Foto de momento de oração de menino por policiais em restaurante emociona nas redes sociais

2

“Orem uns pelos outros para serem curados. A oração de um justo é poderosa e eficaz”, diz o texto do versículo 16, no capítulo 5 de Tiago. Essa poderia ser a legenda da foto ao lado, quando um menino de apenas seis anos decidiu orar pela segurança dos policiais que tomavam café da manhã ao seu lado.

Joshua Garza e sua mãe, Kelly, foram a um restaurante de sua cidade, St. Peterburg, na Flórida (EUA) e encontraram três policiais tomando café da manhã. Quando entraram no estabelecimento, eles viram o gerente do local agradecendo a eles pelo serviço que fazem, garantindo a segurança da comunidade.

A relação da sociedade norte-americana com seus policiais é muito diferente da mantida pela sociedade brasileira com seus agentes de segurança. Por lá, ser policial é ter a admiração da população. Por aqui, ser policial é ser visto com desconfiança, por causa da violência e constantes denúncias de corrupção contra a classe, embora nem todos tenham condutas inadequadas.

De acordo com informações da Fox, o menino viu os policiais orando em agradecimento pela refeição, e disse à sua mãe que queria dizer um “obrigado” a eles. Então, ele foi à mesa, perguntou se poderia orar pela segurança deles e, com a resposta positiva, deu às mãos a eles e orou, concluindo sua prece com um pedido surpreendentemente maduro: “Por favor, nos ajude a vivermos uma boa vida. Amém”.


A mãe do menino disse que ele frequenta os cultos com ela e é um forte adepto da conversa com Deus: “Ele gosta de orar na igreja, ele é um grande guerreiro de oração”, disse Kelly, que decidiu fotografar o momento e compartilhar nas redes sociais.

À emissora de TV, Kelly disse que Joshua ficou abalado com o atentado terrorista em Orlando, e orou pelas famílias das vítimas na igreja, junto com os outros fiéis. “Ele sabe o que está acontecendo no mundo, e ele não gosta disso”, disse a mãe, acrescentando que após o momento de oração entre seu filho e os policiais, não havia um olho sem lágrimas no local.

2 COMENTÁRIOS

  1. Quando o ser humano presta, não precisa muito para dar exemplos. Principalmente com falsas falácias, objetivando interesse único e próprio.
    UM BOM MENINO e ABENÇOADO.

  2. até o modo de se escrever a matéria demonstra uma conotação negativa na comparação das duas culturas .*(Por aqui, ser policial é ser visto com desconfiança, por causa da violência e constantes denúncias de corrupção contra a classe,*** embora nem todos tenham condutas inadequadas) .. sendo que o correto e imparcial seria “:embora a maioria tenha conduta respeitosa e adequada ” .. ( o respeito e integridade pode ser cultivados com um justo dericionamento de valores e atitudes ) P.P.

DEIXE UMA RESPOSTA