Igreja Assembleia de Deus é condenada a pagar R$ 20 mil em indenização a casal que teria sido humilhado após denunciar suposto desvio de dízimos

102

A igreja Assembleia de Deus foi condenada pela Justiça de Minas Gerais a pagar uma indenização no valor de R$ 20 mil por danos morais a um casal de ex-membros da denominação. O casal, que trabalhava na tesouraria da igreja, entrou com ação contra a igreja alegando ter sido exposto a uma série de constrangimentos, devido a um impasse com o pastor.

Identificado apenas como A.G.S. e V.L.P.M.S., o casal foi nomeado 1º e 2º tesoureiros da igreja aberta em Nova Serrana, mas no final de 2007 deixaram a igreja afirmando terem sofrido uma série de constrangimentos, após denunciar um suposto desvio de verbas oriundas do dízimo, feito pelo pastor local.

O casal afirma que o pastor da igreja recebia o dinheiro do dízimo de fiéis sem repassá-lo à matriz, situação que os levou a comunicar o fato ao vice-presidente da igreja, que os orientou a não entregar nenhum valor ao líder religioso.

Porém, eles afirmam que o problema não foi resolvido e que, mesmo após uma reunião com a administração da Assembleia de Deus em setembro de 2007, na qual informaram que o pastor continuava recebendo o dinheiro entregue pelos fiéis, a situação permaneceu inalterada.


Então, em dezembro de 2007, segundo relatam, ocorreu uma reunião com pastores da denominação, aberta a todos os membros da igreja e também visitantes. O casal conta que nessa reunião, na presença de todos, os pastores anunciaram a retirada de seus cargos e que, após isso, se transformaram em motivo de chacota por parte dos fiéis. Além disso, nas pregações seguintes, um pastor convidado se referiu a eles de maneira pejorativa e, por fim, eles se afastaram da igreja.

De acordo com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG), após essa série de atos vexatórios, o casal enviou diversas cartas à matriz da Assembleia de Deus pedindo esclarecimentos; porém, como resposta receberam apenas algumas citações bíblicas, sem que o incidente fosse tratado. Devido a isso, o casal recorreu à Justiça, solicitando indenização por danos morais por parte da igreja, devido ao constrangimento ao qual foram expostos.

Segundo o Terra, a relatora do caso, desembargadora Márcia de Paoli Balbino, teve como entendimento que os atos vexatórios ao quão o casal foi exposto ficaram comprovados e, por isso, a igreja foi condenada a pagar a indenização no valor de R$ 20 mil.

Por Dan Martins, para o Gospel+

102 COMENTÁRIOS

      • Vinícius.

        Slogan dos ateus é mandar matar como ocorreu recente na coreia do norte em que o tio foi morto pelo camarada comunista, situação que de quando em quando ocorre na china, e ainda cobra da família o preço que o estado gastou pela bala assassina.

        Esse é o povo que os ateus foram se juntar. Aí você tem o direito de falar, meu caro?

        Mais óbvio seria se você se calasse, ou não?

        Você está deturpando a fala do pastor silas, pois ele mesmo acusou a convenção de pastores de mal uso dos recursos.

        A preocupação dele é com a indústria de processos, estes não com o fim de solucionar problemas, mas firmado em achismos, em calúnias como a sua, em superficialismo.

        Deus vai cobrar de você cada palavra dada com segundas intenções e deturpadoras;

          • Claro, meu caro,

            O teu sistema comunista se acabou. Só resta Artur Castro, o da Coréia do Norte e o da China.

            A adoração tua tá se acabando, por isso esse nervsismo.

            Venha pra Cristo, não cobra nada, não manda matar, não expropria seus bens, é amor, é educado. São coisas que você no teu sistema não conhece, mas venha que vai conhecer. Procure um igreja evangélica e passe a seguir Cristo, nada de pastores, nada de gurus, nada de camaradas.

          • Cobra, mas como você fala mentira tão escabrosa, meu caro.

            Só se cobra algo quando existe um serviço prestado, o fornecimento de um produto…., como é que pode se falar em cobrar se a igreja evangélica não trabalha com essas coisas?

            Aprenda, meu caro, toda e qualquer cobrança advém de uma relação negocial, um acerto entre as partes, um contrato formal ou verbal, mas você insiste em dizer que as igrejas cobram algo de alguém.

            As igrejas pregam uma mensagem bíblica, se quiser dá que dê, se não quiser, que não dê.

            Já viu alguma ação de cobrança de igreja contra seus fiéis? Já viu a penhora de bens para garantir a dívida do dízimo?

            Tô desconfiando que que você é o stardust, o que gosta de falar em dinheiro, não em vida, não em Cristo, não em ressocialização, aliás falando em socialização, até instiutuições de caráter beneficiente vive de dádivas de todos, nunca cobrou de ninguém.

            Faça um projeto de lei e envie para o congresso garantir via a lei um salário para os líderes religiosos, tudo como ocorre na Áustria em que a igreja católica é remunerada pelos cidadãos. Ou seja, uma sociedade mais antiga e mais experiente tem certeza da importância do labor dos que levam a palavra espiritual.

            Tenha calma, tais figuras sempre existiram. Entre na mata a dentro que você vai ouvir falar em pajés…, há lembrei que eu estou falando do doutorzinho de história, mas parece que sabe apenas da história da família dele. Pagé, aqui e na africa, na ásia, aliás essas figuras é que descobriam os remédios, as fórmulas para salvar os seus. Coisa que os caras pálidas muito se aproveitam, a ciência dos bruxos, e fazem os remédios que devam estar curando você agora de alguma coisa neste momento.

            Você leu sobre isso na sua faculdade? Leu também que qualquer pessoa um dia precisa de alguém que esteja á sua disposição para falar das coisas de Deus? Das coisas místicas? De pessoas que consigam controlar a sua cabeça?

          • não cobra nada?????????ficou louco? e o dízimo? e o trízimo? e as doações espontâneas? e as campanhas financeiras? e os carnês da prosperidade? É COMÉRCIO PURO, SIM.
            (obs: não sou ateu, já lhe disse).

          • Ateu atoa.

            Então quer dizer que quando um mendigo pede a mim, na rua, um pão ele está cobrando??????????????

            Pensei que ele estava pedindo?????????????????

            Ai quando ele diz pra mim que Cristo ensinou a ajudar aos pobres, ele está cobrando????????????????

            Pensei que estava me instruindo e me convencendo??????????????

            Caramba, daqui a pouco os pastores vão estar na minha porta com a fatura nas mãos, se eu me recusar, vão pôr meu nome na Serasa.

            Peraí, mas nunca vi título protestado em cartório pelo não pagamento de dízimos e ofertas, então será que existe cobrança mesmo?

            Pastor prega o que está na bíblia, dentre os ensinamento, as ofertas e dízimos, mas se eu não dou, ele não me pune, então não é obrigatório.

            Peraí também, se um mendigo diz que se eu não der dinheiro pra ele Deus pode me castigar, então o fato dele me alertar de uma coisa que poderá(não deverá) significa que ele por estar insistindo, então é cobrança?

            Quem poderá nos salvar? O ateu atoa, responda então, cara pálica, há desculpe, é cara vermelha em vista de que você é o chapolim colorado.

          • Ateu atoa,

            Você é doente, meu caro.

            Cara, procure na tua bíblia passagens em que retratam e bem: que o que eu faço volta mais cedo ou mais tarde para mim.

            Se dou, depois recebo. Se ajudo, depois serei ajudado.

            Quem planta vento colhe tempestade.

            Quem muito dá, muito recebe. Quem pouco dá, pouco recebe.

            Cristo disse que quem abandonar …, receberá aqui na terra 100% e galardão no céu.

            Se você acha infernal essa doutrina, reclame com Cristo e no que mais a bíblia prega, nunca e jamais atribui-la a pastores.

            Vamos com calma, pois parece discriminação velada.

          • Já que você não acredita em deus que brincalhão que controla tudo, então pode me dizer quem foi que fez o tudo? Pergunto pelo simples fato de que sou um veterado em tentar descobrir as coisas, e vejo que você sabe mais do que eu e contesta a minha crença, mas não dá resposta alguma de como tudo existe, tipo que força é a que move termos estrelas a bilhões de anos-luz uma das outras, foi um ateu atoa quem a criou, se foi diga o nome, pois quer acreditar nas fábulas dos deuses dos ateus.

            Outra coisa, também gosto de me divertir com a falta de respostas dos ateus para tudo, mas que debocham das dos outros como se possuíssem a varinha mágica do saber. Cadê a verdade, meu caro do mundo ou na visão de vocês?

            Estupidez por estupidez, prefiro a estupidez mais antiga, inclusive com profecias apocalípticas sobre o final do tempo comprovadas, quanto que o teu deus estúpido não tem comprovação alguma de nada, sequer prevê o futuro, sequer tem premonição, sequer colocou em um livro para no futuro ser confirmado. Vamos, prove. Então entendeu também porque o seu deus é pior do que o meu?

            Quanto a Deus agir ou não, então que haja você, glorioso deus ateu atoa, diga as suas verdades.

            O mendigo promete sim: Deus te abençoe, te dê em dobro a você e à sua família, a não ser que os pedintes de sua cidade sequer manifestam atenção, afeição, amor ao próximo.

            ENTENDEU AGORA ATEU ATOAI

          • Levi, quem criou o universo foi o Batma.

            pode crer meu caro, foi o Batma.

            o Batima é mais poderoso que o seu deus, afinal, ele criou o universo e depois é que veio o seu deus, ou seja, ele criou o universo para que depois existisse um deus que te criou rsrsrsrs

            afinal, se não fosse o batma, como existiria um universo para que esse deus controlador pudesse existir não é?

            opa. mas perai, e o que havia antes do batma?

            puxa !!! uma incógnita!

            Levi, entenda meu caro, teorias para criação do universo existem aos montes. a mais aceitável é a do big bang, mas existem outras, inclusive a do seu deus, contudo lembre-se o seu deus não é o unico deus que requer para si a criação do universo, existem outros deuses requerendo essa patente carinha. rsrsrsrsrsr

            aprendeu agora Levi???

            sobre o mendigo Levi, é hilário ver vc tentando defender o indefensável, chego a me criticar por te fazer se humilhar tanto rsrsrsrs

            Mas vamos novamente ver se o seu tico ainda tá vivo, porque pelo jeito o teco já morreu.

            Levi, o mendigo pedir esmola, ele não te ameaça dizendo que se vc não der a esmola, vc não terá as “graças” divinas na proporção da sua “doação” rsrsrsrs

            no máximo, se ele foi mais um otário, ele vai acreditar em deus e te desejar algo de bom em nome desse ser tão bom, mas tão bom, que deixa um filho rico e outro morrendo de fome. que dá tudo de bom para uns e deixa outros nascerem sem braços, pernas, deficientes etc. etc.

            quanto ao Pa$$$$$$tor, ele “pede’ o dizimo, mas afirma que a “doação” do dizimo é somente a paga por um favor que deus já fez e é mediante essa paga que se terá mais bênçãos, ou seja, bênçãos são condicionadas ao pagamento por elas.

            mas continue Levi, está me divertindo bastante.

            no aguardo rsrsrsrsr

          • Ateu atoa,

            Há sim, foi o bang bang? Satana? Ringo?

            Esperaí, se o teu Deus, o bang, pode ter saído do nada, então Deus pode ter saído do nada também. Cite as outras teorias, que esta que você contou é mesmo de fazer rir, ora, ora, oram uma explosão que findou em figuras iguais a você e eu?

            Quanto a deuses reivindicando a patente do universo, um desses é você e seus colegas ateus?

            Mendigo pede esmola “por amor de Deus”, aí alguns dizem que poderia estar roubando, vendendo drogas, mas…, ainda dizem quem que dá aos pobres emprestam a Deus.

            Meu caro, quem depende da vontade do próximo, aí contextualizados os mendigos, os pastores, sofrem, sofrem, sofrem.

            Se fosse fácil viver da vida clerical, não haveria 100 mil vagas no Brasil para padres. Pastores não passariam fome no Brasil, saia da tua casca de ovo, averigue. Não tire os jogadores de futebol de brasil pelo que a imprensa comenta do ganho dos jogadores famosos como neimar, os ronaldos, pelé, kaká, a minoria da minoria.

            Em razão das diferenças dos humanos você não acredita em Deus, então o seu bangbang, que é o verdadeiro Deus, é uma figura, pois enquanto o que eu sirvo tem explicações, o seu, sequer uma. Aliás, as acusações acima eu transfiro para esse novo Deus, bangbang, esperando voce oferecer as razões de tantas diferenças entre os filhos da luz do big.

            Sobre pastores dizerem que somente são abencoados os que dão dinheiro, mostre uma fita sequer dizendo tamanha asneira.

            Continue Ateu atoa, está deixando muita gente triste, o que acredita ser filho da luz, se bem que diziam ser filhos dos macacos até recentemente. Já não mais entendemos nada.

          • Levi, eu disse que quem criou o universo foi o BATMA.

            o big bang é mais uma das teorias que A CIENCIA apresentou e com fatos lógicos.

            vc vem aqui me dizer que um deus mitológico tem explicação porque tá escrito num livro de fábulas onde cobras e burros falam? rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrs

            olha, agora foi pra khar de rir mesmo carinha.

            Mas voltemos aos mendigos:

            Levi, não tem como comparar o pedido de esmola de um mendigo, que na verdade quase sempre diz: MUITO OBRIGADO, pois não são todos que colocam deus no meio dessa diferença social, com um Pa$$$$$tor dizendo que o “cristão” deve “pagar” o dizimo, sob pena de não ser ouvido por deus quando pedir uma graça, ou seja, GRAÇA MEDIANTE PAGAMENTO.

            ora Levi. já te falei. não defenda o indefensavel, vc já enfiou os pés pelas mãos. reconheça que no meio evangélico, 90% dos pa$$$$$$$tores vincula “A GRAÇA DIVINA” ao pagamento de dizimo, pois do contrário passarão fome por falta de coragem de trabalhar.

            algumas seitas podem até nascer com intenção de falar de amor e propagar esse amor, mas inevitavelmente se perdem quando o dinheiro começa a aparecer e o amor pelo próximo se torna simplesmente em amor pelo próximo cenhão que vai entrar rsrsrsrsrs

            Levi, $ilas malafaia diz que as benção vem para o dizimista fiel, ; Valdemiro $oares diz isso, Bi$$po Edir Ma$$edo diz isso; Marco Felicianus diz isso entre tantos outros.

            vc sabe bem que não posso postar o link aqui, mas busque no “iutube” vai achar muita coisa ali.

            e deixa de ser hipócrita pois vc sabe disso, mas não quer reconhecer a verdade.

          • ah Levi, esqueci de comentar sobre as vagas de padres que vc disse:

            LEVI: O POVO QUER “NHANHAR” carinha. o povo quer “fornicar” meu caro, ninguém quer saber de dedicar a vida a “gizuiz” pra ganhar pouco e sem direito a da uma “trepadinha”, por isso temos no Brasil a tantas seitas protestantes, qualquer um pode se intitular pa$$$tor e abrir uma seita para pa$$torear, claro, geralmente não tem futuro, pois as seitas maiores engole as menores, mas um ou outro acaba conseguindo altos ganhos com seu empreendimento.

            rsrsrsrs

          • Ateu,

            Então Deus se chama big bang, e o pai Dele é a ciência da terra, a que apresentou estudos conclusivos sobre Ele.

            Você já perguntou à luz como será seu destino, o que vai acontecer com você amanhã, como foi que a luz vinda do bum do big conseguiu massificar você e os macacos nossos ancestrais?

            Pergunte aí ao big o motivo de você ser desprovido de inteligência pensante, o que é que você fez pra sua luzinha ser fraquinha?

            Engraçado, o cara não crê na cobra que fala, mas acredita que ele vem do macaco, e ainda zomba de quem acredita que da fala da serpente. Quem acredita numa coisa, acredita na outra, pois são tudo animal.

            Bom, agora ta dizendo que tudo veio duma luz. Fico aqui a imaginar quando ocorrer uma tempestade e que cair raios, será que vão vir macaquinhos nos relâmpagos? Imagine quando vier nesse raio uma geladeira em cima dagente?

            Fatos lógicos da ciência, cuidado, pois o que se tem visto é a ciência mudando todo momento de concepção.

            Traga do iutubo os pastores dizendo que somente quem doa dinheiro às igrejas é que recebem as graças de Deus. Vocês estão entrando e gravando tudo dentro das igrejas, então tem sim.

            Se essa relação de força existisse, a católica teria engolido todas as evangélicas, Até nisso você é um mal cientista histórico, não sabendo sequer como avaliar a lógica.

            Quer dizer que padre ganha pouco e não faz sexo? Meu caro, idade de dez anos a tua, ou então retardo mental grave.

          • Levi tentei postar vários links que mostram o Marco Feliciânus, o $ilas, o Bi$po Ma$$edo, Valdemiro $oares, entre outros bandidos menos conhecidos, afirmando que as bençãos divinas se dão através do pagamento dizimal, mas como já previa, o site me bloqueou… mas é so fazer um breve pesquisa que esses bandidinhos deram vários depoimentos com isso, enchendo a net desse lixo que eles soltam pelas bocas.

            esses são os maiores lideres no Brasil.

            Mas Levi, se vc não acredita em fatos científicos, me dá direito de não acreditar em cobras e burros falantes.

            se para vc fatos cientificos não tem validade, para mim o que não tem validade é um livro de fábulas com cobras e burros falantes.

            se vc conhece padres casados que fazem sexo ou que tenham mega-salários, faça-nos o favor, divulgue.

            como eu disse anteriormente, não concordo com a motivação, mas respeito a decisão deles.

            o que não vemos no meio protestante e pessoas que dizem crer em Cristo mas na hora do sacrificio saem fora.

            não vou condenar 99% dos padres por conta de 1% corrpto, mas não vou absolver 99% dos pastores por conta de 1% de honestos.

  1. . Não toque contra o ungido do Senhor. (Chavãozinho para blindar os líderes malandros).

    . Se vocês confiam em nós, pastores, para trazer a palavra de Deus, devem confiar na nossa administração das ofertas. NÃO PRECISAMOS PRESTAR CONTAS A NINGUÉM, SÓ A Deus [malandragem pastoral).

  2. =Se você sair de férias e não deixar o cheque do dízimo vai dar tudo errado na sua viagem. (Pastor macumbeiro rogando praga para mau pagador)

    = Não esqueça de enviar os boletos bancários que eu prometo subir o monte nesta madrugada e interceder por sua vida.

    =Dê o melhor que você tem, DEUS NÃO QUER TROCO DE ÔNIBUS. (malandro induzindo incautos)

  3. Alguém aí já percebeu que pastores não gostam de pessoas que conhecem a bíblia, são questionadoras e falam a verdade bíblica?

    Esses dois se não sabiam, descobriram isso na prática.

    O sistema religioso evangélico ama receber dízimos e ofertas, mas na hora de se questionar o real destino dos mesmos, o fiel não pode saber.

    além do mais, o dízimo sequer é mandamento para cristãos, sendo com certeza a maior mentira da religião evangélica!

    • Alguém ja percebeu que todo crente que vive questionando, principalmente dizimos e ofertas.
      SÃO CRENTES FRACASSADOS E FRUSTRADOS?

      NUNCA VI UM BEM SUCEDIDO, NENHUM..
      NEM TESTEMUNHO DE ENCONTRO COM DEUS ELES TEM.

      • A questão é que nem todo que se diz crente, é realmente crente, pois até o diabo é crente. A verdade é que o crente mesmo, vive um compromisso com Deus, uma aliança.
        Eu não dou dízimo na igreja, contribuo com outros valores(e na minha igreja, temos a opção de contribuir para manutenção, ou obra da piedade, construção, viagens). A igreja que congrego, não cobra dízimo, só ensina que podemos contribuir quando quisermos, e com quanto quisermos, mas que seja de livre espontânea vontade e com alegria. Sou muito abençoado por Deus, sou funcionário público, trabalho no que gosto de fazer, sou muito bem remunerado, minha carga horária é só de 6 horas diárias, e o Senhor tem me abençoado muito, não só no trabalho.
        Eu era dizimista(mesmo nessa igreja) porém, recebi orientações de um amigo meu que congrega numa outra igreja(que cobra dízimos) e ele sendo membro não paga os dízimos, pois estuda muito a Palavra, e mostrou a verdade sobre o dízimo.

        Dízimo na Bíblia, NUNCA foi dinheiro: Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim, diz o Senhor dos exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós tal bênção, que dela vos advenha a maior abastança.
        Malaquias 3:10

        Veja que em Malaquias 3:10 diz, pra que haja MANTIMENTO, e não dinheiro!
        Outra coisa: Israel era um povo composto por 12 tribos. Das 12 tribos, somente a tribo de Levi que recebia os dízimos! Por que? Por que será que as outras tribos não recebiam os dízimos, por que as 11 tribos tinham que entregar os dízimos? Porque a tribo de Levi foi quem ficou sem herança-terras, e como não tinham terras, não tinham como plantar, colher e se sustentar.

        Então as tribos mais prósperas deveriam repartir mantimentos com a tribo menos favorecida justamente porque elas tinham colheitas em abundância e não necessitavam de tantos mantimentos, guardar tudo para elas mesmas significaria acumular tesouro o que é terminantemente proibido por Deus, a tribo de Levi por sua vez também ofertava a viúvas órfãos e necessitados (Dt 26:12) repartiam com os estrangeiros, já que Israel no passado também já foi estrangeira, significando assim amor ao próximo, lá, benção era chuva para a colheita, maldição era seca, o devorador eram os gafanhotos, tudo isso definitivamente nada tem a ver a associação do devorador com o demônio nem benção com prosperidade financeira, como ensina o sistema religioso de hoje, em toda a bíblia não existe uma única citação que ampare essa afirmação.
        Segundo a LEI apenas os LEVITAS poderiam recolher o dizimo.

        Preste atenção que o dízimo NUNCA foi dinheiro e sim alimentos!!!

        Os líderes religiosos de hoje que recolhem o dízimo, não são da tribo de Levi, não são Judeus e não fazem parte da Lei de Moisés. Este costume existiu de Abraão, até Levi (Hb 7:9), nessa passagem Paulo explica que, o dízimo termina em Levi e por ser Cristo sacerdote segundo a Ordem de Melquisedeque, este ab-rogou (aboliu) o sacerdócio levítico com todas as suas as leis, dízimos e costumes, conforme narra Paulo na carta endereçada aos Hebreus (Hb 7, 1 – 28). Paulo arremata: “Com efeito, mudado que seja o sacerdócio, é necessário que se mude também a lei” (Hb 7.12). E ainda: “O mandamento precedente é, na verdade, ab-rogado pela sua fraqueza e inutilidade” (Hb 7, 18). OBS: SACERDOTE SÃO (LÍDERES RELIGIOSOS DA TRIBO DE LEVI)

        Quem entende que o velho testamento e seus preceitos foram abolidos por Cristo segundo o Apostolo Paulo (2 Co 3:14), apóia o uso do dízimo, citando a passagem do Novo Testamento onde Jesus critica os Escribas e Fariseus que lembram apenas do dízimo e esqueciam os outros preceitos da lei (Mt 23:23), sabemos que segundo a lei de Moisés do antigo testamento, aqueles dois homens que Jesus criticou, eram obrigados a dar o dízimo, o cominho e hortelã porque eram Judeus e ainda estavam sob o manto da lei de Moisés e não da graça, que tem seu início com a morte de Jesus “Esta consumado” naquele momento Cristo adentrou a nova aliança da graça, que estamos hoje, e neste contexto Jesus está dando uma bronca no pessoal que só lembrava do dízimo e esqueciam-se dos outros preceitos da Lei, definitivamente ele não está orientando aos Gentios (nós) a praticar o preceito do dízimo. Cristo e seus discípulos jamais orientaram que permanecêssemos no preceito do dízimo, das coisas do dízimo a única que Jesus preservou é a caridade ajudar o necessitado ou seja ofertar ao próximo. (Is 1:17)aprendei a fazer o bem; buscai a justiça, acabai com a opressão, fazei justiça ao órfão, defendei a causa da viúva. (Tiago 1:27) A religião pura e imaculada diante de nosso Deus e Pai é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas aflições e guardar-se isento da corrupção do mundo.

        Nós devemos sim atender a viúva o órfão e o necessitado, não é fazer o líder ter esta responsabilidade dando pra ele dar, é você, isso é pessoal é de cada um, é um hábito que devemos ter. Concluímos então que o dízimo não é desse tempo, não é para os Gentios o líder que recebe não é da tribo de Levi. Permanecer no preceito da lei é o mesmo que negar o sacrifício da cruz de Cristo, que segundo a própria lei, seria abolida, na vinda do Salvador Messias. Permanecer no preceito da Lei é o mesmo que negar a Cristo sendo estes o ANTI-CRISTO. O dízimo pode ser colhido de acordo com a palavra do homem, mas não de acordo com a escritura no Novo Testamento, não de acordo com Jesus.

        Agora, não quero dizer que os crentes devem parar de contribuir nas suas igrejas, pois tem que haver a manutenção, tem custos, água, luz; Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, nem por constrangimento; porque Deus ama ao que dá com alegria. 2 Cor 9:7 (mas o crente EM JESUS CRISTO QUE VIVE SUA PALAVRA, NÃO DEVE DAR DÍZIMO, POIS SE CONTINUAR A DAR O DÍZIMO, ESSE CRENTE ESTÁ NEGANDO O SACRIFÍCIO LÁ NA CRUZ); porém não é justo nem correto os pastores usarem dessas contribuições pra comprar carros importados, mansões etc. Temos que lembrar, que o Nosso Senhor Jesus Cristo, quando esteve aqui nessa Terra em carne, não tinha onde reclinar a cabeça, e hoje vemos esses homens que se dizem servos de Deus, usam o Nome do Senhor Jesus, pra arrecadar cada vez mais dinheiro, pra se tornarem empresários, a verdade é que nesses últimos dias, muitos já apostataram da Fé e só pensam e si mesmos, e só querem dinheiro, dinheiro, dinheiro e mais dinheiro e ainda não estão satisfeitos!!!

  4. Alguns” assembleianos” gostam de falar mal de outras igrejas chama de ladrões e etc.Que este fato sirva de lição.Devemos amar a todos e se aceitaram JESUS somos todos irmãos
    Deus os abençoe

    • Jorge,

      Judas roubou das doações de Cristo e dos discípulos.

      Que é o mesmo caso, doações ou dízimos não importa, a verdade é que são recursos à evangelização iguais aos tirados por Judas;

      Enfim e por lógica com base no fato citado e nos esclarecimentos feitos por mim acima, pode se dizer que Judas estava roubando dinheiro de ladrão também?

          • Concordo com você,

            Tem que fazer como faz o comunismo. Acabar com todos os partidos e partidinhos, deixar somente o partidão, o mandado, o que se curva, o que se submete ao grande líder.

            Na Europa tem várias igrejas que se dividiram da católica, é da sérvia, a rússia, a da inglaterra…, mas você, por paixão à discriminação, somente fala das igrejinhas evangélicas e daqui do Brasil?

            Dois pesos e duas medidas.

          • ?????

            Levi, vou desconsiderar sua viajada na maionese ai com conversinha política e vou tentar me expressar melhor:

            PEQUENAS IGREJAS GRANDES NEGÓ¢iO$$$$$.

            Levi, existem algumas maneiras de ganhar dinheiro:

            trabalhando honestamente: ganha-se pouco dinheiro, lentamente

            trabalhando muito honestamente: ganha-se pouco dinheiro, cansativo e lento.

            roubando bancos: ganha-se muito dinheiro mas com grande risco de prisão ou morte.

            aplicando golpes: ganha-se bastante dinheiro, mas também tem o risco de prisão, mas com baixo risco de morte.

            ABRINDO UMA IGREJOLA E APLICANDO GOLPES: ganha-se muito dinheiro, RÁPIDO, FÁCIL E SEM RISCO DE MORTE OU PRISÃO.

            DEU PRA CAPTAR AGORA LEVI?

          • Meu caro,

            Se eu afirmar que os ateus são comunistas ou que comunistas são ateus, eu estou incorrendo num erro.

            Você fala não é mais nem grandes igrejas grandes negócios, sim pequenas igrejas grandes negócios, em síntese, toda e qualquer igreja gera recursos financeiros a ponto de seus pastores se tornarem destacados financeiramente, ou seja, de vidas fartas.

            Escute um depoimento do cantor Lázaro, ex-cantor de famosa música baiana, em que um pastor que ele foi visitar o almoço, três da tarde, café com biscoitos, tudo em face do estado de pobreza.

            É justo você estar atribuindo ao universo de pastores vida farta em razão de um ou de outro que seja da cúpula central? Se for,então você também tem que admitir que todos os padres também são ricos, pois os escândalos se dão mais nas grandes paróquias e no vaticano.

            É mesmo que dizer que um membro do partido comunistas chines tem as mesmas facilidades de enricar ou meter a mão em dinheiro.

            Quanto a trabalhar, você não conhece o labor sacerdotal, meu caro, faça o seguinte, registre uma igreja, que é fácil, comece a fazer igual aos que você acusa, como seja, pregar o evangelho em ruas, vielas, praças, mas cuidado para não deixar de pagar o aluguel.

            Depois que você tiver alguém como membro, veja como é fácil fazer o ser humano andando direito, aliás ja´que você é contra, não ensine e sobre doar dízimos, só doações.

            DEU PRA CAPTAR AGORA ateu atoa?

          • Levi, não adianta, a sujeira protestante está infestada em todas as vertentes das seitas “evangélicas”.

            eu até que poderia experimentar abrir uma seita dessas Levi, mas meu pai me ensinou a trabalhar para conquistar minhas coisas, então prefiro continuar advogando e dando aulas de história.

            entendeu ?

          • Ateu atoa,

            Surpreendente, advogado?

            Não senhor, tem mais é que ser promotor, o que nas peças jurídicas acusam, e que às vezes sem dispor de informações mais precisas, faz conjecturas em cima dos indícios.

            Mas se é advogado, então averigue a verdade que ladeia os acusados, em nome da justiça e de Cristo, que a si se fez advogado de todos nós, o eterno advogado.

            Quantos você achou possuir o perfil de criminoso, mas depois ficou clara a inocência? Não se leve pela opinião dos outros, pois geralmente recheada de emoções, partidarismos, fundamentalismo, clientelismo, fanatismos, aliás como sempre ocorreu com os do comunismo que pra implantar uma teoria, matou e fez sofrer a metade da população da terra entre os aos vinte e noventa do século passado.

          • Pois é Levi, como muitos pais sempre dizem, e o meu nunca foi diferente, a unica coisa de valor que ele poderia realmente me deixar era o “estudo”

            mas deixe-me lhe corrigir Levi, o promotor publico geralmente dispões das mais variadas provas, e quando não acha suficiente, tem a prerrogativa de solicitar novas investigações ao delegado de Polícia orientando este para que busque a prova que o promotor acha possível conseguir, antes de fazer a denuncia formal do crime.

            Quem acusa cabe o “ônus da prova”, por isso a promotoria tem a prerrogativa de solicitar o maior e mais variado rol de provas que achar necessário para embasar sua acusação.

            Mas vc já ta delirando na maionese novamente com conversinha de comunismo Levi rsrsrsrsrs

            Levi, não costumamos defender o indefensável, nestes casos, buscamos apenas a atenuação das penas que pode ser conseguido encontrando-se brechas na lei ou como dizemos “meios legais”.

            mas não vamos sair do foco Levi, falávamos de boas maneiras de ganhar dinheiro lembra-se?

            forma honesta: trabalhando bastante, porém lenta e dificil.

            roubando um banco: rápida mas extremamente arriscada.

            abrindo uma Igreja protestante: rápido, facil, lucrativo e sem riscos de morte ou prisão.

            mas nesta ultima devemos incluir também a política.

          • Ateu,

            Veja que a figura do promotor, diferente de você, ao menos vai à busca de mais provas antes de acusar, você acusa com o que ouve dos injuriadores, dos parciais, embora seja detentor de uma diploma de advogado, brincadeira né?

            Quem acusa cabe o “ônus da prova”, então vá à busca das provas, não falar por falar.

            Faça o seguinte, sugira aos bandidos que abram igrejas, já que você é um preguiçoso, afinal eles vão ficar muitos gratos a você que os ensinou meio seguro de ganhar dinheiro. Cristo também vai ficar muito satisfeito, haja vista não distinguir pessoas, apenas não quer soberbos iguais a você.

            Epa, não se iluda, visto que a profissão de advogado também tem má fama. Ora, um sujo falando de um mal lavado?

            Quando você for acusar de ladrão que relate nesse seu rol dos políticos, dos pastores, os advogados também, e não esqueça dos comunistas, pois vocês matam e roubam,

    • se o povo abrir os olhos e parar de pagar dizimo, muitas familias vão passar fome porque seus “chefes” não tem coragem de trabalhar para ganhar o sustento de seus dependentes, mas sabem enganar e mentir que é uma beleza, e assim garante mordomias para si e para seus familiares às custas do trabalho dos outros.

      o que vai ter de Pa$$$tor pedindo esmola por falta de costume e coragem de trabalhar!!! vixiiii

      se bem que Pa$$tor pedindo esmola nos pulpitos já se ve todos os dias em todas as esquinas brasileiras, já que os desocupados já abriram uma portinha de igrejola em cada esquina brasileira, contudo, a esmola lá e pedida com promessa de milagre, ou seja, enganando trouxas.

      nas enquanto existir trouxas no mundo, estelionatários vão nadar em dinheiro.

  5. Pelo constrangimento passado pelo casal entendo que a indenização foi pequena.

    Outra coisa, cabe agora aos demais membros dessa igreja procurarem outra igreja para se congregarem. e não é só, cumpre denunciar tal igreja e os pastores criminalmente.

    • ou os membros da seita podem abrir os olhos e ver que esse deus foi inventado por Constantino, através da Igreja Católica somente para ganhar guerras e arrecadar dinheiro, o que é feito hj pela massa “evangélica”, libertando-se assim do controle mental deusídico e vivendo suas vidas por si, e passando a trabalhar e batalhar por seus sonhos ao invés de ficar dando dinheiro pra pa$$$$tor e acritando que assim o deus todo poderoso vai lhes sustentar sem precisarem suar a camisa rsrsrsrs

      • Ateu atoa,

        Não é pelo fato dos comunistas terem se juntado a vocês ateus e terem matado milhões de pessoas que eu não acredito mais no comunismo.

        O comunismo é coisa boa, mas não pode é ser implantado à força e com mortes.

        Ora, Ateu atoa, se o teu comunismo e as religiões usaram instrumentos do mal para propagar boas ideias, eis que não se deve matar as idéias em face da maldade usado nos meios para se chegar a um fim.

        Nem Cristo e nem Marx pregaram a luta armada e sanguinária, sim que haveria reação, tanto que Cristo alerta que veio para trazer a espada. Não que Ele queira isso, mas que os donos do poder, em não aceittando a ideia Dele iriam reagir.

        Assim não é pelo fato de se perceber que alguém fez mal uso do dinheiro da igreja que se proceda a denegando.

        Daqui a pouco você vai sugerir matar a febre de um filho teu com um tiro na nuca, pois nunca mais a febre volta, mas teu filho também não.

        Aqui só navega “sem noção”, tá difícil, pois cada um pior que outro. É um povo que lê mas não compreende a leitura, a moral das coisas. Sei não.

      • Outra coisa,

        Constantino veio depois desse Deus, pois ele já agia em Adão, abraão, Moisés, Davi, depois, muito depois é que veio o império romano e Cristo, e depois é que veio constantino.

        Você que se diz historiador querer atribuir a relação mística do homem para com Deus somente a partir de Constantino, brincadeira, volte e refaça essa tua faculdadezinha, aliás, retorne à alfabetização.

        • Praticamente todo o velho testamento esperou por alguém vindo de Deus que ajudaria a Israel, o Messias, o Cristo,

          Aí veio o o Cristo com o nome de Jesus Cristo, aí vem você dizer que não se trata de uma manifestação dos judeus, sim de italianos soberbos?

          Vá procurar um grupo de idoso, mortinho, não é atoa que se fala que os comunistas ficavam o tempo todo batendo palmas para o grande líder,por consequência não estudavam e nem estudam, só o studart, o stardoid. Apenas brinquei com as palavras no final, não ligue pra ele dizendo que o elogiei, senão ele vai dizer que tem que acabar além do dízimo, que se acabe as ofertas e quiça as evangélicas.

        • Sim, os judeus o denegam por ter sido contrário ao que eles pensavam ser sagrado: sábado, o olho por olho, bem assim que resolveria seus problemas com os povos dominadores, vez que Cristo seria um guerreiro a lutar por eles e em prol deles.

          Já os romanos, estes matara-no, aos seus principais seguidores e também os convertidos, todos de morte pesada:cruz e comidos por animais bestiais.

          O que Cristo pregava enquanto postura e religiosidade não diferencia muito do seu povo judeu, pois o judeu sempre teve um culto a Deus, teve a igreja como escola, a fé como caminho. Portanto, nada de coisa criada por imperadores, do contrário, o tal constantino se juntou aos cristãos para implodir a fé cristã, embora não conseguindo como queria, mas mesmo assim deixou a marca desse imperio do mal ao criar a primeira divisão entre os cristãos e criado a primeira igreja, a que passou a ter nome, placa, a primeira denominação, e não só, pois com o tempo forçou a esses ingênuos cristãos a se sujeitar à vontade do império, fato que foi totalmente alterado por deles mesmo, o primeiro crente vindo da eclesia católica, o padre que primeiro se converteu, Lutero.

          Eles ainda vivem lá, convivem e herdaram o império, mas os evangélicos não possuem o seu dna nessa história não, então não diga que eles são invento do império romano.

        • O velho testamento fez menção a um messias e disse as qualidades dele, o que aconteceria com ele.

          Tudo que foi falado em Isaias aconteceu na vida de Jesus, então vá com calma, ilustre historiador.

          Quanto a Maria ter sido infiel ao marido, já imaginou se todas as escapadinhas das mulheres casadas gerassem indivíduos tão brilhantes? Eu mesmo iria estimular a minha mulher, você a tua, meu pai à minha mãe. Filho de adúltera seria privilégio, será que Albert Estain adveio de uma escapa? Galileu, Sócrates, você(inteligência igual a tua, só pode ser filho de uma adúltera, eu também)

          Saiba criar, meu caro, Cristo viveu 33 anos, destes, apenas 3 dependendo de terceiros, o resto foi na lida com o pai, um marceneiro. Tanto que era um homem com o perfil da rudeza gerada pelo muito trabalhar. Ele frequentava a igreja como todo e qualquer jovem, nunca na dependência financeira.

          E ser pastor não é vida fácil. Pergunta aí aos entendidos qual é a pior atividade, se trabalhar com animais, com agricultura ou com gente? João Batista, presidente do Brasil: prefiro cavalos, a gente. Penso assim, mas alguém tem que trabalhar com os animais racionais, aí vão os pastores, os psicólogos, os médicos, os professores…,pergunta a estes.

          Teus colegas historiadores dizem que o império estava a mercê dos cristãos, pois os jovens não mais queriam matar e morrer em nome de nação alguma. O cristianismo se propagou e tanto em face das curas e dos milagres que praticamente todo o império torna-se cristão, daí a entrada de Constantino para implodir, tudo feito sagazmente. Mas não conseguia, tínhamos LUTERO.

          Se você fala de salseiro o fato de muitas vertentes do protestantismo, ora historiador, vá à busca das religiões do povo amerindio, dos asiáticos, dos europeus, e também dos judeus, pois na época de Cristo já havia os dissidentes da igreja judaica. Eta historiador de meia pataca. Pataca também foi designação para tutu, money, dinheiro, será que eu tenho que explicar história a historiador que sequer aprendeu nos bancos da escola, dormia a figura, cochilava na ora melhor parte.

          Judeu julgou e condenou Cristo?

          Engraçado, somente depois que Cristo adentra Jerusalém como Rei é que Ele foi imolado, ou seja, provocou Roma, pois o caladinho, o direitinho mudou, um sonso, que também é contra a gestão do templo, os dois se juntaram para matar, e o clero foi escolhido há mais de sessenta anos pelo povo dominante, então não representava os judeus.

          O poder de Roma determinou a subpoder religioso que prendesse Cristo à noite e distante do povo, tudo estrategicamente. O condena à morte sem advogado e processo legal, o expõe a julgamento de pessoas que tiveram suas bancas de compra e venda no templo alvejadas por Ele, bem assim os soldados romanos que foram infiltrados sem farda para gritar barrabás, portanto uma farsa só, aí você critica os judeus? Saiba pensar, pois foram os judeus a igreja primitiva, seus discípulos, as multidões que seguia Ele, que o fez de rei ao entrar em jerusalém, tanto é que esses italianos depois mataram pedro, paulo e os cristãos convertidos. O senhor entende bem de história, não é?

          Quanto a pilatos fazer suposta defesa, este dava lição a políticos brasileiros, ao tentar se fazer de advogado de Cristo. Ele deveria ter julgado Cristo como qualquer outro, ou seja, processo legal, nunca à noite e em menos de 12 horas já o conduzia à morte, será que os judeus mandavam tanto assim em Roma a ponto de vê ela se curvar desse modo? Um governo forte se curvando a meia dúzia de religiosos colocados como clérigos pela própria Roma?

          Você é infantil.

        • Caramba Levi, vc não consegue entender nada com nada, viaja legal na maionese rsrsrsrsrs

          Levi, ve se consegue entender:

          o que escrevo com relação a Cristo velhinho, não são fatos históricos, são suposições com fundamentos LÓGICOS, baseados em fatos históricos (vixiiii, se vc não entende coisas simples, quem dirá issso agora?)

          Levizinho meu caro fiel ignorante, eu nunca disse que Cristo não existiu, eu só disse que ele foi um “bon vivant”,m sabia usar o VT para não precisar trabalhar, para estar rodeado de mulheres e comer do bom e do melhor (mas no final se lascou rrsrsrsrsrs)

          tudo o que vc fala de Cristo Levi, pode ter sido invenção romana garotinho, e não existem “provas históricas” para os milagres dele além dos relatos que podem também ser invenções romanas garoto.

          Levi, já vi vc falar muito mal da Igreja Católica, mas as unicas provas históricas que existem e que podem ir contra o que eu falo, são documentos existentes na tal Igreja, mas que eu também coloco em dúvida, já que a Igreja é “romana” rsrsrsrsrs

          Levi, vc achar que eu nãosou bom em História, me soa como elogia, já que vc se mostrou um perfeito ignorante em todos os sentidos.

          Dizer que tinha gente infiltrada em meio aos Judeus para pedir a condenação de Cristo soa como a maior expressão de burrice no meio Cristão, já que demonstra que sequer imagina o tipo de coisa que acontecia nas festas Judaicas como a da páscoa rsrsrsrsrs

          Levi: vc é muito comédia rsrsrsrsrsrs

        • Caramba, Ateu atoa,

          Ao tempo em que você fala dos romanos, acha a possibilidade de haver um coro formado por soldados romanos infiltrados na multidão, ora achar que o império do mal foi gentil, respeitoso e digno com Cristo, justamente eles que mataram os cristãos e depois destruíram Jerusalém e outras cidades empurrando os judeus no mundo afora.

          Os judeus gostavam de Cristo, tanto que seguiam multidões acompanhando o seu ministério, tanto que saudaram-no como rei ao entrar em Jerusalém, aí você acredita que Ele era malquisto pelos seus?

          A bíblia quando fala que Ele não foi recebido pelos seus, entenda aí a cúpula judaica(em sentido restrito) e a humanidade(sentido amplo, como seja, os judeus e os gentios como um todo).

          Quanto a sol, lua ou o que seja, meu caro, isso não importa, pois Deus usa quem, o que e a forma ao seu bel prazer, dai se foi a católica ou papas, pois ninguém os tem como inimigos(apesar da distinção negativa que eles manifestam contra os outros credos), aliás, Deus usou até mula, coisa que você não acredita, assim como não acredita na amizade dos golfinhos e dos cachorros para com o ser humano.

        • Caraca, leviano, vc enche linguiça pra caramba rsrsrsrs

          viaja na maionese lega.

          mas di boa. continua assim que e divertido, se mudar perde a graça.

          Levi, vi vou tentar ser bem sucinto com vc:

          Pilatos disse claramente ao povo que não via naquele homem mal algum.

          o julgamento de Cristo foi passado a responsabilidade de seu próprio povo que ali se fazia presente.

          o povo escolheu Barrabás, e assim condenou Cristo a morte na cruz.

          então levi, não tente advogar uma causa perdida rapaz, o povo Judeu condenou Jesus Cristo a morte e pronto.

          SOLTE BARRABÁS. o povo gritou em coro, inclusive os “apóstolos” se esconderam e se disfarçaram em meio ao próprio povo, para não serem reconhecidos pelo próprio povo. está descrito na biblia não é Levi?

          Levi, próspero ano Novo para vc Levi, que o deus sol te abençoe com muita luz, já que se ele brilhar para vc, estará brilhando para mim na praia também rsrsrsrsrsrs

        • Ateu atoa.

          Coitado de você se acaso fosse político, pois seria engolido vivo de tanta ingenuidade.

          Pilatos, fingido igual a todo político, faz uma pergunta desse tipo ao povo justo por saber que os do povo não estava ali, sim uma clientela especial, mentirosa, raivosa, a clientela que vivia às custas do império romano.

          Eu queria saber se você aceita ter como mediador uma figura que não constitui um advogado para defender teus direitos, que te julga na calada da noite, que ouve bem cedo o corpo de jurados(o povo?, de que hora o povo judeu foi chamado para vir julgar Cristo?)

          Ora, se ele não via em Jesus crime algum, e se possuía poderes para
          evitar um crime, pois o maioral na terra dos judeus, então porque não enviou Jesus pra outro local do império?

          Foram os judeus que mataram Pedro, Paulo, os primeiros cristãos, o império era bonzinho.

          Ingenuidade pura, burrice nas alturas, em qual dos dois você se encaixa?

          Quanto a discípulos não se encontrarem na morte de Cristo, eu pergunto se algum deles achava que seu Cristo seria julgado tão rápido a ponto de amanhecer crucificado menos de doze horas, eta justiça rápida a de roma, justo o povo que a gente segue enquanto direito. Paulo esperou vários anos para ser condenado, Pedro também, mas Cristo foram rápidos, afinal entrou como rei em Jerusalém, deu pra entender ou quer que desenhe.

        • ahh caro Levi, vc cada dia mais demonstra mais ignorancia ainda, já fazia isso com fatos históricos agora na sua “defesa do indefensável” demonstra desconhecimento de fatos do livro de fabulas que ora vc defende, ora acusa de adulterado rsrsrs

          Levi, “pelamordideus” a festa da Páscoa era uma festa Judaica carinha rsrsrsrsrsrsrsrsrs

          o que se comemorava no dia do julgamento de Cristo era uma festa judaica pública, judeus em todas as partes. a libertação de um preso fazia parte da comemoração Judaica levi.

          se o imperador era “bonzinho’ ou “falsinho” como vc quer falar não importa. importa sim, que ele lavou suas mãos. deixou a responsabilidade do julgamento ao povo judeu que preferiu barrabás.

          e isso é fato biblico Levi, não me venha com desculpinha que o povo de Cristo não estava ali, pois o povo de Cristo era o povo Judeu e eles estavam ali sim, inclusive os apóstolos, disfarçados para não serem reconhecidos pelos seu próprio povo, sob pena de serem crucificados junto com Cristo. de serem acusados pelo próprio povo, ou não foi um Judeu que apontou “Simão” em meio ao povo fazendo-o negar a Cristo pela terceira vez?

          ora Levi, se escrevendo vc viaja na maionese desse jeito e enche linguiça pra caramba, imagina desenhando rsrsrsrsrs

          mas acho que vou precisar pedir pro meu filho de 8 anos interpretar os textos para vc, até os da biblia, já que nem esses vcs consegue entender rsrsrsrsrsrsrsrs, o complicado vai ser dizer ao guri que ele deve ler um livro de fábulas e assassinatos tão grosso, sendo tão novo.

          Levi, eu como político me daria tão mal quanto eu como pa$$tor, afinal, não tenho dom para enganar as pessoas.

          vc como advogado do povo judeu tá ruim “bagarai”!!!

        • Ateu atoa cego,

          Vou comentar apenas o parágrafo que segue:

          “o que se comemorava no dia do julgamento de Cristo era uma festa judaica pública, judeus em todas as partes. a libertação de um preso fazia parte da comemoração Judaica levi”

          Cabeça de prego, 9:00h da manhã os santinhos do império romano já haviam pregado três condenados na cruz..Ora, levando em apreço que Cristo e mais três já estavam crucificados, então se tire aí meia hora para o ato de crucificação em si, meia hora de caminhada, o que se presume Cristo ter sido levado para frente do corpo de Jurados(seus irmãos, às 7:00h).

          Quer que isso? Que pressa era essa pra tirar a vida de um judeu que curava o povo, que ressuscitava mortos, que levava ao povo palavras bonitas?

          O assassinato de um líder religioso judeu ser objeto de espetáculo no principal dia desse povo? Você acha que os romanos iriam fazer isso publicamente?

          Meu caro, puseram uma coroa de espinho para curvá-lo quando carregava a cruz, que por sua vez também o dobrava pra o chão, modo esse de quase ninguém o reconhecer, pois se o reconhecessem não sobraria um pé de soldado, pois a multidão o resgataria das mãos de Roma.

          Que julgamento rápido, meu caro, foi esse? Menos de doze horas sendo carregado à crucificação, um preso sendo levado à noite, às escondidas.

          Você pode me mostrar na história um outro julgamento oficial tão rápido e nas caladas da noite?

          Não fique defendendo os males praticados pelos italianos, meu caro, pois fizeram o mesmo com os discípulos de Cristo e com Paulo, depois mataram os cristãos nas arenas, esse povo botou fogo em Roma e responsabilizou os cristãos, aí vc acredita em pilatos bonzinho?

          Meu caro, eu estou coçando a cabeça aqui ao vê um historiador com tanta ingenuidade.

          ora, ao se analisar um fato histórico, temos que inseri-lo no contexto geral, ou seja, no antes e depois dos acontecimentos, pois a história está mais para um filme, nunca uma foto, pois esta registra apenas um instante, e nesse caso você somente quer vê o que o vencedor, o imperio, diz, afinal se juntou à igreja católica, que muito deve ter amenizado a parte negativa de quem tinha culpa até o pescoço.

          Doutor, vá conversar com seus professores da tua faculdade, e converse com eles sobre o que falo, mais que certo de que vão me dar razão.

  6. 1 Cor 6 1-10 Agora esta passagem e lembrada(Ha muito tempo nao ha sabios segundo o Senhor dentro da igreja,so existem sabios aos proprios olhos).O que mais tenho visto sao pastores fazendo direito ou usando de advogados,para processar,ameaçar,lograr e por ai vai.Dois pesos duas medidas,balança enganosa e obominaçao para o SEnhor.Isto e colher o que plantaram.Querem se valer das coisas do mundo e quando lhes convem das coisas santas.entao vao colher do que plantaram.Isto e so o começo.Esperem o ano que vem.

  7. Falam dos católicos, mas esses evangélicos são ainda piores na idolatria: idolatram pastores, por pior que eles sejam. Nem que seja para fazer vistas grossas a possíveis desvios e humilharem fiéis.

    • Roger,

      Cara pálida, como é que você fala em idolatria dos evangélicos se o casal da reportagem foi à busca do judiciário?

      Pare de ser acusador, olhe pra si e para os seus, pois a igreja católica é famosa no mundo inteiro por ser corporativista, tanto que o mundo todo zomba dela sobre esse assunto falando da biblioteca do vaticano, o lugar fechado a sete chaves e que não dá acesso ao povo.

      Ora, havia e há séria dúvida da postura do papa na segunda guerra, e por causa disto um grupo de estudo pediu acesso para estudos, tendo João Paulo II permitido, exceto no período citado. Ora, justo a fase em que se queria averiguar os fatos?

      Vocês é que idolatram e são omissos às histórias de seus padres. Padre com filhos, padre com dinheiro, padre com posturas inadequadas, mas mostre alguém levando a juízo. Todos se pelam de medo da igreja católica. Se não é medo, então é adoração,

  8. ESTUDO BÍBLICO:

    “AS 10 MAIORES MENTIRAS SOBRE OS 10 POR CENTO DOS DÍZIMOS”

    Muitas igrejas insistem no ensino errôneo de que os dízimos ainda são obrigatórios mesmo para os cristãos que vivem debaixo da graça de Jesus Cristo, e se utilizam de argumentos que se tornaram verdadeiros mitos dentro da comunidade evangélica, porém como eles dizem que o dízimo é 10 por cento, vamos usar o mesmo princípio numérico e verificar biblicamente as 10 argumentações mentirosas mais difundidas a respeito do dízimo.

    1º MENTIRA – “O DÍZIMO FOI ORDENADO POR DEUS NO JARDIM DO ÉDEN, POIS A ÁRVORE DO CONHECIMENTO REPRESENTA O DÍZIMO”

    Na verdade, biblicamente o dízimo foi ordenado no monte sinai (levíticos 27:30-32; Números 18:21-24) e portanto, não foram instituidos no Jardim do Éden, pois sequer é mencionado que Adão e Eva receberam o mandamento de dizimar. A associação que muitos religiosos que insistem em receber dízimos fazem de que a árvore do conhecimento do bem e do mal (Gênesis 2:9), pois não era permitido a Adão e Eva comer dela (Gênesis 2:17) portanto ela seria segundo eles um “símbolo” do dízimo, mas isso é uma associação esdrúxula, pois sequer há um texto bíblico que faça uma ligação entre essa árvore do Jardim do Éden e o dízimo da lei de moisés, sequer se diz que a árvore ocupava 10% do espaço do Jardim do Éden. Trata-se portanto de mais um argumento ridículo usado pelos líderes religiosos para levar o povo a acreditar que o dízimo não era somente obrigatório perante a lei de moisés.

    2º MENTIRA – “O DÍZIMO SEMPRE FOI OBRIGATÓRIO MESMO ANTES DA LEI DE MOISÉS”

    O dízimo antes de sua ordenança no Sinai era voluntário, sendo mencionado apenas 2 vezes antes de se tornar obrigatório, Abraão deu uma única vez um dízimo do despojo de guerra quando resgatou seu sobrinho ló e jacó fez um voto a Deus (gênesis 14:17-20, gênesis 28:20-22)

    Pelas seguintes razões, Gênesis 14:20 não pode ser usado como exemplo para os cristãos dizimarem: 1º – A Bíblia não diz que Abraão deu obrigatoriamente esse dízimo. 2º – O dízimo de Abraão não foi um dízimo santo, da Terra Santa de Deus, produzido pelo povo santo de Deus. 3º – O dízimo de Abraão foi somente do despojo de guerra (hebreus 7:4). 4º – O dízimo de Abraão a Melquisedeque aconteceu apenas uma vez e Abraão mudava sempre de lugar. 5º – O dízimo de Abraão não proveio de sua riqueza pessoal. 6º – O dízimo de Abraão não é mencionado em nenhuma parte da Bíblia, seja no velho ou no novo testamento a fim de respaldar o ato de dizimar. 7º – Visto como nem Abraão nem Jacó tinham um sacerdócio levítico para manter, eles não tinham lugar algum onde entregar os dízimos, durante os seus muitos deslocamentos.

    No caso específico de Jacó, lemos o seguinte: “Fez também Jacó um voto, dizendo: Se Deus for comigo, e me guardar nesta jornada que empreendo, e me der pão para comer e roupa que me vista,de maneira que eu volte em paz para a casa de meu pai, então, o SENHOR será o meu Deus;e a pedra, que erigi por coluna, será a Casa de Deus; e, de tudo quanto me concederes, certamente eu te darei o dízimo” (Gênesis 28:20-22). O texto bíblico é claro, que Jacó fez um propósito particular (um voto) de que se Deus fosse favorável à ele, que ofereceria à Deus o dízimo. Não se vê também neste caso nenhuma ordem explicita de Deus ou algum sacerdote a mando Dele, para que Jacó dizimasse, e vemos que foi uma promessa de Jacó para Deus, não há relatos posteriores na Bíblia que ele tenha de fato dizimado, apenas se observa a sua promessa, seu compromisso de entregar o décimo de tudo que viesse a obter daquele momento em diante. Outra vez, não vemos na Bíblia nenhuma passagem em que vemos escrito que devemos dizimar como Jacó fez, portanto trata-se de mais uma mentira que os líderes criaram para tentar fazer parecer que os dízimos eram obrigatórios antes mesmo da lei de moisés.

    3º MENTIRA – “O DÍZIMO DOS ALIMENTOS DO VELHO TESTAMENTO FOI SUBSTITUÍDO POR DÍZIMO DO DINHEIRO NOS DIAS ATUAIS”

    Não há um versículo na biblia informando que dízimo obrigatório da lei de moisés possa ser ouro, prata, moeda, dinheiro, etc. Dízimo sempre foi apenas alimento do campo vegetal ou animal (levíticos 27:30 e 32) mesmo quando havia metais preciosos como moeda corrente. Abraão no seu tempo comprou uma sepultura para sua esposa por 400 ciclos de prata (gênesis 23:16)

    Embora já existisse dinheiro, a substância do dízimo divino jamais foi dinheiro. Ele era o “dízimo do alimento”. Isso é muito importante. Os verdadeiros dízimos bíblicos eram sempre somente o alimento proveniente das fazendas e rebanhos, somente dos israelitas que vivessem exclusivamente dentro da Terra Santa de Deus, as fronteiras nacionais de Israel. A fartura provinha de Deus e não da manufatura ou habilidade do homem.

    Existem 15 versículos de 11 capítulos e 8 livros, de Levítico 27 a Lucas 11, que descrevem o conteúdo do dízimo. E o conteúdo jamais, repito, jamais incluía dinheiro, prata, ouro ou qualquer outra coisa, além de alimento. Mesmo assim, a definição incorreta de “dizimar” é a maior mentira que está sendo pregada sobre esse ato, hoje em dia. (Veja Levítico 27:30,32; Números 18:27,28; Deuteronômio 12:17; 14:22, 23, 26; 2 Crônicas 31:5; Neemias 10:37; 13:5; Malaquias 3:10; Mateus 23:23 e Lucas 11:42).

    Não se observa portanto em toda a bíblia, alguém entregando dízimo em dinheiro, pois dízimo era décima parte dos alimentos ( agropecuários ou agrícolas ), e jamais foi entregue em dinheiro. E o dinheiro já era corrente nos tempos bíblicos, pois o próprio moisés que recebeu a lei para o povo lidou com dinheiro: “Então, Moisés tomou o dinheiro do resgate dos que excederam os que foram resgatados pelos levitas.Dos primogênitos dos filhos de Israel tomou o dinheiro, mil trezentos e sessenta e cinco siclos, segundo o siclo do santuário. E deu Moisés o dinheiro dos resgatados a Arão e a seus filhos, segundo o mandado do SENHOR, como o SENHOR ordenara a Moisés” (Números 3:49-51)

    Mais uma prova de que o dízimos sempre foram alimentos podem ser vista nessa passagem bíblica: “DOS DÍZIMOS NÃO COMI no meu luto e deles nada tirei estando imundo, nem deles dei para a casa de algum morto; obedeci à voz do SENHOR, meu Deus; segundo tudo o que me ordenaste, tenho feito” (Deuteronômio 26:14)

    Portanto, mais uma mentira dos líderes que ensinam sobre a obrigatoriedade dos dízimos é revelada, quando dizem que nos tempos bíblicos dízimos eram entregues em alimentos porque dinheiro ainda não existia, mas abraão e até moisés lidavam com dinheiro, e mesmo assim na obrigatoriedade da lei de moisés nunca se pagava dízimos em dinheiro, pois dízimo sempre foi a décima parte dos alimentos, do campo e animais, e nada tem a ver com a exigência de entrega de 10% do dinheiro que os cristãos recebem para esses líderes que ensinam erradamente sobre dízimos. Dízimo nunca foi pago em dinheiro, apenas em alimentos. Se o seu pastor ou líder insistir em dizer que pode ser pago em dinheiro exija que ele mostre alguém dizimando em dinheiro na bíblia, pois dinheiro já existia e era usado naquela época.

    4º MENTIRA – “O DÍZIMO FOI DADO POR DEUS AOS LEVITAS DA VELHA ALIANÇA E HOJE OS PASTORES DA NOVA ALIANÇA SUBSTITUIRAM ESSES LEVITAS PORTANTO DEVEM RECEBER DÍZIMOS”

    O dízimo foi dado aos levitas, mas para que eles fizessem todo o trabalho da tenda da congregação (Números 18:21-23). Se hoje os membros leigos fazem mais de 90 % do trabalho e os pastores recebem todo o dízimo isso não é biblico, é humano. Na igreja primitiva de atos, um levita, chamado josé de sobrenome barnabé dava ofertas ao invés de receber dízimos dos apóstolos e membros da igreja cristã: “José, a quem os apóstolos deram o sobrenome de Barnabé, que quer dizer filho de exortação, LEVITA, natural de Chipre, como tivesse um campo, vendendo-o, trouxe o preço e o depositou aos pés dos apóstolos” (atos 4:36-37) Portanto fica evidente que com a mudança do sacerdócio mudou a lei: “Pois, quando se muda o sacerdócio, necessariamente há também mudança de lei” (hebreus 7:12)

    Na economia hebraica, o dízimo era usado de maneira totalmente diferente da que hoje é pregada. Mais uma vez, os levitas que recebiam o dízimo inteiro nem sequer eram ministros ou sacerdotes – eles eram apenas servos dos sacerdotes. Números 3 descreve os levitas como sendo carpinteiros, fundidores de metal, artesãos de couro e artistas, que mantinham o pequeno santuário. E 2Crônicas 23-27, durante o tempo dos reis Davi e Salomão, os levitas também foram peritos artesãos, os quais inspecionavam as obras do Templo. Vinte e quatro mil deles trabalhavam no Templo como construtores e supervisores; seis mil eram oficiais e juízes; quatro mil eram guardas e quatro mil eram músicos. Como representantes políticos do rei, os levitas usavam o seu dízimo para servir aos oficiais, juízes, coletores de impostos, tesoureiros, guardas do Templo, músicos, padeiros, cantores e soldados profissionais (1Crônicas 12:23,26; 27:5). É obvio que esses exemplos do uso bíblico da entrada do dízimo nunca se tornam exemplos para a igreja de hoje. É importante saber que na Antiga Aliança os dízimos nunca eram usados para evangelizar os não israelitas. Neste ponto o dízimo falhou. Vejam Hebreus 7:12-19. Os dízimos jamais estimularam os levitas e sacerdotes da Antiga Aliança a estabelecer uma única missão fora do país, para encorajar um só gentio a se tornar israelita (Êxodo 23:32; 34:12,15; Deuteronômio 7:2). O dízimo da Antiga Aliança era motivado e exigido por lei, não pelo amor. De fato, durante a maior parte da história de Israel, os profetas foram os principais portadores da Palavra de Deus e não os levitas e os sacerdotes que recebiam o dízimo.O falso ensino é que os anciãos e pastores da Nova Aliança estão simplesmente continuando de onde os sacerdotes da Antiga Aliança deixaram e por isso devem receber o dízimo. A função e o propósito dos sacerdotes da Antiga Aliança foram substituídos, não pelos anciãos e pastores, mas pelo sacerdócio de todos os crentes. Como outras ordenanças da Lei, o dízimo foi apenas uma sombra temporária, até a vinda de Cristo (Efésios 2:14-16; Colossenses 2:13-17; Hebreus 10:1). Na Nova Aliança cada crente é um sacerdote de Deus (1 Pedro 2:9-10; Apocalipse 1:6; 5:10). E como sacerdote cada crente oferece sacrifícios a Deus (Hebreus 4:16; 10:19-22; 13:15-16). Então, cada ordenança que havia sido previamente aplicada ao antigo sacerdócio foi anulada no Calvário. Visto não pertencer à Tribo de Levi, até mesmo Jesus Cristo foi desqualificado. Desse modo, o propósito original de dizimar já não existe (Hebreus 7:12-19; Gálatas 3:19, 24, 25; 2Coríntios 3:10).

    Portanto, não há nenhum mandamento no novo mandamento do cristão entregar os dízimos aos pastores, pois o dízimo somente podia ser recebido pelos levitas: “Ora, os que dentre os filhos de Levi recebem o sacerdócio têm mandamento de recolher, de acordo com a lei, os dízimos do povo, ou seja, dos seus irmãos, embora tenham estes descendido de Abraão” (hebreus 7:5), e os levitas só existiam na velha aliança da lei de moisés, pastores não são substitutos deles pois são ministros de Deus (I Coríntios 4:1) e nem sequer é ordenado que se deva entregar dízimos em favor da obra de Deus, pois ela é sustentada pelas ofertas voluntárias (2Coríntios 9:7).

    5º MENTIRA – “O DÍZIMO RECEBIDO É SOMENTE PARA USO DOS PASTORES”

    Biblicamente, o dízimo pertencia aos levitas (números 18:21-23), mas também para se fazer um festival ao Senhor (deuteronômio.14:22-27) e a cada terceiro ano, para os levitas, órfãos, viúvas e estrangeiros, os quais comiam o dízimo ajuntado dentro das suas portas (deuteronômio14:28-29). Se ofertas e dízimos eram sagrados ao Senhor e não podiam ser comidos por pessoas comuns neste caso Deus abre um exceção, visto que para ele misericórdia é melhor que sacrificio (Oséias 6:6; Mateus 12:7), a vida dos carentes é preciosa ao senhor (veja um exemplo disso em Lucas 6:1-10)

    Portanto mais uma vez, é biblicamente demonstrado que os dízimos recebidos pelos levitas não eram de uso exclusivo deles… os necessitados ( órfãos, viúvas e os de fora de israel ), também se beneficiavam dos dízimos dos alimentos recebidos pelos levitas. Essa conversa de que só os pastores e líderes religiosos podem hoje usufruir dos dízimos não encontra respaldo bíblico. Trata-se de mais uma doutrina de homem.

    6º MENTIRA – “CRISTÃO QUE NÃO DÁ O DÍZIMO SERÁ VITIMA DO “DEVORADOR”
    Se você é evangélico provavelmente já deve ter ouvido alguém falar a respeito do devorador. Muitas igrejas pregam a respeito desse ser. Mas o que os líderes religiosos gananciosos não fazem é mostrar aos membros que a admoestação de Malaquias é dirigida somente à nação de Israel, e não aos cristãos de hoje que não dizimam:

    “Sentença pronunciada pelo Senhor CONTRA ISRAEL, por intermédio de Malaquias” (Malaquias 1:1)

    e, se destina especificamente, aos SACERDOTES CORRUPTOS:

    “Agora, ó sacerdotes, para vós outros é este mandamento.Se o não ouvirdes e se não propuserdes no vosso coração dar honra ao meu nome, diz o SENHOR dos Exércitos, enviarei sobre vós a maldição e amaldiçoarei as vossas bênçãos; já as tenho amaldiçoado, porque vós não propondes isso no coração” ( Malaquias 2:1-2)

    Eles estavam ofertando ANIMAIS coxos, cegos mudos, e defeituosos:

    “Ofereceis sobre o meu altar pão imundo e ainda perguntais: Em que te havemos profanado? Nisto, que pensais: A mesa do SENHOR é desprezível. Quando trazeis animal cego para o sacrificardes, não é isso mal? E, quando trazeis o coxo ou o enfermo, não é isso mal? Ora, apresenta-o ao teu governador; acaso, terá ele agrado em ti e te será favorável? – diz o SENHOR dos Exércitos.” (Malaquias1:7-8)

    Quanto a Malaquias 3, notamos que Deus manda trazer somente “DÍZIMOS” para as câmaras do depósito do templo, para que haja “comida” ( alimento, ou mantimento ) em minha casa. Isto é , mantimento = produtos alimentares (ver dicionário da língua portuguesa)

    O texto mais famoso citado para falar a respeito do devorador é Malaquias 3:11, que diz: “Por vossa causa, repreenderei o devorador, para que não vos consuma o fruto da terra; a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos.” Esse texto é a continuação de Malaquias 3:10, o tão famoso texto que fala a respeito de dízimos no Antigo Testamento. os líderes gananciosos dizem que o “devorador” mencionado nesse texto é um demônio que destrói as finanças daqueles que não dão os 10%, ou seja, que não são dizimistas. As pessoas que pregam nessa linha trazem ameaças de destruição financeira aos seus ouvintes se os mesmos não forem dizimistas fiéis.

    O DEVORADOR É MESMO UM DEMÔNIO? A resposta é não! Os que afirmam que esse devorador citado no texto é um demônio, no mínimo, faltaram em algumas aulas de interpretação da Bíblia. A primeira coisa a sabermos é que no Antigo Testamento, a aliança que vigorava era uma aliança baseada na obediência. Se o povo fosse obediente às leis de Deus seriam abençoados. Essas bênçãos eram visivelmente mandadas em forma de paz e boas colheitas e prosperidade. Se fossem desobedientes, seriam amaldiçoados. Falta de paz e colheitas ruins estavam em vista aqui. (Deuteronômio 28). Em uma das ameaças de maldições em suas colheitas, que Deus manda ao povo através do profeta Joel, vemos que: “O que deixou o gafanhoto cortador, comeu-o o gafanhoto migrador; o que deixou o migrador, comeu-o o gafanhoto devorador; o que deixou o devorador, comeu-o o gafanhoto destruidor.” (Joel 1:4). Uma maldição que tinha em vista a destruição da lavoura.

    O texto de Malaquias 3:11 diz a mesma coisa: “Por vossa causa, repreenderei o devorador, para que não vos consuma o fruto da terra; a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos.”. Esse devorador certamente se tratava de um tipo de gafanhoto altamente destrutivo ou outro “bicho” que acabava com as plantações (que eram a base da economia do povo de Israel). A ação devastadora desse “ser” acabava com a prosperidade do povo em pouco tempo atacando suas lavouras. Quando o povo era obediente a Deus e cumpria a Sua lei, que no caso desse texto é a lei de dizimar, Deus abençoava suas colheitas e negócios. Esse é o sentido desse texto. Assim, não faz sentido usar esse texto para afirmar que o devorador era um demônio ou coisa parecida. Nem faz sentido ameaçar as pessoas hoje em dia com esse “devorador”

    “repreenderei o devorador” Versículo 11 (Não é dinheiro que faz isto, é o próprio Deus)

    Devorador, segundo a bíblia, nunca foi demônio, e sim, gafanhotos, que Deus enviava como pragas a terra para castigar o povo, e estes gafanhotos, Deus os chamavam de “O meu grande exercito” (Joel 2:22-27) …”repreenderei o devorador ” significa… espantarei a praga do meio da vossa plantação (gafanhotos), veja também Levítico 11:22 e Naum 3:16.

    Os líderes gananciosos que ensinam que esses “devoradores” são demônios que irão causar doenças na família, o carro vai viver quebrando etc, aproveitam o desconhecimento dos cristãos do verdadeiro devorador ao qual Malaquias se refere, o gafanhoto que devorava as colheitas da nação de israel. Não há confirmação nenhuma no novo testamento de que quem não dizima será vitima desse “devorador”… quando um ladrão quer tomar o dinheiro de uma pessoa, ele a ameaça, pois se pedir provavelmente a vítima não entregará o seu dinheiro, e por conta disso o ladrão usa o recurso da ameaça, para forçá-la, da mesma forma agem esses pastores que insistem em receber dízimos pois usam um texto fora de seu real contexto para ameaçar dizendo que o mesmo “devorador” que viria sobre a nação de israel se não dizimasse virá para aqueles que não entregam seus dízimos a eles.Trata-se portanto de mais um ensino distorcido da bíblia para forçar os cristãos que não estudam a bíblia a dizimarem.

    Hoje em dia, a classe mais pobre é a que mais contribui para beneficência. E, mesmo assim, ela permanece na pobreza. Os dízimos não são uma garantia para alguém enriquecer depressa, em vez da educação, da determinação e do árduo trabalho. Se Malaquias 3:10 funcionasse realmente com os cristãos da Nova Aliança, nesse caso milhões de cristãos dizimistas já teriam escapado da pobreza e se tornado o grupo mais rico do mundo, em vez de continuar sendo pobre. Portanto, não existe evidência alguma de que a vasta maioria dos pobres “pagadores do dízimo” tenha sido abençoada pelo mero fato de o entregar. As bênçãos da Antiga Aliança já não estão em efeito (Hebreus 7:18-19; 8:6-8,13).

    Portanto, não há nenhuma possibilidade de um cristão ser vítima do “devorador” (demônio) por causa de não ser dizimista, pois nenhuma maldição da antiga aliança pode atingir aos cristãos da nova aliança em Jesus ( gálatas 3:13 )

    7º MENTIRA – O DÍZIMO SERVE PARA MANTER A IGREJA FÍSICA HOJE, POIS ELA SUBSTITUIU O TEMPLO JUDAÍCO ONDE SE ENTREGAVAM OS DÍZIMOS.

    Nada poderia estar mais longe da verdade. Trata-se de outro falso ensino os religiosos que exigem dízimos de que os edifícios chamados “igrejas”, “tabernáculos” ou “templos”, substituíram o Templo do Velho Testamento como locais de habitação divina.

    A Palavra de Deus jamais descreve os grupos da Nova Aliança como ”tabernáculos”, “templos” ou “edifícios”. Os cristãos não “vão à igreja”. Eles se “reúnem para adorar”. Também, visto que os sacerdotes do Velho Testamento pagavam o dízimo, então, logicamente, o dízimo não pode continuar. Nesse caso, é errado chamar um edifício de “armazém do Senhor” para receber os dízimos (1 Coríntios 3:16-17; 6:19-20; Efésios 1:22-23; 2:21; 4:12-16; Apocalipse 3:12). Com respeito à palavra “armazém” comparem a 1 Coríntios 16:2 com a 2 Coríntios 12:14 e Atos 20:17, 32-35. Durante vários séculos após o Calvário, os cristãos nem mesmo possuíam um edifício próprio (que chamassem de armazém), visto como o Cristianismo era uma religião ilegal e sofria perseguições.

    Após o sacrifício de Jesus, o véu do santuário se rasgou: “E o véu do santuário rasgou-se em duas partes, de alto a baixo” (Marcos 15:38) e hoje, cada cristão é um santuário onde habita o Espírito Santo: “Não sabeis que sois santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?” (I Coríntios 3:16) Não há sequer um Templo ou santuário físico para que os cristãos levem os dízimos pois: “O Deus que fez o mundo e tudo o que nele existe, sendo ele Senhor do céu e da terra, não habita em santuários feitos por mãos humanas” (Atos 17:24). Jesus sequer fundou uma igreja física, pois a verdadeira igreja é espiritual.

    1. Que autoridade nos dá a Palavra de Deus para estabelecermos igrejas denominacionais ou não denominacionais em meio ao testemunho cristão, quando as Escrituras condenam a criação de divisões entre os crentes? (1 Coríntios 1:10; 3:3; 11:18-19)

    2. Com que autoridade vinda de Deus os cristãos denominam suas assim chamadas “igrejas” como Presbiteriana, Batista, Pentecostal, Aliança, Cristã Reformada, Anglicana etc., quando não há na Bíblia instruções para nos reunirmos em qualquer outro nome além do nome do Senhor Jesus Cristo? (Mateus 18:20; 1 Coríntios 5:4)

    3. Será que existe qualquer base na Palavra de Deus para chamar esses edifícios de “igrejas”? A definição bíblica de “igreja” é de uma reunião de crentes que, pelo evangelho, foram chamados para fora, tanto dentre os judeus como dentre os gentios, e são unidos em um único corpo a Cristo, sua Cabeça no céu, pela habitação do Espírito Santo. (Atos 11:22; 15:14; 20:28; Romanos 16:5; 1 Coríntios 1:2; Efésios 5:25)

    4. Onde há no Novo Testamento uma referência mandando os Cristãos construírem templos e chamarem esses locais de “Cada de Deus”, sendo que Deus não habita em templos feito por mãos humanas? (Atos 7:48 e 17:24).

    Dizer que os dízimos são necessários para manter a igreja e sustentar os pastores e líderes não tem fundamentação bíblica neotestamentária, O apóstolo Paulo estava entre os que insistiam em trabalhar com as próprias mãos pelo seu sustento (Atos 18:3; 1Tessalonicenses 2:9-10; 2Tessalonicenses 3:8-14). Embora ele não tenha condenado os que recebiam sustento pela obra em tempo integral, também não ensinou que tal sustento fosse ordenado por Deus, para difusão do Evangelho. (1 Coríntios 9:12). De fato, duas vezes em Atos 20:29, 35 e também em 2 Coríntios 12:14, ele até mesmo encoraja os anciãos da igreja a trabalharem para manter os necessitados da igreja (Eu só queria ver um dos pastores atuais trabalhando para ajudar os pobres da igreja!).

    Para Paulo, a expressão “viver do evangelho” significava “viver segundo os princípios da fé, do amor e da graça” (1 Coríntios 9:14). Conquanto verificasse ter “direito” a alguma ajuda, ele concluía que a “liberdade” de pregar o seu evangelho era mais importante, a fim de cumprir a sua vocação de Deus (1 Coríntios 9:15; 11:7-13; 12:13,14; 1 Tessalonicenses 2:5-6). Enquanto trabalhava como artesão de tendas (atos 18:3), Paulo aceitou uma certa ajuda, porém se gloriava de que o seu pagamento ou salário era o fato de poder pregar livremente, sem se tornar um fardo para os outros (1 Coríntios 9:16-19).

    Em nenhum lugar desde Atos 7:58 (onde Paulo é mencionado pela primeira vez) até suas epístolas, não vemos o apóstolo Paulo orientando alguém a dizimar nem recebendo dízimos dos cristãos, portanto uma prova clara que a igreja primitiva não tinha o dízimo como uma doutrina cristã e inquestionável como se vê hoje nessas igrejas que dizem seguir fielmente as Escrituras.

    Paulo deixou claro que os que pregavam o evangelho tinham todo o direito de serem supridos com as ajudas e doações voluntárias dos cristãos (I Coríntios 9:11 e 14, Filipenses 4:18 ), mas nunca disse que seria dos dízimos! Sequer há mandamento seja do Senhor Jesus ou de seus apóstolos dos cristãos entregarem seus dízimos nos “templos” que hoje conhecemos como igreja, pois Jesus nunca fundou uma igreja física, nem ordenou que se fizessem construções para ali os seus seguidores se reunirem! Se o dízimo fosse tão necessário e importante como esses líderes gananciosos querem fazer parecer, teria o apóstolo Paulo esquecido de mencionar algo tão importante? obviamente que não, pois ele é categórico ao dizer: ” jamais deixando de vos anunciar coisa alguma proveitosa e de vo-la ensinar publicamente e também de casa em casa” e ” porque jamais deixei de vos anunciar todo o desígnio de Deus” (atos 20:20 e 27)… ou seja, tudo que era necessário ele, Paulo, ensinou e o Apóstolo Paulo nunca incentivou ou ensinou os cristãos a dizimarem!

    Portanto comprovadamente os dízimos não são obrigatórios serem entregues, muito menos nas igrejas físicas de hoje.

    8º MENTIRA – “DAR OFERTAS, MESMO ACIMA DE 10% DA SUA RENDA, NÃO TEM O MESMO VALOR ESPIRITUAL, POIS QUEM NÃO DÁ O DÍZIMO ROUBA A DEUS E NÃO SERÁ SALVO POIS ESTÁ DEBAIXO DE MALDIÇÃO”

    Tanto a bênção como a maldição de Malaquias 3:9-11, perduraram somente até o término da antiga Aliança, ou seja, até o Calvário. A audiência de Malaquias havia voluntariamente reafirmado a Antiga Aliança (Neemias 10:28-29. “Maldito aquele que não confirmar as palavras desta lei, não as cumprindo. E todo o povo dirá: Amém” (Deuteronômio 27:26, citado em Gálatas 3:10). E Jesus Cristo deu um fim a essa maldição, conforme Gálatas 3:13: “Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro”. Portanto nenhuma maldição proveniente da não observância da lei de moisés (e o dízimo pertencia a ela) atinge aos cristãos. Mas os lideres gananciosos que recebem dízimos escondem isso dos membros.

    Mas não é porque o Cristão não seja mais obrigado a dizimar que ele esteja isento de ajudar na propagação do evangelho e em favor dos necessitados pois: “Cada um contribua segundo tiver proposto no coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama a quem dá com alegria” (2coríntios 9:7).

    “Também, irmãos, vos fazemos conhecer a graça de Deus concedida às igrejas da Macedônia; porque, no meio de muita prova de tribulação, manifestaram abundância de alegria, e a profunda pobreza deles superabundou em grande riqueza da sua generosidade.Porque eles, testemunho eu, na medida de suas posses e mesmo acima delas, se mostraram voluntários” (2coríntios 8:1-3) Essa era a prática da igreja de Deus que Cristo estabeleceu.

    Os princípios de dar no Novo Testamento, na 2Coríntios capítulos 8 e 9 são superiores ao dizimar, que não é obrigatório aos cristãos.

    Os seguintes princípios de dar voluntariamente na Nova Aliança estão fundamentados na 2 Coríntios 8 e 9 (1). Dar é uma “graça”. A 2 Coríntios 8 usa oito vezes a palavra “graça”, referindo-se à ajuda aos santos pobres (2). Dar primeiro a Deus (8:5). (3) Dar-se a si mesmo para conhecer a vontade de Deus (8:5) (4) Dar em resposta ao dom de Cristo (8:9 e 9:15). (5) Dar com desejo sincero (8:8, 10, 12 e 9:7) (6) Não dar por causa de mandamento algum (8:8,10; 9:7). (7) Dar além de sua capacidade (8:3, 11, 12) (8) Dar para produzir igualdade. Isso quer dizer que os que têm mais devem dar mais, a fim de suprir a incapacidade dos que não podem dar mais (8:12,14) (9) Dar com alegria (8:2). (10) Dar porque está crescendo espiritualmente (8:3,4,7). (11) Dar porque deseja crescer espiritualmente (9:8, 10, 11). (12) Dar porque está ouvindo o Evangelho ser pregado (9:13).

    9º MENTIRA – “JESUS MANDOU OS CRISTÃOS DAREM O DÍZIMO NO NOVO TESTAMENTO”

    O falso ensino é que Jesus ensinou a dizimar, em Mateus 23:23, dizendo que isso está claro no Novo Testamento.

    Em primeiro lugar, A Nova Aliança (o novo testamento) não teve princípio no nascimento de Jesus, mas na Sua morte (Gálatas 3:19, 24, 25; 4:4). O dízimo não é ensinado na igreja, depois do Calvário. Quando Jesus falou sobre o assunto em Mateus 23:23, Ele estava simplesmente ordenando a obediência às leis da Antiga Aliança, a qual ele endossou e obedeceu até chegar ao Calvário.

    Não existe um único texto do Novo Testamento que ensine a dizimar após o período do Calvário. (Atos 2:42-47 e 4:32-35 não são exemplos para se dizimar, a fim de sustentar os líderes da igreja). Conforme Atos 2:46, os cristãos judeus continuavam a adorar no Templo. E conforme Atos 2:44 e 4:33,34, os líderes da igreja compartilhavam igualmente o que recebiam com todos os membros da igreja (o que hoje os líderes gananciosos que recebem dízimos não fazem).

    Aliás, Jesus sequer é mencionado dizimando ou recebendo dízimos… e porque os líderes gananciosos pedem dízimos em nome de Jesus sendo que o próprio Jesus disse: “em meu nome, expelirão demônios; falarão novas línguas;pegarão em serpentes; e, se alguma coisa mortífera beberem, não lhes fará mal; se impuserem as mãos sobre enfermos, eles ficarão curados” (Marcos 16:17-18)… Ele nunca disse ” em meu nome receberão dízimos…”

    Portanto comprovadamente mais uma mentira desses homens que se dizem ordenados por Deus a exigirem dízimos dos cristãos incautos foi desmascarada! Jesus nunca ordenou que os seus discípulos e futuros apóstolos recolhessem dízimos… e porque esses líderes acham que podem fazer diferente? Bem o Senhor Jesus profetizou sobre esses tipos: “Acautelai-vos dos falsos profetas, que se vos apresentam disfarçados em ovelhas, mas por dentro são lobos roubadores” (Mateus 7:15)

    10º MENTIRA – “JESUS RECEBE DÍZIMOS DOS CRISTÃOS CONFORME HEBREUS 7:8″

    O início do capítulo 7 de hebreus é apenas citação do Antigo Testamento, onde fala do sacerdócio de Melquisedeque. Em Hebreus 7:5 diz: ” E os que dentre os filhos de Levi receberam o sacerdócio tem ordem, segundo a lei, de tomar os dízimos do povo, isto é, de seus irmãos, ainda que tenham saído dos lombos de Abraão”

    A lei foi dada por intermédio de Moisés, ao povo, direcionada aos filhos de Levi, especificamente aos que receberam sacerdócio para trabalhar nas tendas das congregações ( montagem e desmontagem de tendas no deserto), os quais tinham ordem, segundo a lei de receber os dízimos dos seus irmãos. Agora note o relato do versículo 11 e 12:

    Hebreus 7:11: De sorte que, se a perfeição fosse pelo sacerdócio Levítico (porque sob ele o povo recebeu a lei), que necessidade se havia logo de que outro sacerdote se levantasse, segundo a ordem de Melquisedeque (referindo-se ao Salvador) e não fosse chamado segundo a ordem de Arão? (menção a Moisés, o qual introduziu a lei ao povo).

    Hebreus 7:12: Porque mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz também mudança na lei.

    Meditando no texto acima, especificamente nestes versículos, onde a palavra assegura que os sacerdotes Levíticos recebiam os dízimos segundo a lei (Hebreus 7:5), Porque através deles (sacerdotes Levíticos) o povo recebeu a lei (Hebreus 7:11) e mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz também, mudança na lei (Hebreus 7:12), porque se a perfeição fosse pelo sacerdócio Levítico (pelo qual o povo recebeu a lei), qual a necessidade de que enviasse outro Sacerdote? Mudou o Sacerdócio, necessariamente se faz mudança na Lei.

    A lei dos dízimos foI direcionada especificamente aos filhos de Levi, aos que receberam o sacerdócio e não havendo mais “Levitas”, nem “templo”, nem sacerdote a oferecer sacrifícios, pois O Salvador já o fez, logo,se aplicada aos crentes hoje, ela torna-se intempestiva e ilegítima, porque os “pastores” de hoje não são levitas nem foram proibidos de trabalhar, nem menos tiveram promessas de herança de dízimos para sustento por não ter tido herança nas distribução de terras prometidas ao povo israelita por herança.

    Outra particularidade, no capítulo 18 do livro de Números, o Senhor Deus adverte aos sacerdotes levitas dizendo: Na sua terra, possessão nenhuma terás, e no meio deles nenhuma parte possuirás; eu sou a tua parte e a tua herança no meio dos filhos de Israel.

    Gostaria de recomendar aos pregadores contemporâneos (os que querem se assemelhar aos sacerdotes levitas que recebiam dízimos), seria bom que guardassem os mandamentos do Senhor para aquela tribo, os quais não possuíam bens materiais, pois o Senhor era a herança dos sacerdotes levitas.

    Recapitulando: Hebreus 7 apenas faz a menção pós-Calvário de dizimar, numa explanação de porque o sacerdócio levítico deve ser substituído pelo sacerdócio de Cristo, porque o sacerdócio levítico era fraco e ineficiente. Estude Hebreus 7 e sigam a progressão do versículo 5 ao versículo 12 e ao versículo 19.

    Porém, líderes gananciosos insistem em apenas mostrar hebreus 7:8 aos membros, onde segundo eles, Jesus receberia dízimos dos cristãos: “Aliás, aqui são homens mortais os que recebem dízimos, porém ali, aquele de quem se testifica que vive” (hebreus 7:8)

    Apenas mostrando esse versículo isoladamente aos membros desavisados, querem dar a entender que esse versículo manda os cristãos ainda dizimarem, sem ler todo o real contexto do capítulo 7 de hebreus.

    Portanto hebreus 7:8 não fala de Jesus recebendo ainda dízimos dos cristãos, pois o contexto do capítulo 7 de hebreus fala na verdade da superioridade do sacerdócio de melquisedeque em relação ao levítico que era sustentado pelos dízimos. Cristãos não tem o mandamento bíblico de dizimarem.

    Considerações finais:

    Em Hebreus 7,8,9 e 10, neste 4 capítulos deixa bem claro a questão do sacerdócio perfeito, que, quando mudado o sacerdote Levítico, veio o Cristo, e mudando o sacerdócio se muda a lei ( Hebreus 7:12 ) portanto, notamos, que no novo testamento, não há ninguém dando dizimos em dinheiro, sendo que já existia, porque, Jesus foi traído por moedas, e a viúva ofertou moedas, mas dízimos, foi mencionado em alimentos, hortaliças ( Mateus 23.23 ) jamais em dinheiro, e o próprio Senhor Jesus, relatou que o dízimo era da lei para o povo de Israel , …”o mais importante DA LEI “. (Mateus 23:23)

    Paulo não mencionou dízimos, nem outro apóstolo qualquer deixou exemplo de tal prática. Em Corintios 9, Paulo pede donativos para suprir necessitados e não para manter despesas de instituições religiosas. Em Atos 4:32 em diante, notamos a generosidade dos irmãos,vendendo tudo e depositando aos pés dos apóstolos, para que se fosse feita DISTRIBUIÇÃO AOS NECESSITADOS, de forma a não haver necessitados entre eles ( esta é a justiça que excede a dos fariseus religiosos que apenas punham seus dízimos das hortaliças e achavam que estava, cumprindo sua parte) em Mateus 23:23 e Lucas 18:12. Tal prática dos fariseus, mostra religiosidade e eles não praticavam a fé, de fato, que , quem diz que dizimar é um ato de fé, é engano, porque os fariseus dizimavam , mas não praticavam a fé. O jovem rico, não foi indicado por JESUS a dizimar, e sim, vender e REPARTIR com os pobres. Jó nunca dizimou, e mesmo assim era próspero.

    Abraão só deu o dízimo uma só vez, e não foi em dinheiro, foi despojos, sobras de conquistas de guerra, dizimo de sangue, após matar os reis e tomar seus bens.

    Jacó prometeu dar o dízimo, ( um voto particular dele ) em Gênesis 28:20-22 , mas a bíblia não fala que ele cumpriu…

    Abraão não foi a “suposta” casa do tesouro ( igreja ) mas Melquisedeque lhe saiu ao encontro para receber sua parte, devido ser rei de Salém e receber por que passava em tal parte, imposto semelhante ao que Jesus nos ensinou a pagar a César (Mateus 22:21). Isto é, JESUS mandou sermos fiéis ao estado e não sonegar impostos.

    Os cobradores de impostos ao se converter, restituíram 4 vezes mais aos que haviam defraudado, e foi nisto que Jesus afirmou: “hoje houve salvação nesta casa” (Lucas 19:9)Repare que o Salvador não o mandou dar dízimos.Todas as vezes que você quiser dar algo á Deus, e restituir a Deus com gratidão, faça isto dando ao seu próximo, pois assim,estará cumprindo a palavra na íntegra, conforme Mateus 25 deixa bem claro esta questão.

    No sétimo ano, Israel, não trazia dízimos, devido ser o ano sabático,a terra descansava (Levítico 25:4) Mas e será que a igreja atual faz isto? Fica sem receber dizimos no sétimo ano?

    O DÍZIMO era vendido POR DINHEIRO,devido a distância de levar onde o Senhor escolhera, para santificar seu nome, e o próprio dizimista COMIA DOS SEUS DÍZIMOS, administrava o dízimo, hoje em dia quem come dos dízimos são os pastores, que administram os dízimos, dando ordem quê e no que será empregado os dízimos do povo. Estes ditos “sacerdotes” ( pastores) não são levíticos, nem exercem função sacerdotal superior a qualquer irmão que seja, e muito menos têm eles o direito de administrar o dízimo pessoal de cada um.

    Quanto a sacerdotes, sabemos todos nós somos, depois de Cristo nos fazer um sacerdócio real, nação santa , povo eleito de DEUS, passamos a ter livre acesso ao Pai através de CRISTO que , na sua morte, o que nos separava foi rasgado do alto abaixo, a saber o véu que separava o lugar santo,( local onde entravam os sacerdotes) do lugar santíssimo (onde só entrava o sumo sacerdote 1 vez por ano para pferecer acrificio pelo pecado do povo).

    Paulo recebeu muitas vezes ajuda da igreja, mas era para se manter, e não era salário mensal como se estivesse numa empresa. Paulo trabalhava (atos 18:3) , e em nada pesava os irmãos e a igreja.

    Se Paulo disse: “sede meus imitadores como eu sou de Cristo”, será que nesta parte, os pastores que exigem dízimos imitam à Paulo? Vemos Jesus ou Paulo recolhendo ou ensinando sobre dízimos?Em 2Coríntios 9:9, Paulo cita o salmo 112:9, onde fala da generosidade com os mais pobres: “Conforme está escrito: Espalhou, deu aos pobres; A sua justiça permanece para sempre”. (2 Coríntios 9:9)

    Nada falou de dízimos em dinheiro, e sim, contribuições voluntárias , para “suprir” os que não tem, algo que, é totalmente visto por Deus. Paulo faz uma coleta para “DISTRIBUIR”, hoje em dia se faz uma distribuição (de envelopes) para ajuntar, não para os pobres, mas, para os cofres de uma instituição, que se preocupa mais com a posição social, status, templos, fama, nome, competição, horários de TV, rádios, sites, eventos, shows, viagens, lazer para líderes, carrões, mansões, aviões, e ainda se diz que é expansão da obra de Deus…

    Cada dia os patrimônios religiosos estão ainda maiores, e o evangelho mais distante do que a igreja primitiva pregava e vivia, tudo por causa de dinheiro. A biblia fala para não reter e sim dar. Será que a igreja faz isto? Ou antes retém,para construir seu império e se fortalecer mais e mais, visando dominar a maior parte possível do globo terrestre, e arrebanhar o maior número de pessoas possível, como se tudo fosse uma partida de competição: “Quem tiver mais membros é o vencedor”

    Paulo afirma: “Porque nós não estamos, como tantos outros, mercadejando a palavra de Deus; antes, em Cristo é que falamos na presença de Deus, com sinceridade e da parte do próprio Deus” (2Coríntios 2:17)

    Deus abençoe a todos que leram este estudo e que o Espírito Santo tenha conduzido a leitura e o entendimento para compreender que dízimos não são mais obrigatórios.

    “Antes, crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A ele seja a glória, tanto agora como no dia eterno” (2Pedro 3:18)

    • A CASA DO TESOURO, E A CASA DE DEUS.

      Muitos, mesmo se dizendo evangélicos, se posicionam contra a devolução dos dízimos, Mas e neles que vemos o cuidado, e o zelo que DEUS tem para com o seu povo. No texto relacionado aos dízimos mais conhecido, encontramos a seguinte orientação divina: Trazei todos os dízimos a casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa; e provai-me nisto se Eu não voz abrir as janelas do céu e não derramar sobre voz benção sem medida. (Ml: 3-10) . Existe algo maravilhoso nesse texto, ele nos revela o quanto DEUS deseja cuidar de nos. Notamos que Deus nos manda levar os dízimos a casa to tesouro. E a onde é essa casa do tesouro? Ora o maior tesouro de DEUS, aqui na terra são as almas que se entregam ao Senhor JESUS, e a casa do tesouro, ou seja, o lugar onde se reúne esse tesouro é a igreja, então devemos devolver nossos dízimos na igreja. E a casa de DEUS onde fica? Muitos dizem ser a igreja também, mas DEUS faz uma distinção clara entre os dois lugares, A CASA DO TESOURO, E A MINHA CASA. Deus deixa claro em atos 7:48 Entretanto não habita o altíssimo em casas feitas por mãos humanas; como diz o profeta. O apostolo Paulo usado pelo Espírito Santo deixou claro; Não sabeis vós que sois santuário de DEUS, e que o Espírito de DEUS habita em voz. ( 1cor: 3-16). Assim fica mais fácil entender o quanto DEUS quer o nosso bem através da devolução dos dízimos, pois quando devolvemos os nossos dízimos na igreja (casa do tesouro) DEUS vai fazer com que haja mantimentos em sua casa (nosso corpo é a verdadeira casa de DEUS), esses mantimentos são paz, alegria, saúde, felicidade, amor,prosperidade etc, esses são alguns dos mantimentos que DEUS traz para sua casa, ou seja, nosso corpo. Pois habitaria DEUS, em um lugar cheio de tristezas, angustias frustrações, depressão, magoas e odio? Quando tomamos a atitude de sermos dizimistas fieis, devolvendo os dízimos na casa do tesouro, DEUS começa imediatamente um trabalho de limpeza em nosso corpo que será então sua morada. Respondeu JESUS: se alguém me ama, guardará a minha palavra; e meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada. (Jo; 14-23). Quando nos tornamos dizimistas fieis, DEUS faz de nós seu tesouro particular, (ML:3-17) e morada santuário do seu Espírito.

      O convite de DEUS ainda esta de pé: TORNAI VOS PARA MIM, E EU ME TORNAREI PARA VOS OUTROS, DIZ O SENHOR DOS EXÉRCITOS. (ML: 3-7 b)

      • ATENÇÃO: DEVIDO A REPERCUSSÃO DO ESTUDO QUE DESMASCARA A FARSA DOS DÍZIMOS TER CAUSADO POLÊMICA E ATAQUES FEROZES DOS QUE SE RECUSAM A ACEITAR A VERDADE BÍBLICA SOBRE ESSA DOUTRINA MERCANTILISTA, VAMOS FAZER UM DESAFIO AOS “PRÓ-DÍZIMOS”…

        A falsa doutrina dos dízimos nos dias de hoje, ensina basicamente isso: Que todo cristão tem o mandamento bíblico de separar 10% de sua renda ( salários e ganhos diversos ) e entregar numa denominação evangélica aos cuidados de um suposto homem de Deus (notadamente, um pastor ou similar). A não entrega desse valor, chamado por eles de dízimo, pode acarretar, segundo essa doutrina, a sujeição do cristão aos ataques de um demônio chamado “devorador”, ser espiritual este, segundo ainda esta doutrina o mesmo mencionado em malaquias 3:11. O que não se sujeita a entregar os dízimos conforme especificado acima, também estaria pondo sua própria salvação em risco, pois ainda segundo essa doutrina, quem não dá dízimo é ladrão.

        Agora, porém, em confronto com essa doutrina de dízimos ainda perdurar e segundo eles ser obrigatória aos cristãos, estaremos fazendo 10 perguntas que os pastores que insistem em receber dizimos não conseguem responder:

        1 – Dízimo na bíblia sempre foi alimento (Levíticos 27:30,32 ; Deuteronômio 12:17)… aonde na bíblia ele se tornou dinheiro?

        2 – Dízimo era mandamento do velho testamento somente para os israelitas ( Levíticos 27:30-34) … aonde no novo testamento da bíblia, foi confirmado esse mesmo mandamento aos cristãos?

        3 – Dízimo deveria ser entregue somente aos sacerdotes levitas (Números 18:26, hebreus 7:5)… aonde na bíblia, os pastores de hoje substituiram esses sacerdotes levitas para poderem tomar dízimos?

        4 – Dízimo era destinado ao sustento dos levitas, dos órfãos, estrangeiros e viúvas (Deuteronômio 26:12)… aonde na bíblia ele se tornou exclusivo dos pastores e bispos das denominações evangélicas?

        5 – Se o mandamento do dízimo é anterior a lei de moisés, e abraão é exemplo de “dizimista fiel” antes da lei, então porque Abraão entregou dízimo somente dos despojos da guerra que ele venceu ( genesis 14:20; hebreus 7:4 ), e não de toda a sua riqueza já acumulada? (genesis 13:2 )

        6 – Se ” a césar o que é de césar e a Deus o que é de Deus “, é uma citação de Jesus sendo favorável ao pagamento de impostos desse mundo e da mesma forma pagamento de dízimos à Deus, então porque Jesus mencionou o pagamento do imposto de césar antes do “imposto de Deus”, visto que o dízimo deveria ser a primeira coisa a ser separada? Jesus disse ” a césar o que é de césar” e Jesus deu exemplo disso, ao pagar o imposto de césar (Mateus 17:24-27), para dar o exemplo que se deve pagar o imposto de césar ( impostos desse mundo ) mas se “a Deus o que é de Deus” se refere à dízimo, aonde Jesus devolveu dízimo, para nos esse exemplo, da mesma forma que fez ao pagar o imposto de césar?

        7 – Se devemos dizimar porque Jesus não falou nada contra o dízimo, então devemos nos circuncidar também? visto que Jesus também não falou contra a circuncisão aos israelitas e a circuncisão também é mencionada antes da lei de moisés (genesis 17:10).

        8 – Se quem é dizimista será salvo, então porque o Senhor Jesus precisou vir aqui na terra, cumprir a lei de moisés e morrer pelos nossos pecados? os israelitas já tinham o mandamento de dizimar (levíticos 27:30-32)… não bastava eles somente continuarem dizimando para serem salvos? quem nos dá a salvação? Quem salva é Jesus ou o dízimo ?

        9 – Aonde vemos Jesus e/ou os apóstolos, recebendo dízimos dos cristãos para que a obra de Deus fosse feita? aonde vemos no novo testamento que o dízimo é obrigatório para manutenção de um templo físico ?

        10 – No velho testamento vemos claramente os israelitas recebendo o mandamento de dizimarem e entregando o dízimo ( Levítico 27:30-32; II Crônicas 31:6; Neemias 13:12 ), Mas aonde no novo testamento vemos os cristãos recebendo a ordem de dizimar e um seguidor de Jesus, ou seja, um cristão dizimando?

        CONCLUSÃO: Eu já fiz estas 10 perguntas à vários pastores que insistem no erro de ensinar que dízimos são obrigatórios para os cristãos, mas nunca obtive uma resposta. O que comprova que realmente, essa doutrina mercantilista dos dízimos não passa de doutrina criada por homens, sem embasamento bíblico.

        O Senhor Jesus já advertiu sobre esse tipo de erro: “E em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens” (Marcos 7:7)

        Mas graças a Deus, cada vez mais as pessoas estão conhecendo a verdade sobre a mentira que é a doutrina do dízimo, e deixando de dizimar por obrigação conforme malaquias 3:10, que era uma advertência que dizia a respeito somente ao povo de israel e passando a ofertar por amor e liberalidade conforme 2 corintios 9:7.

  9. A questão é que nem todo que se diz crente, é realmente crente, pois até o diabo é crente. A verdade é que o crente mesmo, vive um compromisso com Deus, uma aliança.
    Eu não dou dízimo na igreja, contribuo com outros valores(e na minha igreja, temos a opção de contribuir para manutenção, ou obra da piedade, construção, viagens). A igreja que congrego, não cobra dízimo, só ensina que podemos contribuir quando quisermos, e com quanto quisermos, mas que seja de livre espontânea vontade e com alegria. Sou muito abençoado por Deus, sou funcionário público, trabalho no que gosto de fazer, sou muito bem remunerado, minha carga horária é só de 6 horas diárias, e o Senhor tem me abençoado muito, não só no trabalho.
    Eu era dizimista(mesmo nessa igreja) porém, recebi orientações de um amigo meu que congrega numa outra igreja(que cobra dízimos) e ele sendo membro não paga os dízimos, pois estuda muito a Palavra, e mostrou a verdade sobre o dízimo.

    Dízimo na Bíblia, NUNCA foi dinheiro: Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim, diz o Senhor dos exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós tal bênção, que dela vos advenha a maior abastança.
    Malaquias 3:10

    Veja que em Malaquias 3:10 diz, pra que haja MANTIMENTO, e não dinheiro!
    Outra coisa: Israel era um povo composto por 12 tribos. Das 12 tribos, somente a tribo de Levi que recebia os dízimos! Por que? Por que será que as outras tribos não recebiam os dízimos, por que as 11 tribos tinham que entregar os dízimos? Porque a tribo de Levi foi quem ficou sem herança-terras, e como não tinham terras, não tinham como plantar, colher e se sustentar.

    Então as tribos mais prósperas deveriam repartir mantimentos com a tribo menos favorecida justamente porque elas tinham colheitas em abundância e não necessitavam de tantos mantimentos, guardar tudo para elas mesmas significaria acumular tesouro o que é terminantemente proibido por Deus, a tribo de Levi por sua vez também ofertava a viúvas órfãos e necessitados (Dt 26:12) repartiam com os estrangeiros, já que Israel no passado também já foi estrangeira, significando assim amor ao próximo, lá, benção era chuva para a colheita, maldição era seca, o devorador eram os gafanhotos, tudo isso definitivamente nada tem a ver a associação do devorador com o demônio nem benção com prosperidade financeira, como ensina o sistema religioso de hoje, em toda a bíblia não existe uma única citação que ampare essa afirmação.
    Segundo a LEI apenas os LEVITAS poderiam recolher o dizimo.

    Preste atenção que o dízimo NUNCA foi dinheiro e sim alimentos!!!

    Os líderes religiosos de hoje que recolhem o dízimo, não são da tribo de Levi, não são Judeus e não fazem parte da Lei de Moisés. Este costume existiu de Abraão, até Levi (Hb 7:9), nessa passagem Paulo explica que, o dízimo termina em Levi e por ser Cristo sacerdote segundo a Ordem de Melquisedeque, este ab-rogou (aboliu) o sacerdócio levítico com todas as suas as leis, dízimos e costumes, conforme narra Paulo na carta endereçada aos Hebreus (Hb 7, 1 – 28). Paulo arremata: “Com efeito, mudado que seja o sacerdócio, é necessário que se mude também a lei” (Hb 7.12). E ainda: “O mandamento precedente é, na verdade, ab-rogado pela sua fraqueza e inutilidade” (Hb 7, 18). OBS: SACERDOTE SÃO (LÍDERES RELIGIOSOS DA TRIBO DE LEVI)

    Quem entende que o velho testamento e seus preceitos foram abolidos por Cristo segundo o Apostolo Paulo (2 Co 3:14), apóia o uso do dízimo, citando a passagem do Novo Testamento onde Jesus critica os Escribas e Fariseus que lembram apenas do dízimo e esqueciam os outros preceitos da lei (Mt 23:23), sabemos que segundo a lei de Moisés do antigo testamento, aqueles dois homens que Jesus criticou, eram obrigados a dar o dízimo, o cominho e hortelã porque eram Judeus e ainda estavam sob o manto da lei de Moisés e não da graça, que tem seu início com a morte de Jesus “Esta consumado” naquele momento Cristo adentrou a nova aliança da graça, que estamos hoje, e neste contexto Jesus está dando uma bronca no pessoal que só lembrava do dízimo e esqueciam-se dos outros preceitos da Lei, definitivamente ele não está orientando aos Gentios (nós) a praticar o preceito do dízimo. Cristo e seus discípulos jamais orientaram que permanecêssemos no preceito do dízimo, das coisas do dízimo a única que Jesus preservou é a caridade ajudar o necessitado ou seja ofertar ao próximo. (Is 1:17)aprendei a fazer o bem; buscai a justiça, acabai com a opressão, fazei justiça ao órfão, defendei a causa da viúva. (Tiago 1:27) A religião pura e imaculada diante de nosso Deus e Pai é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas aflições e guardar-se isento da corrupção do mundo.

    Nós devemos sim atender a viúva o órfão e o necessitado, não é fazer o líder ter esta responsabilidade dando pra ele dar, é você, isso é pessoal é de cada um, é um hábito que devemos ter. Concluímos então que o dízimo não é desse tempo, não é para os Gentios o líder que recebe não é da tribo de Levi. Permanecer no preceito da lei é o mesmo que negar o sacrifício da cruz de Cristo, que segundo a própria lei, seria abolida, na vinda do Salvador Messias. Permanecer no preceito da Lei é o mesmo que negar a Cristo sendo estes o ANTI-CRISTO. O dízimo pode ser colhido de acordo com a palavra do homem, mas não de acordo com a escritura no Novo Testamento, não de acordo com Jesus.

    Agora, não quero dizer que os crentes devem parar de contribuir nas suas igrejas, pois tem que haver a manutenção, tem custos, água, luz; Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, nem por constrangimento; porque Deus ama ao que dá com alegria. 2 Cor 9:7 (mas o crente EM JESUS CRISTO QUE VIVE SUA PALAVRA, NÃO DEVE DAR DÍZIMO, POIS SE CONTINUAR A DAR O DÍZIMO, ESSE CRENTE ESTÁ NEGANDO O SACRIFÍCIO LÁ NA CRUZ); porém não é justo nem correto os pastores usarem dessas contribuições pra comprar carros importados, mansões etc. Temos que lembrar, que o Nosso Senhor Jesus Cristo, quando esteve aqui nessa Terra em carne, não tinha onde reclinar a cabeça, e hoje vemos esses homens que se dizem servos de Deus, usam o Nome do Senhor Jesus, pra arrecadar cada vez mais dinheiro, pra se tornarem empresários, a verdade é que nesses últimos dias, muitos já apostataram da Fé e só pensam e si mesmos, e só querem dinheiro, dinheiro, dinheiro e mais dinheiro e ainda não estão satisfeitos!!!

    • A CASA DO TESOURO, E A CASA DE DEUS..

      Muitos, mesmo se dizendo evangélicos, se posicionam contra a devolução dos dízimos, Mas e neles que vemos o cuidado, e o zelo que DEUS tem para com o seu povo. No texto relacionado aos dízimos mais conhecido, encontramos a seguinte orientação divina: Trazei todos os dízimos a casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa; e provai-me nisto se Eu não voz abrir as janelas do céu e não derramar sobre voz benção sem medida. (Ml: 3-10) . Existe algo maravilhoso nesse texto, ele nos revela o quanto DEUS deseja cuidar de nos. Notamos que Deus nos manda levar os dízimos a casa to tesouro. E a onde é essa casa do tesouro? Ora o maior tesouro de DEUS, aqui na terra são as almas que se entregam ao Senhor JESUS, e a casa do tesouro, ou seja, o lugar onde se reúne esse tesouro é a igreja, então devemos devolver nossos dízimos na igreja. E a casa de DEUS onde fica? Muitos dizem ser a igreja também, mas DEUS faz uma distinção clara entre os dois lugares, A CASA DO TESOURO, E A MINHA CASA. Deus deixa claro em atos 7:48 Entretanto não habita o altíssimo em casas feitas por mãos humanas; como diz o profeta. O apostolo Paulo usado pelo Espírito Santo deixou claro; Não sabeis vós que sois santuário de DEUS, e que o Espírito de DEUS habita em voz. ( 1cor: 3-16). Assim fica mais fácil entender o quanto DEUS quer o nosso bem através da devolução dos dízimos, pois quando devolvemos os nossos dízimos na igreja (casa do tesouro) DEUS vai fazer com que haja mantimentos em sua casa (nosso corpo é a verdadeira casa de DEUS), esses mantimentos são paz, alegria, saúde, felicidade, amor,prosperidade etc, esses são alguns dos mantimentos que DEUS traz para sua casa, ou seja, nosso corpo. Pois habitaria DEUS, em um lugar cheio de tristezas, angustias frustrações, depressão, magoas e odio? Quando tomamos a atitude de sermos dizimistas fieis, devolvendo os dízimos na casa do tesouro, DEUS começa imediatamente um trabalho de limpeza em nosso corpo que será então sua morada. Respondeu JESUS: se alguém me ama, guardará a minha palavra; e meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada. (Jo; 14-23). Quando nos tornamos dizimistas fieis, DEUS faz de nós seu tesouro particular, (ML:3-17) e morada santuário do seu Espírito.

      O convite de DEUS ainda esta de pé: TORNAI VOS PARA MIM, E EU ME TORNAREI PARA VOS OUTROS, DIZ O SENHOR DOS EXÉRCITOS. (ML: 3-7 b)

      • ATENÇÃO: DEVIDO A REPERCUSSÃO DO ESTUDO QUE DESMASCARA A FARSA DOS DÍZIMOS TER CAUSADO POLÊMICA E ATAQUES FEROZES DOS QUE SE RECUSAM A ACEITAR A VERDADE BÍBLICA SOBRE ESSA DOUTRINA MERCANTILISTA, VAMOS FAZER UM DESAFIO AOS “PRÓ-DÍZIMOS”…

        A falsa doutrina dos dízimos nos dias de hoje, ensina basicamente isso: Que todo cristão tem o mandamento bíblico de separar 10% de sua renda ( salários e ganhos diversos ) e entregar numa denominação evangélica aos cuidados de um suposto homem de Deus (notadamente, um pastor ou similar). A não entrega desse valor, chamado por eles de dízimo, pode acarretar, segundo essa doutrina, a sujeição do cristão aos ataques de um demônio chamado “devorador”, ser espiritual este, segundo ainda esta doutrina o mesmo mencionado em malaquias 3:11. O que não se sujeita a entregar os dízimos conforme especificado acima, também estaria pondo sua própria salvação em risco, pois ainda segundo essa doutrina, quem não dá dízimo é ladrão.

        Agora, porém, em confronto com essa doutrina de dízimos ainda perdurar e segundo eles ser obrigatória aos cristãos, estaremos fazendo 10 perguntas que os pastores que insistem em receber dizimos não conseguem responder:

        1 – Dízimo na bíblia sempre foi alimento (Levíticos 27:30,32 ; Deuteronômio 12:17)… aonde na bíblia ele se tornou dinheiro?

        2 – Dízimo era mandamento do velho testamento somente para os israelitas ( Levíticos 27:30-34) … aonde no novo testamento da bíblia, foi confirmado esse mesmo mandamento aos cristãos?

        3 – Dízimo deveria ser entregue somente aos sacerdotes levitas (Números 18:26, hebreus 7:5)… aonde na bíblia, os pastores de hoje substituiram esses sacerdotes levitas para poderem tomar dízimos?

        4 – Dízimo era destinado ao sustento dos levitas, dos órfãos, estrangeiros e viúvas (Deuteronômio 26:12)… aonde na bíblia ele se tornou exclusivo dos pastores e bispos das denominações evangélicas?

        5 – Se o mandamento do dízimo é anterior a lei de moisés, e abraão é exemplo de “dizimista fiel” antes da lei, então porque Abraão entregou dízimo somente dos despojos da guerra que ele venceu ( genesis 14:20; hebreus 7:4 ), e não de toda a sua riqueza já acumulada? (genesis 13:2 )

        6 – Se ” a césar o que é de césar e a Deus o que é de Deus “, é uma citação de Jesus sendo favorável ao pagamento de impostos desse mundo e da mesma forma pagamento de dízimos à Deus, então porque Jesus mencionou o pagamento do imposto de césar antes do “imposto de Deus”, visto que o dízimo deveria ser a primeira coisa a ser separada? Jesus disse ” a césar o que é de césar” e Jesus deu exemplo disso, ao pagar o imposto de césar (Mateus 17:24-27), para dar o exemplo que se deve pagar o imposto de césar ( impostos desse mundo ) mas se “a Deus o que é de Deus” se refere à dízimo, aonde Jesus devolveu dízimo, para nos esse exemplo, da mesma forma que fez ao pagar o imposto de césar?

        7 – Se devemos dizimar porque Jesus não falou nada contra o dízimo, então devemos nos circuncidar também? visto que Jesus também não falou contra a circuncisão aos israelitas e a circuncisão também é mencionada antes da lei de moisés (genesis 17:10).

        8 – Se quem é dizimista será salvo, então porque o Senhor Jesus precisou vir aqui na terra, cumprir a lei de moisés e morrer pelos nossos pecados? os israelitas já tinham o mandamento de dizimar (levíticos 27:30-32)… não bastava eles somente continuarem dizimando para serem salvos? quem nos dá a salvação? Quem salva é Jesus ou o dízimo ?

        9 – Aonde vemos Jesus e/ou os apóstolos, recebendo dízimos dos cristãos para que a obra de Deus fosse feita? aonde vemos no novo testamento que o dízimo é obrigatório para manutenção de um templo físico ?

        10 – No velho testamento vemos claramente os israelitas recebendo o mandamento de dizimarem e entregando o dízimo ( Levítico 27:30-32; II Crônicas 31:6; Neemias 13:12 ), Mas aonde no novo testamento vemos os cristãos recebendo a ordem de dizimar e um seguidor de Jesus, ou seja, um cristão dizimando?

        CONCLUSÃO: Eu já fiz estas 10 perguntas à vários pastores que insistem no erro de ensinar que dízimos são obrigatórios para os cristãos, mas nunca obtive uma resposta. O que comprova que realmente, essa doutrina mercantilista dos dízimos não passa de doutrina criada por homens, sem embasamento bíblico.

        O Senhor Jesus já advertiu sobre esse tipo de erro: “E em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens” (Marcos 7:7)

        Mas graças a Deus, cada vez mais as pessoas estão conhecendo a verdade sobre a mentira que é a doutrina do dízimo, e deixando de dizimar por obrigação conforme malaquias 3:10, que era uma advertência que dizia a respeito somente ao povo de israel e passando a ofertar por amor e liberalidade conforme 2 corintios 9:7.

    • Stardust…Admiro profundamente a sua capacidade em dissecar esse assunto e, diga-se de passagem, com muita propriedade E CLAREZA. Depois que tomei conhecimento deste assunto (via seus estudos) deixei de me tornar dizimista pois não há quem consiga me convencer o contrário. Somente lamento ter sido enganado por tantos anos. Não mais me presto a sustentar luxo de igreja e pastores. Obrigado.

  10. A CASA DO TESOURO, E A CASA DE DEUS.

    Muitos, mesmo se dizendo evangélicos, se posicionam contra a devolução dos dízimos, Mas e neles que vemos o cuidado, e o zelo que DEUS tem para com o seu povo. No texto relacionado aos dízimos mais conhecido, encontramos a seguinte orientação divina: Trazei todos os dízimos a casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa; e provai-me nisto se Eu não voz abrir as janelas do céu e não derramar sobre voz benção sem medida. (Ml: 3-10) . Existe algo maravilhoso nesse texto, ele nos revela o quanto DEUS deseja cuidar de nos. Notamos que Deus nos manda levar os dízimos a casa to tesouro. E a onde é essa casa do tesouro? Ora o maior tesouro de DEUS, aqui na terra são as almas que se entregam ao Senhor JESUS, e a casa do tesouro, ou seja, o lugar onde se reúne esse tesouro é a igreja, então devemos devolver nossos dízimos na igreja. E a casa de DEUS onde fica? Muitos dizem ser a igreja também, mas DEUS faz uma distinção clara entre os dois lugares, A CASA DO TESOURO, E A MINHA CASA. Deus deixa claro em atos 7:48 Entretanto não habita o altíssimo em casas feitas por mãos humanas; como diz o profeta. O apostolo Paulo usado pelo Espírito Santo deixou claro; Não sabeis vós que sois santuário de DEUS, e que o Espírito de DEUS habita em voz. ( 1cor: 3-16). Assim fica mais fácil entender o quanto DEUS quer o nosso bem através da devolução dos dízimos, pois quando devolvemos os nossos dízimos na igreja (casa do tesouro) DEUS vai fazer com que haja mantimentos em sua casa (nosso corpo é a verdadeira casa de DEUS), esses mantimentos são paz, alegria, saúde, felicidade, amor,prosperidade etc, esses são alguns dos mantimentos que DEUS traz para sua casa, ou seja, nosso corpo. Pois habitaria DEUS, em um lugar cheio de tristezas, angustias frustrações, depressão, magoas e odio? Quando tomamos a atitude de sermos dizimistas fieis, devolvendo os dízimos na casa do tesouro, DEUS começa imediatamente um trabalho de limpeza em nosso corpo que será então sua morada. Respondeu JESUS: se alguém me ama, guardará a minha palavra; e meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada. (Jo; 14-23). Quando nos tornamos dizimistas fieis, DEUS faz de nós seu tesouro particular, (ML:3-17) e morada santuário do seu Espírito.

    O convite de DEUS ainda esta de pé: TORNAI VOS PARA MIM, E EU ME TORNAREI PARA VOS OUTROS, DIZ O SENHOR DOS EXÉRCITOS. (ML: 3-7 b)..

    • ATENÇÃO: DEVIDO A REPERCUSSÃO DO ESTUDO QUE DESMASCARA A FARSA DOS DÍZIMOS TER CAUSADO POLÊMICA E ATAQUES FEROZES DOS QUE SE RECUSAM A ACEITAR A VERDADE BÍBLICA SOBRE ESSA DOUTRINA MERCANTILISTA, VAMOS FAZER UM DESAFIO AOS “PRÓ-DÍZIMOS”…

      A falsa doutrina dos dízimos nos dias de hoje, ensina basicamente isso: Que todo cristão tem o mandamento bíblico de separar 10% de sua renda ( salários e ganhos diversos ) e entregar numa denominação evangélica aos cuidados de um suposto homem de Deus (notadamente, um pastor ou similar). A não entrega desse valor, chamado por eles de dízimo, pode acarretar, segundo essa doutrina, a sujeição do cristão aos ataques de um demônio chamado “devorador”, ser espiritual este, segundo ainda esta doutrina o mesmo mencionado em malaquias 3:11. O que não se sujeita a entregar os dízimos conforme especificado acima, também estaria pondo sua própria salvação em risco, pois ainda segundo essa doutrina, quem não dá dízimo é ladrão.

      Agora, porém, em confronto com essa doutrina de dízimos ainda perdurar e segundo eles ser obrigatória aos cristãos, estaremos fazendo 10 perguntas que os pastores que insistem em receber dizimos não conseguem responder:

      1 – Dízimo na bíblia sempre foi alimento (Levíticos 27:30,32 ; Deuteronômio 12:17)… aonde na bíblia ele se tornou dinheiro?

      2 – Dízimo era mandamento do velho testamento somente para os israelitas ( Levíticos 27:30-34) … aonde no novo testamento da bíblia, foi confirmado esse mesmo mandamento aos cristãos?

      3 – Dízimo deveria ser entregue somente aos sacerdotes levitas (Números 18:26, hebreus 7:5)… aonde na bíblia, os pastores de hoje substituiram esses sacerdotes levitas para poderem tomar dízimos?

      4 – Dízimo era destinado ao sustento dos levitas, dos órfãos, estrangeiros e viúvas (Deuteronômio 26:12)… aonde na bíblia ele se tornou exclusivo dos pastores e bispos das denominações evangélicas?

      5 – Se o mandamento do dízimo é anterior a lei de moisés, e abraão é exemplo de “dizimista fiel” antes da lei, então porque Abraão entregou dízimo somente dos despojos da guerra que ele venceu ( genesis 14:20; hebreus 7:4 ), e não de toda a sua riqueza já acumulada? (genesis 13:2 )

      6 – Se ” a césar o que é de césar e a Deus o que é de Deus “, é uma citação de Jesus sendo favorável ao pagamento de impostos desse mundo e da mesma forma pagamento de dízimos à Deus, então porque Jesus mencionou o pagamento do imposto de césar antes do “imposto de Deus”, visto que o dízimo deveria ser a primeira coisa a ser separada? Jesus disse ” a césar o que é de césar” e Jesus deu exemplo disso, ao pagar o imposto de césar (Mateus 17:24-27), para dar o exemplo que se deve pagar o imposto de césar ( impostos desse mundo ) mas se “a Deus o que é de Deus” se refere à dízimo, aonde Jesus devolveu dízimo, para nos esse exemplo, da mesma forma que fez ao pagar o imposto de césar?

      7 – Se devemos dizimar porque Jesus não falou nada contra o dízimo, então devemos nos circuncidar também? visto que Jesus também não falou contra a circuncisão aos israelitas e a circuncisão também é mencionada antes da lei de moisés (genesis 17:10).

      8 – Se quem é dizimista será salvo, então porque o Senhor Jesus precisou vir aqui na terra, cumprir a lei de moisés e morrer pelos nossos pecados? os israelitas já tinham o mandamento de dizimar (levíticos 27:30-32)… não bastava eles somente continuarem dizimando para serem salvos? quem nos dá a salvação? Quem salva é Jesus ou o dízimo ?

      9 – Aonde vemos Jesus e/ou os apóstolos, recebendo dízimos dos cristãos para que a obra de Deus fosse feita? aonde vemos no novo testamento que o dízimo é obrigatório para manutenção de um templo físico ?

      10 – No velho testamento vemos claramente os israelitas recebendo o mandamento de dizimarem e entregando o dízimo ( Levítico 27:30-32; II Crônicas 31:6; Neemias 13:12 ), Mas aonde no novo testamento vemos os cristãos recebendo a ordem de dizimar e um seguidor de Jesus, ou seja, um cristão dizimando?

      CONCLUSÃO: Eu já fiz estas 10 perguntas à vários pastores que insistem no erro de ensinar que dízimos são obrigatórios para os cristãos, mas nunca obtive uma resposta. O que comprova que realmente, essa doutrina mercantilista dos dízimos não passa de doutrina criada por homens, sem embasamento bíblico.

      O Senhor Jesus já advertiu sobre esse tipo de erro: “E em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens” (Marcos 7:7)

      Mas graças a Deus, cada vez mais as pessoas estão conhecendo a verdade sobre a mentira que é a doutrina do dízimo, e deixando de dizimar por obrigação conforme malaquias 3:10, que era uma advertência que dizia a respeito somente ao povo de israel e passando a ofertar por amor e liberalidade conforme 2 corintios 9:7.

  11. ATENÇÃO: DEVIDO A REPERCUSSÃO DO ESTUDO QUE DESMASCARA A FARSA DOS DÍZIMOS TER CAUSADO POLÊMICA E ATAQUES FEROZES DOS QUE SE RECUSAM A ACEITAR A VERDADE BÍBLICA SOBRE ESSA DOUTRINA MERCANTILISTA, VAMOS FAZER UM DESAFIO AOS “PRÓ-DÍZIMOS”…

    A falsa doutrina dos dízimos nos dias de hoje, ensina basicamente isso: Que todo cristão tem o mandamento bíblico de separar 10% de sua renda ( salários e ganhos diversos ) e entregar numa denominação evangélica aos cuidados de um suposto homem de Deus (notadamente, um pastor ou similar). A não entrega desse valor, chamado por eles de dízimo, pode acarretar, segundo essa doutrina, a sujeição do cristão aos ataques de um demônio chamado “devorador”, ser espiritual este, segundo ainda esta doutrina o mesmo mencionado em malaquias 3:11. O que não se sujeita a entregar os dízimos conforme especificado acima, também estaria pondo sua própria salvação em risco, pois ainda segundo essa doutrina, quem não dá dízimo é ladrão.

    Agora, porém, em confronto com essa doutrina de dízimos ainda perdurar e segundo eles ser obrigatória aos cristãos, estaremos fazendo 10 perguntas que os pastores que insistem em receber dizimos não conseguem responder:

    1 – Dízimo na bíblia sempre foi alimento (Levíticos 27:30,32 ; Deuteronômio 12:17)… aonde na bíblia ele se tornou dinheiro?

    2 – Dízimo era mandamento do velho testamento somente para os israelitas ( Levíticos 27:30-34) … aonde no novo testamento da bíblia, foi confirmado esse mesmo mandamento aos cristãos?

    3 – Dízimo deveria ser entregue somente aos sacerdotes levitas (Números 18:26, hebreus 7:5)… aonde na bíblia, os pastores de hoje substituiram esses sacerdotes levitas para poderem tomar dízimos?

    4 – Dízimo era destinado ao sustento dos levitas, dos órfãos, estrangeiros e viúvas (Deuteronômio 26:12)… aonde na bíblia ele se tornou exclusivo dos pastores e bispos das denominações evangélicas?

    5 – Se o mandamento do dízimo é anterior a lei de moisés, e abraão é exemplo de “dizimista fiel” antes da lei, então porque Abraão entregou dízimo somente dos despojos da guerra que ele venceu ( genesis 14:20; hebreus 7:4 ), e não de toda a sua riqueza já acumulada? (genesis 13:2 )

    6 – Se ” a césar o que é de césar e a Deus o que é de Deus “, é uma citação de Jesus sendo favorável ao pagamento de impostos desse mundo e da mesma forma pagamento de dízimos à Deus, então porque Jesus mencionou o pagamento do imposto de césar antes do “imposto de Deus”, visto que o dízimo deveria ser a primeira coisa a ser separada? Jesus disse ” a césar o que é de césar” e Jesus deu exemplo disso, ao pagar o imposto de césar (Mateus 17:24-27), para dar o exemplo que se deve pagar o imposto de césar ( impostos desse mundo ) mas se “a Deus o que é de Deus” se refere à dízimo, aonde Jesus devolveu dízimo, para nos esse exemplo, da mesma forma que fez ao pagar o imposto de césar?

    7 – Se devemos dizimar porque Jesus não falou nada contra o dízimo, então devemos nos circuncidar também? visto que Jesus também não falou contra a circuncisão aos israelitas e a circuncisão também é mencionada antes da lei de moisés (genesis 17:10).

    8 – Se quem é dizimista será salvo, então porque o Senhor Jesus precisou vir aqui na terra, cumprir a lei de moisés e morrer pelos nossos pecados? os israelitas já tinham o mandamento de dizimar (levíticos 27:30-32)… não bastava eles somente continuarem dizimando para serem salvos? quem nos dá a salvação? Quem salva é Jesus ou o dízimo ?

    9 – Aonde vemos Jesus e/ou os apóstolos, recebendo dízimos dos cristãos para que a obra de Deus fosse feita? aonde vemos no novo testamento que o dízimo é obrigatório para manutenção de um templo físico ?

    10 – No velho testamento vemos claramente os israelitas recebendo o mandamento de dizimarem e entregando o dízimo ( Levítico 27:30-32; II Crônicas 31:6; Neemias 13:12 ), Mas aonde no novo testamento vemos os cristãos recebendo a ordem de dizimar e um seguidor de Jesus, ou seja, um cristão dizimando?

    CONCLUSÃO: Eu já fiz estas 10 perguntas à vários pastores que insistem no erro de ensinar que dízimos são obrigatórios para os cristãos, mas nunca obtive uma resposta. O que comprova que realmente, essa doutrina mercantilista dos dízimos não passa de doutrina criada por homens, sem embasamento bíblico.

    O Senhor Jesus já advertiu sobre esse tipo de erro: “E em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens” (Marcos 7:7)

    Mas graças a Deus, cada vez mais as pessoas estão conhecendo a verdade sobre a mentira que é a doutrina do dízimo, e deixando de dizimar por obrigação conforme malaquias 3:10, que era uma advertência que dizia a respeito somente ao povo de israel e passando a ofertar por amor e liberalidade conforme 2 corintios 9:7.

    • Todos ou quase todos ja concordaram com seus estudos,se tentaram responder seus desafios não conseguiram,,mas Stardust (Jussara)depois fala que é implicancia minha,olha suas palavras,repercussão,polemica kkkk,para de querer aparecer,chamar a atençao,dramatica.

    • Se o ensino do dízimo está errado…então as igrejas evangélicas estão todas erradas! São igrejas que se desviaram do Caminho e servem os objetivos do diabo! Em que ficamos então?

        • Pensei que fosse Cristo a verdade.

          A verdade não está em nenhuma igreja, pois todas de um jeito ou de outro pode manipular o conhecimento, tanto que Cristo deixou de dizer o nome de qualquer uma, como: católica, luterana, judaica, presbiteriana…

          Repito, Ele, Cristo, que é a verdade.

          • O seu erro é aumentar os possíveis erros delas, ou então dirigir suas críticas a uma específica, a um seguimento específico.

            Ora, ora, ora, não me dê parabéns como se eu tivesse acordado para algum tipo de verdade advinda de você, afinal todo e qualquer que está ligado às igrejas evangélicas sabem e bem que igreja não é barca de salvação, quem diz que a igreja é santa são os católicos.

            Não confunda.

  12. O DÍZIMO FOI RECONHECIDO POR JESUS COMO SENDO UM ATO SECUNDÁRIO E NÃO PRIMÁRIO, MAS QUE DEVERIA SER ENTREGUE ( MT. 23: 23 ). DAR O DIZIMO ERA UM ATO OBRIGATÓRIO NO TEMPO DO VELHO TESTAMENTO. NA NOVA DISPENSAÇÃO, A DA GRAÇA, É VOLUNTÁRIO. O PROBLEMA EM TORNO DO DÍZIMO HOJE É O ABUSADO DE PREGADORES COMERCIANTES QUE USAM A PALAVRA DE DEUS PARA ARRANCAREM DINHEIRO DO POVO ( EX. 23:15; PV. 3: 9-10; MQ. 3: 8-10; II COR. 9:6 ). NINGUÉM DEVE DAR DIZIMO PORQUE SERÁ ABENÇOADO, MAS PORQUE JÁ FOI ABENÇOADO. PAULO, ENTRETANTO, DEIXOU CLARO QUE A AVAREZA É UMA FORMA DE IDOLATRIA ( CL. 3:5. EF. 5:5 ). E TAMBÉM DEIXOU CLARO QUE O RESPONSÁVEL PELA IGREJA DE DEUS MERECE RECEBER EM DOBRO ( I TM. 5:17 ). DINHEIRO ESSE USADO EXCLUSIVAMENTE PARA FINS ECLESIÁSTCOS E NECESSIDADES PESSOAIS E FAMILIARES. ISSO NÃO DEVE SER ENTENDIDO COMO PRIVILÉGIO, MAS RESPONSABILIDADE ( LC. 12:48; HB.13: 17; TG. 3:1. ANTIGAMENTE O DÍZIMO ERA DADO COMO CEREAL, MAS ISSO NÃO SIGNIFICA QUE HOJE O DÍZIMO TAMBÉM TENHA QUE SER EM CEREAL.

    QUANTO A QUESTÃO DE SE RECEBER INDENIZAÇÃO DE IGREJA, É ERRADO. A QUESTÃO DO PROCESSO DEVE SER CÍVIL NÃO RELIGIOSA, POIS O DINHEIRO É DA IGREJA, FOI DADO PELO POVO AINDA QUE ENGANADO. DINHEIRO DE IGREJA É SAGRADO. NÃO PERTENCE A NÓS, SEJA DA IGREJA QUE FOR.

  13. Qual Assembleia de Deus?(ministério)

    Tem tantas por ai de fundo de quintal com o nome da Assembleia de Deus que acaba sujando a imagem de as outros ministérios sérios que a desadas foram fundadas.

  14. Como é bom ser DIZIMISTA FIEL.
    como é bom ver as coisas dando certo dia a pós dia.
    como é bom receber o resultado do trabalho, e a primeira coisa, separar as primícias, os 10% , e agradecer a DEUS, por ter sido abençoado por ele, e devolver com alegria o que é dele.
    Como é bom ver que o que DEUS disse: ABENÇOAREI TODA OBRA DE SUAS MÃOS—
    se cumprir dia a pós dia.
    COMO É BOM IR PAGAR UMA DIVIDA E RECEBER A NOTICIA QUE ELA CAIU PARA BEM MENOS DO QUE A METADE.
    É MUITO BOM SER ABENÇOADO E ter sobre si as janelas do céu abertas, e ver as coisas se multiplicando, e as benção sendo realmente sem medida.

    GRAÇAS A DEUS QUE NÓS DA A VITORIA PELO NOME DE JESUS.
    E GRAÇAS A DEUS QUE ELE CONTINUA A PROCURAR OS FIEIS DA TERRA E CONTINUA ABENÇOADO. ESSES FIEIS..

    E que DEUS tenha misericórdia daqueles que se esquecem, dele, e gastam suas primícias , com dividas, alugueis, doenças, enfermidades, e vivem em uma casa cheia de brigas e desavenças,
    estão sempre endividados e gastando seu dinheiro com aquilo que não os satisfazem, e suas coisas vivem estragando e tem prejuízos atras de prejuízos.
    e apesar de dizer que creem em DEUS, vivem debaixo da maldição, e da miséria tanto espiritual como financeira…

    • “COMO É BOM IR PAGAR UMA DIVIDA E RECEBER A NOTICIA QUE ELA CAIU PARA BEM MENOS DO QUE A METADE.”

      como é bom NÃO TER DÍVIDA!!!

      “tendo cancelado o escrito de DÍVIDA, que era contra nós e que constava de ordenanças, o qual nos era prejudicial, removeu-o inteiramente, encravando-o na cruz;” (Colossenses 2:14)

      Jesus pagou o preço, não pagamos nossa salvação com 10 do nosso salário, isso é mentira dos cães gulosos mencionados em isaias 56:11, que querem viver as custas da ignorancia dos que não estudam a palavra de Deus.

      como é bom saber a verdade sobre o dízimo e não sustentar falsos profetas que se intitulam pastores, bispos, apostolos, missionários etc…

        • Se os dizimistas são tão abençoados financeiramente e ” tem as janelas dos céus abertas e bençãos sem medida “, porque “devolvem” o dízimo, porque os mesmos “dizimistas fieis” que entregam o dízimo no domingo, precisam voltar na denominação no dia seguinte na segunda-feira para fazer campanhas de prosperidade???

          Até hj ninguém nunca me respondeu essa contradição…

          • Simples,pq os pastores não acham suficiente o dinheiro dos dizimos,entãoficam inventando campanhas pra pegar mais e mais dinheiro dos incautos

      • E simples o ana clara.
        Quando eu digo dividas, não estou me referindo aquelas dividas que muitos não dão conta de pagar, e que enrolam enrolam enrolam, e não pagam.

        Eu me refiro aqueles compromissos que por mais que a pessoas seja milionária ela sempre terá.
        Qual o milionário que não compra com cartão de credito?
        Qual o rico que só compra as coisas a vista??
        alias os cartões, os cheques, etc esses foram criados justamente para aqueles que tem finanças bem sucedidas.

        E não é bom a fatura do cartão sem mais sem menos cair por menos da metade do esperado?

        Quanto a vc stardustjussara, essa é A MAIOR PROVA QUE VC COPIOU ESTUDOS DE UM SITE ATEU PARA COLAR AQUI, como vários outros estudos que vc simplesmente copia e cola aqui, ou assiste videos e os transfere.

        O QUE FAZ A DIFERENÇA entre um dizimista e outro, SE CHAMA OFERTA , Que se da depois de dizimar.
        Pois o DIZIMO É A OFERTA DA IGUALDADE, O QUE FAZ TODOS SEREM IGUAIS E TEREM DIREITO AS JANELAS DO CÉU ABERTA.
        E o que faz um ser mais abençoado do que o outro é a oferta que um apresenta mais do que o outro.
        QUEM PLANTA POUCO COLHE POUCO QUEM PLANTA MUITO COLHE MUITO…
        Porém as janelas estarão aberta para os dois.

        A segunda feira é uma reunião especifica, que trata do assunto prosperidade.
        POIS ESTA ESCRITO: GLORIFICADO SEJA O SENHOR QUE SE COMPRAS NA PROSPERIDADE DO TEUS SERVOS.

        Paulo a minha vida mudou da agua para o vinho.
        Pois quando eu aprendi a DEVOLVER O DIZIMO direitinho, as coisas começaram a mudar na minha vida..
        NÃO CAIU DINHEIRO DO CÉU, NEM GANHEI NENHUMA GRANDE CAUSA NA JUSTIÇA. E NEM NINGUÉM ME DEU NADA.
        Porém as coisas que estavam dando erradas começaram a dar certo, e o dinheiro que eu vinha perdendo, gastando com remédios, enfermidades, coisas que estragavam,e prejuízos que eu tinha.
        ISSO ACABOU, e um passo atras do outro fui conseguindo colocar as coisas no lugar. Continuei sendo fiel dizimista, fui participando das campanhas de fé, e
        as coisas foram mudando, até que prestei serviço para um pessoa dona de uma rede de lojas de aparelhos celular, e que me fez uma grande proposta de trabalho em brasília.
        AS COISAS NÃO ACONTECERAM DE UM DIA PARA O OUTRO.
        Existe algo que se chama perseverança e que muitos não querem ter.

        JACO FOI DIZIMISTA POR 14 Anos e não tinha nada, senão mulheres e filhos.
        E so depois dele requerer seus direitos de trabalhar por sua própria casa, e que começou a ser abençoado, financeiramente.
        ELE Começou do zero, e teve uma IDEIA, E COM ISSO EM 6 ANOS FICOU MAIS RICO QUE O SEU PATRÃO QUE ERA SEU SOGRO…

        Tem pessoas que se torna dizimista Hoje e amanhã quer ser milionária.
        kkkkkkkkkkkkkkkk isso nunca vai acontecer.
        POIS SE ISSO ACONTECESSE NÃO EXISTIRIA NENHUM CRENTE POBRE, Pois todos os crentes em sua maioria ja deram dízimos e ofertas pelo menos uma vez.
        E POR ISSO QUE MUITAS PESSOAS Se dizem lesadas, Porque elas acham que ser dizimista e ofertante, iram cair dinheiro do ceu no colo delas, sem falar da quelas que são dizimistas e vivem jogando em loterias e dizendo a DEUS, que se ganharem vão devolver os dízimos, KKKKKKKKK
        Se isso acontecesse então só crentes iriam ganhar na loto, ou sena.

        EU ESTOU A 16 ANOS NA UNIVERSAL.
        SÃO 16 anos não é 1 ano.
        QUANDO EU CHEGUEI A UNIVERSAL EU TINHA TANTAS DIVIDAS, QUE DEMOREI MAIS DE UM ANO PARA LIMPAR MEU NOME, E eu agora estou falando de dividas que eu não dava conta de pagar.
        Minha casa era uma miséria, a ponto de eu acordar com ratos mordendo nos meus dedos. e olha que nessa época eu era de outra denominação.
        NOS MEU 16 ANOS DA UNIVERSAL, Nada foi fácil, ou conquistado com uma simples oração.
        PORÉM EU NÃO FICO NA IGREJA PROCURANDO ERROS DOS OUTROS E NEM JULGANDO OS MEU PASTORES E LIDERES.
        Eu sirvo a JESUS Na universal, eu não estou na universal para ficar discordando, de campanhas de dízimos e de ofertas E NEM PARA FICAR JULGANDO OS PASTORES E PROCURANDO ERROS NELES. Pois qual ser humano que não tem erros? qual o ser humano que não falha?

        AGORA CADA UM TEM A SUA FÉ.
        EU DOU GRAÇAS A DEUS , Por tudo que ele fez na minha vida e esta fazendo e vai fazer.
        SOU DIZIMISTA, NÃO POR OBRIGAÇÃO, Mas porque creio, que JESUS DEVE SER HONRADO COM AS MINHAS PRIMÍCIAS, POIS ELE TEM O DIREITO DE RECEBER,O MELHOR E AS PRIMÍCIAS DE TUDO QUE ELE ME DA FORÇA PARA OBTER….
        Essa é a minha fé…
        NÃO DEVOLVO DÍZIMOS BASEADO EM ESTUDOS, OU TEORIAS.
        Eu devolvo porque creio.
        COMO DISSE O APOSTOLO: NÃO CONSULTEI CARNE OU SANGUE.

        • arrebentar

          como vc viu que vc se entregou por falar demais, criou mais uma desculpa esfarrapada… vc disse claramente: DÍVIDAS… e não compromissos…

          dívida é uma coisa, compromisso é outra…

          tanto que vc disse dívida que disse que quando iria pagar elas caiam pela metade… ora, isso é comum em dívidas com bancos que costumam cobrar menos na tentativa de receber ao menos parte do valor.

          Agora compromisso é outra coisa… conta de agua, luz, telefone… por acaso qdo vc vai pagar essas contas elas cairam pela metade??? claro que não… é obvio que mais uma vez vc foi pego na mentira.

          E sobre o estudoque prova a mentira do dízimo, já foi comprovado que o próprio site dos ateus não assumem a autoria do mesmo, mas como vc vive de mentir, vc mais arrisca não é? vai que alguém acredita!!!

          feliz natal, vai endividar!

          • KKKKKK
            Por ventura vc quer a fatura dos meus cartões?
            quer ver se estão atrasadas?

            VC estendeu o jussarastardust, o que eu quis dizer.
            vc entendeu.
            so que como e dificil vc aceitar, vc sempre vai procurar questionar algo, pois o demônio questionador esta na sua vida.

            Agora dividas mesmo, e o que vc tem pois para chegar ao ponto de pedir cesta basica na igreja,e porque a coisa esta feia.

            MAS EU QUERIA MESMO E LER SEU TESTEMUNHO DE ENCONTRO COM DEUS.

            Porque será que nem vc, nem o RPN, NEM EDSON SOUZA, NEM MARY.
            Nunca deu um testemunho de como foi o encontro com DEUS?

          • “Por ventura vc quer a fatura dos meus cartões? quer ver se estão atrasadas?”

            Eu não sou dizimista e não tenho cartões… sempre pago a vista!

          • KKKKKK
            Por ventura vc quer a fatura dos meus cartões?
            quer ver se estão atrasadas?

            VC estendeu o jussarastardust, o que eu quis dizer..
            vc entendeu.
            so que como e dificil vc aceitar, vc sempre vai procurar questionar algo, pois o demônio questionador esta na sua vida.

            Agora dividas mesmo, e o que vc tem pois para chegar ao ponto de pedir cesta basica na igreja,e porque a coisa esta feia.

            MAS EU QUERIA MESMO E LER SEU TESTEMUNHO DE ENCONTRO COM DEUS.

            Porque será que nem vc, nem o RPN, NEM EDSON SOUZA, NEM MARY.
            Nunca deu um testemunho de como foi o encontro com DEUS?

          • Duvido que vc não tenha o cartão da bolsa pobreza.
            KKKKKKKKK
            o governo vai te dar o cartão cesta básica.
            para que todo mês vc vá retirar sua cesta.
            um kg arros,
            café, açúcar, macarrão, óleo. sal.
            carne de soja, um lite leite,
            um fragu fritu.

          • Eu não tenho cartão do bolsa família, e mesmo que eu quisesse ter, não é possivel, visto esse cartão só ser fornecido através de analise de renda familiar, e aqui nossa renda está bem acima.

            mas tem muito dizimista da igreja-empresa que possui esse cartão bolsa familia…

    • O vai se arrebentar parece aqueles adeptos de esquema de pirâmides que ficam fazendo de tudo para angariar novos membros, falando das maravilhas de se pertencer ao grupo de “vencedores”, que basta depositar uma única parcela e sua vida mudará da água pro vinho… Ele pensa que é todo mundo que tem OTÁRIO tatuado na testa.

    • hoje eu vejo exatamente da forma que foi pregado sobre pastores oferecerem coisas materiais para conseguirem membros, uma coisa nítida, mas eu já participei de igrejas assim, e na época não via isto, realmente eu não entendo, acho que pessoas desesperadas deixam a razão e viajam nesta idolatria material. imagino será que pastores o líder não tem a consiência pesada? um estampido deve deixar eles tremendo, sabem em que barco estão.

DEIXE UMA RESPOSTA