Dilma Rousseff nomeia ativista pró-aborto como ministra, ignorando compromisso de campanha com evangélicos

1

A nova ministra da Secretaria de Políticas Públicas para Mulheres, Eleonora Menicucci, será empossada na próxima sexta-feira, 10/02, em substituição à ex-ministra Iriny Lopes, que saiu do cargo para disputar as eleições municipais.

Eleonora Menicucci é favorável ao aborto e segundo informações do jornal Folha de S. Paulo admite ter se submetido ao procedimento em duas ocasiões. Para ela, o tema “aborto é uma questão de saúde pública, como o crack, as drogas, a dengue, HIV e todas as doenças infectocontagiosas”.

Anteriormente, Eleonora havia afirmado que sua luta pró-aborto se baseia na intenção de evitar mortes: “minha luta para que nenhuma mulher neste país morra por morte materna só me fortalece”. Em 2007, declarou à revista TPM que se relaciona com homens e mulheres, e se disse orgulhosa de sua filha, que é homossexual.

Na entrevista coletiva concedida ontem à imprensa, evitou falar sobre suas convicções pessoais a respeito do tema, e disse que ao aceitar o convite da presidente Dilma Rousseff, sua postura como ministra passa a ser a postura do governo e que o tema é de responsabilidade do Poder Legislativo.


Durante a campanha presidencial, a então candidata Dilma Rousseff defendeu-se das acusações de ser favorável à legalização do aborto afirmando que se fosse eleita, não iria propor a aprovação de uma lei que legalizasse o procedimento, e que não convidaria para sua equipe nenhum político que fosse abertamente favorável ao tema.

Fonte: Gospel+

1 COMENTÁRIO

  1. Absurdo é: No Brasil uma mulher faz aborto a cada 33 segundos e a prática insegura mata uma delas a cada dois dias (O Globo, de 10/10/10, p. 3). Muito raramente morre, por essa causa, uma mulher rica. As mortes, aqui, atingem quase 100% as mulheres pobres. 71% dos entrevistados pelo Datafolha querem que a lei continue como está (Folha de S. Paulo de 11/10/10, p. A8). 79,2% dos juízes entrevistados pela Unicamp optaram pelo aborto diante de uma gravidez indesejada. 74% das juízas entrevistadas já fizeram aborto (Folha de S. Paulo de 10/10/10, p. C6). Milhões de abortos são feitos diariamente no mundo. Milhares de pessoas estão vivendo esse drama neste momento. Estou com a Ministra. Aborto é caso de saúde pública!

  2. "Se quem não é inocente não merece morrer, o inocente menos ainda".
    Toda ação gera uma reação. Se não quer ser mãe não engravide. Engravidou? Existe pílula do dia seguinte. Esqueceu de tomar? Poxa, acho que se uma mulher decide começar a sua vida sexual, o mínimo que ela tem que saber é que daqui 9 meses terá um bebê se não se precaver! Do contrário arque com suas consequencias. Ninguém é tão pobre que não possa sustentar um filho. E mesmo nesse mundo podre onde não se há mais temor quanto a Palavra de Deus ( que por sinal é contra o aborto), ainda prefiro acreditar que ninguém é tão ruim que não possa amar uma criança inocente. Chistian disse tudo "Ninguém merece morrer, nem mesmo o culpado pelo ato". Seguindo esse raciocínio o aborto continua sendo errado. Não estamos falando de um animal, de uma gata prenha que dá cria aos montes. Estamos falando de um ser humano.
    Fiquem com Deus! E quando tiverem dúvidas quanto a uma questão analise a bíblia, feito isso se pergunte o que Cristo faria em meu lugar, que partido Ele tomaria..? #minhadica

  3. eu sou contra SIM SIM E SIM do aborto e da legalizaçaõ da pl 122 dessa raça de misseraveis gls essa ministra nem deveria ter sido escolhida , e outra livramento teves os dois fetos que essa misseravel abortou por nao ter por mae uma desgrasada dessa. e quem nao concorda comigo NAO LIGO A MINIMA

    • amor cristao pra vc é o que? passar a mao na cabeça e dizer tá tudo bem põe mesmo uma mordaça em toda um sociedade que esta tudo bem,pois vcs sao mesmo uns coitadinhos . nao concordo mesmo e pronto

    • Michele Dos Reis – Se não concorda não seja… Mordaça na sociedade é o que a igreja tenta fazer desde sua fundação.

      Me enche o coração de alegria saber que gente baixa, preconceituosa e intolerante como você está sendo cada dia mais obrigada a ver paradas gay cada vez maiores, programas de televisão com temática gay, livros e revistas falando abertamente sobre homossexualidade, até as novelas… e muito mais está por vir.

      Não concorda mesmo? chora, porque a sociedade aceita cada vez mais… gente como você é que está sendo cada vez mais ridicularizado e motivo de chacota.

  4. senhora ministrar, que tal pensar na possibilidade começar a matar seus próprios familiares. se voce é a favor do aborto, você é a favor de todo ou qualquer tipo de homicídio.grande risco os brasileiros correm em ter você na bancada dos ministerios. um dia tu vai morrer criatura, tua vida não é eterna… sabe… o inferno existe..

  5. Gostaria de compartilhar minha experiência com os usuários do site…

    Depois de extenso debate com a cristã Aline Borges, ficou claro o seguinte:

    — Eu, Carlos, Ateu, defendo e sempre defenderei a ideia de que cada um deve ser respeitado na sua crença, ou ausência dela… sou a favor da tolerância e da liberdade religiosa.

    — Ela, Aline Borges, cristã, não admite que as pessoas pensem diferente dela, não se preocupa em esconder a própria xenofobia e fica revoltada ao ponto de me enviar mensagens intolerantes até as 4:00 da manhã… dizendo que quem não acredita no que ela acredita é revoltado e precisa de tratamento (palavras dela).

    Agora eu pergunto a vocês, será mesmo que religiosidade define caráter?

  6. Gostaria de compartilhar minha experiência com os usuários do site…

    Depois de extenso debate com a cristã Aline Borges, ficou claro o seguinte:

    — Eu, Carlos, Ateu, defendo e sempre defenderei a ideia de que cada um deve ser respeitado na sua crença, ou ausência dela… sou a favor da tolerância e da liberdade religiosa.

    — Ela, Aline Borges, cristã, não admite que as pessoas pensem diferente dela, não se preocupa em esconder a própria xenofobia e fica revoltada ao ponto de me enviar mensagens intolerantes até as 4:00 da manhã… dizendo que quem não acredita no que ela acredita é revoltado e precisa de tratamento (palavras dela).

    Agora eu pergunto a vocês, será mesmo que religiosidade define caráter?

  7. A questão que uma lei pró-aborto não seria uma lei pró-assassinato, como a bancada religiosa gosta de clamar. A lei em favor de aborto, seria algo a ser aplicado para melhorar a vida de mulheres e famílias de qualquer classe social. De que forma? Fazendo uma intervenção cirúrgica de retirada de um feto, da maneira correta, sem que assim causemos impacto na saúde da gestante. Quando dizemos que virou uma questão de saúde pública é porque o SUS já possui os dados que anualmente, no mundo, mais de 70.000 mulheres morrem por consequência de um aborto mal feito e no brasil 244.000 mulheres foram internadas para fazer o procedimento de curetagem pós aborto (dados de 2004). Então devemos sim, tratar o assunto aborto como caso de saúde pública, pelo número de mulheres que possam ser prejudicadas, tanto fisicamente quanto socialmente. Levanto a questão de que mulheres que sofreriam o aborto induzido, seriam apoiadas psicologicamente e receberiam tratamento médico. A moral cristã ainda é algo que, infelizmente, forma base de opinião levadas a sério, unicamente pela fé. Lógico que o argumento deles, só é levado em consideração, pois no nosso país, uma quantidade enorme de políticos, contam com estes votos, que são muitos. Uma situação que eu acho curiosa, é que a moral cristã não vê problema em clínicas de fertilização, afinal nós sabemos que a cada um zigoto que consegue sucesso na implantação no útero, de 4 a 6 são descartados. Considerando hoje, que por volta de 200.000 bebÊs por ano nascem pela técnica de proveta, estimo que pelo menos 1.200.000 (considerando 6 descartes de óvulo fecundado, por cada bebê nascido pelo método) futuros bebês são descartados. Acredito que vocês estão brigando com a causa errada.

    • Aline Borges Ninguém está fazendo guerra em site religioso. Estamos aqui discutindo ideias para um bem comum. Para mim não me interessa suas crenças, suas opções religiosas nem suas opções de vida. O que realmente me importa é a maneira que todos os crentes( não de forma pejorativa, crente àquele que crê.) querem que as opiniões baseadas em cunho religioso sejam enfiadas goela abaixo na vida de todos. Se deus odeia o pecado, ele não deveria de tê-lo inventado. Se ele ama os pecadores, então ele não deveria se importar com o ato que eles cometem. Quem tem deus na vida, assume uma escolha. Quem não tem, assume outra. E não pode ser julgado por isso, afinal já é nítido que religião não define caráter. Independente de formação religiosa, luto por um mundo justo para todos. Estamos a 2.000 anos nesta ditadura teocrática e sinceramente já deu o que tinha que dar. Precisamos evoluir. E nesta evolução, a religião não irá ditar regras para a vida de todos, apenas para àqueles que escolherem esta, como forma de vida. Como você faz.

    • Aline Borges As maiores guerras foram provocadas em nome de religião. Se você fizer um levantamento de todas as guerras, verá que muitas delas foram em nome ou do seu deus (javé) ou de algum outro deus. A intolerância sempre foi algo normal para os crentes (não pejorativo), e o que vocês promovem são situações de intolerância. Se você quer pregar o amor de deus ou de jesus, então comece a não ser intolerante. E de antemão, estude um pouco de história.

  8. Mas desde quando a esquerda nacionall teve algum tipo de compromisso com evangelicos, a não ser claro com o número de seus votos?. Onde ficou a astúcia da serpente? O governo é dela ela poem quem quiser.

  9. em primeiro lugar nao se pode medir a competencia da ministra pelo fato de ela ter opiniao favoravel ao aborto e por acaso so irao nomear pessoas que pensarem de acordo com o que os evangelicos pensam é? que ditatura é essa, cada tem sua opiniao e competencia para trabalhar independe da opiniao que se tem, as pessoa estao julgando a minsitra so pelo fato de ela ter uma opiniao sobre o tema do aborto, nao se onde vamos para com tanto aburso patrocinado pela fé incauta de tantas pessoas.é preciso se respeitar cada opiniao mas os cristao so querem que a opiniao deles sejam validas entao nao democracia é ditadura crista, estamos voltando a idade das trevas, qual será o proximo passo ?criar o tribunal do santo oficio de novo para punir quem nao se enquadra no estabelecido pela igreja diga-se passagem por seres humanos iguais a nós, pois de divino as regras da biblia nao tem nada , provem que foi o deus de vcs cristao que escreveram todas aquelas regras na biblia um livro inventado por seres humanos e alterado deiversas vezes na historia para atender os interesses da igreja, mas primeiro provem que ele existe.

  10. Sério que esa monstra ainda está no ministério?
    Aborto é anti-vida, anti-saúde e anti-ético. Quer reduzir as clínicas clandestinas? ofereçam uma opção melhor para mães sem condição financeira ou psicológica. Arquem com os custos-maternidade e pronto-recolhimento para a adoção.
    Não ao aborto, sim á vida. NÃO ao o pouco comprometimento do governo com as mães fora de condições; aborto não é solução.

DEIXE UMA RESPOSTA