Acidente na BR-259 mata dez fiéis da Assembleia de Deus; Grupo viajava para inaugurar igreja

11

Um acidente automobilístico vitimou dez fiéis da igreja Assembleia de Deus de Sobradinho, no Distrito Federal. O grupo de 44 pessoas seguia de ônibus para a cidade de Setubinha, interior de Minas Gerais, para inaugurar a obra de construção de um templo.

Segundo informações iniciais, o acidente aconteceu na noite de sexta-feira, 12 de julho, quando ao se aproximar de uma curva na descida de uma serra na BR-259, o motorista perdeu o controle do veículo. O caso ainda será investigado, mas o motivo provável do descontrole teria sido uma falha nos freios.

Este é o segundo acidente de ônibus com fiéis evangélicos em menos de um mês. Em junho, nove pessoas de um grupo da Congregação Cristã no Brasil que viajava para Santa Catarina morreram quando o motorista perdeu o controle do ônibus.

Entre as vítimas, dez pessoas faleceram e outras dez ficaram gravemente feridas. O pastor Samuel Soares, líder da denominação, fez o reconhecimento dos corpos no Instituto Médico Legal (IML) de Governador Valadares, MG.


De acordo com Soares, a viagem era a conclusão de um trabalho iniciado há dois anos: “Em julho de 2011 fomos em caravana até Setubinha, uma cidade do Vale do Jequitinhonha que segundo o IDH [Índice de Desenvolvimento Humano] é a terceira mais pobre do Brasil. Lá construímos uma igreja e ela ficou por conta do acabamento. Com recursos nossos e mão de obra local a igreja foi terminada e seria inaugurada neste sábado”, revelou, em entrevista ao G1.

O trabalho da igreja na cidade tinha caráter social, além de evangelístico: “Fazíamos um trabalho social no município com distribuição de roupas, alimentos, material escolar para crianças e o ônibus estava trazendo mais doações deste tipo”, disse.

O traslado dos corpos foi providenciado e os familiares foram informados do acidente, segundo o pastor. “Nós já contratamos um serviço para fazer a preparação e a locomoção dos corpos para Brasília em três carros. Porém, existe a possibilidade destes corpos serem levados de avião custeado pela igreja. Todos os familiares já foram avisados, a nossa igreja colocou uma equipe de plantão em um ponto de apoio com informações. A princípio três corpos vão para Planaltina-GO e outros sete para Sobradinho”, afirmou.

Lista de vítimas fatais reconhecidas pelo pastor Samuel Soares:

Denílson Alves dos Santos Silva
Edinalva Maia Araújo
Evanice de Oliveira Costa
Jacira Clara de Souza
Gunnar Teodoro
Maria Rodrigues de Brito
Marinalva Vicente da Silva
Simone Lima da Silva
Valmira Félix
Vandelina de Jesus S. Monteiro

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

11 COMENTÁRIOS

  1. Preciosa é à vista do SENHOR a morte dos seus santos” (Salmos 116:15)

    Esta é uma das muitas confortantes e abençoadas declarações na Sagrada Escritura relativas a esse grande evento do qual a carne tanto se apavora. Se o povo do Senhor fizesse mais frequentemente um estudo em oração e fé sobre o que a Palavra diz a respeito da sua partida deste mundo, a morte perderia muito, se não todos, dos seus terrores. Mas, infelizmente, em vez de fazê-lo, deixam sua imaginação correr solta, se entregam a temores carnais, andam por vista, em vez de pela fé. Olhando para o Espírito Santo como orientador, vamos nos esforçar para dissipar, à luz da revelação divina, algumas das trevas que a incredulidade lança até mesmo sobre a morte de um cristão.

    “Preciosa é à vista do SENHOR a morte dos seus santos”. Estas íntimas palavras de um santo morrendo é objeto de atenção especial do Senhor, pois note as palavras “à vista”. É verdade que os olhos do Senhor estão sempre sobre nós, pois Ele nunca dorme nem descansa. É verdade que podemos dizer em todos os momentos “Tu és Deus que me vê”. Mas parece que da Escritura existem ocasiões quando Ele observa e cuida de nós de uma maneira especial. “DEUS é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia” (Salmos 46:1). “Quando passares pelas águas estarei contigo” (Isaías 43:2).

    “Preciosa é à vista do SENHOR a morte dos seus santos”. Isto nos coloca diante de um aspecto da morte que é raramente considerado pelos crentes. Nos concede o que pode ser chamado de o lado divino do assunto. Com muita frequência, contemplamos a morte, como a maioria das outras coisas, do nosso lado, nosso ponto de vista. O texto nos diz que do ponto de vista do céu, a morte de um santo não é nem pavorosa, nem horrível, trágica ou terrível, mas “preciosa”. Isso levanta a questão: Por que é a morte de Seu povo preciosa aos olhos do Senhor? O que há na última grande crise da existência terrena que é tão cara para Ele? Sem tentar uma resposta exaustiva, vamos sugerir uma ou duas respostas possíveis.

    1. O povo do Senhor é precioso aos Seus olhos.
    Eles sempre foram e sempre serão queridos para Ele. Seus santos! Eles foram aqueles de quem Seu amor foi posto antes da Terra ser formada ou feitos os céus. Estes são aqueles por cujo propósito deixou sua casa no alto e quem Ele comprou com seu precioso sangue, alegremente estabelecendo a Sua vida por eles. Estes são aqueles cujos nomes são trazidos no peitoral do nosso grande Sumo Sacerdote e gravados nas palmas das Suas mãos. Eles são o dom de amor do Pai para Ele, Seus filhos, membros do Seu corpo e, portanto, tudo o que lhes diz respeito é precioso aos Seus olhos. O Senhor ama Seu povo tão intensamente que até os cabelos de suas cabeças estão contados: os anjos são enviados para servir-lhes, e porque seu povo é tão precioso aos Seus olhos assim também são as suas mortes.

    2. Porque a morte termina com as tristezas e sofrimentos dos santos.
    Há uma razão para os nossos sofrimentos, pois através de muitas tribulações nos importa entrar no reino de Deus (Atos 14:22). No entanto, o Senhor não “aflige nem entristece de bom grado” (Lamentações 3:33). Deus não é esquecido nem indiferente às nossas provações e dificuldades. Em relação ao Seu povo de outrora, está escrito: “Em toda a angústia deles ele foi angustiado” (Isaías 63:9). “Assim como um pai se compadece de seus filhos, assim o SENHOR se compadece daqueles que o temem” (Salmos 103:13). Assim, também somos informados de que nosso grande Sumo Sacerdote se compadece “das nossas fraquezas” (Hebreus 4:15). Aqui, então, pode ser outra razão pela qual a morte de um santo é preciosa aos olhos do Senhor, porque marca o término de suas tristezas e sofrimentos.
    3. Porque a morte proporciona ao Senhor uma oportunidade de mostrar a Sua suficiência.
    O amor nunca é tão intenso quando é ministrando às necessidades daqueles que ele estima, e nunca o cristão é tão necessitado e impotente como na hora da morte. Mas as situações extremas do homem são as oportunidades de Deus. É então que o Pai diz ao Seu apavorado filho: “Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça”. (Isaías 41:10). É por isso que o crente pode responder confiantemente: “Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam”. Nossa fraqueza apela à Sua força, nossa emergência à Sua suficiência. Quão abençoado é este princípio ilustrado nessas bem conhecidas palavras: “Como pastor apascentará o seu rebanho; entre os seus braços recolherá os cordeirinhos, e os levará no seu regaço” (Isaías 40:11). Sim, Seu poder se aperfeiçoa na nossa fraqueza. Portanto, é a morte dos santos “preciosa” aos Seus olhos porque proporciona ao Senhor uma ocasião bendita para Seu amor, graça e poder de servirem e se comprometerem com Seu povo indefeso.

    4. Porque na morte o santo vai direto para o Senhor.
    O Senhor se deleita em ter Seu povo junto de Si. Felizmente isso foi evidenciado durante todo Seu ministério terreno. Onde quer que fosse, o Senhor levava os seus discípulos junto com Ele. Se era para o casamento em Caná, para as festas em Jerusalém, à casa de Jairo quando sua filha estava morta, ou para o Monte da Transfiguração, eles sempre O acompanhavam. Como é abençoada esta palavra em Marcos 3:14, “E nomeou doze para que estivessem com ele”. E Ele é “o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente”. Portanto, Ele nos garantiu: “E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também” (João 14:3). Preciosa, então, é a morte dos santos aos Seus olhos, porque ausentes do corpo, estamos “com o Senhor” (2 Coríntios. 5:8).
    Enquanto estamos tristes por causa da morte de um santo, Cristo está se regozijando. Sua oração foi: “Pai, aqueles que me deste quero que, onde eu estiver, também eles estejam comigo, para que vejam a minha glória” (João 17:24), e quando cada um de Seu povo entra no céu, Ele vê a resposta para essa oração e fica contente. Ele vê em cada um que está livre “do corpo desta morte” outra parte da recompensa por Sua agonia de alma, e se satisfaz. Portanto, a morte dos seus santos é preciosa para o Senhor, porque oferece uma causa para o Seu regozijo.

    É interessante e instrutivo traçar a plenitude da palavra hebraica aqui traduzida como “preciosa”. Ela também é traduzida como “excelente”. “Quão preciosa é, ó Deus, a tua benignidade” (Salmos 36:7). “O que possui o conhecimento guarda as suas palavras, e o homem de entendimento é de precioso espírito” (Provérbios 17:27). No entanto, se dignamente ou não ele possa ter vivido nesta terra, a morte de um santo é excelente aos olhos do Senhor.

    A mesma palavra hebraica é também traduzida como “honorável”. “As filhas dos reis estavam entre as tuas ilustres mulheres” (Salmos 45:9). Então, Assuero perguntou a Hamã: “Que se fará ao homem de cuja honra o rei se agrada? Então Hamã disse no seu coração: De quem se agradaria o rei para lhe fazer honra mais do que a mim?” (Ester 6:6). Sim, a troca da Terra pelo céu é verdadeiramente honorável, e “esta será a honra de todos os seus santos. Louvai ao SENHOR” (Salmos 149:9).

    Esta palavra hebraica é também traduzida como “brilho”. “Se olhei para o sol, quando resplandecia, ou para a lua, caminhando gloriosa” (Jó 31:26). Tenebrosa e sombria, ainda que a morte possa ser assim para aqueles a quem o cristão deixa para trás neste mundo, é brilhante “à vista do Senhor”: “mas acontecerá que ao cair da tarde haverá luz” (Zacarias 14:7). Preciosa, excelente, honrosa, brilhante aos olhos do Senhor é a morte dos seus santos. Que o Senhor faça esta meditação preciosa aos Seus santos.

  2. O mesmo deus que matou os mamonas e os clientes da boate kiss matou os esses crentes… Nem as que deus quis assim…Tb não sei pq crente fica triste e chora quando morre alguém… Afinal eles não foram para o céus com deus?

  3. Diego leao alcantara: e lamentavel te dizer que desde o principio da igreja cristã que satanás vem tentandoatraves de seus filhos calar a igreja mais todos os planos de satanas falharam mais ficarram algums filhos dele para escarnecer leia as historias e voce vai ficar sabendo quem era os filhos que satanas usava.

      • É, TALVEZ A SUA SALVAÇÃO ESTAVA ATRAVÉS DE ALGUNS DESTES QUE MORRERAM,MAS EU TE DIGO AINDA HÁ TEMPO PRA VC CONFESSAR O NOME DE jESUS E SER SALVO,POIS ELE TE AMA.

        • Caro amigo Roque voce lê a Bíblia,voce acredita nela?
          Salmos 116:15- Preciosa é aos olhos do Senhor a morte dos seus santos.
          É por isso que nós cristãos temos que estar preparado para partir a qualquer momento.Jesus vai voltar para buscar o seu povo ai daquele que ficar,não perca tempo se prepare para encontrar com ele.

  4. “Disse Jesus:Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo , passais por aflições, mas tende bom ânimo;eu venci o mundo.” João 16:33

DEIXE UMA RESPOSTA