Artistas plásticos causam polêmica ao usarem bonecos Ken e Barbie para representar Jesus e Maria Madalena, entre outros

2

Uma dupla de artistas plásticos argentinos está provocando uma grande polêmica ao usarem os personagens Barbie e Ken, que dão nome a bonecos infantis, como representações religiosas de virgens e santos da tradição católica.

Pool e Marianela, a dupla de artistas da cidade de Rosario, lançou a exposição “Barbie, a religião de plástico”, que será inaugurada no próximo dia 11 de outubro em Buenos Aires, e mostrará 33 figuras das religiões católica, budista e judaica, assim como entidades do folclore argentino.

Entre as representações estão a Virgem de Guadalupe, Maria Madalena, Jesus Cristo, São Caetano, entre outros. “Em um mundo que nos força a pensar, agir e sentir tudo a mesma coisa, Marianela e Pool se apresentam rebeldes, reafirmando o diferente. Empregar humor para ressaltar sua desconexão com universo histórico, político, religioso e de ficção foi o que causou destaque”, resume o site da exposição.

Entidades religiosas e os advogados que representam a empresa Mattel, dona dos direitos de imagem dos bonecos Barbie e Ken, protestaram contra o conteúdo da exposição.


Os autores reconheceram que já era esperado que a sua amostra pudesse suscitar críticas, mas acharam que a desaprovação viesse dos próprios fiéis, e não das autoridades ou da empresa que detém os direitos dos personagens infantis. “Nós sabíamos que poderia haver alguma controvérsia com a Mattel que os incomodam o uso de Barbie”, afirmou Marianela à BBC.

Virgem representada na Barbie
Virgem representada na Barbie

Seu parceiro, Pool, explica ainda que eles não tem “nada contra as religiões” e que tiveram grande cuidado de respeitar as crenças, além de evitar recriar Maomé, uma vez que os muçulmanos consideram ofensivo criar representações do profeta islâmico. “Nosso compromisso é honrar [as religiões] e [não há] nenhum desrespeito”, resumiu o artista plástico.

Além das representações religiosas, Pool e Marianela já criaram representações de políticos argentinos usando os bonecos, como Evita e Juan Domingo Perón, casal que presidiu o país no século passado e ainda hoje é venerado pelos argentinos.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA