Igreja de comunidade negra é incendiada em ato de ameaça política: “Votem em Trump”

0

Uma igreja evangélica foi incendiada na última quarta-feira, 02 de novembro, e os responsáveis pelo ato criminoso deixaram uma mensagem de teor político.

A Igreja Batista Missionária Hopewell, em Greenville, Mississippi (EUA) foi vandalizada com uma pichação em spray na parede externa do templo que dizia “Vote em Trump”, numa referência às eleições norte-americanas para a presidência.

De acordo com informações do G1, apesar de o incêndio praticamente ter destruído o templo, ninguém ficou ferido, e a causa específica das chamas ainda não foi identificada pelos bombeiros. A revelação foi feita pelo comandante da equipe que atendeu à chamada, Ruben Brown.

O templo da igreja – que é frequentada pela comunidade negra de Greenville, cidade com 33 mil habitantes – não era muito grande e tinha móveis de madeira, o que permitiu que o fogo se espalhasse rapidamente.


A mensagem de voto em Donald Trump, do Partido Republicano, vem sendo considerada pelos investigadores como uma ameaça. O estado do Mississippi fica no sul dos Estados Unidos, região em que as igrejas frequentadas por negros funcionam como uma base política sólida do Partido Democrata.

“Nós achamos que a mensagem na igreja é intimidatória”, disse Delando Wilson, chefe de polícia. “Ela tenta impor as suas opiniões sobre alguém, e essa é uma igreja predominantemente de negros, e ninguém tem o direito de tentar influenciar como alguém vota nesta eleição”, frisou.

As igrejas das comunidades negras nos Estados Unidos desenvolveram um papel fundamental durante o movimento pelos direitos civis nos anos 1960, liderado pelo pastor pentecostal negro Martin Luther King Jr. À época, muitas igrejas do sul frequentadas por negros foram alvos de ataques incendiários e com bombas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA