Combate ao terrorismo no Afeganistão poderá forçar igrejas locais a existirem apenas nos subterrâneos

0

Uma ação militar recente dos Estados Unidos realizada através de drones causou a morte de um líder talibã afegão, e a revolta dos extremistas islâmicos contra a intervenção externa poderá resultar em um grave aumento da perseguição religiosa a cristãos no país.

A morte do líder talibã mulá Akhtar Mohammad Mansur foi confirmada pelo porta-voz do Diretório de Segurança Nacional (NDS, na sigla em inglês) à agência de notícias EFE: “O líder morreu em um ataque aéreo na região de Dalbandin, no Baluchistão, no Paquistão”.

A atuação do talibã no Afeganistão acontece desde 1994, e a ação militar dos Estados Unidos no país, com apoio do governo local, procura combater o grupo extremista. Agora, com a morte do líder, seu sucessor será Mawlawi Hibatullah Akhundzada.

“Se já era difícil manter os acordos com eles, com a morte do líder do talibã é possível que o relacionamento entre os países fique mais tenso agora, porque o movimento fundamentalista islâmico vai reagir com violência”, comenta um dos analistas de perseguição ouvidos pela Missão Portas Abertas.


“Os cristãos estão cientes de que a pressão contra eles será ainda mais intensa, por isso, é provável que a igreja exista somente na esfera subterrânea daqui para frente”, acrescenta o especialista.

No país, as igrejas já não existe mais de maneira formal, e os cristãos se isolam em pequenos grupos para não chamar a atenção da comunidade muçulmana, que é maioria. O Afeganistão ocupa o quarto lugar na lista de 50 países que a Portas Abertas considera os piores para um cristão viver.

Ore pela Igreja Perseguida no Afeganistão. A lei local estima que cidadãos do sexo masculino com idade acima de 18 anos e do sexo feminino, a partir dos 16 anos, de mente sã, que se converterem a alguma religião que não seja o islã, têm até três dias para retratar a sua conversão, ou então estarão sujeitos à privação de todos os bens e posses, à anulação de seu casamento e até à morte por apedrejamento. O mesmo acontece quando o indivíduo é acusado por crime de blasfêmia.

SEM COMENTÁRIOS

  1. A história nos mostra que a partir de 64 d.C, os cristãos (a igreja primitiva), viraram atração nos espetáculos bizarros dos circos romanos, sendo devorados por feras e sendo objeto de todo tipo de torturas e mortes. Diante disso, eles tiveram que se reunir em segredo, em catacumbas (cemitérios) e em casas, escondendo-se da perseguição do Império Romano. Foi assim até o século V. Uma outra razão pela qual se reuniam nas catacumbas era que ali estavam enterrados os heróis da fé.

    Ser cristão NÃO É uma tarefa fácil!!! E o próprio Deus nos adverte quanto a isso: "de fato, todos os que desejarem viver piedosamente em Cristo Jesus SERÃO PERSEGUIDOS" (2 Timóteo 3.12).

    O Afeganistão é o 4º país que mais persegue cristãos no ranking dos 50 do site Portas Abertas. E isso é MUITO TRISTE! Como disse Paul Washer: "ser cristão na América é fácil! Agora, ser cristão nos países de ALTA perseguição religiosa, aí você encontrará um cristão verdadeiro!".

    Orar é uma ORDENANÇA de Deus: “vigiai e orai” (Mateus 26:41); “perseverai na oração” (Romanos 12:12b); “…orem em todo o lugar” (1 Timóteo 2:8); “orai uns pelos outros” (Tiago 5:16b); “vigiai em oração” (1 Pedro 4:7b); e o principal (na minha opinião): “está alguém entre vós aflito? Ore” (Tiago 5:13).

DEIXE UMA RESPOSTA