Terrorista palestino lamenta insucesso de ataques a Israel: “Deus altera trajetória dos foguetes no ar”

39

O atual conflito entre palestinos integrantes do Hamas e o exército israelense tem atraído as atenções da mídia por conta do grande número de civis mortos e também pelos sucessivos fracassos na tentativa de negociação de paz entre as partes.

A faixa de Gaza, território onde milhões de palestinos vivem cercados por um muro erguido por Israel, abriga extremistas do Hamas que pregam a destruição do povo judeu, e recusam qualquer proposta de cessar fogo.

Um artigo publicado recentemente pelo jornal Jewish Telegraph reproduz a declaração de um dos integrantes do Hamas, que indignado, atribuiu a Deus o insucesso das ofensivas contra Israel.

“Nós apontamos para os alvos, mas o Deus deles altera a trajetória de nossos foguetes em pleno ar”, disse o terrorista do Hamas, referindo-se ao fato dos disparos não atingirem os alvos.


“Amém! Quando o nosso Deus não está ocupado fazendo isso, nos deu o poder de criarmos alta tecnologia, para que nossa avançada tecnologicamente criasse o sistema de defesa Domo de Ferro, que ajuda a proteger nosso povo e nossas cidades”, acrescentou a jornalista Barbara Ordman, correspondente do Jewish Telegraph na Cisjordânia.

Ordman ainda parafraseou o antigo primeiro ministro da nação, David Ben Gurion, ao narrar a rotina cotidiana do povo hebreu: “Em Israel, para ser realista, você precisa acreditar em milagres”.

A questão dos milagres é algo extremamente valorizado pelos israelenses. O site das Forças Armadas do país descreveu o sucesso das missões de contenção do avanço dos terroristas por terra como uma “sucessão de milagres” ocorrida “graças aos céus”.

Profecia do conflito

Um vídeo de uma entrevista do pastor Larry Randolph em março deste ano tem sido replicado por diversos portais cristãos mundo afora, por conta da narrativa de uma visão que ele teve enquanto orava por Israel.

Segundo Randolph, ele viu uma nuvem de poeira sobre o território do país que tomava a forma de um guerreiro para proteger Israel dos ataques inimigos. O pastor então disse entender que o guerreiro era o Rei Davi. Além disso, Randolph alega ter ouvido uma voz que dizia que a segurança de Israel não seria vencida.

Assine o Canal

39 COMENTÁRIOS

  1. COMO EXEMPLO O NOSSO PAIS ESTA SOFRENDO AS CONSEQUENCIAS DE UM GOVERNO IRRESPONSAVEL Q PELO SEU VOTO DEZENPATOU A DECIZAO DA CRIACAO DE UM ESTADO PALESTINO POR FALTA DE SABEDORIA . POR OUTRO LADO TEMOS OS ESTADOS UNIDOS Q E ALIADO NUMERO 1 DE ISRAEL E CONSEQUE SEMPRE DAR A VOLTA POR CIMA DE SEUS PLOBLEMAS ECONOMICOS E ASSUMINDO O POSTO DE UM DOS PAISES MAIS RICOS DO MUNDO ! ACORDA BRASIL P ESSA REALIDADE !!! TANTO SE FALA Q O NOSSO PAIS PERTENCE AO SENHOR JESUS , MAS NA VERDADE ISSO SO NA TEORIA . OXALA Q UM DIA O NOSSO POVO REALMENTE POSSA EXPERIMENTAR ALGO SOBRENATURAL DA PART DO NOSSO DEUS . E PROMESSA DE DEUS DE ABENCOAR TDS QUANTOS ABENCOA SEU POVO . !!!! QUE DEUS ABENCOA A TDS Q ORAM PELA PAZ DE ISRAEL !!!!

  2. ISRAEL VIVE EM COM HARMONIA COM AS TRÊS RELIGIÕES PRATICADAS POR SEU POVO. Judaísmo 75,4%, Islamismo 16,9%, Cristianismo apenas 4%, sem religião 2,1% e Drusos 1,7%. A religião judaica atual geralmente vê Jesus de Nazaré (em hebraico: ישוע מנצרת, Yeshua) como um de uma série de falsos messias que apareceram ao longo da história. Jesus é visto como tendo sido o mais influente e, conseqüentemente, o mais prejudicial, de todos os falsos messias. No entanto, a crença judaica é de que o Messias ainda não chegou e que a Era Messiânica ainda não está presente; a total rejeição de Jesus como sendo o verdadeiro Messias quer ou divindade no judaísmo nunca foi uma questão central para o judaísmo. No coração do judaísmo está a Torá, seus mandamentos, o Talmude e o monoteísmo ético como descrito na Shema – que precedeu a época de Jesus.

  3. Felipe Augusto Rêis de Lima, pelo que a História registra, o Lutero não era raparigueiro e, muito menos queria ser papa…Ele descobriu nas Escrituras que a salvação era pela graça, e não tinha sentido a ICR, uma seita mariana e papista que se diz cristã, cobrasse "indulgências" para "apagar" pecados cometidos, ou livrar os falecidos do "limbo"(outra invenção católica) através de missas…O Cristianismo nasceu com Jesus Cristo, em Israel, muito antes de Constantino e antes de o sistema religioso de Roma se tornar oficial. Hoje em dia há muitos padres pedófilos, que têm dado muito trabalho e despesas para o Vaticano..Nos últimos tempos tem havido um aumento significativo de judeus messiânicos, que confessam a Jesus como único Senhor e único Salvador.

  4. Wow! Que fantástico… "E o rei da Síria fazia guerra a Israel; e consultou com os seus servos, dizendo: Em tal e tal lugar estará o meu acampamento.
    Mas o homem de Deus enviou ao rei de Israel, dizendo: Guarda-te de passares por tal lugar; porque os sírios desceram ali.
    Por isso o rei de Israel enviou àquele lugar, de que o homem de Deus lhe dissera, e de que o tinha avisado, e se guardou ali, não uma nem duas vezes.
    Então se turbou com este incidente o coração do rei da Síria, chamou os seus servos, e lhes disse: Não me fareis saber quem dos nossos é pelo rei de Israel?
    E disse um dos servos: Não, ó rei meu senhor; mas o profeta Eliseu, que está em Israel, faz saber ao rei de Israel as palavras que tu falas no teu quarto de dormir." 2 Reis 6:8-12.
    Deus não mudou!!!

  5. Felipe Augusto Rêis de Lima – Quanta besteira, por não conhecer as Escrituras e a Jesus Cristo como o Único Senhor e Salvador. Fora de Cristo Jesus não há cristão genuíno!!! (Leia João 5:24, 39; 1 Timóteo 2:5; Hebreus 9:27; Atos 4:12). A Igreja de Cristo não nasceu em Roma, mas em Jerusalém (Atos 1:8). Ela não é romanista, mas tem seu nascedouro em Israel.Ela é inteiramente bíblica, sem alterações de tradições humanas, de concícios papais, porque não há revelação especial de Deus fora das Escrituras do Velho e Novo Testamentos, com seus 66 livros inspirados!!!

  6. Lutero não saíu, Lutero foi expulso, por se insurgir contra a venda das indulgências, ou seja a venda do perdão, o perdão não se compra o perdão obtem-se atravez do arrependimento. Lutero não era um raparigueiro. Lutero era um cristão genuíno, temente a Deus e honesto, embora um pouco temperamental, mas isso nunca fez dele o que os inimigos dizem, mas sim um lutador um campeão da Verdade. Hoje como no tempo de Lutero há no seio da Igreja Católica quem não concorde com o luxo a prepotência e a falta de espiritualidade, mas não apareceu ainda ninguém com a coragem de Lutero. O antigo secretário de estado de BentoXVI está remodelando um luxuoso apartamento no Vaticano com cerca de 700 metros quadrados, enquanto o actual Papa ocupa um com 70 metros, isto apenas uma pequena amostra do que se passa no Vaticano, é pena que tenha havido apenas um Lutero.

DEIXE UMA RESPOSTA