Brasil

Igreja Assembléia de Deus aceitará divórcio

Comments (107)
  1. a biblia da o direito de divorcio porem que ambos os dois nao se case seja menbro ou alguem que olcupa o ministerio de pastorado de evangelista ou simplles mente um cooperador Deus nao toma o culpado pelo inocente e nem o inocente pelo culpado

    1. QUANDO um homem tomar uma mulher e se casar com ela, então será que, se não achar graça em seus olhos, por nela encontrar coisa indecente, far-lhe-á uma carta de repúdio, e lha dará na sua mão, e a despedirá da sua casa.

      2 Se ela, pois, saindo da sua casa, for e se casar com outro homem,

      3 E este também a desprezar, e lhe fizer carta de repúdio, e lha der na sua mão, e a despedir da sua casa, ou se este último homem, que a tomou para si por mulher, vier a morrer,

      4 Então seu primeiro marido, que a despediu, não poderá tornar a tomá-la, para que seja sua mulher, depois que foi contaminada; pois é abominação perante o SENHOR; assim não farás pecar a terra que o SENHOR teu Deus te dá por herança.

    2. Márcio de Lima Vieira disse:

      Querida, A Paz do Senhor.
      Existe um verdadeiro desentendimento, quase que geral em nosso meio evangélico quando tratamos determinadas questões. Estou a 33 anos na mesma denominação e vi muitas coisas mudarem, coisas daquelas como: ser pecado mulher aparar ou cortar cabelo, pintá-los, usar calça comprida ou bermuda, usar adornos e pinturas, ver televisão, eu mesmo, como servo de Deus, fui ensinado que deveria usar calça comprida 24 horas por dia…hoje não se condena todas essas coisas…e o que se vê, são crentes dizendo que nossos irmãos zelosos da época, fizeram tudo isso, de coração, com temor a Deus, mas sem conhecimento real do que a Palavra de Deus diz, no que concerne a sua exegese, povos e cultura antiga, ou seja, havia muita espiritualidade (ou espiritualização) mas pouca doutrina, no sentido legitimo das Escrituras, não costume!
      Ao falar-os de divórcio, precisamos entender o seguinte:
      1. É a vontade de Deus que o casamento seja para sempre (mas que vontade de Deus é essa referida?) – Vale dizer que embora TUDO quanto ocorra, ocorra sob a vontade de Deus, isso não significa em absoluto,que tudo tem em Deus a sua causa…existe a vontade soberana de Deus, a vontade intencional de Deus, a vontade permissiva de Deus e a vontade circunstancial de Deus.Embora seja a vontade de Deus o casar, isso não quer dizer que todo casamento feito seja aprovado por Ele…
      2. O código civil israelita e o código religioso eram um só, hoje ambos estão separados na nossa cultura, isso significa que lá,qualquer violação religiosa afetava a vida civil e vice versa, coisa que não acontece por aqui.
      3. O que Deus uniu, não separe homem. Prestou bem atenção? A frase não significa algo que o homem pode fazer, mas sim o que elenunca poderá fazer.Se é Deus quem abre ninguém tem poder de fechar, se é Deus que fecha, ninguém tem poder de abrir, se é Deus quem põe, ninguém tem poder de tirar, se é Deus quem tira, ninguém tem poder de colocar, agora se é Deus quem une, não existe ninguém, no céu, na Terra ou debaixo da Terra que separe, mas se é Deus quem separa, quem pode fazer unir? Pense nisso. Muitos estão querendo unir o que Deus nunca uniu, separar o que é Deus quem juntou, abençoar o que Deus nunca abençoou e reconhecer o que Ele desconhece…
      4. As sociedades judaicas e cristãs do início viam o divórcio com reservas porque naquelas culturas não se pensava em casamento que não fosse em Deus, hoje se casa porque houve uma gravidez precoce entre namorados, se casa por verdadeiras PROFETADAS que muitos servos de Deus recebem, se casa por interesses financeiros, se casa para satisfazer ao pai ou a mãe, se casa por iludir-se com a pessoa querida, e depois? O que fazer quando se descobre não haver afinidade, seja no espiritual, no emocional ou no sexo? Alguns diriam: agora, irmão, você tem que colher as consequências (que tamanha insensibilidade), outros diriam: vai buscar a Deus.
      Não sou favorável ao divórcio fácil, mas devemos entender que existem hoje casos e casos e que naquela época não existiam.O melhor a fazer é buscar a orientação de Deus(que não se buscou antes), se é a vontade Dele reparar seu cônjuge ou tirá-lo de sua vida, pois o que é bênção, Deus lapida e o que for maldição ou tropeço Ele remove de nossa vida para sermos felizes com quem Ele aprovou para nós.

      Fique na Bênção.

      1. Alessandra disse:

        Respeito todas as opiniões, mas não posso concordar, a Bíblia dá margem em apenas duas situações para o divorcio, adultério ou morte de um dos cônjuges. Fiquei muito triste com o seu comentário quando falou que se é dá vontade de Deus que continue casado ele lapida, repara, se for maldição ou tropeço ele remove.
        Ler isto é terrível pois Deus dá o livre arbítrio as pessoas então quem traí o faz poque quer. Só quem passa pela dor de um divorcio sabe o que é, jamais Deus teria parte nisso, falo isso por experiencia própria, pois meu ex-marido terminou o nosso casamento de 17 anos por causa de uma “evangélica” uma prostituta da Assembléia de Deus e agora está nesta igreja que já o está tendo como membro e vão se casar lá, vive com ela como se fosse casados, ela participa ativamente na igreja sendo que é uma fornicadora, todos sabem e apoiam. Essa situação criou grande estresse as minhas filhas que sofrem muito com o que o pai fez. Agora isso foi deus que causou?

        1. Daniel Freire disse:

          Isso é um absurdo!! Não acredito que a Assembleia de Deus esteja chegando nesse ponto. Totalmente fora da palavra. Deus é o mesmo ontem, hoje e eternamente, a sua palavra não muda. Como os Sres estão distorcendo a palavra de Deus e ajudando a destruir ao invés de reconstruir famílias, estou sendo vítima de vocês também, pois estou separado de minha esposa e ela começou a frequentar a Assembleia de Deus e começou a namorar outro rapaz e os membros dessa igreja sabem da história e apoiam ao inves de querer que a familia dela original seja restaurada, é para isso que vocês deveriam fazer apoiar a lutar pelas famílias, sendo que eu sou o marido dela e estou vivo, nos separamos sem que houvesse tido traição, nos precipitamos. Só pode ser o fim dos tempos. Que absurdo, Tenho sofrido muito e lutado pela reconciliação sinto falta da minha família, esposa, filho e afilhada. Vou continuar lutando pois para Deus não existe o divórcio.

  2. Bartolomè disse:

    ¿ pque para un è aceito o divòrcio, e para outro nao aceita. qual è a diferencia entre Pr. e seus fiès nao sao o nesno Deus que serve ou nao..nao hà deferencia entre eles ò ai….?

  3. Henrique disse:

    A Bíblia não dá direito ao divórcio, ele não é uma opção mas um possível solução para uma problema onde o marido é crente e a mulher é descrente (e vice-versa), não podemos levar essa situação para separação.. o que Deus uniu que o homem não separe pois são uma só carne.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *