Crianças cristãs têm sido vendidas, crucificadas e enterradas vivas pelo Estado Islâmico, diz ONU

42

Os atos de terror do Estado Islâmico se estenderam também às crianças, que segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), têm sido vendidas ou crucificadas e enterradas vivas pelos extremistas.

A barbárie foi registrada no Iraque, segundo relatos do Comitê das Nações Unidas para os Direitos da Criança. Meninos com idades inferiores a 18 anos vêm sendo usados para perpetrar ataques suicidas, realizar missões de reconhecimento, servir de escudo humano e também para fabricação de explosivos.

“A matança sistemática de crianças pertencentes a minorias religiosas e étnicas cometida pelo assim chamado Estado Islâmico, incluindo vários casos de execuções coletivas de meninos, assim como relatos de crianças decapitadas, crucificadas e enterradas vivas” foi denunciada pelo grupo de trabalho da ONU.

Renate Winter, representante do Comitê, emitiu um comunicado onde a entidade se diz “profundamente preocupada” com a situação, que inclui “tortura e o assassinato destas crianças, especialmente daquelas que pertencem a minorias, mas não só das minorias”.


De acordo com informações do site da revista Veja, crianças da minoria yazidi ou de comunidades cristãs, xiitas e sunitas têm sido vítimas do terror.

“Temos tido relatos de crianças, especialmente crianças com problemas mentais, que foram usadas como homens-bomba, muito provavelmente sem sequer entender a situação”, declarou Renate Winter à agência de notícias Reuters.

Segundo a representante do Comitê, “foi publicado um vídeo [na Internet] que mostrava crianças de muito pouca idade, aproximadamente 8 anos ou mais novas, já sendo treinadas para serem soldados”.

Na entrevista à Reuters, Winter manifestou perplexidade com o tratamento desumano destinado às crianças: “Elas têm sido capturadas em vários lugares… vendidas no mercado com etiquetas, etiquetas de preço nelas”, disse.

Especialistas independentes formularam um relatório sobre a situação e pediram às autoridades iraquianas que ajam da maneira mais urgente e decisiva possível para “resgatar as crianças” e processar os terroristas do Estado Islâmico.

42 COMENTÁRIOS

    • Mas, independentemente das responsabilidades deste ou daquele pelo surgimento desses radicalismos monstruosos, por que será que até agora não encontraram uma solução para o problema? Alguém se arrisca a dar uma resposta, ainda que formulada em tese ou hipótese?

    • Responsabilidade da América Protestante? Responsabilidade nenhuma, até porque, os países Arabes são fechados ao evangelho que transforma vidas. Outra, não há nenhum tipo de embargo econômico a eles, inclusive 1/3 da riqueza do mundo está em poder dos Muçulmanos, a população de lá sofre pelos desmandos de seus próprios príncipes ditadores que acumulam seus bilhões e deixam seu povo á mingua.

      A maioria dos empreendimentos hoje possui dinheiro de Sheiks Arabes. Se há alguma responsabilidade estas são deles mesmos e não da America Protestante.

    • Isso nada mais é que o cumprimento da Palavra de DEUS.
      Jesus disse que os homens perversos fariam isso com seus seguidores.
      O mundo jaz no maligno!
      Quem não tem temor de Deus em sua vida, esta preso as obras do diabo, assim como esses radicais.
      A única solução para os problemas do ser humano é receber a JESUS CRISTO, pois como escreveu o apóstolo Paulo, estando com ELE até mesmo a morte física é lucro.

        • Fanático abomina a palavra COMPAIXÃO,a fé deles é autoritáris,cega,movida
          pelo ódio e toda sorte de preconceitos.Não aceitam e em sabem conviver com as diferenças.Receberam venenos espirituais dos líderes e é o que tem dentro
          deles.Nada de bom.São coisas ruins mesmo.

          • interessante que sempre vejo falas dos lgbt’s, dizendo que o fundamentalismo religioso usa a Bíblia para tomar o poder.
            Agora vejo esses mesmos falarem que decisões políticas tomadas por governantes dos EUA de 20 anos atrás, desde que o Iraque foi invadido, estão refletindo até hoje, e eu disse DECISÕES POLÍTICAS, por causa do petróleo e por outras questões também, motivaram a interferência dos EUA no oriente médio.

            Tudo questão POLÍTICA, mais agora vejo pessoas insinuando que são questões religiosas????????????????????.

  1. Estamos aguardando a Dilma ir até lá dialogar com eles. Mas ela não irá, pois, crianças morrendo não lhe move a compaixão, ela está mais preocupada com os traficantes brasileiros da indonésia.

  2. bom eu acho que é o final da era e a volta de jesus na terra…
    a
    mas tambem acho que eles estão esperando a dilma pra dialoga com eles…
    kkkkkkkkkkkk
    mas ela só se preocupa com traficantes e bandidos..
    kkkkkkkkkkk
    quantas pessoas perderam a vida nas maos de bandidos e nem os direitos humanos foram no velorio…presta solidariedade.

  3. Sempre aconteceu isso… se vcs procurarem na deep web vão encontrar coisas bem piores que fazem com crianças do oriente, é muito difícil rastrear os f#$pu7@! mas tamos ai na luta, se vc tem profundo conhecimento em informática por favor ajude-nos a expor e levar estes lixos da sociedade a justiça, você será muito bem vindo! é intrigante imaginar que somente uma de muitas outras coisas que existem nesse mundo negro venha pra Surface..

  4. Anu ops onu o qui e isso memo onu onu sera um trem de cume, sera qui come onu frito cozido assado ou e cru memo, essa tar onu deve c iguar um trem aqui do brasir chamado de oab qui num vale uma picada de fumo macaia,as duas são iguarzinha iguarzinha e cara duma e fucim da otra, resumindo onu e como o vento qui passa soprano forte e quando olhamos já se foi ou seja e nada uma verdadeira porcaria um trem que é mais num é que foi mais num foi e que passou porque num passou se tivesse passado num tinha passado e acuma num passou passou, fim

  5. O islamismo foi ensinar exclusão dos outros credos, é nisso que dá: o povo aprendeu o ódio, agora está como se fosse pitibú, ou seja, quem planta vento colhe tempestade.

    Tá ocorrendo como as profecias bíblicas apregoam: Israel só faz assistir os irmãos árabes em guerra civil, pais a país: Líbia, Egito, Síria, Líbano, Iraque, e mais outros dois que esqueço o nome agora.

    E a batalha final começou, pois se desenrolará ao norte de Jerusalém, justo onde está montado o Estado Islâmico, vão perder feio. Se fossem espertos olhariam a bíblia, mas olham contemplando apenas que todas as nações se unirão contra Israel. Só que com esse punhadinho de gente, não dá tem pro início. Duma vez só Israel vai fazer tremor, um baita de um terremoto contra essa turma que interpreta a bíblia de cabeça pra baixo.

  6. E os cristão ainda acham tempo para se dividir com picuinhas, em vez de estarem todos unidos para ajudar. Não nos sintamos confortáveis porque não fomos atingidos nesse momento. É apenas o começo.

DEIXE UMA RESPOSTA