Aborto, casamento gay, adoção, valores de oferta; pesquisa revela perfil completo dos evangélicos brasileiros

Instituto Datafolha revela o que seria o perfil da nova geração de evangélicos, pesquisando temas como aborto, casamento gay e o consumo de bebidas alcoólicas.

0

Pesquisa feita pelo Instituto Datafolha revela como seria o perfil da nova geração de evangélicos que hoje chega a ocupar metade dos bancos das igrejas. Temas como aborto, casamento gay, adoção de filhos por homossexuais e outros valores foram pesquisados e os resultados publicados no último final de semana.

Vistos como versáteis e adaptados ao mundo moderno, os evangélicos da nova geração parece ser o resultado de pessoas que procuram fazer uma leitura mais contextualizada do mundo. Citando a “Bíblia da Garota de Fé”, de capa cor de rosa e termos como “Mandando bem” e “Ah, tô ligada”, a pesquisa publicada no Folha de São Paulo revela que mais da metade dos que ocupam hoje os bancos das igrejas evangélicas são os jovens.

 “Livre da rigidez, da centralização decisória e da gestão esclerosada da Igreja Católica, eles se movimentam rapidamente para atender as necessidades do seu público”, afirmou o Professor da PUC-SP e colunista da Folha, Luiz Felipe Pondé a matéria do Jornal, que faz referência a quantidade de igrejas evangélicas nascidas de pequenos locais como garagens e terraços de casas. Sobre essa realidade, disse o Professor:

“Basta uma sala e um punhado de cadeiras de plástico”


Aborto e Casamento Gay

A pesquisa também revela que mais de 70% dos evangélicos até 35 anos são contrários ao aborto. Já entre os que possuem mais de 60 anos, esse número cai para 54%. Os dados, ao que parece, são confirmados também por outro levantamento, feito por Paraná Pesquisas, mostrando que 73,7% são contra o aborto, sendo 78,2% das mulheres contra 68,7% dos homens, segundo matéria publicada no site da VEJA.

Em relação ao casamento gay, o Instituto Datafolha afirma que 56% dos jovens evangélicos são contrários, contra 28% a favor. O número dos favoráveis cai ainda mais conforme aumenta a idade. Entre os que possuem de 30 a 35 anos, são 14% os que aprovam, restando apenas 5% de favoráveis para os que tem acima de 60 anos.

Bebidas e Vestimenta

Sobre alguns aspectos do estilo da vida comum, como o hábito de ingerir bebidas alcoólicas e de se vestir, a pesquisa Datafolha revelou que de cada 10 menores de 24 anos, 4 não conseguem seguir completamente a recomendação de suas igrejas para “não beber”. Esse número cai pela metade nos que possuem mais de 60 anos.

43% dos jovens evangélicos levam em consideração conteúdos da TV e da internet considerados impróprios e apenas um terço se preocupa com as recomendações doutrinárias sobre o estilo das roupas que usam no dia-a-dia.

O Instituto Datafolha ouviu 2.828 brasileiros, maiores de 16 anos, em 174 municípios. O nível de confiança da pesquisa é de 95%, com margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA