PT anunciará Lula como candidato a Presidência do Brasil; Saiba quando

O anúncio da pré-candidatura do ex-presidente Lula pode ser o último recurso do PT para conquistar a opinião publica e enfrentar as investigações da Lava Jato.

1

Em meio a crise política que ainda se encontra o Brasil e a baixa popularidade do governo Temer, após o anúncio de medidas que desagradaram boa parte da população como a Reforma da Previdência e o ajuste fiscal que prevê limite de gastos para os próximos 20 anos, o PT pretende anunciar Lula como candidato a Presidência para 2018.

Acusado por diversos crimes, dentre eles o de lavagem de dinheiro e ocultação de patrimônio nos casos do Triplex em Guarujá e do sítio em Atibaia, Lula já virou réu em cinco (05) processos judiciais, sendo quatro deles na operação Lava Jato.

Segundo informações do Estadão, o PT pretende lançar a pré-candidatura de Lula já no primeiro semestre de 2017, entre fevereiro e abril. As informações foram confirmadas com integrantes da direção petista e do Instituto Lula.

Segundo a reportagem, a estratégia seria aproveitar o momento político em que o Presidente Michel Temer tem perdido popularidade;


“A necessidade de condenar Lula cresce na medida em que ele assume protagonismo nas eleições de 2018. Ao que parece a população começa a fazer a comparação entre os projetos”, disse o coordenador do setorial jurídico do PT, Marco Aurélio de Carvalho, a matéria publicada no site Estadão.

Outra intenção seria a de reforçar a tese defendida pelos advogados do ex-presidente, de que as acusações de crimes que Lula vem enfrentando na justiça são frutos de perseguição política, ao que parece, também, devido as recentes pesquisas de intenção de voto para 2018, que tem mostrado um cenário onde Lula seria o candidato favorito entre os eleitores.

Ainda segundo a reportagem, Lula já teria aceitado a proposta em conversas privadas com líderes do partido, preferindo aguardar o momento ideal para anunciar a decisão, que poderá ocorrer no 6º Congresso Nacional do PT, em abril desse ano, ou em maio caso optem por antecipar o acontecimento.

Em todo caso, o fato é que diante dos novos acordos de leniência com a Odebrecht e o temor de novas citações do ex-presidente como envolvido no maior esquema de corrupção já descoberto na história, a indicação de Lula como pré-candidato a presidência em 2018 pode ser o último recurso do PT como argumento perante a opinião pública contra o avanço das investigações na Lava Jato.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA