Homem que atacou Igreja Universal com empilhadeira revela os motivos e afirma ter sido agredido por Pastor

62

O homem que, com uma empilhadora, atacou o edifício da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) de Faro – Portugal, garante que fez estava fora de si quando invadiu a igreja.  Eleutério Cortes, construtor civil, de 42 anos, explicou ao Correio da Manhã como foi todo o processo.

“Em 2004 comecei a frequentar a IURD, pois estava com dificuldades financeiras”. Passou a dar quantias mensais em torno de 100 euros, com a promessa de que Deus iria retribuir “com 100 vezes mais”.

IURD fez a ‘Campanha Santa’. “Vendi tudo o que tinha”, conta Eleutério: “um cavalo, um Ford Transit, um caminhão, todas as minhas ferramentas e artigos em ouro, que renderam 100 mil euros”. Entregou o dinheiro a dois pastores da IURD. “Foram a minha casa e colocaram as notas num saco, dizendo que Deus me iria retribuir com dezenas de obras”.

Esperou cinco anos, sem trabalho e com mais dívidas. “Na terça-feira perdi a cabeça. Invadi a Igreja, mas tive o cuidado de ver que não havia ninguém”, garante Eleutério, que acusa o pastor de o agredir quando já estava algemado: “Deu-me um chapadão com toda a fé”. O pastor não se mostrou disponível para comentar o caso.

Fonte: Correio da Manhã / Gospel+
Via: Guia-Me

62 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA