Sociedade

Evangélicos contra o racismo

Comments (2)
  1. Hamilton Gomes da Silva disse:

    Estas iniciativas só estão sendo tomadas por parte de evangélicos descendente de africanos que sofreram na pele a dor de ser vitima de discriminação racial e talvez de uma minoria de brancos com coração e consciência. Tivesse a igreja cristã ,(no geral) sido cristã de verdade ,muita dor não teria ocorrido e erros imperdoáveis não teriam sido cometidos contra os povos africanos e outras etnias. A escravidão nas américas(grupos radicais como a KKK),apartheid ,a conivência de algumas igreja na 2ª guerra…Em diversas questões como esta a religião estava de forma intrinseca influênciando,infelizmente, de forma negativa.

  2. Mario Carlos de Freitas disse:

    Quando o assunto é racismo, a primeira lembrança, é a questão do branco e do negro. Mas, além dessa, existem outras que provocam casos extremamente violentos. A questão religiosa, que já causou e continua causando guerras e assassinatos. (vejam o Oriente Médio)A questão esportiva, que podemos presenciar a todo instante,entre as diversas “torcidas uniformizadas”, e, em bem maior número, nas “Não Uniformizadas”. Em toda área profissional apresentam-se questões que geram, preconceito ou discriminação, de alguma forma. Voltando então a questão da “cor da pele”, os negros que foram levados às Américas, na condição de escravos pelo tráfego branco, eram em sua maioria adquiridos, de Chefes Negros, de tribos vencedoras nas disputas entre tribos africanas. Aos derrotados, a escravidão! A história da humanidade sempre foi assim! Brancos, sempre foram transformados em escravos por seus vencedores, fossem de que raça ou credos fossem. O Negro de hoje, trás dentro de sí ainda, o estígma desse período. E apesar de tantas formas e tentativas de lutas pela sua autovalorizãção, muitos se deixam levar por esse sentimento de inferioridade. E basta uma palavra… um gesto, uma forma de tratamento inadequada, para que o sentimento de revolta exploda como um imenso vulcão. Não sei de que lado está o preconceito, se no que emite as palavras ou naquele que as houve. Não vejo sentidosentido culpar os brancos de hoje, pelo erro cometido pelos brancos do passado… Nem acredito que o racismo seja resolvido com racismo… preconceito, com preconceito! E, não acredito, que evangèlicos e católicos, cujas diversas igrejas são formadoras da Grande Religião Cristã, possam com seus preconceitos e discriminações resolverem a tão complexa questão do racismo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *