Brasil

Pastor policial prende ladrão de igreja

Comments (49)
  1. Carlos Roberto disse:

    OS MULTIPROFISSIONAIS DO PULPITO
    DEIXANDO DE LADO OS EXEMPLOS APOSTÓLICOS

    Uma notícia desta, dentro dos conceitos de cristianismo que aprendi desde a minha infância, mostra os rumos que a religião está tomando diante da falta completa de compromisso por parte daqueles que deveriam cuidar da saúde espiritual de nossa gente. Eu não tenho duvidadas, e baseio a minha afirmativa nas Escrituras, que a exclusividade profissional deve ser algo que um ministério pastoral deve primar na sua conduta como “homem de Deus”. Um “Pastor(?)” que milita na carreira militar não soa bem para aquilo que a Palavra de Deus ensina e mostra com exemplos inquestionáveis. Este “MULTIPROFISIONALISMO” é uma prova de que contrariando a BÍBLIA, os nossos líderes estão fazendo da religião um “BICO”, uma forma despistada de aumentarem os seus ganhos financeiros,

    “Jevi de Bac” – eu vivo de bico – era uma expressão usada por um humorista da televisão que interpretava um trabalhador que fazia bicos para ter uns trocados a mais no bolso, ele topava qualquer negócio, lógico, desde que entrasse algum dim-dim no seu bolso. Hoje, não só pela matéria, mas por conhecimento de muitos, tem muita gente exercendo outras profissões e fazendo do púlpito um “verdadeiro Bico”, e aí dá no que vemos estampado diante de nossos olhos, púlpitos vazios e igrejas cheias de pessoas com pouca formação espiritual e sem compromisso nenhum com Deus.

    Eu fico imaginando este “Militar-Pastor” diante de uma batida policial num sábado à noite, tendo que, pelas circunstâncias, ter que tirar a vida de um marginal! Você pode já estar adiantando e afirmando que é a profissão dele, o que é uma meia verdade se é que podemos usar esta expressão. E o compromisso com o “púlpito” e com as escrituras onde ela é taxativa em recomendar: “Não Matarás!”? Como pregar um sermão de amor ao próximo, de respeito à vida, de perdão, de submissão à vontade de Deus, como combater as diferenças sócias via igreja se o LÍDER MÁXIMO da mesma usa do argumento de ser um profissional da área de segurança para tirar a vida de seu semelhante?

    Lamentavelmente estamos vivendo um momento da “MEIA RELIGIÃO” com os crentes dividindo a vida cristã com outras profissões para sustentarem as suas vaidades e suas necessidades materiais, e aí o espiritual que se dane! Com quanto que a conta bancária esteja sendo alimentada, as outras coisas são apenas detalhes que não interessa muito ser discutido ou analisado. Pelo que sei, nem os Discípulos, nem os Apóstolos nem nenhum líder da igreja primitiva exerciam duas ou mais profissões, eles tinham a EXCLUSIVIDADE como fundamento na pregação do Evangelho. Largavam IMEDIATAMENTE tudo, para seguir a Cristo… Hoje temos meio compromisso, meia igreja, meia santidade, meia adoração, meia comunhão, meias… meias… e meias… A orientação de Paulo para que “Assim ordenou também o Senhor aos que pregam o Evangelho, que vivam do Evangelho” – I Coríntios 9 : 14 já não tem mais sentido, afinal, a busca pela prosperidade financeira e material anula qualquer possibilidade de as Escrituras serem levadas a sério. O “Deus proverá”, no caso do exercício “Ministerial” já não funciona mais, e ai qualquer BICO que aparece serve como provisão de Deus na vida de muitos.

    A falta de EXCLUSIVIDADE no exercício do Ministério Pastoral tem provocado um desgaste muito grande no meio cristão, ser Pastor, para muitos transformou-se apenas numa ocupação opcional, e a desculpa é sempre a de que mesmo tendo profissões seculares não há impedimento de militarem na administração do rebanho de Deus. São os “PASTORES BOMBRIL”, tem mil e uma utilidades, se adaptam as circunstâncias e às suas necessidades. E a “Meia igreja” de Jesus Cristo vai marchando, sabe-se lá para onde, guiada por Meio Pastores, Meio Ministros, Meio Músicos, Meio…

    É por este e outros motivos banais que a “FERRUGEM ESPIRITUAL” está corroendo a fé e a vida religiosa do povo de Deus, levando-os a buscarem nos “ANTI-CORROSIVOS” produzidos pelas oficinas do inferno, para se livrarem das bactérias diabólicas da corrosão. A “FERRUGEM ESPIRITUAL” destruiu a ética religiosa, desprezando os ensinos da Bíblia para permitir que as pessoas possam praticar e exercitar uma fé liberal, uma fé capenga que vive na dependência de bens e de posse materiais, mas que não produzem absolutamente nada na vida espiritual do povo e da igreja.

    Carlos Roberto Martins de Souza
    crms2casa@hotmail.com

  2. enio disse:

    SR. CARLOS ROBERTO…TEM ALGUMA COISA CONTRA O MILITAR ASSUMIR
    LIDERANÇA TAMBEM NO MEIO EVANGELICO? SE VOCE TEM MASSA CINZENTA,
    MODERE O SEU FALAR,POIS PODE RESPONDER POR ISSO EM JUIZO.
    “PROCURE ALGUMA COISA ÚTIL PRA FAZER”

  3. Carlos Roberto disse:

    Meu caro Enio,

    Não, não tenho! É a BÍBLIA, que determina e eu vou apenas repetir:” Assim ordenou também o Senhor aos que pregam o Evangelho, que vivam do exclusivamente do Evangelho” – I Coríntios 9 : 14. Portanto, se alguém tiver que processar, que processe o Apostolo PAULO, questione, verifique a veracidade, pois foi ele e não eu que deu esta ORDEM PARA OS CRENTES, principalmente para PASTORES. O problema é que, por falta de preparao e de conhecimento das Escrituras, muitos pseudo-evangélicos preferem ameaçar a ter que buscar nas Escrituras o contraditório para as suas práticas. Hoje, no meio religioso, ninguém pode questionar nada, mesmo que seja um absurdo como este, do contrário, tome processo! A justiça dos homens fala mais alto do que a Palavra de Deus, assim a religião vai formando os seus condomínios espirituais, habitados por pessoas sem informação e sem discernimento daquilo que é certo e do que é errado no exercicio da fé cristã.

    Quem sabe o SINÉDRIO possa ser acionado, aí ele convoque Paulo para dar explicações sobre o que de fato ele queria dizer ao escrever para a história dos cristãos esta recomendação simples, porém profunda.

    Matamos alguém, ameaçando e usando o evangelho como pano de fundo, mas ninguém hoje está dispoto a MORRER POR CAUSA DO EVANGELHO. Isto nem pensar! A desculpa é de que Cristo já fez isto na cruz, e aí…

    Carlos Roberto
    crms2casa@hotmail.com

  4. Ane disse:

    Carlos Robeto, sempre com esses comentários inúteis e críticos…Eu naõ tenho nada contra um ministro ter outro tipo de ocupação. VC sabe alguma coisa da vida desse militar? Vc tem intimidade com ele? Vc sabe em que circûnstâncias ele está vivendo? Com certeza, não. Então pare de julgar e criticar quem vc não conhece.

  5. Ólá,não sou policial , mais gostei completamente da atitude do SR. Oficial Militar que também é pastor desta igreja que foi assaltada , que comandou a prisão desse assaltante , parabéns pastor…, esses ladrões não estão mais respeitando as igrejas nem as pessoas deste deste Paiz , é preciso ser preso e punindos , para que eles talves se arrepende e pede perdão ao os irmãos e o pastor da igreja , e aceite a Jesus pare de praticar assaltos porque? ningém que comete coisas errada é inocente , fazem essas pratica terrivel sabendo que estar preujudicando o próximo , por isso não defendo essas pessoas que pratica crime , eles tem que ser punido perante a lei até ser arrempender diante de Deus , que Deus continue abençoando o pastor Militar , ele no meu ponto de vista agiu corretamente certo , porque ele estar defendendo o patrimonio da igreja , que realizar a obra de Deus , em vez dastes ladrão assaltar igreja ou as pessoas , porque não caça um trabalho para comprar na loja comprar o que quizer , por isso que o Brasil estar desta maneira , porque sempre manifesta alguém para defender bandidos , a Bilbia diz Efésios 4 V.27 – 28 / I. Tessalonicenses 3 V.11 – 12 , então devemos de orar para as Autoridades que trabalha em defesa do cidadão Brasileiro , anteciosamente.

  6. Carlos Roberto disse:

    Percebo a FRAGILIDADE da religião vivida e pregada no Brasil hoje,percebo também que não há nenhum interesse das pessoas em conhecer e acima de tudo, repseitar as Escrituras. Vivemos uma religião de particularidades, cada um defendendo a sua parte com argumentos vazios e sem consistêcia Bíblia ou espiritual. Não sabemos diferenciar e seprar as coisas, assim MATAR alguém tem o mesmo peso que subir ao pulpito da igreja e pregar a Palavra de Deus. Não estou dizendo que o tal militar tenha feito tal coisa, mas, se tiver que fazer? Ora, é uma incoerência muito grnade. Se você escolhe o ministério pastoral, que respeito aquilo que a Bíblia detrmina para quem fez tal escolha, o que não pode é jogar em dois times ao mesmo tempo.
    Não defendo ninguém que cometa um crime, defendo sim, aquilo que a Biblia ensina, afinal, até onde sei ela é a regra de FÉ e prática DE QUALQUER CRISTÃO E SE ELA EXIGE EXCLUSIVIDADE NO EXERCICIO MINISTERIAL, NÃO SOU EU QUEM VAI CONTESTÁ-LA. Resta-me cumprí-la na sua totalidade, do contrário, como ela mesma afirma, eu estaria sendo mentiroso.
    Volto a afirmar, o pastorado exige, segundo Paulo, exclusividade, pelo menos na minha Bíblia, não sei se nas outras versões existe este texto. Pelo que parece ele não consta de algumas versões… Só lembrando, o próprio Paulo abandonou o EXÉRCITO ROMANO, com todas as mordomias que tinha para se dedicar exclusivamente ao PASTORADO e á pregação do evangelho.

    Carlos Roberto
    crms2casa@hotmail.com

  7. silvia disse:

    eu gostei da nota nao vou entrar em discuçoes tolas nao vou jugar ninguem so Cristo…cada um da conta da sua vida ao final…soy argentina y me gusta esta pagina disculpen los errores estoy aprendiendo a escribir…y compartir este punto en comun mas alla de las fronteras!!JESUCRISTO!!Ate logo!
    Silvia

  8. QUANDO O PASTOR PEGA NO DIZIMO QUE O IRMÃO POLÍCIAL CONTRIBUIO É ABENÇOADO .MAS PARA ELE ASSUMIR O MINISTÉRIO PASTORAL NÃO É DIGNO.EM ATOS CAPITULO 10). PEDRO TEM UM ENCONTRO COM UM CENTURIÃO. ELE VIU UM HOMEM MILITAR CHEIO DO ESPIRITO SANTO.JESUS VEIO AOMUNDO QUEBRAR ALGUNS CONCEITOS INFELIZES DOS FARIZEUS COMO É O CASO DESTE SENHOR .QUE É CONTRA UM POLICIAL HONESTO. BICO QUE FAZEM É PASTORES QUE SE APROPRIA DAS COISA DE DEUS E SE DIZ DONO DAS OVELHAS E VIVI NUMA VIDA AREGALDAS DE LUXOS E ALTOS SALARIOS .

  9. ELE LUTOR PELO OS ESTRUMENTOS QUE DÃO LOUVORES AO NOSSO DEUS .QUEM ÉS TU FARIZEUS CARLOS ROBERTO TE CONVERTE AO EVANGELHO PARA A SALVAÇÃO DA TUA ALMA .

  10. A BIBLIA DIZ QUE DEVEMOS OBDECER AS LEIS DA TERRA. O POLÍCIAL PODE MATAR EM LEGITIMA DEFESA DELE OU DE OUTREN .POR ÍSSO NÃO ENTRA NA CONDENAÇÃO DO PECADO DE TIRAR A VIDA .COMO ANTIGAMENTE DAVID VIVEU NA ÉPOCA DAS LEIS E MATAVA EM GUERRA E POR ÍSSO NÃO FOI CONDENADO .SOU POLICIAL A 27 ANOS GRAÇA AO MEU BOM DEUS NUNCA TIREI VIDA DE NIMGUEM .MAS SE FOR PRECISO DE ACORDO COM A LEI ÍSSO FAREI .MAIS PEÇO A DEUS QUE LIVRE DESTE DIA .POR QUE NÓS COMO EVANGELHO NÃO TEMOS PRAZER DE TIRAR VIDA DE ALGUEM . E SIM SALVA-LA PARA CRISTO .

  11. Carlos Roberto disse:

    Vomaos colocar as coisa no lugar, ao que parece todos querem se justificar, mas ninguém procura respaldar os argumentos na Bíblia.
    Eu não sou contra policia, ne contra ações que precisem ser tomadas para garantir a ordem publica. Aí de nós se não fossem estes profissionais! Tambem não sou contra pastor, sou contra um militar exercer as duas profissões ao mesmo tempo, e me reporto a Bíblia, pois é ele que dá esta orientação.
    Invariavelmente, todos que foram chamados por Jesus para seguí-lo, largaram tudo pelo Evangelho e creio que não deveria ser diferente hoje, no entanto como a religião relaxou e se modernizou, as coisas foram sendo inseridas com sutileza e hoje todo mundo, mesmo contrariando todos os princípios Bíblicos, acham tudo isto muito natural.
    Lamentavelmente não vejo com bons olhos esta adaptação do evangelho a esta realidade, ela, que deveria ser um hospital publico da alma, tornou-se numa clínica particular, onde que manada ou quem dá as ordens são seus donos. Deixando claro, a BÍBLIA É CONTRA e não eu…

    O “DEUS PROVERÁ” lá do Gêneses não faz muito sentido hoje, e ai temos que fazer qualquer coisa para nos sustentarmos diante de nossas fraquezas espirituais. Um Pastor precisando ser militar… Deus proverá?!!!

    Carlos Roberto
    crms2casa@hotmail.com

  12. Missionária Delair disse:

    Humildade…..

    Mateus 18:3
    3 E disse: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos fizerdes como meninos, de modo algum entrareis no reino dos céus.

    23-Mateus 18:4
    4 Portanto, aquele que se tornar humilde como este menino, esse é o maior no reino dos céus.

    Lucas 6:37
    37 Não julgueis, e não sereis julgados; não condeneis, e não sereis condenados; soltai, e soltar-vos-ão.

    João 7:24
    24 Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça.

    I Coríntios 4:5
    5 Portanto, nada julgueis antes de tempo, até que o Senhor venha, o qual também trará à luz as coisas ocultas das trevas, e manifestará os desígnios dos corações; e então cada um receberá de Deus o louvor.

  13. Ane disse:

    Bom, Carlos Roberto, se vc acredita que todo Pastor deve viver exclusivamente para a igreja, então por que critica tanto quanto aos pastores sobreviverem do que é dado na igreaja? Ou vc acha que ministros que vivem só para Deus são sobrenatuaris que não comem , não se vestem, não tem família para sustentar? Por causa de pessoas como você, que acham que Deus não precisa de dinheiro e que pastor é ladrão, existem muitos ministros que passam por necessidades, que não tem como sustentar a família e honrar a passagem bíblica que diz: Comerás o melhor desta terra…È por isso que muitos deles vão procurar um emprego alem de exerecerem um ministário pastoral, pois só isso não dá.

  14. Olá, não estou aqui para entrar em confito com ninguém , a eespeito de alguns cometários sobre fatos que aconteceu , nós precisamos de ter Evangélicos execendo a função na Policia , no Judiciário ,na Advogacia , na Promotoria , na Politica , enfim em todos os setores Públicos , estar escrito na Biblia em Romanos 13 V.1 a 7 / I. Pedro 2 V.13 – 14 / I. Timóteo 1 V.9 – 4 , vemos realmente o próprio Jesus tinha dicipulos na policia e no poder politico Lucas 7 V.1 a 10 / Mateus 27 V.57 – 56 / Lucas 23 V.50 – 51 – 52 , no velho testamento José filho fou governador no Egito 41 V.38 a 43 / ai da humanidade se não fosse as nossas Altoridades o mundo estaria descontrolados , por isso que eu defendo e elogio as Altoridade porque são autorizado por Deus para punir os impios ou (errado) , devemos orar pela as nossas autoridades porque elas defendem os justos , eu continuo elogiando o trabalho do Pastor Militar que comadou a prisão deste assaltante de Igreja , porque? quem comete crime não é inocente esses camaradas preugudica o próximo com toda consiencia e cara de pau porque penção que vão se dar bém , mais para isso Deus levaltou as Autoridades para punir os errados , estou orando para as nossas Autoridades copetentes neste Paiz .

  15. pr.nilson disse:

    A paz do Senhor Jesus Cristo a todos.meus queridos irmãos,desta vez em que leio esta noticia fico pensando:Sou militar,Cristão há vinte e um anos e portanto há quatro anos sou pastor da AD,trmos muito respeito para com os irmãos e procuro trabalhar em setores administrativos na corporação onde não temos contato direto com a violencia urbana,porem procuro administrar a igreja de tal forma que os irmãos vivam em união,não vejo o motivo de alguns irmãos ou leitores não aprovarem o ministério pastoral para militares se bem que o ministro deve ser um ministro voluntário,por exemplo eu não recebo ajuda de custo por que meu salario faz com que eu seja um cooperador em todos os sentidos.O pastor citado na reportagem deveria se pronunciar e esclarecer o fato que ele como oficial comandou pois é diferente da ação do pracinha.Em Fortaleza temos diversos crentes na corporação PM,BM,EB,PRF e outros orgãos que costumam reunirem se para luvar a Deus.Paz e Graça…

  16. Missionária Delair disse:

    Apóstolo Paulo também trabalhou construindo tendas….

    Atos 18:3
    3 E, como era do mesmo ofício, ficou com eles, e trabalhava; pois tinham por ofício fazer TENDAS.

  17. JOELINE disse:

    SE GASTASSEMOS MAIS TEMPO DE JOELHOS E NA PREGAÇÃO DA PALAVRA AOS PERDIDOS EM VEZ DE FICARMOS PREOCUPADOS COM DISCURÇÕES FRÍVOLAS, CREIO QUE O MUNDO ESTARIA AOS PÉS DO SENHOR JESUS. MARANATA FEM SENHOR JESUS.

  18. MRC disse:

    esse é o meu lema: Romanos Capítulo : 13

    1 Toda alma esteja sujeita às autoridades superiores; porque não há autoridade que não venha de Deus; e as que existem foram ordenadas por Deus.

    2 Por isso quem resiste à autoridade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos a condenação.

    3 Porque os magistrados não são motivo de temor para os que fazem o bem, mas para os que fazem o mal. Queres tu, pois, não temer a autoridade? Faze o bem, e terás louvor dela;

    4 porquanto ela é ministro de Deus para teu bem. Mas, se fizeres o mal, teme, pois não traz debalde a espada; porque é ministro de Deus, e vingador em ira contra aquele que pratica o mal.

    EU SOU POLICIAL CIVIL, louvo a atitude do pastor, também já peguei alguns bandidos que tentaram roubar a igreja onde frequento, agi dentro da legalidade, minha igreja fica numa rota de traficantes e viciados que, diariamente, postam-se diante da igreja, intimidando os irmãos na saída do culto, pedindo dinheiro para o uso de drogas, alguém tem que intervir, e não será o diácono nem o porteiro, será alguém preparado para lidar com essas situações, e quando estou lá, me desculpem a expressão, o “pau come”, não dou moleza, somos crentes sim, tementes a Deus, mas nem por isso abaixaremos a cabeça, somos como abraão quando agiu em defesa de seu sobrinho Ló, Abrãao armou os 318 mais valentes que possuia e trouxe Ló de volta. Se alguém achar que o pastor agiu errado manda o bandido pra mim que eu resolvo, não sou pastor, nem tenho chamado, não sou nem obreiro, mas sei muito bem cuidar da casa de Deus.

  19. Carlos Roberto disse:

    Joeline,
    Se para você é frivolidade o querer ver a Bíblia sendo respeitada e preticada como ela mesma, isto é problema seu, e eu lamento muito, pois isto mostra o alcance do evengelho distorcido que andam espalhando por ai como sendo de Cristo.
    Se ser séri é sinônimo de rivolidade, eu já não sei onde vamos chegar com este relaxamento espiritual reinante no Brasil. Temos que o sagrado e o profano vão se encontrar e se unir em algum ponto próximo da história da igreja.
    Nos balcões de um açouge você encontra carnes de variados tipos,primeira, segunda, filé, picanha, carne de pescoço e até mochiba. Tudo é vendido! Compra quem quiser e na quantidade que lhe interessar. Na religião, a coisa também funciona assim, aceita-se produtos de primeira, de segunda e élanca. Quem define o que leva é o candidato a crente, ninguém pode escolher por ele, e só ele vai definir o que vai consumir como exercício da fé cristã.
    O problema é que os açougues piratas, andam ofertando produtos sem fiscalização e sem certificado de procedência, levando o povo a acreditar que são verdadeiros.
    Eu prefiro carne de primeira, o alimento sagrado, contido nas Escrituras e não abro mão disto por nada.
    Quanto as frivolidades, eu sei que tem muita gente pregando-as como se fosse algo de primeira, mas que na verdade, estão improprias para o consuma da alma e do coração.

    Carlos Roberto
    crms2casa@hotmail.com

  20. Carlos Roberto disse:

    Joeline,
    Se para você é frivolidade o querer ver a Bíblia sendo respeitada e praticada como ela mesma recomenda, isto é problema seu, e eu lamento muito, pois isto mostra o alcance do evangelho distorcido que andam espalhando por ai como sendo de Cristo. Eu só não aceito esta confusão e esta banalização que se instalou no meio cristão, distorcendo conceitos e forjando teologias, como também estou disposto a ir às ultimas conseqüências na defesa da fé e de suas propostas contidas na Bíblia.

    Se ser sério é sinônimo de frivolidade, eu já não sei onde vamos chegar com este relaxamento espiritual reinante no Brasil. Temos que o Sagrado e o profano vão se encontrar e se unir em algum ponto próximo da história da igreja. Caminhando juntos isto já acontece há algum tempo.

    Nos balcões de um açougue você encontra carnes de variados tipos, entre elas, de primeira, segunda, filé, picanha, carne de pescoço e até mochiba. Tudo é vendido! Compra quem quiser e na quantidade que lhe interessar. Na religião, a coisa também funciona assim, aceita-se produtos de primeira, de segunda e pelanca. Tem prosperidade material, tem rosa consagrada, tem copo com água, tem… Quem define o que leva é o candidato a crente, ninguém pode escolher por ele, e só ele vai definir o que vai consumir como exercício da fé cristã. Ele pode comer porcarias, como também pode se alimentar só de coisas boas, tudo depende do interesse e da sua disposição em escolher certo o açougue onde irá adquirir seu produto.

    O problema é que os açougues piratas andam ofertando produtos sem fiscalização e sem certificado de procedência, levando o povo a acreditar que são verdadeiros. Não há garantia nenhuma sobre estes produtos, e muitos satisfazem exclusivamente ao corpo e ao bolso, mas não a alma.

    Eu prefiro carne de primeira, o alimento Sagrado, contido nas Escrituras e não abro mão disto por nada.
    Quanto as frivolidades, eu sei que tem muita gente pregando-as como se fosse algo de primeira, mas que na verdade, estão impróprias para o consumo da alma e do coração.

    Carlos Roberto Martins de Souza
    crms2casa@otmail.com

  21. JOELINE disse:

    MEU QUERIDO E AMADO IRMÃO CARLOS, ENTÃO COMEÇE A PREGAR NAS RUAS , NOS PRESÍDIOS, NOS HOSPITAIS ETC…COMEÇE A FAZER JEJUNS E ORAÇÕES.COMEÇE A PREGAR A VERDADE BÍBLICA A QUEM NÃO CONHEÇE.QUAL SERÁ MAIS FÁCIL: PERDER TEMPO TENTANDO CONVENCER QUEM JÁ TEM SUAS OPINIÕES INTERNALIZADAS, OU CONVENCER MAIS DE 2/3 DE PESSOAS QUE NUNCA OUVIRAM FALAR DO AMOR DE DEUS? ASSIM VC TERIA A MAIORIA DE CRISTÃOS PESANDO COMO VC.

  22. Carlos Roberto disse:

    Janine,

    Não quero ninguém pensando como eu, de forma alguma. Sem pensarem e agirem como a Bíblia manda eu já me dou por satisfeito. O problema é que falta coragem bastante nas pessoas para aceitarem a Bíblia como verdade, aplicando-a ao seu viver diário na sua totalidade e não apenas nas partes que lhes interessa.

    Eu já faço a minha parte, e procurao fazê-la sem iduzir ninguém ao engano ou ao erro, temo ser cobrado por elas um dia, no juizo final. Temo também, que pelas heresias que estão pregando, muita gente esteja no cminho do inferno, sendo enganadas por uma religiosidade animista e desprovida de conteudo. Dá para perceber que a estrada para o inferno esta pavimentada de pessoas que estão morrendo pelo caminho sem terem a oportunidade de conhecerem a verdade, de verdade, e serem libertas de seus pecados.

    O filho pródigo pensava que a sua forma de pensar e agir estava certa, e onde ele foi parar? Não precisa responder! Tem muito crente no chiqueiro, achando que lá é o seu lugar…

    Sabe porque 23 das pessoas ainda não ouviram falar de Cristo? Porque o cristo que andam pregando por aí é genérico, é pirateado e não consegue convencer ninguém de que Deus pode transformara a vida do homem. O cristo deste século é materialista, é comercial, é festeiro, mas não consegue penetrar na alma e no coração do homem. Por esta razão, o ser humano não tem mais só pedras nos rins, mas também no coração. O coração do homem está tão endurecido quanto uma rocha, e este cristianismo de fachada pregado por aí não consegue explodir esta pedra e expeli-la do seu coração.

    O CRISTO da cruz foi trocado pelo cristo das marchas e das ideologias, onde o que vale é satisfazer os desejos dos olhos e nãodo coração e da alma. É assim que estamos vivendo, dentro de uma religiosidade moderna, mas promiscua e dominada por práticas mundanas supervisionadas por satanás. Teligião vem de “RELIGARE”, isto é conectar novamente o homem a Deus, mas o que vemos são os cabos destas conexões inerropidos ou trocados por cabos piratas e aí, não funciona.

    Carlos Roberto Martins de Souza
    crms2casa@hotmail.com

  23. JOELINE disse:

    NÃO PENSO SER ERRADO TER PESSOAS PENSANDO DE ACORDO COM SEUS PENSAMENTOS, POIS COMO VC BEM DISSE, ESTÃO PALTADOS NA PALAVRA. O APOSTOLO PAULO DISSE: SEDES MEUS IMITADORES COMO EU SOU DE CRISTO.

  24. JOELINE disse:

    SE PENSARMOS QUE OS CORAÇÕES ESTÃO TÃO ENDURECIDOS POR CAUSA DE UM EVANGÉLIO FÁCIL E POR ISSO DEIXARMOS DE FALAR COMETEREMOS DUAS GRANDES FALHAS: NÃO CREREMOS QUE É O ESPÍRITO SANTO QUEM CONVENCE O HOMEM DO PECADO E DO ENGANO, NÃO CUMPRIREMOS O IDE DO SENHOR NA NOSSA PRINCIPAL MISSÃO COMO IGREJA PREGAR O EVANGELHO A TODA CRIATURA.

  25. JOELINE disse:

    SIM RELIGIÃO É UMA PALAVRA NO PORTUGUÊS HERDADA DO VERBO LATIM NO PRESENTE DO INDICATIVO MÉDIO, NO ENTANTO O SENTIDO AMPLO SENTIDO DA PALAVRA É RELIGAR A QUALQUER DEUS.PORÉM NOS SABEMOS QUE O ÚNICO CAMINHO QUE LEVA AO MESMO É O SENHOR JESUS.ENTÃO ESTAREMOS ERRADOS SE PENSARMOS QUE O EVANGELHO SE RESUME EM RELIGIÃO.

  26. JOELINE disse:

    NA REALIDADE NASCI E CRESCI NA IGREJA PRESBITERIANA DO BRASIL. PENSAVA SER A DONA DA VERDADE E JULGAVA TODAS AS IGREJAS QUE ABRIAM EM PORTAS DE BUTIQUINS.PENSAVA QUE AS MESMAS PREGAVAM VENTOS DE DOUTRINAS.ERA CATEGORICAS EM MINHAS AFIRMAÇÕES.FIZ SEMINÁRIO TEOLÓGICO.NUNCA CRIA NOS DONS DO ESPIRITO SANTO E ACHAVA TUDO UMA FARÇA DE PESSOAS DESIQUILIBRADAS EMOCIONALMENTE.ATÉ QUE O SENHOR ME MOSTROU O CCONTRÁRIO.TIROU TODOS OS MEUS TÍTULOS E ME REVELOU QUEM EU ERA:NADA.NÃO CONCORDO COM MUITAS COISAS QUE SE PREGAM POR AÍ.SE TIVER QUE EXORTAR O FAÇO COM TREMOR E AMOR.SE PERCEBER QUE O ORGULHO ESTÁ TOMANDO CONTA DE MIM SEI QUE O SENHOR ME DESCERÁ A CASA DO OLEIRO.A IGREJA PRESBITERIANA É UMA BÊNÇÃO.MAS AS OUTRAS QUE JULGAVA COMO HERÉTICAS FOI QUEM ME AJUDOU QUANDO ESTAVA NO FUNDO DO POÇO.

  27. Weliton disse:

    Pare de hipocrisia Carlos Roberto, pois você é um hipócrita.
    Deus te abençoe!

  28. Evangelista Junior disse:

    Coitado co Carlos Roberto, não sabe a entre um conselho do apóstolo Paulo para os dias apostólicos e uma ordem de Deus para a sua Igreja. Sou Militar do Corpo de Bombeiros e Vice Presidente da minha Denominação. Atuo no serviço de sentinela armada no meu quartel, se for necessário abrir fogo contra alguém que tentar invadir o quartel, terei de fazê-lo.
    Não vamos discriminar o nosso irmão Carlos Robertos pelo pouco conhecimento bíblico dele, pois talvez ele não tenha lido Rm. 13 e o restante da Biblia para saber que toda aquele que anda em justiça e retidão é aprovada por Deus.
    Deus abençoe!

  29. Carlos Roberto disse:

    Meu caro Junior,

    Uma notícia desta, dentro dos conceitos de cristianismo que aprendi desde a minha infância, mostra os rumos que a religião está tomando, diante da falta completa de compromisso por parte daqueles que deveriam cuidar da saúde espiritual de nossa gente. Eu não tenho duvidadas, e baseio a minha afirmativa nas Escrituras, que a exclusividade profissional deve ser algo que um ministério pastoral deve primar na sua conduta como “homem de Deus”. Um “Pastor”, que milita na carreira militar não soa bem para aquilo que a Palavra de Deus ensina e mostra com exemplos inquestionáveis. Este “MULTIPROFISIONALISMO” é uma prova de que contrariando a BÍBLIA, os nossos líderes estão fazendo da religião um “BICO”, uma forma despistada de aumentarem os seus ganhos financeiros,

    A frase, “Jevi de Bac” – eu vivo de bico – era uma expressão usada por um humorista da televisão que interpretava um trabalhador que fazia bicos para ter uns trocados a mais no bolso, ele topava qualquer negócio, lógico, desde que entrasse algum dim-dim no seu bolso. O sujeito era um tremendo espertalhão. Hoje, não só pela matéria, mas por desconhecimento de muitos, tem muita gente exercendo outras profissões e fazendo do púlpito um “Verdadeiro Bico”, e aí dá no que vemos estampado diante de nossos olhos, púlpitos vazios e igrejas cheias de pessoas com pouca formação espiritual e sem compromisso nenhum com Deus.
    Eu fico imaginando este “Militar-Pastor”, diante de uma batida policial num sábado à noite, tendo que, pelas circunstâncias, ter que tirar a vida de um marginal! Você pode já estar adiantando e afirmando que é a profissão dele, o que é uma meia verdade, se é que podemos usar esta expressão. E o compromisso com o “púlpito” e com as escrituras, onde ela é taxativa em recomendar: “Não Matarás!”? Como pregar um sermão de amor ao próximo, de respeito à vida, de perdão, de submissão à vontade de Deus, como combater as diferenças sociais via igreja, se o LÍDER MÁXIMO da mesma usa do argumento de ser um profissional da área de segurança para tirar a vida de seu semelhante?

    Lamentavelmente estamos vivendo um momento da “MEIA RELIGIÃO”, com os crentes dividindo a vida cristã com outras profissões para sustentarem as suas vaidades e suas necessidades materiais, e aí o espiritual que se dane! Com quanto que a conta bancária esteja sendo alimentada, as outras coisas são apenas detalhes que não interessa muito ser discutido ou analisado. Pelo que sei, nem os Discípulos, nem os Apóstolos, nem nenhum líder da igreja primitiva exerciam duas ou mais profissões, eles tinham a EXCLUSIVIDADE como fundamento na pregação do Evangelho. Largavam IMEDIATAMENTE tudo, para seguir a Cristo… Hoje temos meio compromisso, meia igreja, meia santidade, meia adoração, meia comunhão, meias… meias… e meias… A orientação de Paulo é para que: “Assim ordenou também o Senhor aos que pregam o Evangelho, que vivam do Evangelho” – I Coríntios 9:14, ela já não tem mais sentido, afinal, a busca pela prosperidade financeira e material anula qualquer possibilidade de as Escrituras serem levadas a sério. O “Deus proverá”, no caso do exercício “Ministerial”, já não funciona mais, e ai qualquer BICO que aparece serve como provisão de Deus na vida de muitos. É o “Deus Proverá” do século XXI, massageando a fé de muita gente levando-os a crer que tudo é benção vindas do Senhor.

    A falta de EXCLUSIVIDADE no exercício do Ministério Pastoral, tem provocado um desgaste muito grande no meio cristão, ser Pastor, para muitos transformou-se apenas numa ocupação opcional, e a desculpa é sempre a de que, mesmo tendo profissões seculares, não há impedimento de militarem na administração do rebanho de Deus. São os “PASTORES BOMBRIL”, tem mil e uma utilidades, se adaptam as circunstâncias e às suas necessidades. E a “Meia igreja” de Jesus Cristo vai marchando, sabe-se lá para onde, guiada por Meio Pastores, Meio Ministros, Meio Músicos, Meio…

    É por este e outros motivos banais, que a “FERRUGEM ESPIRITUAL” está corroendo a fé e a vida religiosa do povo de Deus, levando-os a buscarem os “ANTI-CORROSIVOS” produzidos pelas oficinas do inferno, para se livrarem das bactérias diabólicas da corrosão. A “FERRUGEM ESPIRITUAL” destruiu a ética religiosa, desprezando os ensinos da Bíblia para permitir que as pessoas possam praticar e exercitar uma fé liberal, uma fé capenga, que vive na dependência de bens e de posse materiais, mas que não produzem absolutamente nada na vida espiritual do povo e da igreja.

    A palavra “artimanha” precisa ser compreendida na sua composição e na sua aplicação. ARTE+MANHA, é a palavra preferida do Diabo, ele soletra e separa todas as sílabas dela, sem cometer um erro sequer. Nos seus ataques sutis, ele usa da ARTE para enganar e ludibriar as suas vítimas, e com a sua MANHA, ele consegue convencer os seus seguidores de que todas as suas táticas de guerrilha contra o cristianismo são corretas.

    “Sede perfeitos, assim como vosso Pai celeste é perfeito”
    Mateus 5:48

    “Tolo é aquele que naufragou duas vezes seus navios e continua culpando o mar…”

    Carlos Roberto
    crms2casa@hotmail.com

  30. Carlos Roberto disse:

    O cristianismo Bombril
    FUTILIDADES

    “Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me amam, e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei e me manifestarei a ele”
    João 14:21

    O cristianismo “BOMBRIL” – e ninguém está me pagando para fazer propagando do produto – é assim, vive das “MIL E UMA FUTILIDADES”, isto mesmo, futilidades. A “MACHA PARA JESUS”, nada mais é do que uma das “MIL E UMA FUTILIDADES” da religião moderna para permitir que o povão possa ter um divertimento a mais, que também possa extravasar as suas frustrações e compensar as deficiências espirituais que dominam as igrejas neste século. O pior de tudo, é que tanto crentes – não cristãos que é outra coisa – como Pastores, Bispos, Apóstolos e Missionários, andam todos com a vida espiritual capenga, corroída pelo modelo ANTI-BÌBLICO de brincar de igreja, que precisam inventar novidades para tentar convencer o povo de suas ideologias religiosas vazias e inócuas. Além de perturbarem a ordem publica e de causarem incomodo a milhares de pessoas, esta bagunça religiosa promovida por militantes da libertinagem religiosa não trás qualquer acréscimo na estrutura espiritual de ninguém. É preciso lembra que a Bíblia não recomenda e não nos ensina “protestar”, mas “testemunhar”, sem que precisemos levar para avenidas, os agitadores evangélicos e as suas parafernálias pensando que as doenças da alma vão ser curadas com “Marchas Para Jesus”. Isto é uma vergonha! É a liquidação da fé nos palcos da vida, que de forma sutil e extravagante vai causando os seus estragos na história do cristianismo.

    Infelizmente a igreja foi invadida por pessoas que vieram do mundo, mas que não abandonaram as suas prática e os seus costumes, são pessoas que defendem um cristianismo barato, sem se lembrarem que “GRAÇA BARATA, NÃO É GRAÇA”. Ninguém aceita discutir estas distorções, não querem fazer um paralelo entre as VANTAGENS e os PERIGOS desta obsessão doentia dos cristãos por movimentos ativistas, que não são respaldados pelas Escrituras. Digo isto, porque só eu sei o que estou enfrentando por combater esta religiosidade de FORMAS, mas que não possui qualquer CONTEÚDO que possa atender aos desejos e anseios da alma e do coração. Chamam-me de quadrado, de ultrapassado e até de ridículo, mas…

    O Salmista, num momento de angustia e de profunda tristeza afirmou: “Espera somente em DEUS, pois ainda o louvarei, Ele que é o meu socorro, e o meu Deus” – Salmos 43:5. Ele estava vivendo os piores momentos de sua vida, e nem por isto recorreu a métodos “extra BÍBLIA” para mostrar a sua revolta e a sua preocupação com aquele momento de sua vida. A resposta dele e para ele foi, “espera em Deus”, um exercício de paciência que não faz parte da vida cristã de ninguém hoje, assim, é mais fácil agitar o povão numa marcha sem pé, nem cabeça, a ter que esperar pela ação de Deus no seu tempo. Desta forma, no campo do jogo espiritual, o inimigo tem batido todos os recordes. De algum modo, as nossas igrejas estão num vale de lágrimas, caminhando sobre um deserto espiritual perigoso, muitas são uma servil imitação do mundo, e não passam disto! Esperar em Deus não faz sentido, é preciso ter algo melhor do que exercitar a paciência aguardando a providência divina. Estão agonizando, e aí qualquer medicamento serve para manter a respiração e a agitação da turma.

    Em nossa vida agitada, podemos prantear e lamentar, ser impulsionados para trás e para frente, sob os assaltos do opressor, até estarmos quase derrotados, podemos nos queixar de que Deus nos esqueceu, mas nem por isto devemos recorrer a ações que contrariem o que estabelece a BÍBLIA como regra para o exercício da fé cristã. Tem muita gente “MARCHANDO PARA JESUS”, no entanto estão muito distante dele, marcham com o cordão umbilical ainda agarrado ao mundo. Estão a anos luz daquilo que representa uma vida sob a tutela do Senhor Jesus. E ai, quando alguém faz um alerta, ele é metralhado sem nenhum sentimento cristão. Mas, qual é o resultado prático de tudo isto? Qual é a aplicação na vida espiritual do povo? Que contribuição efetiva este movimento traz para a história da igreja? Jesus participaria de um evento desta natureza e com estes propósitos? Ou será que os fins justificam os meios? Eu fico, sem vacilar, com a última opção!

    Queremos que o cristianismo sobreviva de manobras religiosas, estamos buscando nas generalidades do inferno uma forma de cobrirmos o vazio de uma vida espiritual combalida e próximo do limite de exaustão. Estamos atraindo o povo para a religião através de uma “MARCHA PARA JESUS”, mas não estamos conduzindo este mesmo povo a Deus por meio de nosso TESTEMUNHO. Causamos incomodo por perturbar e não por TESTEMUNHAR, e este é o ponto principal de tudo. Testemunhar dá trabalho, exige abstenção de muitas práticas e requer submissão a Deus, já na MARCHA, pelo contrário, as pessoas são submissas a LÍDERES que tem as suas intenções e as suas ideologias, que é notório, são distorcidas para satisfazer aos desejos das massas e de seus impérios religiosos. A “MARCHA PARA O CÉU” não depende de manifestações ideológicas, depende sim, de sermos FIÉIS aos ensinos de nosso Senhor e Salvador JESUS CRISTO.

    “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas me convém. Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas edificam”
    I Coríntios10:23

    “Não existe maneira certa de fazer uma coisa errada”

    Carlos Roberto
    crms2casa@hotmail.com

  31. Evangelista Junior disse:

    Vejo que o conhecimento biblico do Carlos Roberto é tao completo quanto o seu conhecimento da causa do irmão Pastor. Fazer um monte de afirmações em relação à eficiência do ministério do irmão;da saúde espiritual do irmão;à saude espiritual da igreja do irmão. Vc deve ser membro desta igreja ou da família do Pastor, para saber tanto sobre a vida dele e da sua igreja. Não conhece sequer a escala de serviço do referido pastor. A minnha por exemplo é 24×72, ou seja, tenho 3 dias em casa para cuidar exclusivamente das coisas de Deus. Ele por ser oficial deve ter uma escala bem melhor e por isso pode estar em casa todos os dias, provavelmente. O interessante é que ainda hoje como nas igrejas de alguns anos atrás, tem gente “inventando pecado” para tentar pôr fardo nos ombros dos irmãos, como antes proibiam tv, bermuda, camiseta e outras coisas sem nexo. Se o próprio Paulo trabalhava e aconselha a todos aqueles qua não quiserem trabalhar que não comam, a ainda diz:”Porque bem vos lembrais, irmãos, do nosso trabalho e fadiga; pois, trabalhando noite e dia, para não sermos pesados a nenhum de vós, vos pregamos o evangelho de Deus”. 1Ts. 2:9. Contudo, é mais facil criticar. O irmão é pastor de uma congregação local, por isso nada impede q ele tenha uma profissão para se manter e não precisar usar dos dízimos e ofertas em causa própria. Caso vc não tenha se dado conta, na igreja primitiva os apóstolos viajavam por diversos lugares, por isso muitos deles não podiam ter uma profissão fixa. Porque vc não assume uma missão no evangelho, abandona a sua vida secular, seu trabalho secular e vai viver de doações das igrejas e dos irmãos? Ao ivés de criticar, procure ganhar algumas almas com a chamado que Deus tem pra sua vida e deixe o chamado dos outros.Vai orar e jejuar para Deus te usar em alguma coisa útil no reino e adota pra vc as palavras de Jesus:”Mas, se vós soubésseis o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício, não condenaríeis os inocentes.” Mt.12:7, que é correlato a Os.6:6. Vai estudar a Bíblia irmão!!! Procure ler o contexto dos versículos que vc cita para não escrever bobagens semelhantes a estas, que vêm da sua própria mente e não do Senhor!

  32. Carlos Roberto disse:

    Caro Junior,

    Serei franco e breve. Este evangelho defendido pelo irmão, segundo os meu mais de 50 anos de vida cristã, não encontra nenhum respaldo nas Escrituras. É o genérico, o similar. Eu não tenho nenhuma dúvida quanto a isto, só pela sua defeza e pela sua argumentação.Eu poderia, usando o poder de persuasão, arranjar mil e um argumentos para ler a Bíblia da meu jeito e da maneira que melhor se adptar a minha rotina de vida, e é isto que andam fazendo por aí. Ã Bíblia precisa ser lida, observando TEXTO e CONTEXTO, com algum conhecimento e hemeneutica, de exegise e de interpretação, do contrário vai dar no que está dando, cada um, a seu modo, prega o que quer e como quer.

    A HERESIAS estão ai, o ecumenismo também, e as distorções controlam o mercado, abrindo um leque de opções para esta religiosidade debilitada, que andam ofertando por aí. O “Deus Proverá” não faz mais sentido, ele foi para Abraão, nós estamos no seculo XXI e Deus já anda meio cansado, e aí vale uma mãozinha fora do ministério para completar o serviço.

    Desculpe, mas para mim cristianismo, não religião, é coisa séria, e precisa ser tratado como tal. Ou será que Paulo estava meio gagá quando mandou que “quem pregasse o evangelho que vivesse do evangelho”?

    Porque será que ele mesmo afirma: “Sei estar abatido, e sei também ter abundâncai, em toda a maneira e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter FARTURA, como a PADECER necessidade. Posso T O D A S as coisa naquele que me fortalece”? Para quem sabe e quer ler só este texto exclui qualquer possibilidade de se argumentar na defeza de se dividir o MINISTÈRIO e um bicozinho qualquer para aumentar a renda. Olha que ele é muito claro: “O Meu Senhor, segundo as suas riquezas, suprirá todas as nossas necessidades”. Vou parar por aqui, deixo que a Bíblia fale por mim…

    Carlos Roberto
    crms2casa@hotmail.com

  33. Carlos Roberto disse:

    O QUE É “MISERICÓRDIA”?
    Do que trata Oséias?

    Mefibosete, aleijado de ambos os pés, filho de Jônatas, remanescente da casa de Saul. Morava em Lo-Debar, que quer dizer terra sem pasto, e sua vida era de sofrimento até o momento em que foi chamado à presença do rei Davi. Isto aconteceu, porque ao lembrar-se de sua aliança com seu amigo Jônatas, o rei Davi quis usar de misericórdia com aquele descendente que sobrara da linhagem de Saul. Sendo assim, segundo as ordens de Davi, foram restituídas as terras de Saul a Mefibosete e este passou a comer na mesa do rei como se fosse um dos filhos do rei. Essa passagem descrita em II Samuel 9, diz que Mefibosete não se sentia digno de tamanha bondade que lhe oferecera Davi, pois se considerava como um cão morto.

    Muito parecido é o que Deus faz em nossas vidas. Ele nos tira de uma terra árida e nos coloca para banquetearmos com Ele em Sua presença, mesmo nós não merecendo. Isso se chama misericórdia. Misericórdia pode ser entendida como compaixão, bondade ou perdão. A misericórdia de Deus se manifesta em nossas vidas de várias formas como quando na fraqueza é que somos fortes ou como quando nossos pecados são lançados no mar do esquecimento porque fomos perdoados. Recebemos misericórdia de Deus imerecidamente.

    Deus requer também de nós misericórdia, que nesse caso pode ser entendida como obediência e um coração quebrantado e verdadeiro diante de Deus. Sacrifícios eram feitos perante Deus para a remissão de pecados, mas eles nunca acabavam porque os pecados nunca deixavam de ser cometidos. Sacrifício quer dizer oferecer algo valioso a Deus, e por isso se tornava aceitável diante d’Ele. Mas ainda sim Deus diz em Oséias 6:6 “Misericórdia quero, e não sacrifício”. Ou seja, Deus prefere a misericórdia. Isso porque o sacrifício nem sempre era de todo coração e verdadeiro. E Deus ama a verdade.

    A partir do momento em que o maior sacrifício foi feito por Jesus em favor da remissão de nossos pecados, não foi mais preciso nenhum sacrifício. Se para a remissão de pecados do povo de Israel era necessário que o sumo sacerdote entrasse a oferecer sacrifícios uma vez ao ano, com o sacrifício vivo de Jesus isso já se tornou aceitável diante de Deus somente uma vez. Ou seja, não há mais sacrifícios a serem feitos. Que coisa maravilhosa!

    O sacrifício que Deus quer de nós hoje é simplesmente sacrifícios de louvor e o negar-se a si mesmo, ou seja, a própria carne. Esse sacrifício não pode ser entendido como um sofrimento ou um peso porque Deus não nos dá nada a mais que não possamos suportar: “Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve” – Mateus 11:30.

    Bom mesmo é servir e ter um compromisso real e verdadeiro com Deus, que é a fonte de todas as misericórdias: “As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim” – Lamentações 3:22.

    Querer usar este texto sobre a “MISERICÓRDIA” como pretexto para justificar a duplicidade de vida entre o “Ministério Pastoral” e um “Bico” qualquer, é um despropósito sem precedentes, e o próprio texto depõe contra irmão. M I S E R I C Ó R D I A !!! Mil vezes Misericórdia!!! Por favor, vá mais a frente um pouquinho e veja o que o profeta diz: “Porque Israel se esqueceu de seu Criador, e edificou palácios…” Oséias 8:14. Aproveita e dá uma passada no capitulo 14 e lá a coisa fica mais evidente e fácil de interpretar, é texto e contexto!

    Carlos Roberto Martins de Souza
    Crms2casa@hotmail.com

  34. Ane disse:

    Ei, gente não dêem muita trela para sua “santidade” Carlos Roberto…é perca de tempo.

  35. Carlos Roberto disse:

    Ane,

    Só corrigindo a sua gramática: A pronuncia correta é “PERDA” e não “PERCA”.

    Desculpe o meu senso crítico!

    Cuidado com o vestibular!!!

    Para os crentes modernos, conhecer a Palavra de Deus é mesmo “PERCA” de tempo, preferem perder tempo satisfazendo os desejos do inimigo a gastarem um pouco de fosfato na busca de informações que possam dar sustentação daquilo que estão recebendo dentro das igrejas. A igreja está cheia de CRENTE VAMPIRO, só sabe sugar o sangue de Cristo vertido no Calvário. Vivem numa BOA, se é que este tipo de evangelho tem alguma coisa que preste, e ao primeiro sinal de adversidade, correm para Deus.

    A remissão de nossos pecadaos, o perdão e a misericórdia noa foram dados, não para que vivessemos a vida ao nosso modo, para para que, limpos de todo o pecado, possamos ter liberdade se sermos tratados como filhos de Deus.

    A pedra nos rins no homem se expandiu, agora ele tem pedra no coração, como diz a própria Bíblia. E pedra quem pode destruí-la é só dinamite, TNT. Mas, no caso do homem, o TNT é Jesus, mas quem pode acionar o pavio é só o dono do coração de pedra, ninguém mais.

    Deus quer tirar o homem do pecado, mas ele teima em continuar fazendo a vontade do inimigo, tudo com a maior naturalidade do mundo. Isto não é cristianismo, é religiosidade, o que é completamente diferente do que ensina a Bíblia.

    Carlos Roberto Martins de Souza
    crms2casa@hotmail.com

  36. JOELINE disse:

    CARLOS EU ENTENDO VC E SEI O QUE ESTÁ PASSANDO.NAO SEI SE VC É PASTOR OU LIDER DE IGREJA , MAS O QUE VC ESTÁ DIZENDO VEM DE UM CORAÇÃO SINCERO QUE QUER AGRADAR A DEUS.MAS PERGUNTE AO SENHOR DE TODO CORAÇÃO, TE DIGO ISTO PORQUE ACONTECEU COMIGO, SE ELE QUER TE DAR ALGO MAIOR E PROFUNDO DO QUE TUDO QUE VC JÁ SABE.SEI QUE TALVEZ VC VÁ PENSAR QUE EU ESTOU TE ATACANDO.NÃO É ISTO.OU ENTÃO QUE É MAIS UMA PESSOA FÚTIL TENTANTO TE CONVENCER.POR FAVOR DE UMA CHANCE.SOMENTE UMA.EU SEI O QUE É ISTO QUE VC ESTÁ DIZENDO.SEI Q VC FALA COM SINCERIDADE.EU NÃO CONSEGUIA CHAMAR DEUS DE PAI POR MEDO.FALTA DE REFERENCIAL.CRIAÇÃO AUSTERA.MAS UM DIA EU CONSEGUIR E TUDO COMEÇOU MUDAR.NAO RESISTA SEI Q É DIFÍCIL.MAS TEM ALGO QUE O SENHOR JÁ ESTÁ TRABALHANDO EM SUA VIDA.TANTOS QUESTIONAMENTOS E PERGUNTAS.NAO ISTO QUE SE TEM PREGADO NEM SE VISTO POR AI, NEM ALGO GENÉRICO.MAS É O QUE ESTÁ ESCRITO EM ATOS CAPITULO 2.

  37. Carlos Roberto disse:

    SOBRE O PODER…

    “O poder emana do povo, pelo povo, e para o povo”, este é o conceito de poder moderno, mas que infelizmente, está sendo carreado para os meios religiosos hoje. Há uma confusão generalizada estabelecida entre “autoridade” e “poder”, confusão esta que está causando um transtorno enorme no meio cristão. Muitas de nossas autoridades eclesiásticas – este é um termo que tenho minhas dúvidas quanto a ele – estão transformando a autoridade dada por Deus em poder, na concepção da palavra. É o verdadeiro, “Eu tenho a força!”

    O problema é que, enquanto nós não descermos, não sairmos do pedestal desta religiosidade imperativa, onde os homens vivem dando ordem para Deus, decretando isto ou aquilo, jamais seremos revestidos de poder. O homem tomou ao pé da letra o texto de que Deus lhe daria poder, e desta forma resolveu mandar em tudo e em todos. É o evangelho do “E U”, eu posso, eu mando, eu faço e eu aconteço, Deus, bem deixa para depois!

    Paulo recomenda: “Ninguém, DE MANEIRA ALGUMA, vos engane…” – Tessalonicenses 2:3, mas, na verdade o que se vê, com sobra no mercado da fé, são enganos, e dos mais sórdidos possíveis. O mesmo Paulo recomenda: “VIGIAI justamente, e não pequeis, porque alguns ainda não têm o conhecimento de Deus, e digo isto para vergonha vossa” – I Coríntios 15:34. Nós só conseguiremos sair deste estado de “envergonhar Deus”, quando de fato soubermos exercer o poder de Deus na sua plenitude e no seu alcance total. O poder, segundo ensinam as Escrituras, vem pela ação direta do Espírito Santo, o que é incontestável. Se ele não pode ser SOBERANO, ele se retira, e assim ele silenciosamente se evade, levando consigo o poder que iria ser derramado sobre o povo. Ele quer prioridade total quando o assunto é adoração. No entanto, numa listas de ausente em nossas igrejas, com certeza absoluta, ele é o primeiro. Ele foi excluído das programações, dos cultos – se é que ainda temos cultos, para mim são festas religiosas – das reuniões de louvor e vai por aí afora…

    Pedro diz: “Antes” – ao invés de – crescei na GRAÇA e no COMHECIMENTO de nosso Senhor Jesus Cristo…” – II Pedro 3:18, mas, o interessante é que todo mundo está correndo atrás de crescimento FINANCEIRO, pior, afirmando que a prosperidade material é “dom de Deus”. Crescer conforme Bíblia recomenda, já não atrai mais os crentes, buscar poder muito menos, até porque, os crentes modernos estão “transbordando de poder” no seu próprio poder, muitos são prepotentes e presunçosos,

    A questão da santificação tem preocupado igrejas por séculos. Que a nossa santificação é a vontade de Deus, nisto não há duvidas. Mas, parece que quando os crentes ficam mais convencidos de que são santificados, e que são santos, torna-se extremamente difícil de se conviver com eles. Eles parecem assumir a posição de juízes, olhando altaneiramente para o restante dos mortais. Há muita suspeita de hipocrisia, tudo por causa deste orgulho exacerbado e do sentimento de superioridade.

    O poder original nos dá segurança para testemunharmos dos feitos de Deus em nossa vida, mas um amontoado de jactâncias é ouvido em nossas igrejas, sob o rótulo de “TESTEMUNHOS”, apesar de a vaidade nunca ter sido considerada um sinal de santificação ou de aperfeiçoamento do caráter.

    Recebereis poder… e ser-me-eis TESTEMUNHAS…

    Carlos Roberto Martins de Souza
    Crms2casa@hotmail.com

  38. Ane disse:

    PERCA e PERDA são palavras parônimas e costumam ser indevidamente empregadas uma pela outra.

    · Perda – Substantivo que significa “privação de alguém ou de alguma coisa que se possuía”, como em “Houve perda de receita no último ano” .
    Perca – Flexão do verbo “perder” na primeira e terceira pessoas do singular do presente do subjuntivo e primeira e terceira pessoas do singular do imperativo: “Você quer que eu perca a partida, não é?” e “Não perca a esperança”.

    Portanto,o correto sería eu falar: Não PERCAM TEMPO com o Carlos roberto.

    Obrigada pela crítica.

  39. Carlos Roberto disse:

    Minha querida Ane,

    Você quase acertou, bateu na trave! Isso é normal, são coisas da nossa gramática.Vou ajudá-la a completar a sua informação.

    Vamos, vou te dar uma dica de como perder seu medo!
    Quando você não souber se esta falando certo conjugue o verbo tipo assim:
    eu perdo
    ele perde
    tú perdes
    nós perdemos………..
    não existe:
    eu perco
    tu “perques
    ele perque………

    São, pois, incorretas frases como: “Não desejo que ele perda a fortuna” (correto: perca) e “Isso é perca de tempo” (correto: perda).

    Leia-se então corretamente: Ei, gente não dêem muita trela para sua “santidade” Carlos Roberto…é – “perca não” – P E R D A de tempo.

    Eu só fiquei chateado pelo tratamento “sua santidade”, é muito baixo para se aplicar a um servo de Deus. Isto é lá para os currais do catolicismo, e não creio que você tenha alguma relação com aquela turma. Mas…

    Senão, veja: “Santidade” (abreviação: S.S.) é o pronome de tratamento próprio para líderes religiosos notáveis, especialmente o Papa. A forma “Vossa Santidade” é usada para falas dirigidas a ele imediatamente. “Sua Santidade”, portanto, emprega-se em referências indiretas. Nas invocações, utiliza-se a forma “Santíssimo Padre”. O pronome é usado oficialmente na diplomacia internacional e em contextos formais.

    No cristianismo, é usado para os líderes da Igreja Católica e a Igreja Ortodoxa Copta (bem como as Igrejas Ortodoxas Orientais). Este pronome também é usado a alguns outros patriarcas da Igreja Cristã. No budismo tibetano, o Dalai Lama também é tratado da mesma maneira, tal como os outros líderes budistas, como Sakya Trizin, o Patriarca de Sakyapa.

    Contra fatos, não há argumentos. Desculpe, mas é a cultura a serviço da fé!

    Carlos Roberto Martins de Souza
    Crms2casa@hotmail.com

  40. JOELINE disse:

    CARLOS NISTO VC ESTÁ CERTO.O ESPIRITO SANTO NÃO ESTÁ A NOSSO SERVIRÇO COMO EMPREADO. ELE VEIO NOS CAPACITAR PARA FAZER A OBRA DO SENHOR COM PODER.MAS ELE É DEUS.E UMA DAS PROVAS DE QUE ELE HABITA EM NÓS SÃO OS SEUS FRUTOS QUE PRODUZ HUMILDADE, TEMOR AO SENHOR E RECONHECIMENTO DE SUA SOBERANIA.

  41. JOELINE disse:

    MAS INFELIZMENTE MUITOS QUE RECEBERAM O BATISMO COM ESPIRITO SANTO EM VEZ DE USÁ-LOS PARA GLÓRIA DE DEUS SE CORROMPERAM. EXISTE SINCEROS, MAS EXISTEM AQUELES QUE ,COMO O DIABO ,ACHARAM QUE A GLÓRIA PROVINHA DELES.MAS SÃO PESSOAS DIGNAS DE MISERICORDIA.NA REALIDADE TANTO OS PENTECOSTAIS QUE SE ORGULHAM DE “SEUS DONS” COMO SE FOSSE ALGO QUE ELES MESMOS PRODUZIRAM, COMO OS IRMÃOS TRADICINAIS QUE SE ORGULHAM EM SUAS TEOLOGIAS, SÃO PESSOAS QUE TÊM UM GRANDE PROBLEMA EXISTENCIAL, COMO BAIXA AUTO ESTIMA, HUMILHAÇÕES, FRUSTRAÇÕES DAS QUAIS NÃO SE PERMITIU UM TRATAMENTO PELO SENHOR. TALVEZ O MEDO.AÍ ELAS VÃO A IGREJA E ESTUDAM BASTANTE , FAZEM SEMINÁRIOS AFIM DE GANHAR UM RECONHECIMENTO E VALORIZAÇÃO DE QUE PRECISAM.OU ENTÃO QUANDO, NO MEIO PENTECOSTAL, ONDE OS DONS SÃO MAIS DIVULGADOS, RECEBEM BATISMO COM ESPÍRITO SANTO, VÊEM ATRAVÉS DISTO, NAO A GRAÇA DE DEUS SOBRE SUAS VIDAS , UMA FORMA DE SE PROMOVER ATRAVÉS DO MESMO.POR ISSO, QUE DE AMBOS OS LADOS PERCEBEMOS PESSOAS QUE SE TORNAM PREPOTENDES, MAS, QUE NA REALIDADE, ESCONDEM ATRÁS DE SI GRANDES FERIDAS CAUSADAS PELO O TEMPO QUE NÃO SE PERMITEM SER TRATADOS. ENTENDE? PREFEREM SER SUPER HUMANOS A RECONHECER SUAS FRAGILIDADES, HUMANIDADE ENTREGANDO-SE NAS MÃOS DE QUEM PODE TUDO: O SENHOR JESUS.

  42. Evangelista Junior disse:

    Todos os dias dou graças ao meu Deus por ele fazer oque para muitos é impossível. Lembro-me de uma vez que estava de serviço e tinha uma igrejinha perto, fui então assistir ao culto, ao entrar o porteiro disse: até os militares buscando a Jesus; então respondi: os militares também precisam de salvação. Assim como Josué – grande lider militar -, o centurião de Cafarnamum e os soldados que foram procurar a João o batista, eu louvo a Deus por haver na PM, homens comprometidos com o evangelho. Homem que com certeza vai ser canal de salvação para muita gente lá no seu local de trabalho. Louvo a Deus pelas tradições de 50 anos atrás serem colocadas de lado, para dar lugar a pessoas que relmente querem ter uma comunhão verdadeira com Deus e não uma capa de santidade moldada por costumes e tradições. “Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes;E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são, para aniquilar as que são;Para que nenhuma carne se glorie perante ele.” 1Co. 1:27-29

  43. Carlos Roberto disse:

    Cuidado!
    LEGALISMO MATA – SERÁ?
    AOS CRÍTICOS DO CONSERVADORISMO RELIGIOSO

    Se ser exigente com os princípios que regem a fé e as práticas religiosas é LEGALISMO, eu faço esta escolha sem medo de estar me colocando no mesmo patamar dos Fariseus. Existem aspectos importantes dentro do tema que não podem ser abandonados, mas que foram desprezados pelos defensores da liberdade religiosa pregada nos quatro cantos do universo. A distância entre o coração e a mente é muito pequena biologicamente falando, mas no âmbito espiritual esta torna-se kilométrica. Muitos tratam o coração sem relacioná-lo com a mente ou cérebro, esquecendo que um depende diretamente do outro no que diz respeito à vida espiritual.

    A grande questão é que tem muita gente esperta, usando a desculpa de “não querer” ser legalista para liberar geral. Preferem a libertinagem espiritual a terem que mostrar qualquer objeção aos conceitos modernos de religião. Acendem uma vela para Deus e outra para o Diabo e tudo bem! Uns buscam uma religião “LIGHT”, outros “DIET”, pois não estão dispostos a pagar o preço real por uma vida comprometida de verdade com os valores expressos nas Escrituras. O “crucificado eu já estou com Cristo” não faz sentido, pois ele já pagou o preço e me deu liberdade TOTAL, argumentam os anti-legalismo.

    Vivemos um momento muito perigoso, onde o cristianismo relaxado domina, onde ninguém quer se opor a nada e tudo é permitido. Deixamos de olhar para Jesus Cristo como padrão, e passamos a adotar conceitos de homens que não têm qualquer intimidade com Deus, outros que visam apenas os seus interesses.

    A religião foi literalmente banalizada, e em nome de avanços tecnológicos, culturais e sociais os homens acharam mais conveniente adaptar a fé a estes conceitos do que abraçar a causa de fortalecê-los sobre o fundamento sólido, Cristo Jesus.

    É certo que a moderação é o melhor caminho, mas daí a atrelar com mundo em alianças escusas que comprometem o exercício da fé é outra conversa. Em nome da liberdade religiosa, tem muita gente falando e fazendo bobagem; pregando heresias que atropelam e ofuscam a beleza do Evangelho, levando o mesmo ao descrédito total como vemos hoje.

    Falamos de Jesus, confessamos que o adotamos como padrão para as nossas vidas, no entanto não estamos dispostos a praticar na sua profundidade, nem na sua extensão aquilo que ele praticou. O lado fácil da vida de Jesus nos interessa, assim usamos a desculpa das “Bodas de Cana” para justificar a nossa participação em qualquer tipo de bagunça patrocinada pela religião hoje. A desgraça que intitularam de “GOSPEL” transformou-se numa armadilha para que o culto e a adoração fossem deturpados, dando lugar a uma onda de estrelismo jamais visto na história do cristianismo.

    Na verdade o que os críticos do legalismo querem e lutam para implantar é uma religiosidade de formas, sem qualquer conteúdo; que preencha os vazios do bolso, do corpo e não da alma e do coração. Querem impor uma fé incapaz de mover até mesmo um grão de mostarda, voltada para o materialismo, em detrimento total da espiritualidade. Inferno para estes, não faz muito sentido e, via de regra, até defendem praticas que são claramente perpetradas nos seus laboratórios.

    O que na verdade precisamos é de um cristianismo autêntico, fundamentado nos ensinos Sagrados, despido de conceitos pessoais e da máscara religiosa que criaram para o evangelho hoje. Precisamos de homens comprometidos com o Evangelho e não com evangélicos; obcecados por conhecerem mais a Bíblia e não Israel ou as Terras Santas.

    Em nome do “AMOR”(?) e eu não consigo ver qual, os homens estão demolindo o cristianismo, edificando sobre ele uma religião relaxada e desprovida de princípios, onde o que vale é a liberdade convertida pelo Diabo em libertinagem. A “DESCENCIA” e a “ORDEM”, regras básicas dos conceitos cristãos foram abolidas. O que antes era condenável, tornou-se aplicável depois da intervenção cirúrgica de Satanás na mente do homem, que anestesiou a alma e o coração, impedindo que os sentimentos de respeito e de reverência a Deus fossem postos de lado. Ser evangélico ou não, a diferença está apenas no título, pois em se tratando de comportamento as divergências inexistem, as práticas cristãs se equipararam as do mundo, e o vale tudo transformou-se em regra para o exercício da fé. Transformaram a IGREJA em clube; o CULTO em espetáculo; os PREGADORES em animadores de auditório; o LOUVOR em show onde quem aparece sistematicamente são os artistas, deixando o Espírito Santo num canto qualquer do palco; os MISSIONÁRIOS em curandeiros; a RELIGIÃO em um negócio mais rentável que a Bolsa de Valores – BM&F – e parece que não há nada de anormal nisto.

    Lamentavelmente o homem não busca a Deus pelo que ele é, e sim o que Deus pode lhe dar; os interesses são explícitos na onda de prosperidade que invadiu todas as camadas da vida religiosa, onde até o catolicismo embarcou nesta canoa materialista voltada para as necessidades terrenas da carne, mas que distanciam o homem do objetivo principal que é o céu.

    Carlos Roberto Martins de Souza
    Crms2casa@hotmail.com

  44. Carlos Roberto disse:

    Pastor e Bom Pastor
    INVASOR x CONVIDADO

    “Eu sou o “Bom Pastor”, o Bom Pastor dá a vida pelas ovelhas”
    João 10:11

    Você é capaz de diferenciar um “PASTOR” de um “IMPOSTOR”? A crise financeira, as distorções dos conceitos Bíblicos, as facilidades de se tornar um “PROFISSIONAL DA CRENÇA”, aliada a falta de seriedade nas questões espirituais, tudo isto tem permitido nos últimos tempos o surgimento de pessoas que encontraram no “MINISTÉRIO PASTORAL” uma forma fácil de enfrentarem a crise, completarem os seus ganhos, e de quebra ainda terem um monte de pessoas sob a sua tutela. Assim, tem muita gente se intitulando “PASTOR” com toda a naturalidade do mundo, como se este fato fosse uma coisa comum, mais uma na lista do Ministério do Trabalho.

    Lendo o Evangelho de João, deparei-me com um texto perturbador, que me levou a ser desafiado a fazer um paralelo entre o que Jesus trata como “PASTOR DE OVELHAS” e “MERCENÁRIOS”. O texto não deixa margens para duplas interpretações ou para desvios ideológicos de interesses pessoais. E mais, Jesus chama de “LADRÃO” e “SALTEADOR” qualquer um que se aventure, com suas idéias, na conduta do rebanho de ovelhas. O que me chama a atenção e me deixa perplexo, é que ninguém que exerça um “MINISTÉRIO ALTERNATIVO” contesta as acusações feitas por ele, pelo contrário, para estes o texto parece não constar dos ensinos Sagrados. Outra coisa importante, é que há uma afinidade entre “PASTOR” e “OVELHAS”, até a voz do líder é diferenciada, e um movimento de sua vara o de seu cajado são imediatamente reconhecidos.

    Uma das características marcantes da “OVELHA” é que ela é calma, serena e obediente, além de ter um excelente espírito de grupo, geralmente não se espalham, a menos que se sintam ameaçadas. Já os “CABRITOS”, vivem saltando, berrando, dando cabeçadas, rebelando e trocando chifradas entre si, isto sem contar no odor desagradável que exalam. Um rebanho, onde bode e ovelhas se misturam, por submissão e por características próprias, as ovelhas acabam seguindo e adotando o comportamento dos cabritos, que passam a dominar, mesmo que estejam e número menor. Qualquer semelhança com as nossas igrejas não é mera coincidência!

    Voltando ao texto, ele é muito claro, um “PASTOR” jamais deve deixar o seu rebanho à mercê de invasores, e vai além quando afirma: “O BOM Pastor, dá a vida pelas ovelhas” – João 10:11. Ora, se Jesus classifica como “BOM” a quem dá exclusividade e a quem cuida de seu rebanho, o oposto, segundo o próprio Jesus, seria “MAU”, não deixando margem nenhuma para duvidas ou interpretações distorcidas. O BOM Pastor trata das feridas das ovelhas, tira os carrapichos, provê alimentação adequada, e conduz o rebanho a águas tranqüilas e limpas. Jesus vai além, ele trata os oportunistas, os “PREGADORES DE PLANTÃO” de “MERCENÁRIOS”. Eles não são Pastores! Deixo claro, é a Bíblia e não eu, portanto, se existem apenas duas classes…

    Mercenário, do latim “MERCENARIU”, de merce – comércio. É o nome pelo qual é chamado aquele que trabalha por SOLDO ou PAGAMENTO. O termo designa, especificamente, os soldados que lutam objetivando o pagamento ou a divisão dos despojos, sem “IDEAIS” ou “FIDELIDADE” a um estado ou nação. O mercenário não se preocupa com o rebanho, porque não é dele e ele não tem a menor responsabilidade com o que faz.

    Por outro lado, o “PASTOR” é chamado, é preparado e treinado nas questões pertinentes ao rebanho, ele tem à sua disposição um manual completo de como zelar pelo aprisco que lhe é confiado, que por um tempo estará sob a sua responsabilidade, a BÍBLIA SAGRADA. Outra coisa interessante no texto, é que o “PASTOR” se preocupa com as ovelhas que estão fora do rebanho, senão vejamos: “AINDA TENHO OUTRAS OVELHAS QUE NÃO SÃO DESTE APRISCO. TAMBÉM ME CONVÉM AGREGAR ESTAS, E ELAS OUVIRÃO A MINHA VOZ, E HAVERÁ UM REBANHO E UM PASTOR” – João 10:16. Um “BOM PASTOR” dedica tempo integral ao seu rebanho, até por questões de segurança, como alerta Pedro: “Sede sóbrios, vigiai, porque o Diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como um leão, buscando a quem possa tragar” – I Pedro 5:8. Infelizmente, as ofertas tentadoras de ganhos financeiros, tem levado muitos a dividirem o “REDIL” com outra atividades, colocando em risco todo o rebanho.

    Nos últimos tempos, lamentavelmente a liberdade cristã – “DEMOCRACIA DA FÉ” – foi substituída pela “DEMÔNIOCRACIA”, pela “APOSTOLOCRACIA”, pela “BISPOLOCRACIA” e vai por ai. Com tantas vertentes se abrindo, os “MERCENÁRIOS” tomaram forma e invadiram o cristianismo, fazendo do “MINISTÉRIO PASTORAL” apenas um ofício, uma profissão, que em muitos casos é altamente rentável. O pior de tudo é que não se pode colocar sob suspeita nenhuma prática que esteja desvirtualizando o Evangelho, mesmo que estas duvidas estejam comprovadamente estabelecida sobre a “CARTA MAGNA” do cristão, a Bíblia, que logo você recebe tiros de todos os lados. Isto nada mais é do que a prova evidente da baixa qualidade da religião praticada no Brasil. Uma religião interesseira e imperialista, a igreja tornou-se numa “AGRADÁVEL DIVERSÃO”. Os crentes procuram a igreja por entretenimento religioso, pensando que estes não afetam a sensibilidade cristã, mas o que acontece é que está todo mundo perdido nos conceitos e valores da religiosidade moderna. Parece até ser divertido tirar dinheiro de fiéis…

    O problema é que muitos se contentam em ouvir os pobres fiéis falar sobre “milagres” e “maravilhas” que arrancam aplausos e causam pulos na platéia, mas que não há neles qualquer comprovação. Os “MAUS” Pastores, segundo Jesus, estão por toda a parte e se especializam em coisas desta natureza. Nenhum individuo pode, ao mesmo tempo, ter a sua sede saciada por Deus e pelo Diabo, assim de engano em engano o povo vai atrás da procissão acendendo uma vela para Deus e oura para o Diabo. Eu só lamento que os evangélicos estejam produzindo pouquíssimas mudanças na vida da sociedade, tudo por causa das mentiras e das distorções praticadas por entidades RITUALISTAS, constituídas para explorar as necessidades do povo. E como o que não falta são necessitados…

    A cruz para estes “MERCENÁRIOS”, ficou no calvário, eles até lembram-se dela, de vez em quando, nos rituais macabros, onde os fiéis são levados a tocar num pedaço de madeira para remover os ENCOSTOS e as aflições. No mais, é puro engano, sujeira, tapeação, mentiras, jogo sujo e outras coisas que são largamente cultivadas no inferno.

    Portanto, preste muita atenção e veja se você não está sendo seduzido por um “Mau Pastor”, pois os bons estão escassos e andam em fase de extinção no meio evangélico. Só uma sugestão, lei atentamente o capitulo 10 do Evangelho de João, ele pode te dar algumas dicas importantes.

    Carlos Roberto Martins de Souza
    crms2casa@hotmail.com

  45. MRC disse:

    engraçado como o tema inicial da discussão foi desviado. De início era o pastor que prendeu o ladrão na igreja, depois passou para provocações pessoais………… não sei como isso vai terminar

  46. Senoj disse:

    Por causa de pessoas que pensam como Carlos Roberto, que transpiram ignorância e intolerância é que o Evangelho perde sua força.
    Vá estudar Carlos Roberto, saia desse fundamentalismo demoníaco que se apossou de você!

  47. Torquato da Silva disse:

    O pastor tinha mesmo era que prender o ladrão e trazer os instrumentos de volta, pois tem gente que acha que crente é besta, burro,abestalhado e tudo mais. Algumas pessoas perderam o respeito pelo sagrado.
    Esse pastor é Capitão da PM em Recife, é uma excelente pessoa, é ate onde conheço um execelente pastor.
    Essa igreja é aqui no bairro onde moro.

  48. marcelo fernandes disse:

    (conheceres o fruto pela arvoré),hj o maior exemplo de vida é a pratica da palavra,não exatamente que conhecemos,mas sim o que praticamos,hj se ver muitos com conhecimento bem grande nas escrituras,mas a pratica nada tem,melhor avaliarmos um ao outro andando com a pessoa,sejam abençoados todos na pratica da palavra

  49. JOEL ANTONIO VIEIRA LOPES disse:

    Sou Evangelista da Igreja Ass, de Deus,do litoral brasileiro,tambem sou Militar,Deus tem me usado para mandar pessoas para o presidio com uma Biblia na mão,Deus tem me usado para orar por pessoas doente e serem curadas de cancer dentro da viatura.Criei tambem um programa de resistencia as drogas e a violencia a luz da biblia e dou palestra nas escolas se quizerem podem divulgar meu e-mail que terei o maior prazer em mandar uma cartilha,a paz do senhor deste soudado duas vezes

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *