“Deus protegeu meu filho”, diz mãe de bebê que caiu em jaula de gorila em zoológico

0

Um acidente em um jardim zoológico poderia ter resultado na morte de um bebê, mas a ação rápida dos responsáveis pelo local impediu que uma tragédia acontecesse. E a mãe da criança enxergou a providência divina na situação.

Michelle Gregg levou seu filho ao zoológico em Cincinnati, no estado de Ohio (EUA), e quando eles foram ver o gorila, o bebê caiu no fosso que dá acesso à “jaula” do animal. Rapidamente, socorristas agiram, baleando o gorila para evitar que ele atacasse o bebê.

“Deus protegeu meu filho até que as autoridades foram capazes de chegar até ele. Meu filho está seguro e saiu apenas com uma concussão e alguns arranhões… sem ossos quebrados ou ferimentos internos”, escreveu em sua página no Facebook.

No entanto, a morte do gorila Harambe causou revolta em defensores dos animais, que protestaram no local. Segundo informações do Charisma News, testemunhas têm opiniões diversas sobre o episódio, pois alguns dizem que “não havia ninguém que conseguisse resgatar o bebê de volta das mãos do gorila”, enquanto outros afirmam que ele estava protegendo o menino e segurando sua mão.


Apesar de reações adversas, o diretor do zoológico diz que se tivesse que tomar a mesma decisão de novo, faria: “Estamos de coração partido com a perda de Harambe, mas a vida de uma criança estava em perigo e uma decisão rápida teve de ser feita por nossa Equipe de Resposta a animais perigosos”, disse Thane Maynard.

“Nossa primeira reação foi recolher os gorilas da exposição. As duas fêmeas atenderam ao chamado, mas Harambe não. É importante notar que, com a criança ainda na ‘jaula’, o tranquilizante de 450 libras não era uma opção, porque eles não fazem efeito durante vários minutos e a criança estava em perigo iminente. Além disso, o impacto do dardo poderia agitar o animal e causar a situação ficar muito pior”, acrescentou.

A execução do gorila enfureceu centenas de milhares de pessoas, que se manifestaram na internet com a hashtag #JusticeForHarambe (“justiça para Harambe”). Até agora, mais de 330 mil pessoas assinaram uma petição online pedindo que a mãe do bebê que caiu no fosso, Michelle, seja responsabilizada pela morte do animal.

“Este gorila bonito perdeu a vida porque os pais do menino não mantiveram uma vigilância mais estreita sobre a criança. Nós abaixo assinados acreditamos que a criança não teria sido capaz de entrar no recinto sob a supervisão adequada dos pais adequada”, afirma a petição. “Nós abaixo assinado sentimos que a segurança da criança é fundamental nesta situação. Acreditamos que essa negligência pode ser reflexo da situação na casa da criança. Nós ativamente encorajamos uma investigação no ambiente familiar da criança, no interesse de proteger a criança e seus irmãos de novos casos de negligência parental que podem resultar em lesões corporais graves ou mesmo a morte”, acrescenta o documento.

Michelle, no entanto, reagiu dizendo que a “sociedade é rápida em julgar”, e que o bebê caiu por uma infelicidade: “Acidentes acontecem”, lamentou.


SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA