Brasil

Professora é processada no PA por dar aula sobre “palavrão”

Comments (9)
  1. disse:

    Realmente esta professora foi infeliz na sua atitude. Como educadora sugeriria que ao invés de trabalhar os palavrões ela trabalhasse palavras que podemos usar para nos espressar educadamente. Com certeza um supervisor pedagógico poderia ajudá-la na escola.Como evangélica, penso que levar os alunos a refletirem suas atitudes e como se comportam no relacionamento com os colegas, seria mais viável

  2. silvana disse:

    é muito triste ver pessoas que querem ver o reino de DEUS se expandir não serem entendidas. talvez se ela ensinassem coisas erradas não seriam criticadas. não é. esses pais provalvelmente não conhecem a palavra de DEUS e preferem que seus filhos vejam e assistam o que não presta do que serem ensinados que isso não é bom para eles . que o SENHOR abençõe essa irmã pela sua coragem.

  3. Martin disse:

    O que eu vejo é que no Brasil os alunos são extremamente dificeis de diciplinar, meu filho tem 11 anos, na escola aqui nos EUA, falar um palavrão e desrespeitar a professora é um ato de exclusão muitas vezes, o aluno respeita e teme a professora ou professor. Tenho amigos professores no Brasil que sofrem com alunos que nao tem o minimo de respeito e impossiveis de disciplinar, e qualquer ato tomado coloca o professor em "apuros", e pior os pais apoiam o aluno e ficam contra o professor na disciplina, que chega a tomar uma atitude drastica como esta, infeliz, mas so ela sabe o que enfrenta na sala de aula.

  4. Marília Gomes dos Santos disse:

    Olá novamente!
    Sou professora alfabetizadora, trabalho com crianças dessa idade e sei que eles repetem como papagaio o que ouvem os outros colegas falarem. Quando essa palavra é um palavrão, ao conhecer o seu significado eles não tornam a repetir tal palavra. Sei que com certeza houve alguma motivação em sala de aula para que a professora agisse dessa forma. É importante que a professora ao se defender no tribunal seja clara ao explicar as suas intenções.
    Abraços Marília

  5. KATIA disse:

    Meus parabens professora, os pais acham que seus filhos são uns santos e que não é o momento deles aprenderem esse tipo de vocabulário ,mas nós podemos ouvir seus filhos dizerem todos os tipos de barbaridades dentro das salas.Tem gente que fica fazendo média dizendo que vc foi infeliz ,que procura-se os co9ordenadores os pedagogos isso tudo é ilusão eles tbm não fazem nada e fingem que não ouvem.tra balho na educação Há 11 anos e essa atitude de coordenador não muda.

  6. Elisabete disse:

    Dessa história toda o que deu para entender que essa professora como uma real educadora, estava querendo mostrar para seus alunos o real significado de cada palavra (palavrões ), que as crianças hj em dia falam com a maior facilidade muitas vezes sem saber o próprio significado do que estão dizendo e o que essas palavras podem causar. Onde essas crianças aprendem a falar essas coisas, começa em casa com seus famíliares (pais), televisão então nem se fala onde só passa o que não presta todo o tempo e raro algum programa que construa e não destrua, e os desenhos de hj em dia só. Porque seus pais não prestem mais atenção em seus filhos na hora de assistirem televisão, porque é fácil demais deixar elas lá sentadas deixando suas mentes serem destruídas por essas porcarias.

  7. Infelizmente, porque não deveria ser assim, sou obrigado a concordar com o comentário da Elisabete, as crianças e adolescentes de hoje, em sua maioria, falam muitos palavrões e não sabem seus significado! E tem sua maior influência dentro de seus próprios lares!
    Hoje este pai que move um processo contra esta professora talvez não saiba, pelo menos penso assim, o que realmente seu filho(a) fala em sua ausência.
    Sendo assim, os professores, deveriam gravar suas aulas e mover um processo contra os pais por negligência na educação familiar e na preservação dos bons costumes.!!!!

  8. vania disse:

    Acho que a professora está com razão,é muito constrangedor para um professor ouvir crianças falando palavrões,uma vez que se estão na escola deveriam respeitar a presença do professor.Hoje em dia não se rsepeita mais ninguém e os culpados são os próprios pais porque não educam em casa,não deixando outra alternativa a professora,se não ensiná-los o significado de cada palavrão.Talvés assim,eles se sintam envergonhados em falar aquelas palavras,já que se trata de crianças.Penso que os pais deveriam se sentir envergonhados por não terem ensinado seus filhos o significado dos palavrões que eles falam,quem deveriam ser processados são esses pais por não educarem direito seus filhos.Do jeito que estão as coisas,daqui a pouco não teremos mais professores dispostos a educar nossas crianças que os próprios pais ajudam a ficarem mal- educados.Se precisar de pessoas para depor a favor da professora, eu vou com prazer

  9. cida disse:

    Mesmo que tenha sido palavrões, eu creio que essa professora foi usada por Deus para que as crianças que são educadas a respeitar a Deus e o próximo, se conscientizasse dos significados e o peso de suas palavras, Se coitado significa desgraçado ou condenado ao inferno, que mal faria saber as desordens das outras palavras usadas diariamente por eles, E porque seus pais não tiveram amor por eles para ensinar e para dar o devido exemplo e respeito? Com certeza foi um ato de amor da parte da professora!!!E porque não foram conversar com ela primeiro? Precisam ser mais maduros!!!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *