Ciência & Saúde

Possível descoberta de vida fora da Terra afetaria a ciência e a religião, afirma relatório Riscos Globais

Comments (69)
  1. Homem Sábio disse:

    É claro que existe vida fora da Terra.

    Aliás, existem dois lugares que existem pessoas bem consciente:

    O Hades e o Pairi-daeza.

  2. Pitagoras disse:

    A ciência obviamente faria os ajustes necessários, pois não tem dogmas. Quanto às religiões….

    1. Homem Sábio disse:

      Exatamente. As religiões têm dogmas. A ciência também tem seus dogmas, e muito!!!

      O que seria dogma?

      Os ateus e agnósticos usam o termo “dogma” para contradizer ou depreciar a “religião”, não sabendo eles, todavia, que o termo dogma significa, no campo filosófico, uma doutrina/ideia imposta que não admite contestação.

      Oras, e não é isso que vemos no neo-ateísmo hoje em dia? Tudo o que eles apresentam como “provas”, todos os “elementos”, todas as suposições são tidas como verdade absoluta, tais quais “a religião é má”, “Deus não existe”, “a ciência é a chave de tudo” – como se fôssemos contra a Ciência.

      A teoria, digo TEORIA, da evolução é o maior dogma da humanidade. Seus defensores não admitem contestações, não admitem alegações, nem tampouco crítica ao já reconhecido combalido e muito criticado “evoluções”, principalmente uma evolução iniciada da abiogênese, a qual segundo o filósofo Olavo de Carvalho escreveu: “o darwinismo é genocida em si mesmo, desde a sua própria raiz. Ele não teve de ser deformado por discípulos infiéis para tornar-se algo que não era” . Mas isso é dogma para os adeptos do ‘cientismo’.

      E o que me falar do 2° = 1? Isso não seria um dogma da matemática?

      O neo-ateu é dogmático por excelência.

      O Evangelho de Deus em Cristo Jesus, pelo contrário, não há dogma. Pois como diz o teólogo Caio Fábio: “Jesus nunca sistematizou nada e jamais o faria, a menos que desejasse “matar Deus”. Quem sistematizou o ensino de Jesus, corrompendo-o, foram os religiosos do ‘Cristianismo’ Constantiniano”, e mais: “Um ensino não sistematizado, por definição ocidental não acidental, não faz uma doutrina. Dos gregos para cá que no Ocidente uma doutrina é um corpo de pensamento que se fecha em lógicas de suposta satisfação intelectual não acidental. Ora, por tais critérios Jesus não tem uma doutrina”.

      Cansei. Depois escrevo mais.

      1. Anônimo Oculto Culto disse:

        Meu prezado Homem Sábio: que tal aprender o que é ciência? Dá uma olhadinha na wikipédia. Lá não é referência sólida, mas no seu caso, é um excelente começo. Que tal começar pela definição de teoria científica. TODAS as ideias em ciências são hipóteses, TESTÁVEIS e por tal FALSEÁVEIS por exigência. Isso NÃO é o ponto fraco da ciência. É em verdade o ponto mais forte. Teoria em ciência é a união indissociável de duas coisas: ideias TESTÁVEIS E FALSEÁVEIS, e testadas frente os fatos; e o conjunto de FATOS VERIFICÁVEIS, até mesmo por IDiotas como vocês. Sim, teoria da evolução ” é só uma teoria”, igualzinho a TODAS as demais teorias científicas, e ai reside o problema de vocês IDiotas. Ela É uma TEORIA CIENTÍFICA exatamente nos moldes acima! Assim, meu amigo, sim TEORIA da evolução é “SÓ UMA TEORIA”, assim como TEORIA da gravidade é só UMA TEORIA. Agora, contra o confronto com os fatos, saiba que a teoria da evolução – que, assim como a teoria da gravidade, a teoria celular ou qualquer outra, NÃO é um dogmas – encontra-se em perpétuo teste frente aos FATOS conhecidos, e encontra-se hoje mais sólida do que a própria teoria da gravidade – conforme atualmente estabelecida pela relatividade geral. Ao passo que temos indícios de neutrinos viajando acima da velocidade da luz lá na europa, que se confirmados levarão a uma revolução na teoria da gravidade, a teoria da evolução – que encontra-se sujeita a questionamentos FACTUAIS análogos, VERIFICÁVEIS – não defronta-se sequer uma evidência verificável e verídica (evidência científica) que mostre-se contraditória com as ideias nela encerradas. Quando Darwin a propôs, ele sabia que os descendentes se reproduziam com variações, mas não tinha sequer ideia de como isso ocorria. De lá para cá os avanços foram enormes: temos a genética, e um monte de outros avanços mais simplesmente inimagináveis por ele, todos VERIFICÁVEIS até por IDiotas como vocês, TODOS corroborando DE FORMA INEQUÍVOCA, e nenhum contradizendo as ideias centrais do que ele propôs àquela época. Com certeza bem mais sólida que a relatividade, tanto que nem a toda poderosa Igreja Católica ousa afrontar isso mais. CIÊNCIA NÃO TEM DOGMAS, meu amigo. E o que é certamente o maior problema maior de vocês. SEUS DOGMAS NÃO VALEM NADA PARA A CIÊNCIA. Assim, quer derrubar a evolução? Ache FATOS TANGÍVEIS E VERIFICÁVEIS que a contradiga. Não há (até o momento pelo menos) NENHUM. Agora, enquanto não os acha, enfia o SEU RABO – no sentido literal da palavra – entre as pernas, e vê se se toca de que A NATUREZA É DO JEITO QUE É, não do jeito que seu livrinho de contos de fadas ai afirma ser. Seu umbigo NÃO é especial, meu amigo. Você está sujeito às INEXORÁVEIS leis naturais igual a todos os demais seres vivos desse planeta. Ao tentar explicar porque que no esqueleto de uma baleia há pernas atrofiadas, e ao tentar explicar porque alguns seres humanos nascem com rabo, ou mesmo porque o cromossomo nº 2 do ser humano exibir todas as características de 2 cromossomos independentes que se fundiram, aprenda também o acima relatado. Ai talvez , algum dia bem à frente, você poderá justamente se autointitular “aprendiz sábio”, pois homem sábio, definitivamente você não é. Abraços.

        1. Ismael disse:

          Um estudo divulgado pela Clinical Psychology aponta que pelo menos 33% dos cientistas utilizam práticas questionáveis para obter e publicar dados em pesquisas. Entre os atos mais comuns, o estudo mostra que eles costumam forjar números de acordo com a intuição e mudar o enfoque da pesquisa de forma a obter os dados desejados. Além disso, um em cada cinquenta cientistas admite falsificar estatísticas. A prática pode ter ainda mais adeptos, já que o número de pesquisadores que admitiu ter visto outros colegas lançando mão de métodos questionáveis é de 71%. O estudo analisou ainda 281 trabalhos escritos realizados pelos professores e 50% deles continham erros de estatística. Em 15% dos trabalhos, os erros de pesquisa modificavam diretamente o resultado final, o que isto pra mim quer dizer? que não se pode acreditar tanto na ciência, que eles manipulam pesquisas para ter os resultados que eles querem, não seja tão “crente” assim na ciência.

          1. Isaías (Pernambuco) disse:

            Obrigado Ismael pela informação.
            Mais um ponto a favor do criacionismo.
            E menos um ponto para o cientismo.

      2. Anônimo Oculto Culto disse:

        Meu prezado Homem Sábio: que tal aprender o que é ciência? Dá uma olhadinha na wikipédia. Lá não é referência sólida, mas no seu caso, é um excelente começo. Que tal começar pela definição de teoria científica. TODAS as ideias em ciências são hipóteses, TESTÁVEIS e por tal FALSEÁVEIS por exigência. Isso NÃO é o ponto fraco da ciência. É em verdade o ponto mais forte. Teoria em ciência é a união indissociável de duas coisas: ideias TESTÁVEIS E FALSEÁVEIS, e testadas frente os fatos; e o conjunto de FATOS VERIFICÁVEIS, até mesmo por IDiotas como vocês. Sim, teoria da evolução ” é só uma teoria”, igualzinho a TODAS as demais teorias científicas, e ai reside o problema de vocês IDiotas. Ela É uma TEORIA CIENTÍFICA exatamente nos moldes acima! Assim, meu amigo, sim TEORIA da evolução é “SÓ UMA TEORIA”, assim como TEORIA da gravidade é só UMA TEORIA. Agora, contra o confronto com os fatos, saiba que a teoria da evolução – que, assim como a teoria da gravidade, a teoria celular ou qualquer outra, NÃO é um dogmas – encontra-se em perpétuo teste frente aos FATOS conhecidos, e encontra-se hoje mais sólida do que a própria teoria da gravidade – conforme atualmente estabelecida pela relatividade geral. Ao passo que temos indícios de neutrinos viajando acima da velocidade da luz lá na europa, que se confirmados levarão a uma revolução na teoria da gravidade, a teoria da evolução – que encontra-se sujeita a questionamentos FACTUAIS análogos, VERIFICÁVEIS – não defronta-se sequer uma evidência verificável e verídica (evidência científica) que mostre-se contraditória com as ideias nela encerradas. Quando Darwin a propôs, ele sabia que os descendentes se reproduziam com variações, mas não tinha sequer ideia de como isso ocorria. De lá para cá os avanços foram enormes: temos a genética, e um monte de outros avanços mais simplesmente inimagináveis por ele, todos VERIFICÁVEIS até por IDiotas como vocês, TODOS corroborando DE FORMA INEQUÍVOCA, e nenhum contradizendo as ideias centrais do que ele propôs àquela época. Com certeza bem mais sólida que a relatividade, tanto que nem a toda poderosa Igreja Católica ousa afrontar isso mais. CIÊNCIA NÃO TEM DOGMAS, meu amigo. E o que é certamente o maior problema maior de vocês. SEUS DOGMAS NÃO VALEM NADA PARA A CIÊNCIA. Assim, quer derrubar a evolução? Ache FATOS TANGÍVEIS E VERIFICÁVEIS que a contradiga. Não há (até o momento pelo menos) NENHUM. Agora, enquanto não os acha, enfia o SEU RABO – no sentido literal da palavra (procure na videoteca da rede, “homem com rabo”) – entre as pernas, e vê se se toca de que A NATUREZA É DO JEITO QUE É, não do jeito que seu livrinho de contos de fadas ai afirma ser. Seu umbigo NÃO é especial, meu amigo. Você está sujeito às INEXORÁVEIS leis naturais igual a todos os demais seres vivos desse planeta. Ao tentar explicar porque que no esqueleto de uma baleia há pernas atrofiadas, e ao tentar explicar porque alguns seres humanos nascem com rabo, ou mesmo porque o cromossomo nº 2 do ser humano exibir todas as características de 2 cromossomos independentes que se fundiram, aprenda também o acima relatado. Ai talvez , algum dia bem à frente, você poderá justamente se autointitular “aprendiz sábio”, pois homem sábio, definitivamente você não é. Abraços.

        1. Isaías (Pernambuco) disse:

          Caro, Anônimo Oculto Culto.

          Que de culto não tem nada!

          Se você realmente entendesse o que é ciência, saberia que para a própria ciência, o que é verdade hoje é mentira amanhã.

          Os postulados cientificos são disseminados na humanidade e você que é leigo, que talvez nem saiba o que significa postulado termina engolindo guela a baixo.
          Faça uma breve pesquisa anônimo nos sofismas cientifico, que você irá chegar no quadro preocupante.
          A cosmologia ratifica para o universo finito. Estude sobre a teoria do complexo irredutível.

          Todo projeto Anônimo tem um projetista. Isto é raciocínio lógico.
          Eu poderia citar vários versículos Bíblicos, respaldando a Bíblia dentro de uma linha cientifica, mas, não irei citar.

          O nosso cérebro é a maior rede comunicação que existe, e mesmo que a tecnologia alcance o ápice das suas invenções, não irá chegar seguer 30% da nossa capacidade cerebral de envío e recebimento de informações.
          Será que isto é fruto do acaso (evolução), ou fruto de um projeto inteligente?

          Apartir do momento que eu começar a crê que seres inanimados possam gerar vidas, eu não irei mais fazer nenhum psicotécnico.

          Há única teoria que evolui, é a teoria da evolução das espécies. Ela se adaptar a cada dado ciêntífico. É impressionante!

          Se alguns ciêntistas provassem para mim, que, eu fui fruto de uma evolução, seria um milagre. Se eu acredito em milagre, como acredito… a teoria da evolução seria uma evolução divina.

          Não seja apenas “culto”, mas racional.

          Paz em Cristo Anônimo. E será que ainda é “culto”?

          1. Isaías (Pernambuco) disse:

            Obs. Você coloca a ciência como uma fonte de resposta para tudo. Este prisma de tratar a ciência é arcaico.

            Todos os ateus, ainda coloca a teoria da evolução como se ela fosse contemporânea. (Não esqueçam, o livro de Charles Darwin foi best-seller há quase 160 anos atrás. Os dados estão sempre se atualizando seus prismas não. ( A MOEDA DOS ATEUS SÓ TEM UM LADO).

            Fazer apologia ao Cientismo em pleno século 21, usando uma linguagem popular…. “é tapa o sol com a peneira”.

            Eu descobrir que DEUS existe usando a lógica a razão e a racionalidade.

            Talvez se os ateus usarem o mesmo procedimento, irão chegar a verdade. Ao invés, de usarem engodo ideológicos nas suas proliferações.

          2. Anônimo Oculto Culto disse:

            Sei…. Desenho inteligente é ciência! Evolução não! E eu que não sei o que é ciência. Meu amigo, complexidade irredutível é uma hipótese cientificamente demonstrada FALSA! A complexidade irredutível PRESSUPÕE antes de mais nada uma ÚNICA FINALIDADE E OBJETIVO, e na natureza as coisas NÃO funcionam assim! Uma ratoeira sem a trava não serve em absoluto para pegar ratos, mas substitui com perfeição um pregador de roupas em ausência desse!!!! E ai, com esse simples exemplo, bye bye complexidade irredutível. Se a única aplicabilidade possível da “ratoeira” fosse pegar ratos, e simplesmente não houvesse qualquer outra possibilidade de aplicação, você estaria certo! Mas factualmente não é! Assim, me ajuda ai amigo. Desenho inteligente não convence nem os próprios adeptos, quando lhes é apresentada uma boa aula de biologia. Pergunta lá para o juiz criacionista, adepto do D.I. e indicado diretamente pelo presidente Bush, outro criacionista ferrenho, para julgar se DI é ou não ciência!!!! Nem sequer o símbolo da complexidade irredutível, o flagelo bacteriano, resiste ao cuidadoso escrutínio científico… Ele absolutamente NÃO é irredutível…. Meu amigo, o IDiota na história não sou eu… Nem sequer a igreja católica, que quase queimou vivo Galileu só por alegar que a terra não era o centro do universo, nem ela aceita as ideias do Desenho Inteligente. Acessa lá no youtube, “Design Inteligente x Teoria da Evolução – Parte 01”. Veredito dado pelo citado juiz na parte 12. E mais uma dica! Liga o cérebro na hora que for falar de ciência e, em acepção e definição moderna do termo, e ENCARE os fatos. Isso é fundamental! Abraços. À propósito: é factualmente e demonstradamente FALSO a alegação que se pode inferir projeto sem que se saiba absolutamente nada do projetista, das finalidades desse e da metodologia por esse utilizada para levar a cabo seu projeto. Esse é o cerne do Desenho Inteligente, e por isso ele é demonstradamente pseudociência, quando muito. Se inteire VOCÊ do assunto. Abraços.

          3. Anônimo Oculto Culto disse:

            “Se alguns ciêntistas provassem para mim, que, eu fui fruto de uma evolução, seria um milagre. ” O problema é exatamente esse meu amigo, NÃO é milagre. É natural. E terminantemente o processo NÃO É ESTOCÁSTICO! E está escrito em cada célula de seu corpo, em cada DNA que a integra. Basta você VER, simplesmente VER, a EVIDÊNCIA FACTUAL, VERIFICÁVEL, E VERIFICADA VÁRIAS E VÁRIAS VEZES… Contudo, a sua atitude é exatamente a mesma de Kurt Wise. Veja ai no vídeo “Richard Dawkins – Apenas um Fato para Refutar o Criacionismo (LEGENDADO)” . Abraços!

          4. Anônimo Oculto Culto disse:

            E a propóstito, “A cosmologia ratifica para o universo finito.” Sim, as EVIDÊNCIAS que conhecemos hoje ratificam isso! Mas não ratificam o que você deixa evidente em seguida “que o deus cristão o criou!”. EM ABSOLUTO. Aprenda lógica também, a começar por se a “conclusão esperada” é ou não sustentada pela veracidade da hipótese: “Vi uma luz brilhante correndo o céu que não sei o que é!!! Logo, trata-se de uma nave espacial oriunda da constelação de capela trazendo uma dúzia de batedores extraterrestres que são verdes e têm um metro e meio de altura e que vieram aqui para nos abduzir e nos estudar, para depois nos dominar!!!!” Não amigo! Releia meus comentários! A ciência NÃO é dona da verdade! Mas ela zela em absoluto para que a veracidade dos fatos corroborem de fato as ideias que propõe! Quem afirma serem donos da verdade são vocês, religiosos, e o fazem sem nenhuma evidência pró, e mesmo frente a todas as evidências contra!!!! O IDiota aqui, que não reconhece as suas limitações, não é a ciência! A área que representa o conhecimento científico humano se alarga a cada dia, e certamente com ela alarga-se também o perímetro dessa, que corresponde à perguntas AINDA sem resposta! NÃO HÁ NADA ERRADO COM ISSO! Em absoluto. Esse é, ao contrário, o ponto mais forte da ciência. Errado é a presunção dos religiosos: “não sei AINDA a resposta para essa pergunta! Logo, DEUS(es) EXISTE(m) E É RESPONSÁVEL POR ELA!!!!” Aprenda: a ciência não sabe tudo, mas é, ao contrário de vocês que afirmam saber tudo sobre o que sequer se sabe que existe, muito honesta quanto a isso. O método científico é construído em cima disso!!!! Ela não inventa contos de fadas infantis para tapar buracos e fugir da afirmativa: não sei ainda!!!! Ela o afirma sem medo, e afirma mais: “logo, vou pesquisar, e assim que achar a resposta, eu lhe digo”!!! Ajuda ai amigo…. E se você não for abduzido pela luzinha brilhante lá do céu hoje, durma bem!!!!

          5. Isaías (Pernambuco) disse:

            Bobinho esse menino.

            Eu lí um livro e irei postar esta simple história para refutar este simples argumento que você utilizou.

            Importante! Prove-me de uma forma racional que a teoria do complexo irredutível é uma falácia?
            Esqueça os axiomas cientificos por favor!

            O BOLO DA TIA MATILDE

            Tia Matilde assou um delicioso bolo, e levou o mesmo bolo para que um grupo de cientista fascinado pelo cientismo analisasse.
            Os cientistas da nutrição nos darão explicações sobre a quantidade de calorias do bolo e seus valores nutricionais. Os bioquímicos nos darão informações sobre a estrutura das proteínas, gorduras e outros componentes do bolo. Os químicos, sobre os elementos envolvidos em sua composição”. Já os físicos poderão analisar o bolo em termos de suas partículas fundamentais.
            Os matemáticos, nos apresentarão sem dúvida um conjunto de elegantes equações descrevendo o comportamento daquelas partículas”.

            Se eu fizesse a seguinte indagação para estes cientistas: Qual o propósito que a dona Matilde fez este bolo? Os cientistas seriam mesmo capazes de responder a esta pergunta?
            Eles seriam leigos em responder.
            O propósito da vida e da origem do universo não compete à ciência.
            Quem acredita mesmo que a ciência pode nos dar explicações para as complexidades existentes no sistema, irá morrer no obscurantismo.

            Conclusão: Postei esta história do bolo da tia Matilde para que todos compreendam que, a ideologia do cientismo, não prevalece diante de um argumento tão simples, que é o bolo da tia Matilde. Portanto, se analisássemos esta ideologia baseada em argumento mais robusto, como: a teoria do complexo irredutível, ela morreria no nascedouro.

            Seus argumentos Anônimos são tão herméticos quanto a ciência.

            Não irei jogar pérolas para porcos neste site.

          6. Isaías (Pernambuco) disse:

            Anônimo

            Uma pequena observação… tudo que começa a existir tem uma causa para sua existência. Portanto bobalhão e marionete das ideologias cientificas. Se o universo começou a existir tem uma causa, esta causa você acha que é Big-Bang ou os processos evolutivos que gerou tudo que há hoje?

            Falando sério….. você acha mesmo que seres inanimados possam gerar vidas?
            Se você disser que sim. Então irei ti dá uma camisa de força.

      3. Pitagoras disse:

        Homem Sábio. Nenhuma teoria ou afirmação científica é dogma. Ninguém está obrigado a crer nelas, e ninguém é condenado aos quintos dos infernos por contestá-las. A hora que alguém (pode ser Vc.) apresentar provas contrárias, ou teorias melhor fundamentadas, pode ter certeza que a ciência (e por ext. os ateus). irão honestamente rever seus conceitos. Mas a ciência requer provas, evidências, fundamentos, conceitos e conclusões lógicas e racionais, e não simples discordâncias baseados em crenças e fé pessoais. Paz

        1. Ismael disse:

          Não dá pra acreditar tanto assim na ciência, veja o que foi publicado pelo site CRIACIONISMO, que um estudo divulgado pela Clinical Psychology aponta que pelo menos 33% dos cientistas utilizam práticas questionáveis para obter e publicar dados em pesquisas. Entre os atos mais comuns, o estudo mostra que eles costumam forjar números de acordo com a intuição e mudar o enfoque da pesquisa de forma a obter os dados desejados. Além disso, um em cada cinquenta cientistas admite falsificar estatísticas. A prática pode ter ainda mais adeptos, já que o número de pesquisadores que admitiu ter visto outros colegas lançando mão de métodos questionáveis é de 71%. O estudo analisou ainda 281 trabalhos escritos realizados pelos professores e 50% deles continham erros de estatística. Em 15% dos trabalhos, os erros de pesquisa modificavam diretamente o resultado final, o que isto pra mim quer dizer? que não se pode acreditar tanto na ciência, que eles manipulam pesquisas para ter os resultados que eles querem, não seja tão “crente” assim na ciência.

          1. Anônimo Oculto Culto disse:

            Ismael. “Em 15% dos trabalhos, os erros de pesquisa modificavam diretamente o resultado final, o que isto pra mim quer dizer?…” O que eu tenho a dizer já foi dito. Primeiro, ciência e cientistas constituem-se por definições muito distintas. Segunda, ciência NÃO alega não errar. Pelo contrário. Ela SABE que se evolui mantendo os acertos e reconhecendo os enganos, para não se cometê-los novamente. Por isso tem um método de autocorreção tão bem elaborado e eficaz: o método científico em seu princípio fundamental é justamente isso. Terceiro: qualquer bom cientista sabe que a maior idiotice que ele pode fazer no meio científico é forjar resultados. Esses ficarão rapidamente discrepantes no cenário geral (os outros, segundo você, 85% dos resultados), ele será descoberto, e com isso terá posto um fim em sua carreira. Ainda mais em ciência, onde identifica-se facilmente os enganos “compatíveis” com um dado experimento e a deliberada falsificação de resultados. Vale lembrar que há uma diferença enorme entre “enganar-se” e “forjar resultados” (e pelo que parece você agrupa tudo em um único pacote). Agora, é certo que, em todo lugar há pessoas incompetentes e também as sem escrúpulos, e certamente também vai achá-los junto à ciência, de forma que o ceticismo, não o dogma, é forte aliado do cientista sábio. Contudo, perceba que por haver médicos malformados e incompetentes que não dão conta de resolver problemas já solúveis de saúde em seus pacientes não é prova que a medicina está errada!!! Agora, antes de questionar o trabalho de cientistas SÉRIOS – a grande maioria dos CIENTISTAS, que vêem em seus trabalhos muito mais que mera profissão – você alguma vez já questionou a validade e os métodos de “pesquisa científica” ai do seu site de CRIACIONISMO como você bem destaca ai. Se entre os cientistas, segundo eles, 33% usam métodos questionáveis, o que me diz dos métodos do seu pessoal ai, em particular ao confrontar a ciência? O que me diz dos métodos do Valdemiro, ou do Silas Malafaia, líderes e representantes expressos do que você defende, para promover o “show de milagres” e do “dízimo sobre o que você gostaria de ganhar” ai? Para maiores detalhes quanto à questão, leia na Wikipédia o artigo ciência, com destaque para o tópico ” Ciência e a questão do autoritarismo” . É um bom começo para colocarem-se algumas ideias associadas em debate, e vai ajudar-lhe muito a entender a situação. Abraços.

        2. Pitagoras disse:

          Ismael, “práticas questionáveis” não são práticas condenáveis. É também evidente que muitas descobertas científicas se originam em intuições, não há nada de mal nisso. Quem pode “falsificar ou errar estatística” é o instituto de pesquisa, e nunca um usuário. Nem todo professor é cientista, pode muito bem ser cristão. Pode me dar provas de “manipulação de pesquisa” por algum cientista? Enfim, cientista também é humano, e como tal está sujeito a erros, mas quando erra, reconhece. Não é o que acontece comumente nas religiões. Paz

    2. paty disse:

      RELIGIÃO E CIENCIA ANDAM JUNTOS

    3. Ismael disse:

      A bíblia não nega a esxistência de vida extraterrena o que eu dúvido que haja, agora veja esta sobre a ciência, divulgado pelo site de ciência-Criacionismo, um estudo divulgado pela Clinical Psychology aponta que pelo menos 33% dos cientistas utilizam práticas questionáveis para obter e publicar dados em pesquisas. Entre os atos mais comuns, o estudo mostra que eles costumam forjar números de acordo com a intuição e mudar o enfoque da pesquisa de forma a obter os dados desejados. Além disso, um em cada cinquenta cientistas admite falsificar estatísticas. A prática pode ter ainda mais adeptos, já que o número de pesquisadores que admitiu ter visto outros colegas lançando mão de métodos questionáveis é de 71%. O estudo analisou ainda 281 trabalhos escritos realizados pelos professores e 50% deles continham erros de estatística. Em 15% dos trabalhos, os erros de pesquisa modificavam diretamente o resultado final, ou seja, manipulam pesquisas para obter os resultados que lhes convém, não seja tão “crente” na ciêhcia

  3. Anônimo Oculto Culto disse:

    Sinto.. Tentaram envolver a ciência nisso, mas quem está na forca mesmo é apenas a religião. A ciência há muito sabe para onde e como as coisas caminham, e tem uma metodologia há muito não apenas ajustada mas construída em cima de tais processos e descobertas! Vida em outros planetas? Ela já cogita isso há muito, e tudo converge para o ponto em que, se aconteceu na terra, por que não em outro lugar? (Mais estranho seria se não existisse… Melhor para as religiões, pois ai a terra continuaria, já que Galileu e Kepler não deram conta definitiva do recado, a ser o umbigo do universo, não é mesmo!!!!!) Busca-se apenas a evidência definitiva, como é de princípio básico da ciência, para se ter o anúncio derradeiro. Mas não será isso que irá demolir a religião não! O dia em que a ciência anunciar que o processo de biogênese química – aquele atrelado à origem da vida – foi reproduzido em laboratório em seus mínimos detalhes, nesse dia estaremos entrando em uma nova era social… Quero ver qual será então a desculpa das religiões para manterem seus dogmas pueris frente a isso… Esse é o único ponto de apoio que ainda encontram e que a ciência AINDA não demoliu… Com honestidade e respeito aos fatos, não aos dogmas, a ciência caminha a todo vapor nessa direção… o futuro! Já as religiões, valendo-se da política, investem na destruição do sistema público de educação para continuar mantendo as pessoas em seus mundinhos previamente determinados, sem pensarem ou criticarem…. apenas confiantes que suas crenças definem a realidade do universo! Contudo não há jeito. Vão ser atropelados por essa, mais cedo ou mais tarde… Disso tudo, sinto muito mesmo apenas não ter nascido uns 10000 anos à frente…. Vai ser um mundo muito surpreendente, com certeza… Nele olhar-se-á para os religiosos de hoje da forma como nós olhamos para os nossos primitivos antepassados, homens das cavernas…. Oh se….

    1. Homem Sábio disse:

      Você diz: “O dia em que a ciência anunciar que o processo de biogênese química – aquele atrelado à origem da vida – foi reproduzido em laboratório em seus mínimos detalhes, nesse dia estaremos entrando em uma nova era social”

      Você caiu em uma arapuca muito grande, sr. Culto.

      Então quer dizer que homens inteligentes, usando máquinas caras, esperando um resultado já almejado, utilizando elementos pré-selecionado, usando estudos e técnicas inteligentes, em um amibente já programado, conseguirem reproduzir vida de algo inorgânico, então significa que a vida foi gerada do nada e sem querer?

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Olha o MITO ateu novamente.

      EU ESPERO, como espiritual que sou, que o homem, usando todos os artifícios e dólares possíveis, consiga criar algo que lembre uma simples célula viva de um grão de areia. Isso provaria, de uma vez por todas, que alguma Força inteligente criou o primeiro ser vivo desse planeta. EU espero, embora ache que isso é muito para nós.

      Só vocês mesmos para achar que se alguem criou algo em laboratório, então isso poderia ser reproduzido em um ambiente inóspito, sem querer e sem intervenção.

      Só para a sua conversa, há muitos BONS cientistas agnósticos e ateus que não mais consideram que a vida foi criada do nada aqui na terra, mas como eles não querem dar o braço a torcer, acreditam que a vida veio do espaço, ou por um asteróide, ou por extraterrestres que colocaram a primeira vida aqui no nosso planeta. Aí teríamos a segunda pergunta filosófica: Como surgiu e para quê essas vidas extraterrestres?

      1. Antonio Carlos disse:

        Homem Sábio………..taí gostei de seus comentários…….parabéns!!! Deus abençoe sua vida!!!

      2. Anônimo Oculto Culto disse:

        Cara! Você realmente é mais IDiota do que eu pensei! Os pesquisadores não tiraram isso do nada, meu amigo. Há duas correntes sólidas que convergem para o ponto em debate acima. Do lado direito, a árvore da vida! Do lado direito, a quimiossíntese de compostos essências à vida e à primeira protocélula, não só verificados como reproduzidos em laboratório… E a lógica na natureza não falha meu amigo… Dê tempo ao tempo, e verá! E pelo jeito que as coisas andam, você ainda verá isso, e não os seus filhos e netos… Que tal em quanto isso ir fazer UMAS BOLINHAS DE SABÃO, e pensar nas implicações de tal experimento bobo á questão. Como disse em meu comentário inicial, se com os fatos de hoje vocês já têm que enfiar os rabos entre as pernas, quando isso for definitivamente demonstrado, como vão ficar os seus mitos fabulosos ai? É hora de começar a pensar nisso, não? Em verdade, É DISSO que trata o artigo atrelado à essa discussão. E mais, panspermia, cogitada como hipótese possível mas desacreditada junto à comunidade, não implica alteração alguma no cenário acima. Apenas transfere para outro lugar do universo o cenário descrito, o que não o afeta em essência em absolutamente nada. Panspermia é desacreditada atualmente simplesmente porque todas as evidências apontam que o fenômeno deu-se aqui na terra. E nada disso é mito, meu amigo. Mito é o nascimento virginal de um ser humano macho… Partenogênese de macho em humanos, com dimorfismo sexual XX, XY? Crentes, nem vendo dá para crer que existem…. Já aquele monte de milagres lá na igreja… Aquilo não é mito!!! É IDiotice mesmo! Abraços!

        1. Marcos disse:

          Quem disse que ciência pertence ao ateísmo? Não o pertence à toda humanidade? Estudo a ciência e não deixo de acreditar em Deus por isso. Capitche! É tolice alguém achar que por haver novas descobertas na ciência alguém deixará de acreditar em um ser criador de todas as coisas que é DEUS. E idiotisse achar que quem acredita em Deus não participa e é ignorante em relação á ciência. Cientistas que acreditavam em Deus existiram e deixaram importantes trabalhos. O que ocorre hoje apenas é que a ciência está liderada por ateus e que não deixam e não querem qualquer teoria criacionista. Mas existem importantres cientistas e que não deixam de acreditar em Deus por nada. Será que um dia ciência será mais aberta independente do que um cientista acredite, se em evolução ou criação? Pois tem cientista afirmando que evolução põe em cheque a criação. O que é apenas afirmação de um individuo ateu e não científica. Pois ciência não é feita para negar existência de um ser acima de todas as coisas. Isso é coisas de ateus.

      3. Anônimo Oculto Culto disse:

        Cara! Você realmente é mais IDiota do que eu pensei! Os pesquisadores não tiraram isso do nada, meu amigo. Há duas correntes sólidas que convergem para o ponto em debate acima. Do lado direito, a árvore da vida! Do lado direito, a quimiossíntese de compostos essências à vida e à primeira protocélula, não só verificados como reproduzidos em laboratório… E a lógica na natureza não falha meu amigo… Dê tempo ao tempo, e verá! E pelo jeito que as coisas andam, você ainda verá isso, e não os seus filhos e netos… Que tal em quanto isso ir fazer UMAS BOLINHAS DE SABÃO, e pensar nas implicações de tal experimento bobo á questão. Como disse em meu comentário inicial, se com os fatos de hoje vocês já têm que enfiar os rabos entre as pernas (pesquisa ai, “homem com rabo”.), quando isso for definitivamente demonstrado, como vão ficar os seus mitos fabulosos ai? É hora de começar a pensar nisso, não? Em verdade, É DISSO que trata o artigo atrelado à essa discussão. E mais, panspermia, cogitada como hipótese possível mas desacreditada junto à comunidade, não implica alteração alguma no cenário acima. Apenas transfere para outro lugar do universo o cenário descrito, o que não o afeta em essência em absolutamente nada. Panspermia é desacreditada atualmente simplesmente porque todas as evidências apontam que o fenômeno deu-se aqui na terra. E nada disso é mito, meu amigo. Mito é o nascimento virginal de um ser humano macho… Partenogênese de macho em humanos, com dimorfismo sexual XX, XY? Crentes, nem vendo dá para crer que existem…. Já aquele monte de milagres lá na igreja… Aquilo não é mito!!! É IDiotice mesmo! Abraços!

        1. mara disse:

          muito feio homem com rabo

    2. Sem julgar disse:

      Pra mim a religião nunca deveria ter existido. A religião e as doutrinas humanas so destroem e separam o homem de Deus. Aqueles que verdadeiramente entenderam a msg de Cristo jamais se abalará se porventura descobrirem vida fora da terra!!!

    3. mara disse:

      nossa quantas palavras difíceis, nem entendi nada.

  4. levi varela disse:

    Seria bom,

    A vida aqui está meio sem graça, outrossim o homem já mandou comunicados, inclusive uma música brasileira, coisinha bonitinha do pai, saudando os de fora da terra. Há vários equipamentos tentando ouvir os sons de fora.

    Na verdade, se ocorrer, tal será uma coisa que a humanidade sempre desejou, como seja, irmãos vivendo fora da terra, com conhecimentos, com práticas, com coisas a nos ensinar, a nos matar a curiosidade sobre as pirâmides do Egito, as construções no Peru, as dos Maias…

  5. luiz sinval disse:

    Muitos homens estudam tanto que acabam ficando loucos, com essa história de extra terrestre que é mais velha que a dos dinossauros, se eles estudasem a Bíblia certamente saberiam se há ou náo vidas em outros planetas e não prescisariam gastar tanto dinhero com uma pesquisa ao qual já se tem respostas, a ingnorância é o que mata; Cambadas de burros, rsrsrsrsrsrsrsrs.

  6. clamando disse:

    CREIO QUE REALMENTE POSSA EXISTIR OUTRO PLANETA SEMELHANTE AO NOSSO PORQUE NÃO SÃO MILHARES DE GALAXIAS E MILHÕES DE PLANETAS E SISTEMAS SOLARES COM SOIS E LUAS, PORQUE NÃO? AGORA VIDA HUMANA SÓ AQUI, ISTO NÃO RESTA DUVIDA, SE NÃO DEUS DEIXARIA ALGUMA PISTA SOBRE O ASSUNTO

  7. Leandro disse:

    Creio que são apenas especulações, pois nós sabemos que o único que pode dar vida é o Senhor, além do mais, mesmo que não haja citações de vida na Bíblia fora da terra, se houvesse, seria semelhante ao criador e semelhante a nós… Deus abençoe a todos!

  8. daniel disse:

    João 10:16 Ainda tenho outras ovelhas que não são deste aprisco; também me convém agregar estas, e elas ouvirão a minha voz, e haverá um rebanho e um Pastor.

  9. junior disse:

    Se acontecesse um rapto de pessoas …
    quem as pessoas dariam mais credito.
    Jesus ou extraterrestres ???

    1. Sem julgar disse:

      o pior é que eu ja ouvi uma historia que no eventual arrebatamento, a galera que está por trás das cortinas mundiais alegariam que foram abduções!!! Os caras sabem da verdade é ainda insistem em serem céticos!!!

  10. marcos oliveira disse:

    Jesus mesmo disse eu não sou deste mundo! mas alguma coisa?

  11. Tenho certeza absoluta que não existem vidas fora da terra, discos voadores e et’s.

  12. Gabriellen disse:

    Ah, nem ligo. Que seja! Sou cristã e isso não vai mudar em nada. Tenho consciência de Quem me salvou.

  13. paty disse:

    PEÇA A DEUS QUE LHES MOSTRE O SEU PROPÓSITO.SOMENTE O CRIADOR SABE PARA QUE ELE O CRIOU.ENTÃO VÁ ATÉ ELE,PARA DESCOBRIR A RAZÃO DE SUA EXISTÊNCIA.DESENVOLVA UM RELACIONAMENTO COM ELE VOCÊ DESCOBRIRÁ O QUE DEVE FAZER COM SUA VIDA .PROV/ 3 5,6

  14. Sem julgar disse:

    Sinceramente, ou a NASA o Pentagono, essa galera ai dos misterios do Mundo ja tem conhecimento de outros seres Extra terrestres, ou eles tão é enchendo linguiça. O que as pessoas que acreditam nisso alegam é o seguinte:”ah, e os ovni’s, raptos e bla bla”. Poxa ninguem nunca detectou nada. Pra mim tão so enchendo linguiça!!

  15. elson disse:

    Nem tudo nos foi revelado,casos de vidas em outros planetas só confirmaria o poderio criador do nosso Criador,a bíblia náo nega tal existência.

  16. Aldeir Moraes disse:

    Passei a crer que existe vida fora da terra, depois que li em um trecho de um serto pergaminho aonde diz que Deus vizitava o universo e era recebido com festa pelos seus habitantes…

  17. Aldeir Moraes disse:

    So corrigindo erro ortografico da palavra na postagem anterior… “certo” e não serto…

  18. Homem Sábio disse:

    Vou ter que dividir em duas partes:
    .
    Olha o modus operandis do Oculto “Culto”!!!!.
    .
    Falta-lhe, e muito, bons modos e regras de interpretação de texto.
    .
    Eu disse, e repito, TORÇO e torço muito para que seres humanos inteligentes, utilizando métodos inteligentes, com máquinas inteligentemente preparadas, com compostos anteriormente separados, em condições planejadas e ESPERANDO UM RESULTADO consigam reproduzir uma única célula VIVA de algo inorgânico.
    .
    Só não vão me dizer que, se conseguirem – mas não vão -, é a prova definitiva que Deus não existe. Uma coisa é ser reproduzida em laboratórios ao custo de milhões de dólares e outra coisa é ser reproduzida do nada, sem ninguém para direcionar esses experimentos.
    .
    Não estou dizendo compostos orgânicos de inorgânicos. Isso aí é fácil.
    .
    Eu gosto da Ciência, em nada ela diverge da espiritualidade. Em nada.
    .
    O problemático, e aí reside a questão, é misturar a ciência com a filosofia naturalista. O que nos levará para lugar algum.
    .
    Sobre as mutações dentro das espécies, é claro e evidente que ocorreu SIM. Claro, e isso nada difere no que está escrito na Bíblia!
    .
    Aliás, o próprio Darwin, TEÓLOGO, queria saber como Deus criou cada espécie, cada grupo, cada ser e, principalmente, por que!
    .
    Sobre os genes, nem irei dizer a respeito de Francis Collins, diretor do Projeto Genoma, cristão convicto, o qual acredita que somente alguma força superior pode ter criado tudo isso. Olha o cara: Francis Collins.
    .
    Poderia dizer de Michio Kaku, um dos criadores da teoria do campo das cordas, ramo da Teoria das Cordas.
    .
    Ou dos muitos cientistas da Física Quântica, os quais já estão mudando e se convertendo de seus ateísmos.

    1. Anônimo Oculto Culto disse:

      Homem Sábio: “Aliás, o próprio Darwin, TEÓLOGO, queria saber como Deus criou cada espécie, cada grupo, cada ser e, principalmente, por que!” Cara, você realmente está precisando de umas aulas de ciência e história da ciência. Primeiro: Newton era teísta, Einstein era ateu. Para a CIÊNCIA: E DAÍ? A ciência NÃO exclui os teístas de seu leque de cientistas. Exclui AS CRENÇAS NÃO TESTÁVEIS, CORROBORADAS, e contraditas dos trablhos CIENTÍFICOS desses. Para a ciência não interessa se o sujeito é ateu ou não, e haver cientistas teístas NÃO é prova da existência do seu deus ai não (lembra da luzinha e do et?)! Vale contudo lembrar que na época de Newton e Darwin a Inquisição não era um tribunal de exceção – era um tribunal que se encontrava em cada esquina… Ateu naquela época? Fala sério, né! Se até os protestantes, por simples divergências com os católicos, acabaram aos milhares na fogueira… Segundo. Por muito pouco o mundo realmente NÃO ficaria sabendo do encerrado em “As origens das espécies”. Darwin sim era cristão devoto – ao menos até perder sua filha – e tardou ao máximo a publicação de seu livro porque ele tinha consciência das implicações de seu trabalho. Ele tinha consciência que ele estava literalmente “enterrando” o deus dele – em específico a crença da criação conforme vigorava na sociedade vitoriana da época – se não morto de forma mais cruel ainda – moribundo – em uma cova bem funda!!!! Ele tinha consciência das críticas mordazes que viriam, e por isso foi tão meticuloso, juntando evidências por mais de década, todas encerradas em seu livro. Sobe por que ao fim Darwin acabou publicou seu livro? Não vou lhe dar tudo de graça. Pesquise! Mas ao fim os FATOS falaram mais alto!!!!

    2. Anônimo Oculto Culto disse:

      Homem sábio. Quanto ao “Poderia dizer de Michio Kaku, um dos criadores da teoria do campo das cordas, ramo da Teoria das Cordas. – Ou dos muitos cientistas da Física Quântica, os quais já estão mudando e se convertendo de seus ateísmos.”.

      Saiba que sou FÍSICO por profissão. Assim, antes que sai mais asneiras:

      1) NÃO use as leis da termodinâmica em vão. Sei muito bem o que afirmam, e sei muito bem suas implicações. E antes que venha com a estorinha do “explode o seu fusca com dinamite e consiga uma mercedes zero”, lembre-se que para fazer ambos, foi antes preciso literalmente um inferno de carvão queimado e ferro fundido para se conseguir os mesmos.

      2) Se você não sabe ainda, aprenda. Teoria das Cordas NÃO é uma teoria científica (ainda). Embora matematicamente muito bela, ela NÃO obedece (ainda) ao método científico, e por tal NÃO integra (ainda?) o conjunto de conhecimentos científicos quer em Física, quer em área alguma. Assim, citá-la para tentar trazer mérito científico à sua conclusão é dar um tiro no pé.

      3) Física Quântica é uma teoria CIENTÍFICA em seus mínimos detalhes, e ela NÃO implica em absoluto qualquer das alegações “religiosas” ou simplesmente “espirituais” que você e muitos afirmam dela decorrer. Não faça igual ao renomado ministro do STF Ayres Britto, que levou uma “sentada” do pró-reitor de graduação da Unicamp – um Físico – em um jornal de grande circulação dadas as mesmas alegações que você defende aqui!!! (pesquisa no google: Abuso quântico e pseudociência).

      Se busca corroboração científica para a suas ideias ai, não é assim que vai conseguir, meu amigo. Só há um caminho. Confronto racional com as EVIDÊNCIAS. Mas nesse teste estamos carecas de saber que seus argumentos sucumbem, não é mesmo?

      Deus é motivo de FÉ, pura fé, meu amigo. A ciência não afirma nada sobre deus(es), nem corroborando, nem contradizendo, tão pouco implicando sua(s) existências! Deus não se constitui por definição testável, e o universo natural – do Big Bang até os dias de hoje – NÃO pode ser usado por tal para negá-lo, mas também NÃO pode ser usado, exatamente pelo mesmo motivo, para corroborá-lo ou tão pouco provar sua existência. LÓGICA FORMAL. simples assim!

      Como disse, vá primeiro aprender o que é ciência.

      1. Jocapane disse:

        Todo Físico tem um complexo de superioridade formentado pelo “conhecimento”, estes porém, são extremamente teóricos e pouco práticos, ainda NÃO se comprovou a existência de outros seres em outros planetas, portanto esta discussão é irrelevante como percebi alhures, além, de serem totalmente parciais, você já pesquisou sobre Nassin Haramein? veja um pouco de suas palestras onde o mesmo estuda assuntos relacionados intrinsecamente com Deus. No entanto, EVIDÊNCIAS não são PROVAS, e enquanto SUPOSIÇÕES em nada acrescenta nas nossas vidas.

        Em suma você “se acha”, porém ainda fico com aquela afirmativa, “Quando o avião está caindo, ninguém é ateu”.

        Tenha um bom dia.

        1. Anônimo Oculto Culto disse:

          Jocapane. ” estes porém, são extremamente teóricos e pouco práticos”. Faça antes um curso de Física, e verás que a coisa não é em absoluto assim. Ambas, ideias e fatos verificáveis, práticos, são simplesmente inseparáveis, e uma não sobrepuja a outra, quer em Física, quer em outra área científica qualquer. De fato é isso é que define ciência, é esse conjunto que define “teoria científica”, e Física é cadeira científica. Quanto ao: “Quando o avião está caindo, ninguém é ateu” ; uma bela de uma falácia, que não merece comentários, mas vou comentá-la: ajuda de alguma forma gritar “ai meu deus” em uma hora dessas. E para ser sincero, quantos você acha que afirmam isso dado o mero senso comum, estabelecido desde pequeno simplesmente porque tal termo é o que quase sempre ouvem nas oras das desgraças (engraçado deus estar sempre presente nesses casos, né?) – e não por razões e implicações previamente pensadas? Observe-se usando tal expressão, e conclua por uma estimativa. E mais, quando o avião cai e se espatifa, morrem só os ateus? Resolve se eu subitamente “me converter” naquela hora? Eu particularmente, em vez de sair gritando ai meu deus e começar a orar desesperadamente, ia antes de mais nada ver se achava um para-quedas ou algo parecido, como um bote salva-vidas, porque como disse antes, fé, meu amigo, não define realidade. Ações racionais, em acordo com as leis naturais, sim! Crentes… Nem vendo dá para crer que existem! Abraços.

          1. Jocapane disse:

            Prezado Anônimo.

            Deu para verificar em suas entrelinhas a imensa falta de humildade, esta, a ciência sempre deixa de lado quando o assunto é conhecimento, porém, não tenho sequer 10% do conhecimento do Sr., mais minhas convicções não são teorias que amanhã ou depois são derrubadas, procuro me informar constantemente visitando o site “Tecnologia e inovação” e o que percebo é que na área de Física Quântica as teorias, na maioria das vezes são falhas e inaproveitáveis, pois são idéias formentadas por mentes fantasiosas, entretanto vou me ater ao conteúdo do tópico, a ciência não comprovou a existência de extraterrestres, o que ela faz hoje é simplesmente simular a vida sem sua composição química habitual para posteriormente apenas cogitar o que até hoje não foi comprovado, se não foi comprovado então vou avaliar igual aos srs., só acredito vendo.

            Quando o assunto se trata de Deus, que lógicamente não vemos, torna se sumariamente subjetivo as experiências com ele, pois a iniciativa deve partir do sujeito, a bíblia, tem muitos argumentos científicos que atualmente nem a própria ciência consegue acompanhar, incluindo aí, vislumbrações biológicas que só foram comprovadas cerca de 1500 anos depois.

            Ao amigo só posso desafiá-lo a explicar e comprovar os milagres que acontecem todos os dias, e que a ciência já estuda ser reações fisico-neurológicas, o que seria a materialização da fé, pessoas que são livradas da morte com estatísticas quase impossíveis, transformações de vida no tocante ao estímulo da espiritualidade dentre outros fatores, não estou de maneira alguma “forçando a barra” para que o Sr. acredite em Deus, mais nem a ciência e nem todo o conhecimento humano explica a fé e suas consequências.

            Bom dia.

  19. Anônimo Oculto Culto disse:

    “Esqueça os axiomas cientificos por favor!” Meu amigo!!! Essa é a diferença entre religião e ciência! Para ser religioso, a condição número um é: desligue a parte racional do seu cérebro. Aquela capaz de fazer verificações lógico/racionais. Sinto. Um debate não se faz assim, terminantemente…. E de novo a velha estorinha do bolo… Não, ajuda ai! Já comentei ai um milhões de vezes o mesmo assunto na rede. Basta buscar no google que você certamente achará a minha resposta… À propóstio: você SABIA de antemão QUEM fez o bolo: um ser humano, em específico, a dona Matilde. Você sabia de antemão, em detalhes, COMO se fez o bolo…. Isso não contradiz! Em verdade CORROBORA o que eu disse!!!! À propósito. Já que vocês ai são donos da Verdade teológica de tudo, para que mesmo que a dona Matilde fez o bolo? Será que você sabe mesmo o que ela pretendia com o bolo? Pense nisso, e não seja IDiota ao responder, por favor!!!!

  20. Anônimo Oculto Culto disse:

    Pois é, Homem Sábio!!! Fica a questão: você realmente sabe o porquê da Matilde ter feito o bolo? Pense nisso, e veja novamente quem é o IDiota na estória!!!!

  21. Pitagoras disse:

    Isaias, e quem mais poderia nos dar explicações lógicas e racionais?

    1. Isaías (Pernambuco) disse:

      Você e o bobalhão do anônimo, será?
      Para o bobalhão do Anônimo, acredita nos axiomas é ser culto e racional! RSrsrssrsrsrs!!!
      Debi & lodi, pensem por vocês mesmo, e não deixem que a ciência faça isso!

      A própria filosofia bando de imbercís, tem explicações mais contudente do que a ciência sobre algumas questões.
      Poderia até citar o silogismo elaborado por Socrátes e seguido po Platão, quando se trata de assuntos relacionado ao universo e a vida.

      Mais de 3.000 anos a Bíblia já falava de coisas que a ciência contemporânea nem seguer sonhava em descobrir. Vocês sabiam disto?
      Respondo! Com certeza não.
      Como é difícil fazer os ateus juntarem 2+2

      Quer saber de uma coisa??? Morram no obscurantismo bando de acéfalos!

      Amplexos!!!

      1. Anônimo Oculto Culto disse:

        Que tal ir fazer algumas bolinhas de sabão, e tentar explicar como milhões de milhões de milhões de moléculas podem, sem o dedinho de deus, formar uma membrana como aquelas… Absolutamente impossível, não é mesmo!!! Como a “aleatoriedade poderia formar sequer a membrana de uma célula”, não é mesmo? Ridículo. Vai lá fazer bolinhas, vai. Talvez você ache o fio da meada que acabará lhe levando ao caminho certo. Que o Grande Monstro do Espaguete Voador tenha piedade de sua alma. Ramém!

        1. Isaías (Pernambuco) disse:

          Que pena tenho de você Anônimo.
          Só o código genético de uma ameba dá para encher a enciclopédia Britânica mil vezes (1.000). Uma coisa eu garanto, o seu conhecimento não dá para encher uma taça de vinho.

          Você é mais um num meio da multidão com ideologias e conhecimentos contrário ao senso comum. È lamentável ler suas estultícias e chego até ter ânsia de vômito.
          Você é um tipo de gente que não acrescenta em nada pra sociedade.

          Minhas refutações em relação á você cessaram por aqui.

          Mesmo assim…oro por você.

  22. Anônimo Oculto Culto disse:

    Isaías: quem lhe disse que o Big Bang afirma que o universo “foi criado” ou mesmo que “começou” no termo que você usa? Com certeza a ciência, (ainda) não! Pesquise o que é o Big Bang segundo a ciência. Mas admitamos que seja do jeito que afirma. Se é válido perguntar no “pré-universo” que SUPOSTAMENTE existia antes da criação do nosso universo: “qual é a causa do universo” nesse pré-universo, é notório que você está importando do nosso universo para o pré-universo, seja lá quais leis mais vigorem nele, a lei da causalidade, e por tal ELA VALE por premissa nesse pré-universo – senão a própria pergunta não teria razão de ser. Pois bem, nesse pré-universo, seja lá ele o que for, sua resposta para a questão é DEUS! Você quer em essência usar a origem do universo para provar deus. Fica ai agora a pergunta, pela lógica mais que pertinente. Qual a causa de deus nesse “pré-universo”????? Deus certamente é muito mais complexo do que sua criação, certo? Se tudo que é complexo precisa de uma causa, então qual a causa de deus? Eis o problema lógico: Deus NÃO é resposta para nada, apenas literalmente mascara ou serve de esguio à pergunta, e por isso não figura dentro da ciência, entendeu? E não adianta apelar para a eternidade… Pois ela se aplica também ao universo natural, sem deus, em um ciclo de Big Bangs Big crunchs! Não resolve também a pergunta…. Capche? Mesmo que o universo tenha realmente tido uma origem, ela NÃO é prova da existência de deus!!!! Veja o meu debate com o Homem sábio sobre a luzinha no céu e o et de capela….

    1. Isaías (Pernambuco) disse:

      Anônimo…….

      Vamos sintetizar bobalhão anônimo o que é ciência? Exploração da física e do natural.
      Lembrando: Isto é um resumo.
      Portanto, o campo ciêntifico só pode ser submetido naquilo que seja palpável.
      Fora disso não é ciência bobalhão.
      DEUS está ligado bobalhão a elementos metafísico. (Ou seja, além da matéria, além da física bobalhão)
      A ciência tem que apoiar bobalhão, no empirismo. A criação do universo foi um fato único, não teve outro fato semelhante, portanto, não pode ser submetido a teste.
      Então….. repito, foge do campo cientifico bobalhão!
      Tudo que nós vimos e até desfrutamos (Natureza) bobalhão, foi criado e arquitetado daquilo que não existia. Ou seja, física quântica.
      A física quântica bobalhão, foi inserida na nomenclatura cientifica para espaldar os engodos da ciência.

      Boa semana pra ti, de preferência de muito conhecimento.

      1. Anônimo Oculto Culto disse:

        A ciência tem que apoiar bobalhão, no empirismo. A criação do universo foi um fato único, não teve outro fato semelhante, portanto, não pode ser submetido a teste.

        BEEEEP! Wrong!

        Sem comentários!

        Dica: leia minha discussão com o HOMEM SÁBIO, sobretudo quanto à física quântica.

        Até!

  23. Homem Sábio disse:

    Amigo Oculto, Culto:

    Você escreveu o seguinte:

    “Deus é motivo de FÉ, pura fé, meu amigo. A ciência não afirma nada sobre deus(es), nem corroborando, nem contradizendo, tão pouco implicando sua(s) existências! Deus não se constitui por definição testável, e o universo natural – do Big Bang até os dias de hoje – NÃO pode ser usado por tal para negá-lo, mas também NÃO pode ser usado, exatamente pelo mesmo motivo, para corroborá-lo ou tão pouco provar sua existência. LÓGICA FORMAL. simples assim!”

    Aí sim, nós chegamos ao um senso comum!

    Deus é motivo de pura Fé, e acredito que a Fé, não a religião, pode andar junto com a ciência. Eu disse anteriormente, gosto da ciência!

    Nada pode provar a existencia de Deus no campo científico, a não ser o próprio espirito, a própria alma da pessoa que tem um experiência com ele.

    Acho perca de tempo tentar provar Deus pela ciência.
    Também acho falta de tempo tentar prova a Sua não existencia pela ciência.

    Tanto o fanatismo religioso, como o fanatismo cientismo, foram criticados por Marcelo Geiger, físico e astrônomo, apresentador do “Cosmologia” no Discovery, o qual disse, com as palavras dele, que a Ciência não pode explicar tudo.

    Por exemplo, a sua argumentação sobre a bolinha de sabão. Sim, são milhares de moléculas, formadas NÃO aleatoriamente, que forma uma forma geométrica perfeita. Linda.

    Ocorre que aí teríamos que perguntar se elas são possíveis de se reproduzirem sozinhas e se manterem sozinhas, não utilizando uma “catapulta”, que no caso seria o Assoprador com sabão = (Deus e o barro, como queira).

    Só lhe aconselho o seguinte:

    Num debate, nunca chame ninguém de Idiota, por mais que as idéias dele não batam com a sua. Isso é mal. A pessoa pode ter as maiores das razões, mas quando desce o nível perde todas as justificativas.

    No meu caso eu peço-lhe desculpas pelo meu tom irônico.
    Mas o que é verdade, o é: Torço para que o homem, utilizando todos os dólares possíveis e técnicas inimagináveis e sua inteligência, consigam criar vida de um grão de areia.

    Deus te abençoe.

    1. Anônimo Oculto Culto disse:

      Ok, Homem Sábio. Ressalvo apenas quanto ao termo IDiota… Sei muito bem o conceito do ataque “ad hominem” em um discurso, e garanto que não o uso. Respeito em muito a pessoa humana. Agora, ideias em debate, absolutamente não. Elas estão lá travando uma batalha – nas pessoas de seus defensores -, e o objetivo central é derrubar as inconsistentes, e ambos os lados usam as armas que têm para defender as suas e derrubar as adversárias. Verifique que sempre que usei a palavra IDiota, grafeia-a com ID maiúsculo no início, em claríssima alusão às IDEIAS do Intelligent Design. Assim, o termo não dirige-se em particular a uma pessoa, em absoluto, e muito menos à sua, embora sim, igual você o fez, não negue ironia no uso da mesma. Mas isso é o de menos, e até tolerável em certos limites. Não precisa se desculpar. Só mais um detalhe. Há moléculas naturais que naturalmente se auto-replicam, e não apenas o dna! Você conhece a que se difundiu atrelada à vida. O DNA. É certo que a molécula auto-replicante que foi confinada na primeira protocélula não era o dna completo ao estilo do dna de uma ameba por exemplo, ou como o conhecemos hoje. Era bem mais simples. Mas o mecanismo geral encontra-se muito bem delineado, e os detalhes encontram-se sob forte escrutínio. Logo teremos novidades. Quanto à ciência e religião, acredite, não é a ciência que avança para o campo da religião. É o contrário, ignorando fatos tangíveis e tentando sobrepujar as ideias testáveis e testadas da ciência que não são compatíveis com seus dogmas, desde o tempo de Galileu. Daí todo o conflito, meu amigo. Repare que a ciência em si é laica. Não obriga os seus cientistas a serem ateus, tão pouco faz proselitismo para essa ou aquela doutrina religiosa. Mas define muito bem o que é ou não ciência, e as posturas não adequadas ao método de seus cientistas, seja esse quem for, são sim excluídas, contudo apenas de seus trabalhos CIENTÍFICOS. E se não for assim, perde-se a definição de ciência, essa acho que nem você nega, vital à nossas sociedades atualmente. Um dos princípios fundamentais da ciência é, antes de mais nada, a coerência inexorável com todos os fatos verificáveis (científicos) conhecidos, antes de mais nada. E está correto. Ciência explica o que se tem CIÊNCIA que existe, e busca incessantemente aumentar sua ciência sobre a realidade total do universo. E entre outros nós temos ciência que a vida existe, e hoje já temos ciência de como ela se desenvolveu. Assim, fale para o seu pessoal ai para não tentar impor criacionismo como se ciência o fosse – porque ele definitivamente não o é – e tudo certo. Não haveria conflito se essa linha não fosse ultrapassada. Há um lugar para cada coisa. E o lugar de criacionismo é nas igrejas e demais templos , que diga-se de passagem, não pagam sequer imposto. Não em aulas de ciências nas escolas. Contudo sinto muito, sempre que os religiosos tentarem passar dos limites, vai haver reação, e não será minguada não! Será fundada em fatos! É obrigação da ciência, entre outros, zelar pelo conhecimento factual que já adquirimos, e que bem o mal, é responsável pela qualidade de vida que temos hoje. É isso. Nesses termos, acho que chegamos sim em um acordo. O ponto central é: a ciência conhece suas limitações, e o método científico é por si prova disso. Já o “outro lado”….. E isso não vale para o contexto geral, incluso social, diga-se de passagem. Abraços.

      1. Marcos disse:

        De mesma forma. Quando ateus militantes passarem dos limites e quererem se utilizar de ciência para atacar a fé das pessoas haverá a mesma reação. Entendido? Não perca seu tempo achando que um dia ciência irá demsmontar a fé das pessoas em um Deus criador, isso é tolice. Tenha bons trabalhos e bons estudos na ciência.

    2. Anônimo Oculto Culto disse:

      Apenas completando, fica ai um ditado que cabe bem à situação: “(…) a natureza não é cruel, apenas implacavelmente indiferente. Esta é uma das lições mais duras que os humanos têm de aprender.” . Aprender que fé, embora possa ora sim ora não estar em acordo com essa, não define ou estabelece realidade, é realmente difícil, admito, sobretudo para quem conhece antes à primeira em detrimento da segunda. A ciência sabe há muito que é assim. Já quanto aos religiosos, fica a esperança de que um dia venham a aprender isso. O universo é do jeito que é, não do jeito que gostaríamos que fosse, muito menos do jeito que mais nos agrada ou mesmo nos seria favorável.

      Como bem disse Jacob Bronowski: “O homem domina a natureza não pela força, mas pela compreensão. É por isto que a ciência teve sucesso onde a magia fracassou: porque ela não buscou um encantamento para lançar sobre a natureza”.

      Abraços.

      1. Pitagoras disse:

        Olá Anônimo, li com redobrada atenção seus comentários, e com certeza muito os admirei. Li também os comentários adversos, cheios de clichês. E pensar que tudo isso foi desencadeado por um simples comentário meu acima, de apenas uma linha. Paz

        1. Jocapane disse:

          Pitágoras,

          O que está em questão é a NÃO comprovação da existência de seres extraterrestres, em suma, os cientistas não acreditam em Deus, e os cristão não acreditam em extraterrestres, portanto, suposição não prova nada.

          1. Anônimo Oculto Culto disse:

            Jacopane! “O que está em questão é a NÃO comprovação da existência de seres extraterrestres …. não prova nada”. Absolutamente não, meu amigo. Não são, em absoluto, a mesma coisa. O ônus da prova de existência ou não é, segundo a lógica formal, de que AFIRMA a existência. Traduzindo, nas palavras de Carl Seagan, “a minha incapacidade de invalidar a sua hipótese NÃO é, em absoluto, a mesma coisa que provar que ela é verdadeira” (pesquise no youtube: o dragão em minha garagem). Se você afirma a existência, cabe a VOCÊ estabelecer factualmente a veracidade da existência, e não a mim demonstrar o contrário. E minha incapacidade de demonstrar o contrário não é, em absoluto, prova de existência. Bem, ao menos isso perante a lógica formal. Para deixar bem claro: a ciência afirma que há GRANDE POSSIBILIDADE de extraterrestres existirem, E MOSTRA O PORQUÊ dela afirmar isso. A questão de a ciência cogitar a existência de exoplanetas e seres extraterrestres NÃO é questão de fé, meu amigo, igual o é seu deus cristão ai. É factual. Contudo, mesmo diante da grande possibilidade, a ciência NÃO afirma que os extraterrestres existem (ainda), simplesmente porque ela não detém as evidências necessárias para corroborar tal afirmativa de forma inequívoca. Está contudo a procurá-las – dada a lógica factual – e assim que as tiver, ela anuncia o resultado, certamente o fazendo com todo a segurança e respaldo lógicos necessários. Agora, é muito engraçado um crente falando em provas para alguma coisa…. Do lado da ciência, não importa quantas evidências pró tenhamos a favor de algo que não lhes agrade, a exemplo da realidade da evolução. Para vocês, não interessa quantas, nunca é suficiente… Para cada par de fósseis novo que achamos, vocês querem sempre o do meio, não importa quantos tenhamos ou quão próximos esses estejam, ou tão pouco se os dois fósseis são de pai e filho. Querem a árvore genealógica absolutamente completa, sem faltar nenhum espécime, e mesmo assim afirmariam que existem falhas… Nunca é o suficiente…. Nesses casos, para vocês, as evidências, por mais que sejam sólidas e numerosas, nunca bastam… Já tratando de suas “teorias”, absolutamente nenhuma evidência é o que vocês têm, e nenhuma evidência não apenas é aceitável como em verdade é mais que suficiente para prová-la de forma definitiva… Não meu amigo. Seu deus ai e o casos dos extraterrestres NÃO são comparáveis… A lógica criacionista é realmente “divina”, se é que me entende, absolutamente divina… A lógica por detrás dos extraterrestres é outra totalmente distinta. Crentes, nem vendo dá para crer que existem!

        2. Pitagoras disse:

          Jocapane: O Anônimo já responde claramente; Mais : “e os cristãos não acreditam em extraterrestres”. Sei de uma porção que acredita sim. Crer não é saber, e supor. Paz

  24. Anônimo Oculto Culto disse:

    Jacopane: “mais nem a ciência e nem todo o conhecimento humano explica a fé e suas consequências.” Ledo engano, meu amigo. Indico o vídeo: “Richard Dawkins at Liverpool University 10 of 10” . Pergunta – praticamente a mesma – muito bem feita, diga-se de passagem, pela ouvinte. Resposta excelente, diga-se de passagem… Contudo está em inglês, e não achei-a em português. Se não souber inglês, vou deixar-lhe a dica da resposta de Dawkins para você pensar, que fundamenta-se na perguenta que ele mesmo apresenta: por que as mariposas suicidam-se nos candelabros acesos? Qual a vantagem evolutiva disso? Quando achar a resposta disso, achará a sua resposta.

    Quanto à primeira parte do seu comentário, “Ao amigo só posso desafiá-lo a explicar e comprovar os milagres que acontecem todos os dias”, o que posso dizer. Há duas formas de encarar o universo: ou tudo é milagres e tudo encontra-se à mercê das vontades do(s) deus(es), ou simplesmente não há milagres no universo e esse segue suas regras intrínsecas de forma inexorável, de forma que não mudam para atender esse ou aquele umbigos em especial, quer porque eles simplesmente achem que os umbigos deles são especiais e os dos outros não, quer por algum outro motivo mais palpável.

    Entre as opções, a ciência já analisou a questão e fez sua escolha. A sua, contudo, cabe a você! Agora, uma coisa é certa, meu amigo. Não há nesse caso meio termo. As duas possibilidaes excluem-se completamente uma à outra, por lógica. Ou uma está certa, ou a outra está certa. Não há “estado emaranhado” ai… E se por mera questão histórica já houve algo parecido, a associada função de onda já reduziu-se há muito!!!! E depois a física quântica é que é “alucinação”… Crentes, nem vendo dá para crer que existem.

    1. Ismael disse:

      Anônimo o que quis dizer e expressar, é que houve pesquisas que o resultado final foi deliberadamente modificado, ou seja, a pesquisa comprovaria algo que a ciência não aprova ou não seria interessante pra eles, mas para manter a tradição modificaram para dar o resultado que desejavam, não disse que toda a ciência é ruim, todos nós se beneficiamos da ciência, quando vou ao médico, ou levo meus filhos, e o médico faz exames, e pode diagnosticar a doença e receita o medicamento, é um benefício da ciência sem dúvida, quanto ao Valdomiro, Silas Malafaia, Edir Macedo e meia dúzia que aparecem na TV, não pertenço á igrejas deles, nunca li ou adiquiri nem um produto deles, nem os conheço pessoalmente, então não posso defende-los e nem condená-los, e como você disse, em todo meio existe pessoas ruins, até no cientifico, e como não se pode condenar toda a ciência por causa de 33% dos cientista que não tem escrupulos, não se pode condenar todos pastores por causa de meia dúzia que estão na mídia, paz querido.

  25. Oiced Mocam disse:

    Ciência ou Religião?

    Mito:
    Ateus adoram a ciência. A tecnologia é a sua igreja, a evolução é o seu credo, Darwin é o seu profeta, e os cientistas são os seus sacerdotes.

    Resposta de Christopher Hitchens:

    “Nós não nos baseamos unicamente na ciência e na razão, porque esses são fatores mais necessários que suficientes, mas desconfiamos de tudo o que contradiga a ciência ou afronte a razão. Podemos diferir em muitas coisas, mas respeitamos a livre investigação, a mente aberta e a busca do valor das idéias.”

    Mais respostas :
    Teístas religiosos que acreditam que todos adoram e tem algum tipo de religião que, por vezes, concluim que a religião dos ateus devem ser ciência. Ciência não é apenas humanismo secular e ateu, mas também foi responsável por derrubar muitos dos mitos, doutrinas e crenças que têm sido fundamentais para as religiões. Ciência tem conflitos com as religiões não porque é uma religião em si, mas porque as religiões conflitam geralmente com a realidade.
    A característica mais comum e fundamental da religião é a crença em seres sobrenaturais – geralmente, mas nem sempre, inclusive os deuses. Poucas são as religiões que não têm essa característica, mas a maioria das religiões são fundadas sobre elas. A ciência envolve a crença em seres sobrenaturais como deuses? Não – muitos cientistas são teístas e ou religiosos de diversas maneiras, enquanto muitos outros não são. A própria ciência como disciplina e profissão é ateista e secular, não promove nenhuma crença religiosa ou teísta. A diferença entre o Ateísmo e o Teísmo, tem grande significado. Do ceticismo, razão, lógica, e ciência de um lado e fantasia, intuição, submisão e tradição na outro.

    Ciência é provavelmente a instituição mais importante e influente no mundo moderno. Utilizando o método científico, que deu à humanidade, com mais conhecimento, mais benefícios e mais vantagens do que qualquer outra coisa no passado – incluindo a religião. Dado o grau em que as estruturas da ciência com a vida, o nosso futuro, e outras instituições sociais, não é surpreendente que alguns teístas religiosos viriam a ver paralelos entre as duas – mesmo para o ponto onde eles pensam que a ciência serve a totalidade ou parte as mesmas funções que a religião faz por eles e usado para fazer por toda a sociedade.
    Nenhuma das opções acima torna a ciência uma religião, no entanto. As definições da religião são geralmente divididos em duas categorias: materiais e funcionais. As definições de fundo procuram identificar uma “essência” básica que existe em todas as religiões, as escolhas mais comuns incluem a crença em deuses ou crença em algo “sagrado”. Embora essas definições sempre confiam em algo que não se aplica a algumas religiões, nenhuma delas descreve qualquer “essência” da religião que se aplica à ciência.
    Definições funcionais da religião buscam identificar as funções sociais, políticos ou psicológicos que as religiões servem para os seres humanos. Escolhas comuns para isso incluem fornecimento de estrutura social, o ensino moral, criar comunidades. Nenhum desses realmente descrevem a ciência, quer, no entanto eles podem vir um pouco perto Muitas das instituições sociais que criam a estrutura social ou criam comunidades estão fortemente influenciados pela ciência. Isso não é porque a ciência é intrinsecamente religioso, no entanto, mas porque a ciência no mundo moderno não pode ser ignorado.

    A idéia de que a evolução é um “credo” para os ateus e Charles Darwin um “profeta” é baseado na crença popular entre os conservadores cristãos evangélicos que a evolução é anti-cristã e anti-Deus. Nada disso é verdade, no entanto. Os ateus não colocam nenhuma importância maior na evolução do que em outros aspectos da ciência, é improvável que os ateus creditariam qualquer atenção especial para a evolução, se não fosse para os cristãos de passar tanto tempo e esforço tentando prejudicá-lo, a fim de promover a sua agenda teológico, político e social. Os sucessos científicos e técnicos, que melhoram a civilização e a qualidade de vida, se somam ao progresso científico e batem de frente com os dogmas religiosos em sua totalidade. As teorias da Física (principalmente a Teoria quântica) e da Biologia (com a Teoria da Evolução de Darwin), as descobertas da Psicologia (pela qual o sentimento religioso é um fenômeno interno ou mesmo neurológico), superam as explicações místicas e espirituais.
    É justo dizer que os ateus dão muita confiança na ciência, mas isso não é “fé” no sentido religioso e como religiosos teístas, deístas, panteístas, normalmente usam o conceito. Ateus colocam sua confiança na ciência porque ela tem demonstrado quão confiável ela é. A fé por séculos, foi mais forte e mais influente e mais poderosa que a ciência. O choque entre as duas tem raízes profundas na história da humanidade.
    O método científico tem provado ser um meio eficaz para separar a verdade da falsidade, durante o período relativamente curto que a ciência tem existido, ela tem conseguido muito mais do que qualquer coisa tem – inclusive as religiões.
    A ciência moderna é em grande parte uma conseqüência do Iluminismo, um período em que as instituições religiosas e as autoridades eclesiásticas começaram a realmente perder seu poder sobre a maioria dos aspectos da vida das pessoas. O Iluminismo foi totalmente secular em que não derivam seu ímpeto ou princípios de tradição religiosa ou de autoridade. Os valores mais fundamentais da ciência ateus são, portanto, também os valores da modernidade: o empirismo ceticismo e secularismo. Não é uma coincidência que a ciência e a modernidade desenvolvidos lado a lado: a ciência sem Deus(es) reforçou a modernidade secular, enquanto, desde que o ambiente em que a ciência ateísta poderia prosperar.
    A modernidade secular fornece a liberdade e espaço para as pessoas seguirem suas consciências e explorar as suas crenças e descrenças religiosas. A ciência sem Deus tem valor inestimável para a nossa sobrevivência como espécie.

    A ciência é muitas vezes criticada por ser ateísta, mas a impiedade é em grande parte porque a ciência é bem sucedida: ser ateu significa que a ciência não é devedora de qualquer ideologia religiosa ou perspectiva. Se fosse teísta, então não seria verdadeiramente livre para seguir a evidência onde ela leva. Ciência também é muitas vezes criticado por falta de valores, mas a ciência tem muitos valores – é só que eles são valores que são fundamentais para a nossa modernidade secular humanista e ateísta. É isso que incomoda a maioria dos críticos, porque esses valores estão provando sua superioridade sobre os valores religiosos que teólogos anti-modernos preferem promover.
    Estas são todas razões para pensar muito de ciência e tentar protegê-la contra possíveis ameaças. Nenhum deles, porém, com razões para pensar que as pessoas em qualquer ciência necessitam “adoração” forma ou de tratá-lo como uma religião. É até argumentável que a ciência é menos um sistema de crenças do que uma metodologia: um método e meios para a compreensão de que é a realidade em vez de um conjunto de doutrinas e dogmas que somos moralmente obrigados a acreditar em ameaças de punição. O discurso científico se opõe à superstição e ao obscurantismo e a pseudociência..

    É comumente alegado pela crítica e adeptos que a ciência moderna é livre de valores. Isso é falso, embora seja verdade que a ciência não possui muitos dos valores tradicionalmente atribuída à religião e não faz qualquer juízo de valor sobre o uso do conhecimento científico. Por outro lado, a capacidade da ciência para funcionar como ela faz, e com tanto sucesso, depende de um conjunto de valores muito importantes. Alguns desses valores são explicados aqui.

    Trabalho e Disciplina:

    A ciência é um campo difícil de ser bem sucedido. Nada é feito em ciência sem uma grande quantidade de trabalho duro, por longas horas, e muita disciplina é necessária para trabalhar essas horas de duração. Muito pouco em ciência pode ser descrito como “fascinante” – a maioria dos trabalhos científicos envolve se debruça sobre grandes quantidades de dados e pequenos detalhes que fazem os olhos da maioria das pessoas simplesmente perderem o interesse. Esse trabalho é necessário, no entanto, porque constrói as bases para novas descobertas.

    Honestidade:

    Toda profissão depende de seus membros serem honestos para a profissão funcionar. Na ciência, essa exigência pode ser ainda mais importante. Muitos cientistas trabalham de forma independente e os resultados são então incorporados ao trabalho de outros cientistas. Dados defeituosos podem, portanto, assumir uma vida própria, infectando o trabalho honesto de pesquisadores ao redor do mundo Felizmente, existem sistemas adequados para capturar e eliminar a trapaça, mas nem sempre detectar os problemas imediatamente.

    Motivo:
    .
    Um dos valores mais importantes da ciência é o uso da razão. Os problemas não são considerados para ser resolvido por tradição, a fé, ou simplesmente a palavra de alguém de confiança. O uso da razão ajuda a garantir que as explicações e as soluções são baseadas em realidade e não da preferência pessoal, o que é politicamente correto, ou o que é ideologicamente conveniente. A razão pode, naturalmente, ser abusiva, mas não mais do que qualquer outra coisa – e, até agora, a razão tem provado ser mais confiável do que qualquer outra coisa.

    Comunidade:

    Embora seja comum para os cientistas a trabalhar sozinho, a ciência não é realmente uma profissão solitária. Os cientistas fazem parte de uma comunidade científica mais ampla, uma que engloba tanto os do mesmo campo e aqueles envolvidos em outros aspectos da investigação científica. Todos estão interligados, de tal forma que os resultados alcançados por qualquer um pode ajudar o trabalho dos outros. É certo que estes se encontram dispersos através do mundo, mas nem por isso estão menos unidos por laços extremamente estreitos; lêem os mesmos jornais, feitos para e por eles e que são praticamente os únicos a consultar; têm o mesmo vocabulário e os mesmos interesses científicos; a sua educação vai muni-los de modelos e de critérios metodológicos comuns que determinam os problemas a resolver e as soluções admitidas pelo grupo. A comunidade também ajuda a garantir a confiabilidade do trabalho de todos porque, para ser adequadamente a investigação científica, devem ser revistos por pares.

    Questionar a autoridade e Pensamento Crítico:
    .
    Apesar de existirem figuras de autoridade em ciência, como há em toda profissão, essa autoridade não é absoluta. Os cientistas são encorajados a questionar e desafiar as reivindicações e os resultados que a autoridade oferecer números. Afinal, o maior nome seguinte na ciência vai ser alguém que possa provar que uma teoria anterior estava errada, ou pelo menos incompleta, e, portanto, que as figuras de autoridade atual podem ter sido enganados. Cada cientista tem interesse em questionar a autoridade.

    Imaginação:

    É comum pensar dos cientistas, focado na lógica, mas uma imaginação muito boa pode ser mais necessário para ser um bom cientista. A imaginação é importante porque permite que se pense em novas possibilidades que podem não ser evidente a partir dos dados brutos sozinho. A imaginação também nos permite desenvolver novas explicações que também não são imediatamente apoiadas pelos dados, e isso dá um impulso de olhar para as descobertas.

    Progresso e Melhoria:

    Uma característica importante da ciência é que ela nunca é estática. Nenhuma explicação é definitiva ou completa e sempre há novos dados que tem de ser explicados, por isso nunca há qualquer sentimento de que o trabalho dos cientistas é concluída. Isto significa que os cientistas estão procurando sempre a melhoria e progresso em todos os momentos. A ciência trabalha para o aperfeiçoamento da humanidade e da sociedade, ajudando-nos a todos avançar ao invés de simplesmente estar satisfeito com onde estamos agora.

    Metodologia:
    .
    Um valor da ciência que pode faltar é a ênfase no foco na metodologia adequada sobre as conclusões. O que isto significa é que o trabalho não deve ser feito por uma questão de se chegar a conclusões particulares e favorecidas. Em vez disso, deve-se concentrar em seguir a metodologia científica adequada e raciocínio. Isso ajuda a garantir qual é a mais provável para se chegar a conclusões corretas e explicações corretas, independentemente do que eles podem ser. Imagine se em outras áreas, como política, trabalhassem dessa forma.

    Mais conclusões:

    A ciência procura a verdade. E não descrimina. Para o melhor e para o pior compreende as coisas. A ciência é humilde. Sabe o que sabe e o que não sabe. Baseia as suas conclusões e crenças na evidência dura – evidência que constantemente é atualizada e melhorada. Não se sente ofendida quando os fatos aparecem. E abraça o corpo de conhecimento. Não se segura em práticas medievais porque são tradição. Se [a ciência] acreditasse nessas coisas, não conseguiria descobrir a vacina de penicilina, colocava uma sanguessuga pelas calças a dentro e começava a rezar. Independente do que se possa “acreditar”, isto não será efetivo como medicina. Uma vez mais pode-se dizer que “para mim, funciona”, mas também funcionam os placebos.

    . O Humanismo está em sintonia com a ciência de hoje. Os humanistas reconhecem, portanto, que vivemos em um universo natural de grande tamanho e idade, que evoluímos neste planeta no decorrer de um longo período de tempo, que não existe uma evidência premente de “alma” dissociável, e que os seres humanos têm determinadas necessidades inatas que formam efetivamente a base de qualquer sistema de valores orientado para o homem.
    O Humanismo está em sintonia com novos avanços tecnológicos. Os humanistas têm boa-vontade em participar de descobertas científicas e tecnológicas emergentes, de modo a exercerem sua influência moral sobre essas revoluções à medida que surgem, especialmente no interesse de proteger o meio ambiente.

    “A ciência tem provas sem certeza. Os teólogos têm certeza sem qualquer prova.”
    Ashley Montagu

    Cientistas Criacionistas? Leia em,
    http://www.evo.bio.br/layout/criacients.html

    1. Marcos disse:

      Ciência não pertence ao ateísmo, pertence à toda humanidade que faz usos e frutos. Como religioso concordo que não deva haver religião na ciência, mas considero também que não deva haver argumento ateu na ciência para contradizer a fé das pessoas. Ou querer fazer da ciência algo pra combater religião. Achar que um dia a ciência desmontará a fé das pessoas em um criador do universo é tolice.

  26. Ismael disse:

    Anônimo o que quis dizer e expressar, é que houve pesquisas que o resultado final foi deliberadamente modificado, ou seja, a pesquisa comprovaria algo que a ciência não aprova ou não seria interessante pra eles, mas para manter a tradição modificaram para dar o resultado que desejavam, não disse que toda a ciência é ruim, todos nós se beneficiamos da ciência, quando vou ao médico, ou levo meus filhos, e o médico faz exames, e pode diagnosticar a doença e receita o medicamento, é um benefício da ciência sem dúvida, quanto ao Valdomiro, Silas Malafaia, Edir Macedo e meia dúzia que aparecem na TV, não pertenço á igrejas deles, nunca li ou adiquiri nem um produto deles, nem os conheço pessoalmente, então não posso defende-los e nem condená-los, e como você disse, em todo meio existe pessoas ruins, até no cientifico, e como não se pode condenar toda a ciência por causa de 33% dos cientista que não tem escrupulos, não se pode condenar todos pastores por causa de meia dúzia que estão na mídia, paz querido.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *