrevista ao site HustleBoss e disse que “é preciso compreender que Deus faz todas as coisas por uma razão”.

Roy comentou as circunstâncias da luta e disse que Anderson, apesar da aparente desvantagem na luta, estava bem treinado e era capaz de reverter o quadro, até a ocorrência da gravíssima lesão.

“Aquilo seria algo que estaria sob o controle d’Ele. Anderson estava preparado da melhor maneira que ele podia. Weidman é um cara mais forte e estava levando vantagem. Isso não significa que Weidman venceria, mas estava parecendo favorável para o lado dele no início. Mas Anderson estava muito focado e eu antes eu já o tinha visto dar a volta, então nada estava fora da luta, ele apenas estava muito concentrado”, comentou o boxeador, que nos anos 1990 ficou conhecido como “Lutador da Década”.


Segundo Roy Jones Jr., ele teve a oportunidade de conversar pessoalmente com Anderson Silva e dizer que a fratura era algo fora de seu próprio controle: “E como eu disse a ele, ‘Qualquer momento que você chuta tão forte e tão rápido, você quebra sua perna na canela do outro cara, é muito rápido, muito duro. Sua força é o que realmente quebra a sua própria perna, você me entende? Você tem de entender que isso está além do seu controle. Ninguém neste planeta teria dito isso antes daquela luta que o Chris iria conferir o seu chute e quebrar a sua perna’”, disse o pugilista ao brasileiro.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+


SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA