Reflexões sobre a quarta-feira de cinzas: arrependimento exige mudança de mente, dizem pastores

9

A quarta-feira de cinzas marca, para muitos cristãos católicos, um dia de arrependimento pelos excessos cometidos durante a festa carnavalesca, e define o reinício das atividades profissionais em todo o país.

O reverendo presbiteriano Hernandes Dias Lopes publicou em sua página no Facebook um pequeno texto, em que propõe uma reflexão sobre o real sentido do arrependimento.

“Muitas pessoas hoje passarão por um rito religioso, colocando cinzas sobre a testa. Afinal hoje é quarta-feira de cinzas. É uma espécie de arrependimento dos pecados e excessos cometidos no carnaval. A grande pergunta é: o que é arrependimento? Será que um ritual externo pode limpar o coração e aliviar a consciência?”, questiona.

Em seu texto, Lopes observa que o arrependimento passa por mudanças de atitude conscientemente e transformação da mente.


“Arrependimento tem três implicações. A palavra grega “metanoia” traz a idéia de mudar de mente. Portanto tem um componente racional. Depois traz a idéia de sentir tristeza segundo Deus, ou seja, uma profunda convicção que o pecado é uma ofensa contra Deus. Portanto, o arrependimento tem um envolvimento emocional. Finalmente, o arrependimento envolve a vontade, pois significa dar meia volta e tomar uma nova direção. Não é arrependimento e novamente arrependimento, mas arrependimento e frutos de arrependimento”, pontua o reverendo.

Já o bispo anglicano e doutor em Escatologia e Ciência da Religião Hermes C. Fernandes publicou um artigo em forma de oração a Deus, em que fala sobre a quarta-feira de cinzas do ponto de vista de quem assiste ao pós-folia.

“Ninguém nos conhece tão bem quanto o Senhor. Tu sabes o quão suscetíveis somos às paixões carnais. Por isso, dirijo-me a Ti para rogar o Teu perdão e a Tua misericórdia sobre nosso sofrido povo brasileiro. Não somos inocentes. Sabemos exatamente onde e quando erramos e magoamos o Teu coração. Porém, nem todos conhecem a Ti por meio de Teu Filho Jesus Cristo. Estes carregam nos ombros o insuportável peso da culpa, sem ao menos saberem a quem recorrer em busca de alívio”, escreveu Fernandes.

Em sua oração escrita, o bispo Fernandes confessa que por sermos humanos, todos pecamos, e todos devem buscar perdão na quarta-feira de cinzas: “Muitos de nós, desejosos de Te agradar, preferiram privar-se da festa, isolando-se em seus domicílios ou em retiros promovidos por suas igrejas. Mesmos estes não estão imunes ao pecado, seja ele de ordem moral ou por pura presunção. No fundo, somos todos “farinha do mesmo saco”. O pecado não está na Avenida onde acontecem os desfiles, nem nos blocos, nos bailes ou na transmissão televisiva. Antes, o pecado está em nós, em nossa natureza caída. Por isso, todos, igualmente, temos nossas próprias razões para nos arrepender. Inclusive pela nossa indiferença e alienação”.

O artigo se encerra com um pedido a Deus por mais graça: “Ajude-nos, Senhor, a que sejamos mais compassivos e menos jactanciosos. Que sejamos sal da terra, luz do mundo, e não sal no saleiro ou holofotes voltados para nós mesmos. Que tenhamos mãos estendidas no lugar de dedos em riste. Tire-nos de nosso comodismo e ostracismo, e conduza-nos na direção do outro, mesmo quando este pensa e age de maneira contrária aos nossos valores e princípios. Que o mundo conheça através de nosso testemunho de amor, aquela alegria perene que não termina em cinzas, festa que não tem hora para acabar”.

Leia a íntegra do texto “Quarta-feira de cinzas”, do reverendo Hernandes Dias Lopes neste link.
Confira a “Oração para Depois do Carnaval”, do bispo Hermes C. Fernandes, neste link.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+


9 COMENTÁRIOS

    • charlei.
      quanto ao significado catolico em não sei falar.

      mas biblicamente as cinzas representa a mais profundo arrependimento e humilhação.

      pois no passado quando os reis se humilhavam diante de DEUS, eles se vestiam de pano de saco e se acetavam sobre cinzas.

      Esta palavra chegou também ao rei de Nínive; e ele levantou-se do seu trono, e tirou de si as suas vestes, e cobriu-se de saco, e sentou-se sobre a cinza.

      Ai de ti, Corazim, ai de ti, Betsaida! Porque, se em Tiro e em Sidom se fizessem as maravilhas que em vós foram feitas, já há muito, assentadas em saco e cinza, se teriam arrependido. Lucas 10:13

      JÓ também se acetou sobre cinzas.

      E Jó tomou um caco para se raspar com ele; e estava assentado no meio da cinza.

      então ela simplesmente era um simbolo de humilhação, mostrava como a pessoa estava, destruida.

  1. A PAZ!

    Pedido de Clemencia, Perdão, Arrependimento, se Humilhar, demonstrar a DEUS que somos apenas cinzas diante dele.

    Ou seja, o ser imbecil, Pretensiosamente, inTencionalmente glorifica o cramunhão se deleitando ao prazer de toda sorte maligna, depois que termina se saciando, corre imbecilmente para Pedir Perdão a deus, porque simplesmente ano que vem tem mais, ou seja novamente, O IMBECIL! acredita que o deus dele, e tonto para acreditar em perdão a prostituição e etc, aliás, não e tonto e a “besta” mesmo, entendeu?

    Pura criação do homem Teológico, sim porque Todos Bispos, Cardeais, Papas, da Igreja Católica são Teólogos, além de Teólogos são especialistas em outras áreas, para concorrer ao Papado e necessário dois níveis Superiores Mínimo de Educação.

    O DEUS VIVO DA BÍBLIA, NÃO PACTUA COM ESSE PEDIDO DE PERDÃO, E NECESSÁRIO SE ARREPENDER, ACEITAR A “JESUS O CRISTO FILHO DE DEUS” COMO SEU UNICO SALVADOR, SE BATIZAR QUE E O PACTO DA NOVA ALIANÇA ENTRE A PESSOA E JESUS, SEGUIR OS MANDAMENTOS E ENSINAMENTOS DE “JESUS O CRISTO” Simples.

  2. Engraçado.. pulam,se embebedam, fazem o diabo a quatro ( desculpem o termo) e depois
    inventam esta palhaçada de quarta feira de cinzas para se auto redimirem,pensando que com isso
    mudará alguma coisa, deveriam nos poupar de tamanha ignorância.

    • Jackeline, pular. beber, dançar, não parece ser pecado (tinha até um rei hebreu que fazia isso) Pecado é fazer mal ao próximo conscientemente. Aí não tem que pedir perdão a Deus ou sentar na cinza, e sim reparar o mal feito. Quanto ao “diabo a quatro”….. o que seria?

  3. esses pastores precisam conhecer mais o sentido da quaresma.
    a quarta feira de cinzas marca o início da quaresma, um período de preparação para a Páscoa. Um período de conversão, mudança de vida, desapego das coisas que afastam de Deus, um profundo período de penitência e não voltar mais a antiga vida de pecado. Ser uma pessoa nova para celebrar a páscoa da ressurreição de Cristo.
    não é só um dia pra se arrepender dos que fizeRam no carnaval mas para se reconciliar com Deus e não praticar atos que desagradam a Ele

  4. Pra lembrar que a quaresma tem três pilares: a oração, o jejum e a esmola (que muitos pastores precisam doar para os pobres suas fortunas) se arrepender de tudo e de coração, ser uma pessoa melhor e com o coração limpo.

  5. “A quarta-feira de cinzas marca, para muitos cristãos católicos, um dia de arrependimento pelos excessos cometidos durante a festa carnavalesca, e define o reinício das atividades profissionais em todo o país.”

    Este site se supera no profundo desconhecimento da Fé Cristã Católica

    Caríssimos irmãos, antes que comentários jocosos e repletos de veneno pululam por aqui, cabe inicialmente afirmar que a quarta-feira de cinzas representa para nos cristãos católicos um convite a seguir com Jesus Cristo os quarenta dias (no deserto em oração, jejum e abstinência) em preparação para a Páscoa.

    Não existe quaquer conotação com a festa profana do carnaval.

    Pela imposição das cinzas recebemos hoje o convite oficial da Igreja, para fazermos penitência: “Lembra-te, ó homem, que és pó e em pó te hás de tornar”.
    A cinza é simbolo de penitência pelos pecados que trouxeram a morte para este mundo. As orações da benção e imposição das cinzas e as da Missa nos fazem penetrar no espírito da penitência cristã: humilde submissão, unida a uma grande confiança na miséricórdia de Deus. Enquanto a Epístola nos põe diante dos olhos um exemplo comovente de penitência, o jejum, Jesus Cristo nos ensina no Evangelho que este jejum, deve ser, antes de tudo interior. Se antigamente só os pecadores públicos recebiam as cinzas, mais tarde foi estendida esta prática a todos os fiéis, pois todos devem sentir-se e confessar-se pecadores e fazer penitência.

  6. Pois bem ai vai a minha opiniao: se arrependimento significa mudar de atitude em relaçao ao pecado! porque realmente nao mudar? pois o que vejo e a mesma coisa todo ano ou seja fazem tudo que e agradavel a si mesmos e tudo o que a carne pede regozijando em seus proprios deleites a depois tornam a fazer toda tragetoria novamente. se arrependessem verdadeiramente nao tinham de passar pelo mesmo processo outra vez o arrependimento genuino traz mudanças nao estou aqui querendo dizer que eu nao peco pois tambem sou falho merecedor da misericordia de Deus. digo tudo isso antes de apontar a alguem para min mesmo preciso de Deus todos os dias quando peco o Espirito Santo me incomoda para que eu venha pedir perdao pelo meu erro e lutar para nao faze-lo de novo. arrepender-se e lutar todos os dias contra as nossas proprias vontades.

DEIXE UMA RESPOSTA