Deputados ligados à Universal são suspeitos de desvios de recursos de programa social

17

Os deputados federais Tia Eron e Márcio Marinho (PRB-BA), integrantes da bancada evangélica e ligados à Igreja Universal do Reino de Deus, podem ter recebido, de maneira indireta, recursos destinados a beneficiários de um programa social da Assembleia Legislativa baiana.

Tia Eron ficou nacionalmente conhecida por ser o “voto de minerva” contra Eduardo Cunha no Conselho de Ética da Câmara e está entre os políticos que receberam doações de campanha de beneficiários do programa social, que custou R$ 19 milhões entre 2011 e 2014 e era destinado a “crianças carentes” matriculadas na rede de ensino.

De acordo com informações do jornal Folha de S. Paulo, 80 doadores de campanha de 2014 estão na lista de beneficiários do programa bolsa-auxílio. O deputado federal Márcio Marinho

O Partido Republicano Brasileiro (conhecido nos bastidores como “partido da Universal”) é a legenda que mais recebeu recursos para seus candidatos de doadores que fazem parte da lista de beneficiários do programa.


As verbas usadas pela Assembleia Legislativa da Bahia para sustentar o programa foram depositadas nas contas de 3.349 alunos ou seus responsáveis, de acordo com o portal Meu Congresso Nacional, que mapeia informações sobre as atividades parlamentares e doações a candidatos.

No total, os beneficiários do programa de bolsa-auxílio que fizeram doações aos políticos entregaram cerca de R$ 330 mil aos candidatos, o que é conflitante com as condições sociais exigidas para receber o benefício.

Márcio Marinho (bispo licenciado da Igreja Universal), Tia Eron e o deputado estadual Sildevan Nóbrega, todos do PRB, receberam, juntos, R$ 48 mil de oito bolsistas.

Outro envolvido no escândalo é o ex-deputado estadual baiano Deraldo Damasceno (PSL), que aparece como o maior recebedor de “doações”: R$ 34 mil, oriundos de três “bolsistas”, que juntos receberam R$ 14 mil de bolsa. O intrigante é que todos os três trabalhavam com o deputado, com salários entre R$ 5 mil e R$ 11 mil.

A Folha aponta ainda o deputado estadual Alex Lima (PTN), que está entre as “crianças carentes” beneficiárias do programa e recebeu R$ 2.500 de auxílio em 2012, dois anos antes de se eleger. Em sua declaração de bens em 2014, afirmou ter patrimônio avaliado em R$ 1 milhão, mas alega ter passado por uma fase de dificuldades financeiras.

17 COMENTÁRIOS

  1. Tinha que ser evanjegues ., assim como a máfia das ambulâncias ., e ainda da seita universal.,
    Esta tiazona do Brás foi aquela que deu o último voto pro capacho pastoreco do cunha

    • se o fato de haver evangelicos corruptos desacreditasse totalmente a igreja evangelica teria que passar o mesmo com a igreja catolica a igreja de Collor Lula Maluf e tantos outros por cada um corrupto evangelico tem uma centena de catolicos.

      • Pelo menos Ivan os catolicos nao sao hipocritas feito este da universal, que no final dos cultos pede votos para os pobres dos membros, que na inocencia, inclusive eu mesma ja fiquei fazendo campanha quando era desta igreja acreditando que iam fazer algo pelo povo que deixa de comer para dar o dinheiro todo la, mas eles vao pagar muito caro. Eles enganam o povo mais Deus não

        • a igreja catolica esta impregnada de clerigos petistas sua participação politica foi tragica em diversas ocasiões tambem não que isso desculpe os erros das igrejas evangelicas mas a icar não esta de modo algum em melhor situação e seus apologetas deveriam saber disso.

  2. E essa tia Eron querendo dar uma de santona do pau oco na hora de votar contra Cunha. .. bem que defeni seu discurso como de um fariseu ( no mínimo não sobrou uns trocados ) para que votasse ..deu pra sentir no seu discurso de raiva e ódio logo após o voto… Grande trouxa porque é mais uma vendida e vai queimar mas profundezas do inferno TIA ERON CORRUPTA SEM ESCRÚPULOS . fica a frase da canção ” Se gritar pega ladrão “

  3. É isso que dá misturar igreja com política. O paiol de milho está infestado de ratos. Precisamos dedetizar com urgência, ou seria exorcizar? Esses dois roubaram na primeira oportunidade que tiveram. Estavam achando que estavam na igreja e podiam fazer qualquer coisa.

DEIXE UMA RESPOSTA