Avaliador de igrejas visita templos religiosos para “avaliar secretamente experiências de adoração”

9

A utilização de consultores disfarçados de clientes para avaliar o atendimento em lojas e empresas é um conceito utilizado há muito tempo no mundo corporativo, que agora começa a ser usado também em igrejas. A ‘Secret Church Shopper’ é uma empresa que fornece esse serviço, e tem como objetivo transformar as igrejas em “Igrejas 5 estrelas”, como afirma em seu site.

Thomas Harrison, fundador da empresa, concedeu recentemente uma entrevista à CBN News explicando que a Secret Church Shopper viaja por igrejas de todo o país para “avaliar secretamente experiências de adoração”. De acordo com Harrison, após a visita, que acontece sem aviso prévio e é feita por um funcionário “à paisana”, um relatório é entregue ao pastor que contratou seus serviços.

Os “clientes secretos” enviados às igrejas fazem uma avaliação do culto, da atitude congregacional, saudação e hospitalidade, segundo a empresa, que afirma observar a congregação, porteiros, recepcionistas e ministros da igreja, como um convidado comum.

Harrison conta ter vivido as mais diversas experiências nas igrejas visitadas, e afirma que os dados levantados durante a visita são utilizados pelos pastores “para ajudar a igreja a melhorar”. A avaliação é baseada no ‘The Five Star Church’ (A Igreja Cinco Estrelas) um livro que, segundo ele, é dedicado à excelência cristã.


O avaliador de igrejas conta que durante os anos em que se dedica a essa atividade, uma história se destacou.

– Durante momento de comunhão, quando todos estavam apertando as mãos uns dos outros, uma mulher atrás de mim se inclinou por mim para apertar a mão de uma mulher na minha frente, e não disse nem mesmo um ‘olá’, ‘você está no meu caminho’, ou qualquer outra coisa. Então, eu me senti abandonado. E enquanto todo mundo estava apertando as mãos, eu fiquei ali, sozinho e de pé. – relatou, afirmando que sempre presta muita atenção à forma como os membros da igreja cumprimentam e tratam os “clientes”.

– Houve ocasiões, honestamente, onde entrei no local com um culto animado, mas ninguém falou comigo – completou.

Thomas Harrison afirma ainda que costumam atender igrejas de todos os tamanhos, “de 100 ou 10.000 membros”, e que sua atenção aos detalhes só não é maior que seu coração voltado para ajudar igrejas melhorar e alcançar mais pessoas com o evangelho.

Por Dan Martins, para o Gospel+

9 COMENTÁRIOS

  1. AVALIAR ESTES TIPOS DE APROXIMAÇÃO DOS FIÉIS E OS OBREIROS QUE ESTÃO ALI PARA O SERVIÇO, SEMPRE HOUVE…..OS PASTORES SEMPRE TIVERAM PESSOAS LIGADAS DE ALGUMA FORMA A ELE …NÃO PARA ESPIONAR, MAS PARA VER SE AQQUELES QUE FORAM ESCALADOS PARA SERVIR…COMO DIZ NA PALAVRA SE ASSENHOREM DE SEUS CONSERVOS…SEMPRE EXISTIU…EU SEMPRE USEI DESTA ESTRATÉGIA DIGO NÃO EXISTE OBREIRO RUIM …TEM PASTOR QUE ASSIM COMO ELI…FICAM CEGOS AS NECESSIDADES DO POVO DE DEUS

    • olha acho que igreja seria, nao precisa de, avaliador de igrejas nao, a BIBLIA ja temo remedio para isso livro de colossensses, capiltulo quatro:verso cinco, diz assim, andai c/ sabedoria para c/ os que sao de fora, remindo o tempo,verso 6, tambem diz, a vossa palavra seja sempre agradavel, temperada c sal, para que saibais como vos convem responder a cada um, entao nao precisamos de avaliadors de igreja, e so congregar em uma igreja seria, e, que se procupe c/ seus semelhantes, e que ensine a verdade!!

  2. sabe pessoal precisamos de fazer manisfetaçao p esse deputadinho q n tem o que fazer e esta tao preocupado c mundo gospel, quem ele pensa q e o dono da verdade, sera que algum dia leu Biblia desconfio q n . Precisamos de politico que trabalhe e n que se intrometa na vida alheia. O q vc tem feito pelo social. como tem visto o amor ao proximo ????

DEIXE UMA RESPOSTA