Jovem que virou “celebridade” no WhatsApp e se tornou garota de programa testemunha conversão: “Deus me chamou”

18

Uma jovem de 25 anos que perdeu o celular numa balada e, devido às fotos picantes guardadas no aparelho, passou a receber propostas e se tornou garota de programa, virou a celebridade instantânea de Campo Grande (MS) que foi de um extremo ao outro de forma muito rápida.

Filha de uma professora evangélica, Dulci Paina é comerciante, e só se tornou garota de programa depois que suas fotos íntimas tornaram-se viral no aplicativo Whatsapp. Como as imagens sensuais percorreram milhares de aparelhos dos usuários do serviço em todo o Brasil, Dulci não resistiu às propostas de sair com homens cobrando em média, R$ 300.

Porém, mesmo amealhando até R$ 20 mil por mês, diz ter ouvido o chamado de Deus para abandonar a prostituição da boca de um cliente: “Ele disse que era para eu ver como eu era bonita e que não era aquela vida que Deus queria pra mim”, afirmou a jovem em entrevista ao site Campo Grande News.

Segundo Dulci, sua intenção era parar de fazer programas em dezembro deste ano, e começar uma vida nova em 2014. Porém, o desejo de ter paz no coração foi mais forte, e a interrupção da carreira como garota de programa aconteceu da mesma forma que começou: de uma hora para outra.


“Ganhar muito dinheiro, ser reconhecida na balada, tudo isso massageia o ego. Não é coisa fácil de abandonar, mas sou determinada e vou conseguir […] Não deixei a profissão por preconceito. Adorava o que fazia. Era eu que escolhia com quem iria sair, eles me tratavam como princesa e ainda ganhava muito dinheiro. Mas Deus me chamou. Entendi que o que as pessoas precisam não é de sexo e sim de amor”, disse a jovem.

No auge da fama repentina, Dulce chegou a receber 100 ligações diárias e 8 mil mensagens no Whatsapp: “Teve um cara que me ofereceu R$ 15 mil por uma noite”, revela a jovem.

Determinada a mudar de vida, passou a frequentar cultos na igreja Sara Nossa Terra, e arrumou um namorado. Mas, precisou desistir do relacionamento: “Estava ficando com um guri há dois meses e perguntei se ele ficaria comigo sem sexo. Ele disse que não. Tive de abrir mão dele por causa disso […] Sexo antes do casamento é pecado, não é do agrado de Deus. Não foi eu que coloquei isso, foi Deus, então vou respeitar”, diz a jovem.

Dulci diz que vai tentar tocar a vida sem trocar de contato, esperando que as pessoas respeitem sua nova opção: “Eu não quero trocar o meu celular, por que tenho esse número desde que cheguei em Campo Grande, mas vou ter de fazer isso se não pararem de me ligar. Quero seguir minha vida”.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

18 COMENTÁRIOS

  1. Existe muitas formas de ir para os braços do Pai uns vém pela dor, outros pela cegueira espiritual, outros virão depois de viver muita desilusão, outros pelo vazio da alma são infinitas situações porém eu prefiro sempre pelo amor.

  2. E ela ainda não trocou o número do celular ? Tá querendo mais… Façamos a conta: 300 paus por fincada, prá dar 20.000 no mes, tem que ter “trabalhado” a beça. Acho que é só propaganda do “material”.

  3. Que bom que ela parou pra ouvir o Senhor… Fez a escolha certa’ e vcs que ficam comentando “bobagens” vão ao encontro de Deus tambem… Ainda não é tarde demais… Faça a escolha certa, quem faz essa escolha nunca sai arrependido! Apesar de tudo … Deus ama Vcs. Jesus é o Caminho.

  4. Ola , paz d Cristo Jesus, a 3 anos atrasa , eu tamb escutei a voz de Deus, e sai da prostituição , hoje sou casada, tenho uma filha linda de 4 messes de idade. faço parte do ministerio de louvor da minha igreja, Deus fez uma linda obra em minha vida… Deus abençoe vc e te der muitas forças, creia q ele vai faze coisas lindas.. pque estou esperando em Deus as promeesssas :)

DEIXE UMA RESPOSTA