Em sua coluna no O Globo, Frei Betto elogia diálogo sobre sexualidade proposto pelo papa Francisco na Igreja Católica e questiona: “Deus é gay”

52

Frei Betto publicou em sua coluna no site do jornal O Globo um artigo intitulado “Deus é Gay?”. No texto, ele faz uma série de elogios ao papa Francisco “por colocar a sexualidade no centro do debate eclesial”, afirmando que a postura do atual líder da Igreja Católica em trazer tais temas à discussão é uma atitude “contra o cinismo” predominante na instituição.

Ele afirma em seu texto que é necessário “reler o Evangelho pela ótica gay, como pela feminista, já que a presença de Jesus entre nós foi lida pelas óticas aramaica (Marcos); judaica (Mateus); pagã (Lucas); gnóstica (João); platônica (Agostinho) e aristotélica (Tomás de Aquino)”.

– Quem, como eu, transita há décadas na esfera eclesiástica sabe que é significativo o número de gays entre seminaristas, padres e bispos. Por que não gozarem, no seio da Igreja, do mesmo direito dos heterossexuais de se assumir como tal? Devem permanecer “no armário”, vitimizados pela Igreja e, supostamente, por Deus, por culpa que não têm? – questionou Frei Betto.

Ele afirma ainda que “a unidade na diversidade é característica da Igreja”, e ressalta que os evangelhos apresentam quatro enfoques distintos sobre Jesus. Frei Betto comenta ainda sobre as mudanças graduais das visões teológicas dentro do cristianismo.


– Até a década de 1960, predominava no Ocidente uma única ótica teológica: a europeia, tida como “a teologia”. O surgimento da Teologia da Libertação, com a leitura da Palavra de Deus pela ótica dos pobres, causa ainda incômodo aos que consideram a ótica eurocentrada como universalmente ortodoxa – destaca.

– Diante dos escândalos de pedofilia, dos 100 mil padres que abandonaram o sacerdócio por amor a mulheres, e da violência física e simbólica aos gays, Francisco ousa se erguer contra o cinismo dos que se arvoram em “atirar a primeira pedra – completa.

Colocando Jesus como exemplo de conduta, o religioso afirma que “a Igreja não pode discriminar ninguém em razão de tendência sexual, cor da pele ou condição social”, e reforça que “O que está em jogo é a dignidade da pessoa humana, o direito de casais gays serem protegidos pela lei civil e educarem seus filhos na fé cristã, o combate e a criminalização da homofobia”, que ele classifica como “um grave pecado”.

– A Igreja não pode continuar cúmplice e, por isso, acaba de superar oficialmente a postura de considerar a homossexualidade um “desvio” e “intrinsecamente desordenada” – afirmou o religioso.

– Deus é gay? “Deus é amor”, diz a Primeira Carta do apóstolo João, e acrescenta “o amor é de Deus, e todo aquele que ama nasceu de Deus e conhece a Deus.” E, se somos capazes de nos amar uns aos outros, “Deus permanece em nós” – destaca.

52 COMENTÁRIOS

      • ou seja, a seita católica conseguiu produzir mais um “Lutero”, afinal, Martinho Lutero saiu da tal seita dizendo que gizuis era fornicador, e que vários livros do NT não deveriam estar lá.

        “Frey beto” sai da seita católica defendendo a baitolagem explícita.

        ambos (Lutero e Beto) vão na contra mão do que pregava a seita de onde sairam e contra o que prega o protestantismo de hoje em dia.

  1. DEUS como sabemos é Espírito e com isso não tem sexo assim como anjos, mas os fundamentalistas sim só pensam em sexo, e são ficais do rabo alheio.
    Desde que o rabo não seja ungido porque se for tá liberado pra pastores estupradores.

  2. Diante dos fatos contemporâneo estou mais convicto que a revolta de lutero contra a sua igreja católica foi uma obra de Deus,sabendo Deus que a igreja católica iria se tornar numa igreja herege,ele levantou os protestante na terra para guardar a fé.

    • um “omi di deus” que pregava um Cristo fornicador e pecador.

      um “omi di deus” que pregava que o novo testamento estava errado e queria retirar alguns livros da palavra de Deus!

      Parabéns pelo seu “omi di deus Luciano”

      ——

      hj vemos esse outro “omi di deus” que não é mais católico, se levantar e pregar a favor do homossexualismo (prática).

      Parabéns.

    • Luciano, julgar toda uma igreja por causa de erro de alguns não é mérito seu nem meu.
      Como o Olavo de Carvalho, irônico crítico da ICAR -pois também é um – diz, “A igreja não é o papa, a igreja é nóis”.

      Julgar todos errados em detrimento dos conservadores contra ideais modernistas e liberais contra Deus e seus ensinos, deixa uma imagem exageradamente podre.

  3. Engraçado, quando os evangélicos negam os supostamente seus, a turma aqui vem e senta a pua.

    Agora tudo quanto é católico renega seu filho beto?

    Ora, o frei é ou não católico?

    Não foi esse frei o representante católico junto ao governo Lula? Não foi ele um dos idealizadores do PT/Lula, mas que agora todos o renegam?

    • Não é um sacerdote da Igreja, nem celebrar uma missa pode. Ele é um multiplicador da teologia da libertação, uma teologia negada e condenada por nossos ensinamentos e pelos papas.

      • Levi, se o que ele ensina é oposto ao livro sagrado que ele leva , no mínimo muitos iriam querer ele afastado de seu cargo, da mesma forma que policial que vende armas à traficantes, da mesma forma professor que molestam alunos, da mesma forma que políticos que fazem corrupção na Petrobrás…

        No entanto, há controvérsias… esse frei diz que há cinismos, no entanto, sob outro ponto de vista, ele é o cínico. Debaixo filosofia cristã sob qual ele está, o próprio erra em muitos pontos, dando no mesmo que um vegetariano comendo carne. Essa é a critica que o mesmo recebe, que adianta ensinar sobre o que um galileu diz se o resto do conteúdo que carrega é contraditório?

        Ele tem camisas do Che Guevara, que assassinou gays, isso não é de se indagar?
        Um exemplo de um ateu-teísta.

        • Na boa Rubem, cristãos não tem moral pra falar de qualquer outro grupo que discrimina os homossexuais.

          Ateus? Ateus não amigo. Comunistas. Tem uma diferença.

          O que os cristãos fizeram pelos gays? Olha a atuação da bancada da intolerância no congresso, que pratica uma política de segregação. É tão absurdo que eles até legitimam o CRIME. Isso mesmo, homofobia é crime para qualquer pessoa de bom senso. Mas esses fundamentalistas, usam dos mais tristes argumentos desonestos para desqualificar a questão e deixar as coisas como estão atualmente. Ou seja, querem ter libertinagem pra destilar todo o tipo de absurdos e ofensas para um grupo da sociedade.

          Isso pra não falar de suas politicas proselitistas. Que visam impor a religiosidade deles a toda uma sociedade plural.

          Não sou professor. Mas se eu fosse e esses fundamentalistas aprovassem ensino religioso em escola pública, eu pediria DEMISSÃO. Me recuso a aceitar religião em um ambiente público, ainda mais em uma escola. Absurdo.

          • Slash,

            Quer dizer, meu caro, que somente agora vocês perceberam a pregação dos evangélicos sobre esse tema bíblico?

            Por favor, há o interesse que o tema seja visto com simpatia pela sociedade como um todo, que sejam quebradas as barreiras, que até deixe de ser considerado aos moldes como a bíblia fala, isso é fato. O problema, meu caro, é que a forma como estão lutando e fazendo não é a correta, pois ao tempo que se quer temperança para o tema, existe esta vontade de impingir aos evangélicos em especial(afinal não se vê essa metralhadora contra a católica) a prática de uma ação criminosa ao dizer que são todos homofóbicos.

            É de se indagar se o objetivo a desconsideração apenas de pecado, ou seja, de se rever que seja algo contra uma norma de cunho bíblico, achando que até parece que querem destruir os evangélicos.

            A estratégia está errada, somente trazendo sofrimento, somente trazendo angústias, meu caro.

            O confronto deve ser de ideias, tentando-se trazer o tema à luz da ciência, pois até hoje não foi explicado ainda o motivo de uma criança de sete antos possuir eminentemente traços e trejeitos inversos ao sexo que carrega. Nunca vi se tentar usar o detector de mentiras a quem diz que desde a tenra idade sentia somente atração para os de mesmo sexo.

            Não, não e não, o que está acontecendo é um travar de uma batalha, e com certeza essa postura Cristo não a consagra, pois não se constitui do interesse dele ter filhos e filhas belicosos, intolerantes, não dados ao diálogo, não buscador da verdade por meio dos métodos tradicionais e de respeitabilidade, e principalmente de amor, pois quem ama não diz que o próximo é homofóbico, pois palavra dura, chega a ser ofensa, xingamento,

          • Slash,

            Quer dizer, meu caro, que somente agora vocês perceberam a pregação dos evangélicos sobre esse tema bíblico?

            Por favor, há o interesse que o tema seja visto com simpatia pela sociedade, outrossim, que sejam quebradas as barreiras, e até deixe de ser considerado aos moldes como a bíblia fala, isso é fato e isso todos estão vendo do interesse nessa linha de entendimento.

            O problema, meu caro, é que a forma como estão lutando e fazendo não é a correta, pois ao tempo que se quer temperança para o tema, existe esta vontade de impingir aos evangélicos em especial(afinal não se vê essa metralhadora contra a católica) a prática de uma ação criminosa ao dizer que são todos homofóbicos.

            É de se indagar se o objetivo consiste apenas na desconsideração do homossexualismo como um pecado, inclusive de se rever a norma bíblica, em verdade, da forma como se estão conduzindo a coisa, mais parece que até querem algo mais, como destruir os evangélicos.

            A estratégia está errada, e somente vem trazendo sofrimento e angústias, meu caro.

            O confronto deve ser de ideias, tentando-se trazer o tema à luz da ciência. Até hoje não foi explicado o motivo de uma criança de sete antos possuir eminentemente traços e trejeitos inversos ao sexo que carrega. Nunca vi se tentar usar o detector de mentiras a quem diz que desde a tenra idade sentia somente atração para os de mesmo sexo. Um estudo científico.

            Não, não e não, o que está acontecendo é um travar de uma batalha, e com certeza essa postura, Cristo não a consagra, pois não se constitui do interesse Dele ter filhos e filhas belicosos, intolerantes, não dados ao diálogo, não buscadores da verdade por meio dos métodos tradicionais e de respeitabilidade, e principalmente do amor.

            Quem ama não diz que o próximo é homofóbico, pois palavra dura, que se constitui numa ofensa, num xingamento,

        • José, José, caso um cristão assassine, quer dizer que todos os cristãos são naturalmente assassinos? Cada um que tenha seu tratamento, os outros não são culpados dos erros dos outros.

          Nem por isso vou diminuir um católico, protestante, evangélico por haver padres/pastores fazendo erros por aí.

          Lutero era antissemita, nem por isso os cristãos hoje são – em sua maioria.

      • Zé Carvalho,

        aquele que nem é bem frei, nem é bem Betto. Sobretudo, não é bem católico.

        Não é bem frei, porque para ser frei é preciso ter feito os três votos religiosos: o de obediência, de pobreza e de castidade. Betto, como frade dominicano, os fez. Ou deve tê-los feito. Vá lá se saber. Mas, quem o vê, quem examina o que ele faz, diz, e diz que faz, não sabe se ele é um religioso ou um leigo.

        Porque apesar do voto de obediência, envolveu-se na guerrilha comunista e prega a subversão. Porque embora tenha feito voto de pobreza, e, como teólogo da Libertação, defenda a opção preferencial pelos pobres, confessa ter “independência econômica”, com relação à Igreja, graças às rendas provenientes de seus direitos autorais.

        “Então – diz ele – comecei a escrever e a publicar, na Civilização Brasileira, na Vozes também, e passo a viver de direitos autorais… Como não tenho família, meu custo de vida é muito baixo.” (Frei Betto, A Vida entre o Céu e o Inferno, entrevista à revista Palavra, ano I, No. 6, setembro de 1999, p. 16 ; Cfr. Frei Betto, Jornal do Brasil , 31- VIII- 86).

        Finalmente porque, em que pese o seu voto de castidade, Betto não se peja de declarar que o erotismo tem lugar na vida de um religioso como ele (Cfr. Folha de São Paulo , 10- V – 86). E confessa sem nenhum pudor que:

        “As mulheres sempre aconteceram em minha vida… Era inevitável… Só não me casei porque as mulheres que me interessam não se interessaram por mim, e as que se interessaram por mim, eu não me interessei por elas“. (Frei Betto, Entre o Céu e o Inferno, Palavra, Ano I, No. 6, set. 1999,p.13).

        Betto é, pois… digamos…um …semi-frade. Um paradoxal frade. Obedientemente subversivo. Pobremente abastado. Castamente erótico. Teologicamente marxista. Mesmo depois do desmoronamento do comunismo: “Eu continuo socialista. Mas não quero reproduzir nenhum dos modelos que caíram… Tampouco o cubano, que eu respeito, defendo e sou solidário… Olha, eu não vejo saída para a humanidade fora da distribuição de renda, da partilha de bens…Com a acumulação e a desigualdade, eu não vejo como se pode criar uma humanidade…” (Frei Betto, Entre o Céu e o Inferno, Palavra, no. citado, p. 16).

        Como Pio XI definiu que “ninguém pode ser, ao mesmo tempo, bom católico e verdadeiro socialista”, porque “católico e socialista são termos antitéticos” (Pio XI, Quadragesimo anno, Denziger, No. 2270), segue-se que Betto , não é bem católico. Faz-se de. Como se faz de frade.

        Também não é bem Betto, porque esse é seu apelido mineiro e caseiro.

        Dissemos que ele não é bem católico, por querer juntar o inconciliável: catolicismo e socialismo. Mas, quando se examina o que escreve em seus livros “teológicos” – onde as heresias e erros doutrinários gravíssimos pululam – deve-se concluir que ele não é nada católico.

        Sei que pedir para alguém comprovar tudo isso, às custas de ter que ler os artigos e os livros desse “teólogo” sem teologia, e desse escritor sem graça, é exigir demais da paciência de qualquer leitor. Porque, se hoje é preciso ter muita paciência para ler enfadonhos e pouco letrados jornais, muito mais para ler os chatos e repetitivamente marxistóides artigos de Frei Betto.

        Betto foi excomungado automaticamente pela Igreja Católica.

  4. Finalmente!

    Nas sábias palavras do Padre Fábio de Melo, a sexualidade no cristianismo ganhou um peso muito grande. Em seguida ele indaga o pq disso.

    Analisando profundamente outras religiões e filosofias de fé, podemos constatar que esse peso todo só existe nas religiões abraâmicas. Dai podemos concluir é que uma questão cultural ligada ao povo de origem dessas religiões. Assim como a questão da reencarnação, que é quase unanime nas outras formas de fé, mas que tb é discriminada pelas religiões abraâmicas (as únicas que não creem nisso).

    Esse dialogo é importante, para que a igreja finalmente desenvolva formas de falar sobre o assunto, sem discriminar. Ou então, talvez fosse melhor o cristianismo não mais tocar na questão da sexualidade. Pq essa imposição normativa, tem feito um mal muito grande para a sociedade. Tem gerado preconceitos, intolerância e um monte de coisas ruins. Não está se respeitando as demais pessoas que não são cristãs ou que querem fazer suas próprias escolhas, ter suas próprias convicções.

    Quantos foram os discursos proferidos por cristãos, de forma discriminatória? E as políticas de segregação? A igreja não precisa fazer apologia, basta ter em mente que é preciso se respeitar a pessoa e reconhecer que ela não deve ser excluída da sociedade, que a igreja estará dando um passo gigantesco para o amanhã.

    O evangelismo, fruto da religião protestante, cuspiu, afrontou e desrespeitou o estado laico. Será uma ironia e tanto, se no futuro a Igreja Católica sair em defesa da laicidade do estado.

      • Mauro, pelo o que sei, um professor católico de minha faculdade disse que na Idade Média o ensino era o seguinte:
        -sexo é a porta do pecado, então ser sacerdote ou freira evitada a tentação com o outro sexo.
        – a mulher não podia se ver nua e tomava banho com roupa, nem podia olhar a si mesma no ato sexual,
        -somente “para procriar”.
        Fora que o sêmen continha “alma”, Deus daria penalidade para os que praticavam o “onanismo” – Apesar de que na verdade, Onã no antigo testamento fez o “coito interrompido”, recebendo uma maldição divina.

        • Infelizmente Rubem

          Essa é a mentalidade débil que querem reviver no nosso país. Seremos jogados para a ERA MEDIEVAL. Enquanto o mundo, pelo menos uma parte dele, caminha para o século 21.

      • Rubem

        o catolicismo não tem um manual de práticas e métodos sexuais. Não há listas, muito menos ilustrações, do que é lícito ou não. A moral católica trabalha com conceitos e princípios, que nós, através de um exercício mental, devemos aplicar.

        Para termos a real noção do que é a sexualidade no matrimônio, podemos iniciar com os seguintes questionamentos:

        O que significa o matrimônio e a relação sexual no plano divino? Para que Deus os criou? Qual a Sua intenção? Qual o modelo que temos para viver a relação sexual no matrimônio? Qual o contexto que me realiza como pessoa na vivência da relação sexual?

        Primeiramente, cabe desfazer o mito de que “sexo é sujo”.

        “Seja bendita a tua fonte! Regozija-te com a mulher de tua juventude, corça de amor, serva encantadora. Que sejas sempre embriagado com seus encantos e que seus amores te embriaguem sem cessar! ” (Provérbios 5,18-20)

        O casamento não é uma questão periférica na vida cristã, mas sim, encontra-se no centro do mistério. Por meio de sua analogia, comunica o mistério de Deus.

  5. Católico tem que estudar, tem que ler, pois quem interpreta as Escrituras para nós é o Sagrado Magistério, sempre conforme os papas o fizeram. Não há duas teologias para se escolher entre elas, há a Teologia que se submete ao Magistério. A TL não faz isso, mas contesta o Magistério. A dialética já existia na filosofia grega antes de Cristo. O método marxista, na verdade, deturpou a dialética desde um segundo momento, quando passou a manipular as expressões e a formular máximas para incutir sua ideologia, ditando o que seria “politicamente correto”. Ninguém está “ajuntando sem Cristo para espalhar” e nem “fazendo com que os que estão a favor de Cristo se tornem contra”, mas apenas defendendo a Verdade que é Cristo e praticando a amizade por Cristo, o qual tem na Sua Igreja e Esposa a sua continuidade na terra até que Ele retorne. Diversos papas desmascararam tanto o marxismo da TL e o relativismo do modernismo como o liberalismo teológico que agride a Cristo naquilo que a Ele pertence e que dispôs a quem quis, conforme Revelado. Aprendam que é através do Primado de Pedro que a Igreja preserva o Depósito da Fé, pois sem isso acabam tendo sua fé relativisada. Agora, se discordam disso e querem seguir o que acham, sem temer tornarem-se anátemas ou apóstatas, nada podemos dizer senão nos despedirmos, assim como Cristo aceitou como realidade optativa para o homem, quando os discípulos consideraram duro seu discurso sobre a Eucaristia.
    Betto, fique à vontade e funde a sua igreja.

  6. Seria muito bom que este padre,compra-se,ou aluga-se,ou pedi-se emprestado,um tempo, para um momento de sabedoria,(porque ele nunca encontrou tempo)para ler a bíblia,porque certamente não leu, e si leu não entendeu ,e si entendeu é um enganador,que procura fazer uso do titulo de padre,para dar legalidade ao erro, a mentira,porque aquele que diz falar em nome de DEUS, não pode ser um mentiroso ou enganador, porque ele não leu Romanos I TODO,e a verdade vos libertará.

    • Esse Frei Beto é um politico disfarçado, porque é contraditório defender a causa gay e defender o comunismo assassino de gays. Ou seja, quer só confundir os cristãos para arranjar massa de manobra politica.

    • Engraçado que alguns deles fazem confusão nas palavras que escrevi induzindo que eu disse que homossexuais são pedófilos. Alguns deles não são pessoas sérias…

      Apenas disse em posts que outros ativistas se aproveitam dessa causa para enunciar que “pedófilos” tem lugar na sociedade por terem “orientação sexual” assim como os “homossexuais” – baseado em palavras vindas de ativistas pró-pedofilia com doutorado em psicologia -, ou seja, essa conversa fiada de comparar é só para escapar, se mostrando “oprimido”. Isso está ocorrendo no Canadá, e o pessoal me escreve que quem diz isso são pessoas ignorantes como de países africanos… olha o nível com que comparam um comentário de um doutor, como se eu tivesse inventado.

      Caso alguém discorde, eu mostro as fontes com as palavras de dos dois doutores do Canadá (Hubert Van Gijseghem e Vernon Quinsey ), pronto. Ninguém em defesa pelos gays precisa ficar “sentido”, “oprimido”, é uma cogitação de cientistas e como ciência não é religião… quem vai discordar?

  7. @levi varela

    O catolicismo está mudando e a maior prova disso chama-se Papa Francisco. E o papa é apenas o reflexo de um modernismo que vem crescendo, mesmo que lentamente, no meio católico. Não sei o pq disso mas gosto de pensar que os católicos modernos querem esquecer a triste história de sua igreja, repleta de casos de intolerância dos mais altos níveis e de um autoritarismo tão absurdo que causou pelo menos duas grandes revoltas na história humana(Revolução Francesa e Unificação da Itália).

    E é muito bom que os católicos do século 21, queriam deixar isso pra trás. Como é bom ver que estão se tornando cristãos dispostos ao DIALOGO sobre as mais variadas questões. O caminho é esse. Ninguém quer banir o cristianismo do mundo. Apenas queremos o respeito que merecemos. Sejamos nós, descrentes(como eu), adeptos de outras crenças, mulheres modernas ou homossexuais. Pq queremos o respeito? Pq somos todos seres humanos e é inaceitável que sejamos tratados com inferioridade.

    Outras crenças e filosofias de fé, são melhores nisso que o cristianismo e acredito que um dia, irão crescer muito pelo mundo.

    Se não há essa metralhadora contra o catolicismo, é justamente pq reconhecemos que ele está tentando mudar. Claro que não é algo simples e que não será feito rapidamente. Mas qualquer esforço nesse sentido, é válido. E sabem pq? Religião não tem o direito de fazer MAL as pessoas.

    Pensem nisso antes de destilarem seus venenos contra nós. Pq em nome dos segmentos diversos da sociedade, digo que estamos ficando cansados disso.

    Como vc quer que não os chamemos de homofóbicos, se vcs se comportam dessa forma? Como disse em outra ocasião, o grande erro dos evangélicos deste país, é ser radicalmente contra a PL 122 sem APRESENTAR UMA ALTERNATIVA PARA ELA. Ao fazer isso, vcs passam sim a imagem de que são homofóbicos e que querem ter a libertinagem chamar os outros de DOENTES, ANORMAIS e etc….

    E eu tb já disse. A normatização cristã diz respeito apenas a vcs, cristãos. Nós, os outros segmentos, não temos nada a ver com isso. Temos nossos problemas, nossas necessidades e deveríamos ter os nossos direitos.

    • Slash.

      Meu caro, nos países cuja matriz é protestantes foi o berço da abertura dos direitos individuais nesse tema da homossexualidade, bem como noutros temas, como: aborto, reconhecimento civil da relação…, citando como exemplo a Suécia, Finlândia, Noruega, Holanda, EUA.

      Acredito que tais países conseguiram ter outra visão em face do diálogo das pessoas interessadas, das pessoas que comungavam do mesmo pensamento, da tolerância, da visão diferente dos temas.

      Mas dum momento pra outro começaram alguns a trazer à mesa das discussões o tema da homossexualidade agregado a duas coisas: que são os evangélicos homofóbicos e que os atos praticados de homofobia, em especial quando há mortes, decorrem das pregações nas igrejas evangélicas,

      De igual modo como não se gosta de ser chamado de homossexual também não é aceitável e de modo algum que os meus parentes sejam chamados de homofóbicos apenas por serem protestantes.

      Medir forças? Começar uma guerra sem que antes tenha se tentado fumar o cachimbo da paz? Sem tentar um diálogo com a sociedade?

      Ora, a bíblia contém um livro de conteúdo quase que erótico em que há palavras não condizentes aos ouvidos nem de adultos e nem de crianças, segue, parte do livro de Cantares de Salomão, capítulo 5:

      2 Eu dormia, mas o meu coração velava; e eis a voz do meu amado que está batendo: abre-me, minha irmã, meu amor, pomba minha, imaculada minha, porque a minha cabeça está cheia de orvalho, os meus cabelos das gotas da noite.
      3 Já despi a minha roupa; como as tornarei a vestir? Já lavei os meus pés; como os tornarei a sujar?
      4 O meu amado pôs a sua mão pela fresta da porta, e as minhas entranhas estremeceram por amor dele.
      5 Eu me levantei para abrir ao meu amado, e as minhas mãos gotejavam mirra, e os meus dedos mirra com doce aroma, sobre as aldravas da fechadura.
      6 Eu abri ao meu amado, mas já o meu amado tinha se retirado, e tinha ido; a minha alma desfaleceu quando ele falou; busquei-o e não o achei, chamei-o e não me respondeu.

      Mas não vejo as pessoas lendo esses versículos nas igrejas, coisa que pode se repetir quanto ao tema dos homossexuais, basta uma campanha conscientizadora que tantos evangélicos como católicos se adequam.

      Ora, está tão sério que até as mortes passionais, as decorrentes do estado de prostituição e drogas, estão tentando computar como se fossem decorrentes de homofobia.

      Calma, não incriminando injustamente o próximo que se faz a justiça e se pratica o amor, do contrário, faz é levante e alimentar o ódio, porquanto guerra civil.

      O Brasil sempre soube respeitar, tanto que o país teve música em prol de um travesti famoso nos anos 80/90, clodovil sempre com grandes audiências…

      Não o Brasil não é homofóbico, muito menos os evangélicos, aliás quanto a esses últimos, nunca apitaram coisa alguma neste país, nunca foram formadores de opinião. Em verdade são também discriminados aos moldes dos negros, nordestinos, mulheres, judeus…

      A Câmara Federal tem apenas 12%, de deputados evangélicos, então como sujeitar a vontade deles à da maioria? Senadores, talvez 4%, assim se não querem aprovar no Congresso, eis que decorre de outros grupos, os que são maioria, em síntese, os católicos.

      Calma com o andor, pois o santo é de barro, meu caro.

  8. Frei Beto é um intelectual dito progressista. ´´E defensor da teologia da libertação, que coloca os pobres no centro da missão da Igreja. Até aí, exceto o lado marxista-leninista de sua proposta,travestida de cristã , não vemos muita coisa, pois foi superada com o tempo e a realidade do mundo. Mas indagar se Deus é gay é insinuação de caráter diabólico. A palavra de Deus é claríssima quanto a questão homossexual. O Papa está demonstrando mais uma vez seu EVANGELHO POLITICAMENTE CORRETO, visando agradar a gregos e troianos. Seu principal interesse é fazer da Igreja Católica uma instituição simpática, agradável e acolhedora. Objetivo desejável. Mas existe um problema. Em seu evangelho politicamente correto, ele não está levando em conta a palavra de Deus em sua essência. DEUS ABOMINA A PRÁTICA HOMOSSEXUAL. Sem a menor dúvida. Ele precisa falar menos e reler a palavra de Deus com mais calma. Para que não contribua para a condenação de muitos homossexuais, que deixarão de ser arrepender e vão continuar em seu pecado abominável. HOMEM E MLHER em união sexual e conjugal. ESTE É O PLANO DE DEUS. Não é discriminação. É santificação, sem a qual ninguém chegará a Deus (Hebreus 12.14) .DEUS É DEUS! Não é gay.

  9. Bom… Até onde ex-seminaristas contam, os relacionamentos homossexuais entre os veteranos e calouros é “profundo”. Então, esperar o que? Deveria haver uma proibição quanto ao uso do termo igreja, por esses movimentos apóstatas. Por causa desses infelizes, a Igreja caiu em descrédito. Seja DEUS verdadeiro e todo homem mentiroso! Maranata!

    • Igreja não é padre, papa, pastor, igreja não é instituição. A igreja começa a partir de você e se estende aos outros, por isso ela é comunitária.

      Daí o equívoco de julgar um grupo inteiro em detrimento de outros. Não posso dizer que todos são assim, há tantas variáveis de seres humanos e cada um com sua particularidade, que essa argumentação não pode ser absoluta.

      De fato, não somente há pessoas como movimentos obscuros e corruptíveis dentro de igrejas, no entanto, isso ao meu ver não dá critério para se desmerecer o fundador da igreja. Pelo que li, nas cartas não é recomendações de apóstolos e advertências quanto aos erros de pessoas em comunidades? Já havera diversos erros entre os primeiros cristãos e muitos foram combatidos.

      Se você anotar o número de heresias que surgiram desde o século II, vocÊ iria dizer que a igreja do Jesus deixou de existir, mas sempre esteve ali, em cada canto onde se estava unidos, combatendo os erros via uso de conceitos filosóficos contra filosofias pagãs. Não é atoa que muitos relembram os Apologetas e pensadores que citavam em suas obras para não observarem termos e filosofias que vão contra a essência das Escrituras, inclusive a deles próprios caso cometam deslizes conceituais, pois são humanos.

  10. TOTALMENTE EQUIVOCADO. ELE SE ESQUECEU DO QUE ACONTECEU COM SODOMA E GOMORRA. E TAMBEM SE ESQUECEU de ler I CORÍNTIOS 6
    9 Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus? Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas,
    10 nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.
    Deus te abençoe

  11. Esse padre. Sabe. Que. ApraticA. Do. Homossexualismo. E. Pecado. Segundo. A. Bíblia. E. Ponto. Final. Todo. Mundo. Sabe. Disso. Quem quiser. Praticar. Pratique. Mais. Não. Tem. A. Aprovação. De. Deus. Nem. Da. B bíblia. Que. Estão. Acima. Do. Papa.

  12. Acho que ser catolico e fazer catequese e depois nunca mais obedecer a bibila seu livro de fe.Eu pergunto com e que se pode ser cristao sem obedecer seu livro de fe?

DEIXE UMA RESPOSTA