No último momento, Franklin Graham pede que jovens votem no “mudado” Donald Trump

0

O pastor Franklin Graham resolveu pedir, abertamente, o voto em Donald Trump na véspera da eleição que definirá o novo presidente dos Estados Unidos. Até então, o líder cristão norte-americano vinha apenas denunciando os pontos em que se opõe nas propostas da candidata democrata, Hillary Clinton.

Em uma entrevista, Franklin Graham dirigiu-se aos jovens e disse que acredita que a campanha eleitoral mudou Donald Trump, e pediu que eles “tampassem o nariz” na hora de votar.

“Nós não vivemos em um mundo perfeito, o mundo político não é perfeito, mas somos cidadãos dos Estados Unidos. Assim, para a Geração Y que está escutando, vocês têm a oportunidade de mudar o futuro de seu país, e é pelas urnas, através do voto”, afirmou o pastor ao portal Christian Post.

Sua filha, Cissie Graham Lynch, recentemente endossou publicamente a campanha de Trump para presidente. Ele não havia feito uma declaração aberta de apoio Graham não o tenha feito abertamente, mas ele deixou claro que o Partido Republicano está para proteger os direitos dos cristãos.


“Há duas imagens diferentes e duas visões diferentes para a América. O Partido Democrata tem uma visão, Hillary Clinton tem uma visão, e Donald Trump tem uma visão totalmente diferente para esta nação com o Partido Republicano. Isso não é difícil de descobrir se você é um cristão. Há realmente muito poucas opções aqui, porque o Partido Republicano tem uma plataforma de proteção à vida, os não-nascidos, eles são muito claro sobre estas questões”, afirmou, destacando a postura contrária ao aborto como item a ser valorizado.

“Você pode ter que segurar seu nariz e votar”, afirmou o pastor, sugerindo que os eleitores estão sendo obrigados a escolherem o menos pior entre os dois candidatos. “Eu tenho pessoas que dizem: ‘Bem, eu não gosto de Donald Trump, eu não gosto do que ele diz’. Bem, eu não gosto do que ele disse também, eu prometo que eu não gosto. Mas essas são coisas que ele disse 11 anos atrás, e não algo que ele disse hoje. Eu acho que Donald Trump mudou. Eu acho que Deus está trabalhando em seu coração e em sua vida. Mas as pessoas têm de fazer a sua própria mente”, acrescentou.

Essa visão é compartilhada pela pastora Paula White, que afirmou ter ouvido ela mesma de Trump que havia se convertido a Jesus Cristo e pedido perdão por seus pecados através da oração.

Nesse contexto, Graham reiterou que o importante é olhar para os compromissos que Trump está fazendo nesta campanha: “Eu usaria o que Donald Trump diz hoje não o que ele disse no ano passado ou no ano anterior, ou onze anos atrás. Eu iria julgar o que Hillary Clinton diz e eu gostaria de julgar o que Donald Trump diz e gostaria de encorajar as pessoas a orar antes de votar, não apenas sentarem-se em casa”, concluiu.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA