Pastores usam Katy Perry como exemplo e listam motivos de seus filhos se afastarem da fé cristã

7

Não é incomum filhos de pastores abandonarem os preceitos cristãos de seus pais e assumirem postura contraditória aos ensinos recebidos na infância. Diante disso, um grupo de pastores se reuniu para compreender os fatores que levam a esse cenário.

Tomando como exemplo a cantora pop Katy Perry, filha de pastores e ex-artista gospel – que agora se define como agnóstica -, o Charisma News promoveu o debate sobre a questão a partir de uma reportagem que ouviu a opinião de diversos pastores.

Um dos principais pontos destacados pelos especialistas foi a decepção que pessoas como Katy Perry tem com a igreja. Essa frustração se daria, de acordo com os pastores, quando desejos ilusórios – como a fama, por exemplo – são colocados acima da fé e da compaixão, transformado a ganância em prioridade.

Outra questão ligada à frustração com a igreja apontada pelos pastores é que esse sentimento pode abalar a fé de uma pessoa envolvida com a comunidade, e tais experiências negativas marcam de forma profunda esses fiéis.


Uma questão que foge ao controle absoluto dos pastores e líderes cristãos como um todo e que contribui com esse afastamento são os problemas familiares. De acordo com os ministros ouvidos, a ausência dos pais por conta de compromissos com a congregação pode gerar em seus filhos um sentimento de rivalidade para com a igreja, ou simplesmente fazer com que os pais não participem de seu crescimento.

A última questão apontada pelos pastores ouvidos na reportagem está ligada à teologia. Os ministros afirmaram que uma fé praticada de forma desleixada, aberta a maus conselhos e sincretismo religioso, podem resultar num desvio dos jovens de suas origens.

A sugestão dada pelos entrevistados foi que os pais fiquem com seus filhos mais tempo, esforçando-se para compreender seus pontos de vista a respeito do mundo e da fé, precaverem-se a respeito dos efeitos negativos de seus ministérios sobre a família, desestimular expectativas exageradas e ressaltar o amor a Deus como principal receita para uma vida calma.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

7 COMENTÁRIOS

  1. Acho que um grande problema de filhos de pastores é a privação exagerada do mundo. Essa Cantora relata que seus pais a proibiam de diversas coisas. Isso, ao meu ver, é desnecessário. Porque a criança ou o jovem, geralmente, não esta com a sua identidade cristã formada. Então, quando eles veem os seus amigos “seculares” usufruindo de certas coisas eles querem participar daquilo, mas os pais o privam. O cristão precisa, muitas vezes, conhecer essa realidade para ele dar o devido valor a luz da palavra, ou seja, necessita viver experiências mundanas para entender que a verdade de Jesus é maior que as convenções sociais. Alem do mais, essas crianças são atalhadas de regras e preceitos religiosos que só distorce o caráter de um verdadeiro cristo. Logo, eles crescem e se deparam com um ambiente sem normas e acabam escolhendo esse caminho. Essa questão é muito complexa. Achei a pesquisa bem simplória.

  2. Sou filho de pastor…nasci num lar Cristao…Tive 15 anos afastado da igrejá. ..voltei…Depois que tive um encontro com Deus…..Explico…Me batizei aos 15 anos…Mas me converti aos 37…Depois que retornei. ..criei meu…projeto. ..que é de sair a traz da ovelha perdida. ..chamado… prevenção as drogas a luz da biblia…Face…Com o mesmo nome…wats..5196597561…Cidreira RS.

DEIXE UMA RESPOSTA