Sociedade

Teólogo batista afirma que não basta ser evangélico para conduzir a nação com eficiência

Comentários (3)
  1. Márcio Chagas disse:

    Eu sempre tive dificuldade de entender que a mudança da sociedade será predicada quando um líder evangélico for levantado como seu governante. Em algumas agremiações evangélicas é fácil ouvir afirmações do tipo: “vamos colocar um homem dos nossos no poder para que o Brasil mude”; “a igreja precisa fazer a diferença na sociedade, mostrando que tem força”. Se não maldosa é muito ingênua tais afirmações. Sobre tudo que o político é um procurador do povo e não de uma comunidade especifica. E nestas afirmações o que fica claro é a distorção do verdadeiro papel do político.
    Do ponto de vista neotestamentário não se concebe a igreja fazer diferença por esta via. Antes quando olhamos para igreja de Jerusalém vemos uma comunidade que fez a diferença a partir do seu estilo de vida alinhado com a Palavra de Deus. Jesus disse que seriamos SAL e LUZ do mundo, sem necessariamente indicar a posição que fossemos assumir na sociedade.
    Mas aqui cabe uma pergunta: Porque tantos lideres evangélicos querem ter um representante no poder? Será se por trás dessa vontade não há uma motivação medíocre, do nível que tem os promotores da corrupção? Ou uma sede de poder e status no sistema social? Ou um meio de alimentar a paranóia orgasmática de oprimir que tem engolido muitos deles? É possível que dentre muitos encontre uma unidade que esteja movida por uma motivação límpida e cristalina, porém, não deixar de ser uma motivação distorcida, e ingênua, se considera a diferença que a igreja pode fazer na sociedade pelo campo político. Enfim é preciso é preciso descobrir qual a real motivação dos que alimentam esse desejo “obscuro”.
    Entendo que a igreja poder fazer a diferença na sociedade por meio de sua participação ativa em programas sociais, lideranças comunitárias, etc., sempre fazendo valer a comunicação das boas novas.
    Não descarto a participação de evangélicos na política, mas como disse o Teólogo Escobar “Ser evangélico não é uma garantia para uma gestão de Estado eficaz”. Mas viver e anunciar o evangelho é o indicativo.

    Márcio Chagas da Silva. Pastor da Igreja Batista Betânea em Umbaúba/SE

  2. DEL disse:

    oi pastor,sou a Derleide de cristinapolis,nossa comunidade crista,sente muita sua falta,inclusive eu,que o admiro muito,e gosto da maneira que conduz suas ovelhinhas cristas.Que Deus sempre te abencoe e que vc contnue sendo este otimo pastor,que deixou saudades em nossos coracoes como pastor e amigo,por isso oro a Deus pra que um dia voce volte a nossa cidade.
    Um grande abraco em sua esposa,e que nosso Senhor sempre os abencoe…amem…

    De:DEL

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

As principais notícias gospel do Brasil e do mundo no portal pioneiro; Saiba tudo aqui sobre música gospel, evangélicos na política, ações missionárias e evangelísticas, projetos sociais, programas de TV, divulgação de eventos e muito mais.

No ar desde 2006, o canal de notícias gospel do portal Gospel+ é pioneiro no Brasil, sempre prezando pela qualidade da informação, com responsabilidade e respeito pelo leitor.

ANÚNCIO
ANÚNCIO
ANÚNCIO