Papa Francisco reage a protestos e critica cristãos que vivem “vida dupla”: “Melhor ser ateu”

0

O papa Francisco reagiu aos protestos que vem sofrendo da ala ultraconservadora da Igreja Católica por conta das reformas que deseja implementar na denominação e exortou os fiéis a abandonarem a hipocrisia.

Em Roma e no Vaticano, muitos protestos contra Francisco vêm sendo feitos por fiéis conservadores, insatisfeito com o desmantelamento da antiga estrutura do Vaticano, que na visão do papa, proporcionava a corrupção e a perpetuação de um comportamento corporativista.

Na última quinta-feira, 23 de fevereiro, Francisco foi direto ao falar sobre a conduta de muitos dos fiéis que lidera, incluindo colegas de sacerdócio, que vivem uma vida dupla. “É um escândalo dizer uma coisa e fazer outra. Isto é uma vida dupla”.

“Existem aqueles que dizem ‘sou muito católico, sempre vou à missa, pertenço a isto e a esta associação”, afirmou o papa, de improviso. O pontífice acrescentou que que algumas destas pessoas também deveriam dizer “minha vida não é cristã, eu não pago aos meus funcionários salários apropriados, eu exploro pessoas, eu faço negócios sujos, eu lavo dinheiro, [levo] uma vida dupla”.


A dura mensagem de exortação foi além: “Há muitos católicos que são assim e eles causam escândalos. Quantas vezes todos ouvimos pessoas dizerem ‘se esta pessoa é católica, é melhor ser ateu’?”, questionou Francisco, que desde sua eleição, há quase quatro anos, vem denunciando as contradições da religião católica.

Dizendo que todos os cristãos têm obrigação de viver o que pregam, Francisco já condenou, em outras ocasiões, os casos de abusos sexuais cometidos por padres, o desrespeito às pessoas homossexuais e aos ateus, e também, os privilégios acumulados por sacerdotes de alta graduação na Igreja Católica.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA