Internacional

Antes de receber a injeção letal, condenado a pena de morte afirma: “Eu estou indo para casa para estar com Jesus”

Comments (10)
  1. josecarvalho disse:

    Se convertido e arrependido, recebeu o maior perdão, o de deus, o dos homens não importa, agora se isto não aconteceu, certamente é apenas mais um fernandinho beira mar.

  2. Mclorann@g disse:

    quem lê teologia e Bíblia entenderá. nosso Senhor Jesus Cristo ensinou algumas ideias da aplicação do direito e advocacia em relação ao perdão humano com a ideia do perdão Divino. Veja no Evangelho de São Lucas 18.23-Para mim a ideia é que o perdão deve ser dado com condições.No Evangelho de São Mateus cap.5.22-A ideia de advertência a todos quanto a Instituição Jurídica humana-ela funciona e pode julgar alguem severamente por injúria e difamação. Assim ascende a ideia de Instituição Jurídica e condicional.A ideia de que o perdão deve ser celebrado e o humano pode escolher de acordo com sua Instituição desde que Pública e democrática. Nosso Senhor Jesus Cristo é Advogado. Ele perdoa e aceita o arrependido. Ele ajuda o arrependido diminuindo as consequencias de suas escolhas erradas passadas-caso escolher Sua defesa. Promete o Céu Perfeito a Ele-Opcional a nós-nada imposto. Há uma Instituição Jurídica Divina. 50 vezes melhor que qualquer existente. Aprenda a humana. Leia aBíblia e entenda a Divina. Na Instituição Jurídica Divina todos nascemos puros e inocentes. Erramos por motivos humanos. Deus não criou o mal.A diferença da instituiçao humana e a Divina é que na Divina o Advogado é infalível, gratuito;te defende com o único critério-seu arrependimento sincero.Há um único critério para Sua extenção de Defesa-enquanto estamos vivos.Depois não.Sua Promessa de Céu e Vida Eterna tem um Critério-nós devemos nos arrepender de todos os erros praticados durante a vida. Deus é Bom e Justo segundo A Escritura hebraica. Se todos os homens escolherem o Advogado Jesus Cristo será possível uma vida humana com menores índices de erros.Com possibilidades de alcançar índices absolutos.Deus nunca nos fez mal. Materializamos o mal e o criamos porque temos livre arbítreo. Jesus Cristo seu Filho único nos deu a Oportunidade de alcançarmos a inocência de nossa essência boa, pura e reta. Acredite Marcos Wellons pode ter alcançado este estado e essência pura com Jesus Cristo

  3. Gaudino disse:

    Arrependimento p…a nenhuma quem tem pena leve esse lixo para casa, concordo que não deveriam mata- lo, e sim comer o c… todos os dias. Agora fica um monte de bobalhão dizendo que o coitadinho se arrependeu que está salvo, e a menina que morreu e os pais dessa menina que nunca mais vão poder ver o sorriso dela, escutar sua voz e acompanhar seu desenvolvimento …

    1. josecarvalho disse:

      Tipico comentário de quem foi currado.

    2. Manuel disse:

      E se fosse um filho seu que tivesse cometido isso ou você mesmo? pensaria da mesma forma? todos tem o direito de se arrepender Marcos 11: 25 e 26 “25- E, quando estiverdes orando, se tendes alguma coisa contra alguém, perdoai, para que o vosso Pai celestial vos perdoe as vossas ofensas. 26- Mas, se não perdoardes, também vosso Pai celestial não vos perdoará as vossas ofensas”. Deus não se importa como você pensa, se não perdoar também não sera perdoado e não importa o tamanho do seu pecado (não existe pecadinho e pecadão, tudo é pecado).

  4. Mclorann@g disse:

    Corrigindo o texto anteiror. A Parábola de Jesus Cristo no Evangelho de São Lucas cap.11.. Para mim explica um perdão racional como todo perdão. Condicional. Com critérios e instruções limitando o perdoado conduzindo sua razão ao amor que deve ser o objetivo de todo perdão-a paz da vítima. Pois o perdão é a sucessão racional fruto da comunicação que tem origem na própria ausência da razão seja no corpo do réu-seu vício culminando na extenção de um delito a alguém.Alguem decide por coação ou por voluntariedade vivar-se. O perdão precisa ser condicional como Jesus Cristo explicou no Evangelho de São Lucas 11.. A razão é criada por Deus e o livre arbítreo é um dom de Deus. À Sua semelhança. A Instituição Norte Americana tem o dever de estabelecer a justiça mais próxima com a Divina. Obedecendo o valor à vida como pressuposto da Justiça. A punição precisa ser racional e não deve ser impessoal e burocrática. Deve ser um ato simplificado apenas mediador e não originalizador, criador(com ideia criacionista igual a cristã) deve alimentar o diálogo entre vítima(s) e ofensor(es) favorecendo a razão em prol da vida e não a burocracia substitutiva da razão se tornando impessoal e fria em prol da morte.Isso não resgata a dignidade do “antrophos”-homo erectus- homem.Favorece a revolta e culmina no aumento contumaz dos delitos. Nem todo caso juridico é igual. A burocracia cega a razão. A Lei deve favorecer o diálogo que por si mesmo prorroga a ira que esfria a fúria que amortece a raiva que anula a morte. Enquanto houver livros legisladores robotizados e vivos haverá antrophos, homo erectus e homens sem diálogo e razão. Marcos Wellons tinha 32 anos ao praticar o crime. Um antrophos, um homo erectus e um homem que desistiu conscientemente do diálogo instigado pela ausência de uma Instituição mais humana e talvez menos fria, menos robotizada e impessoal.

  5. daniel alves disse:

    Vagabundo! Tu está indo é para o INFERNO. Na hora de pagar pelos seus pecados este hipócrita vem com essa história de ‘Jesus’…Já vai tarde!!!!

    1. Hélio Tojal da Silva Januário disse:

      e se fosse você o que farias na hora em que seria injetado o líquido letal? certamente faria a mesma coisa não?, ou deixaria passar essa oportunidade de estar fora da condenação eterna? pensa bem antes de dizer asneira, e nem sabe o que é sentir a morte de perto. Esse rapaz não disse que era inocente, e se for Deus jugará naquele dia quem fez fez tala coisa se errada ou não. Não julgues. pois você se estiver com a mesma situação ou pior lembre-se desse dia em que Jesus diz; Todo aquele que invocar o nome DELE JESUS ainda que seja na última hora não entrará em condenação eterna, mas passou da morte para a VIDA. Deus tenha de ti misericórdia.Daniel.

  6. Andrade disse:

    Eu acredito no arrependimento, e se o foi realmente, foi se encontrar com Jesus.
    Contraditório dizer isso, mas uma vez provada a culpa, um crime desse tipo merece pena de morte sim, independente de ser na minha pele ou de um ente meu. O pensamento contrário e entendível acontecerá quando a pessoa de fato está na situação de réu.
    Eu penso que o arrependimento está para remissão do “Pecado”, e como sociedade, temos que pagar por nossos atos sim. Agora, o pensamento retrogrado de que executar um assassino não trará a vítima de volta, é que faz do nosso país, o país da impunidade.
    Somente esse mês na cidade de Goiânia-GO tivemos mais de 20 assassinado, e em um deles o bandido, que acabara de matar um pai de família na frente dos filhos, baleado, pedia socorro dizendo que tinha filhos a criar. “Ele pensou na família do cidadão que matou??”, acho que não!!! Ele pensou apenas que era um hipossuficiente, vítima da sociedade, em um país que não tem leis, que merecia portanto ser socorrido, e posto em liberdade, “em nome e em defesa dos direitos humanos”!!!

    “EU SOU A FAVOR DA REDUÇÃO DA MAIOR IDADE PENAL, E DA PENA DE MORTE”

  7. Dinha disse:

    É muito difícil perder uma filha nas mãos de um estuprador, mas Jesus veio morrer por todos, os bons e os maus. O ladrão da cruz reconheceu que Jesus era o filho de Deus e Jesus disse: hoje estarás comigo no paraíso. Se ele realmente se arrependeu a Bíblia assegura que ele estará salvo do inferno. Infelizmente a família não verá mais o sorriso dessa criança, porém creio que Deus consolará, ajudará a superar essa situação. Deus é o justo Juíz.

  8. Douglas disse:

    Concordo com a PENA de MORTE, a justiça foi feita, isso que ta faltando nesse País SEM LEI E VAGABUNDO COMO O NOSSO. e tem mais, si este sujeito morre sem pedi perdão a DEUS e não se CONVERTE dos seus maus caminhos, VAI SENTA NO COLO DO CAPETA.

  9. nilton santos disse:

    Se ele se arrependeu ou não, isso só cabe a DEUS, mas a sua morte só pode dar alivio a uma pessoa: Ele mesmo……

  10. rodrigo disse:

    NÃO SOU A FAVOR DA PENA DE MORTE.
    Se Jesus me perdoou e me libertou dos meus pecados, da condenação eterna e do inferno através de sua vida , quem sou para condenar alguém a morte. “Todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus”. Quem sou eu então a ponto de dizer que o homem é digno de morte!Que Deus seja o único Juiz dos vivos e dos mortos!! Se fosse assim , Deus poderia lançar todos no inferno porque somos merecedores dele, ou alguém tem coragem de dizer que não tem pecado algum??? “Aquele que não tem pecado é mentiroso” esta escrito!!
    O que sou a favor sim digo: Que os condenados a prisão tenham que trabalhar nas prisões e assim sustentem o prejuízo causado a sociedade, que nenhum centavo saia de cofres públicos, e não voluntariamente , mas que a lei os obrigue, e sem desconto algum na pena!

  11. Marcos Oliveira disse:

    Bem vindo ao reino dos céus Marcus Wellons, nos encontraremos na eternidade.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *