Para absolver policiais acusados de mortes no Carandiru em 1992, advogado apela a Deus e diz: “Não consigo entender o Brasil de hoje”

8

No julgamento do massacre do Carandiru, a defesa dos 15 policiais militares acusados de serem responsáveis pela morte de quatro dos 111 detentos mortos na invasão ao presídio em outubro de 1992, evocou a Deus para que o júri os absolvesse. A ação da Polícia Militar visava conter a rebelião na Casa de Detenção, que à época, abrigava 7 mil presos em condições precárias.

“Esses homens não seriam capazes de cometer um crime na Casa de Detenção”, afirmou o advogado Celso Machado Vendramini, ex-policial militar e responsável pela defesa dos réus.

Numa tentativa de sensibilizar o júri, Vendramini mencionou Deus: “Não tenho ideologia. Se os promotores acreditarem em Deus”, dizia o advogado, quando foi interrompido pelo promotor Eduardo Olavo Canto Neto: “Não matarás, doutor”. De acordo com informações do Jornal do Brasil, Vendramini rebateu a fala demonstrando estar contrariado: “Não pensem que vão (promotores) escapar da lei do carma. Tem gente que vai queimar no fogo do inferno”.

Na opinião do advogado, os réus foram prejudicados pelo estigma do regime militar: “Esqueçam a ditadura. Esqueçam as atrocidades. Vamos julgar homens, seres humanos, pais de família. Não quero absolver por absolver. Que culpa tem os PM’s se o Estado falhou? Vamos deixar isso de lado. É um pensamento típico de revanchismo da esquerda”, argumentou.


Para o advogado, a condenação dos policiais que estavam cumprindo ordens é uma distorção de valores: “A situação [dentro do presídio] não era tão suave como o Ministério Público tentou mostrar aqui. Não sou nenhum imbecil para dizer que não houve excesso lá dentro. Estou lutando contra um sistema […] Os policiais agiram no estrito cumprimento do dever legal e ficaram entre a cruz e a espada. Policiais que deveriam ser homenageados estão sentados no banco dos réus. Eu não consigo entender o que está acontecendo no Brasil hoje”, disse.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+


8 COMENTÁRIOS

  1. “Policiais que deveriam ser homenageados estão sentados no banco dos réus”

    Eu nao li isso. Esse massacre extrapolou os limites do Brasil para se tornar uma das das maiores vergonhas da America latina no final do seculo, o cumulo da banalizaçao da vida, ja’ mostrava o monstro da policia militar brasileira em formaçao.. triste episodio na historia do pais.

  2. SOU CONTRA MATAR, AGORA NUMA REBELIÃO A ONDE SÓ TEM CRIMINOSSOS ARMADOS BARBARIZANDO DENTRO DA PRISÃO A POLICIA VAI INVADIR COMO. COM A BÍBLIA NA MÃO?
    COM UMA ROSA PARA CADA PRESO OU ENTRANDO MANDANDO BEIJINHO.
    QUANTOS PAIS DE FAMILIA ESSES DESGRAÇADOS NÃO MATARAM E ROUBARAM SEUS SALARIOS PARA DROGAS E COMPRAR ARMAS PARA MATAREM MAIS PESSOAS E DROGAS PARA VICIAREM OS JOVENS.

    NO MEIO DE UMA BATALHA, DE UMA GUERRA AQUELE QUE DER O PRIMEIRO TIRO, CLARO QUE TODOS NO AUTOMATICO IRÃO DESCARREGAR SUAS ARMAS.
    QUEM SABE SE NÃO FOI O PROPRIO PRESO QUE DEU O PRIMEIRO TIRO.

    • CONCORDO, SE PROTEGER, AUTO PRESERVAÇÃO, DIANTE DE ASSASSINOS DE BANDIDOS, SE FEZ NECESSÁRIO , E O ESTADO JÁ FAZ DEMAIS POR PRESOS, AI TEM 5 A 6 REFEIÇÕES POR DIA, DIREITO A TRANSA DENTRO DA PRISÃO VISITAS SEMANAIS, BANHO DE SOL DIARIOS, CUSTAM MAIS DE 8 MIL POR MES CADA UM DELES, SEM FALAR NO SALARIO E MEIO QUE RECEBEM PARA NÓS TRATAR DOS FILHOS DOS BANDIDOS,M E O POBRES APOSENTADOS QUE CONTRIBUIRÃO A VIDA TODA CANHÃO NA MAIORIA UM SALARIO, QUER DIZER O NEGÓCIO É SER BANDIDO, AQUI FORA A MAIORIA QUANDO FAZ DUAS REFEIÇÕES, POEM AS MÃOS PARA OS CÉUS E AGRADECEM

    • concordo tbm , se esses presidiarios tivessem saido de la atirando na populaçao , creio q as pessoas iriam criticar , pedir por puniçao etc , agora como foi o inverso , fica falando o que nao sabe tbm , querem parecer bonzinhos perante a sociedade , mas no fundo gostaram da atitudes deles , nao sou a favor dessas barbaridades , mas vamos e venhamos , por causa de mtos que cometem esses delitos , nós sofremos tbm , pois quem está no transito deve tomar cuidado , quem sai para trabalhar nao sabe se corre o risco de ser assaltado , estrupada etc , é bom refletir tbm nesses fatores , será q os policiais sao tao horrendos qtos aos q estavam la presos? se estavam presos com certeza nao fizeram algo , e o fato de falarem “mas ja estavam pagando pena” , isso tbm nao justifica , eles nao sao santinhos q estavam la por livre espontanea vontade .

  3. corrigindo o texto anterior :

    concordo tbm , se esses presidiarios tivessem saido de la atirando na populaçao , creio q as pessoas aqui fora iriam criticar , pedir por puniçao etc , agora como foi o inverso , fica falando o que nao sabe tbm , as pessoas q sao a favor dos presidiarios querem parecer bonzinhos perante a sociedade , mas no fundo gostaram da atitudes dos policiais , nao sou a favor dessas barbaridades , mas vamos e venhamos , por causa de mtos que cometem esses delitos (presidiarios), nós sofremos tbm , pois quem está no transito deve tomar cuidado , quem sai para trabalhar nao sabe se corre o risco de ser assaltado , estrupada etc , é bom refletir tbm nesses fatores , será q os policiais sao tao horrendos qtos aos q estavam la presos? se estavam presos com certeza fizeram algo , e o fato de falarem “mas ja estavam pagando pena” , isso tbm nao justifica , eles nao sao santinhos q estavam la por livre espontanea vontade , alem de comerem e beberem as nossas custas e as familias dos presidiarios recebem $ mto mais q trabalhadores honestos

DEIXE UMA RESPOSTA