1.300 armas são trocadas por Bíblias em campanha de desarmamento promovida por igrejas evangélicas

5

Um programa de desarmamento promovido por várias igrejas e organizações evangélicas em parceria com o Governo da República Dominicana alcançou no último mês o número de 1.300 armas coletadas em bairros violentos por todo o país.

O programa prevê a troca das armas por exemplares da Bíblia, e tem por objetivo reduzir os índices de criminalidade no país. Entre as armas recolhidas, a maioria é de facas, facões e outras armas brancas. As armas recolhidas foram apresentadas em evento promovido pelo programa de desarmamento.

O porta-voz da Polícia Nacional, James Matthew Slimer, afirmou que as 1.300 facas e facões apresentados são o resultado de um mês de trabalho de conscientização feito por igrejas evangélicas em 15 distritos das províncias de La Altagracia, Santiago, La Vega, Santo Domingo, San Cristóbal e Peravia, e no Distrito Nacional.

Durante o evento estiveram presentes os pastores Braulio Portes, do Conselho Nacional de cristianização, Daniel Martinez Bazil, da Igreja de Deus “Ministério da Juventude e Educação Cristã”; Elvis Cruz, da Congregação Bíblica “Adonai” e Esther Christian Estrela, da Igreja de Deus “Nova Vida Mirador Sur”.


– Parabenizamos a todos os jovens, e a todas as pessoas que entregaram as suas armas, em um ato de boa vontade. Quando um jovem diz que não vai portar uma arma e prefere uma Bíblia, isso é transformação, é uma bênção para o nosso país – afirmou o pastor Braulio Portes durante o evento.

A pastora Esther Estrella agradeceu à confiança depositada pela Polícia Nacional nas igrejas evangélicas.

– Nós sabemos que a melhor arma é a palavra de Deus – afirmou a pastor, segundo a Fox News.

Sofrendo com um constante aumento nos índices de violência, a República Dominicana tem uma taxa de 25 homicídios por 100 mil habitantes, segundo dados da ONU. Esse aumento na violência levou o governo do país a enviar mais de 3.000 soldados das forças armadas para patrulhar as ruas nas últimas semanas, após uma série de ataques em áreas urbanas.

Por Dan Martins, para o Gospel+

5 COMENTÁRIOS

  1. E os bandidos, traficantes e assassinos tambem estão entregando suas armas ? Ou somente os cidadãos de bem que estão se desprotegendo ? Religiosos, como sempre alienados politicamente, não conseguem enxergar que a bandidagem comunistalha adora desarmamento, pois assim terão livre passagem em tudo quanto é canto.

  2. Irmão Jorge Lopes, sua colocação é lúcida, mas veja só meu irmão: Se não permitirmos que os enfermos se declarem, como vamos orar por eles? Jesus deixa claro, que Ele veio pelos doentes..! Com todo respeito a sua posição, mas considero ser melhor deixar que entrem os enfermos pois necessitam de remédios ou seja das nossas orações!

DEIXE UMA RESPOSTA