Arcebispo católico causa polêmica ao afirmar que camisinha e pornografia são obras do diabo contra a família heterossexual

9

O arcebispo católico das cidades norte-americanas de St. Paul e Minneapolis, John C. Niendstedt, proferiu um polêmico discurso na última semana, afirmando que camisinhas e pornografia são obras do diabo, criadas com o objetivo de destruir as famílias.

Conhecido como um líder religioso controverso devido às sua firme postura contra o casamento gay, Niendstedt detalhou em seu discurso a importância da família, bem como vários meios que, segundo ele, são usados pelo diabo na tentativa de enfraquecer a instituição heterossexual casamento.

– Hoje, muitas forças do mal estão de olho na dissolução do casamento e na destruição das bases da vida familiar, declarou Niendstedt.

– A sodomia, o aborto, a contracepção, a pornografia, a redefinição do casamento e a negação da verdade objetiva são apenas algumas das forças que ameaçam a estabilidade da nossa civilização. A fonte dessas maquinações não é outra senão o pai da mentira. Satanás sabe muito bem o valor que a família tem e como ela contribui para uma sociedade sólida, bem como o futuro da obra de Deus na terra – completou o arcebispo, ressaltando sua opinião de que “família” designa especificamente uma união “composta por um homem e uma mulher”.


O discurso foi feito pouco depois de o estado de Minnesota começou a emitir licenças de casamento para pessoas do mesmo sexo, e motivou uma série de críticas contra o religioso. Segundo o Huffington Post, críticos do líder católico afirmaram que ele “usou sua posição para intimidar os defensores e demonizar irmãos católicos que não concordavam com ele”.

– Ele doou mais de 650 mil dólares de dinheiro da igreja para a causa anti-casamento gay – afirmou o blogueiro Jesse Marx.

Em outubro de 2012, Niendstedt encontrou-se no centro de uma polêmica semelhante, quando veio a público uma carta que ele escreveu à mãe de um jovem gay , afirmando que ela deveria rejeitar seu filho, ou iria para o inferno.

Assista ao discurso completo (em inglês):

Assine o Canal

Por Dan Martins, para o Gospel+

9 COMENTÁRIOS

  1. A primeira instituição que Deus criou na terra foi o casamento entre um homem e sua mulher, ou seja um macho e uma femea um marido uma esposa, um pai uma mae a instituição do casamento e uma bençao de Deus para a humanidade, e a base da família e sem ela não poderia existir todos nos, este Padre esta certíssimo em suas convicção, somente eu particularmente não concordo com a carta que o mesmo enviou a mae do rapaz, pois uma mae ou pai não pode jogar na rua um filho, por o mesmo estar nestas condições, a não ser que o mesmo já seja de maior idade, pois sendo de maior e se a família for de evangélicos, a família se coloca de joelhos oram a Deus e pregam a palavra ao filho mostrando-lhe toda a verdade,e ele por seu livre arbítrio de escolha, tem todo o direito de escolher o caminho correto a seguir pois ai o mesmo e sabedor da verdade, e a responsabilidade e do mesmo, em seguir a Deus ou ao mundo, desta forma a família fica isenta da responsabilidade, pois lhe foi exposto a verdade de Deus, isto estou falando para uma família que tem um filho nesta condição e que seja de maior de idade, agora sendo de menor a família não o pode abandonar por esta condição, mas tirando isso este Padre esta certíssimo e correto e estas coisas são obras malignas que satanás coloca na terra para a perdição dos homens

  2. Quanto a doação, é normalmente concedida em consenso com a comunidade e suas pastorais, certamente essa mesma arquidiocese possui suas grandes obras de caridadde em seu orçamento, cada caso é tratado na sua devida proporção.

    Está “guerra” está apenas começando.

    Paz e Bem

  3. Lamento, Amados, Esta é uma situação inreversivel, Jesus vem buscar sua Igreja, é licito que tudo isto aconteça.
    o minimo que podemos fazer é pregar o Evangelho da Salvação( quem crer será salvo mas quem não crer ja esta condenado ) somente Jesus poderá livrar a humanidade de tudo isto que esta acontecer.
    e eu sou de opinião, que em vez de concentrarmo-nos nos fenomenos que estão acontecer( ja Profetizados) vamos pregar o Evangelho.

DEIXE UMA RESPOSTA