Ativista LGBT afirma que casamento é “instituição acéfala” e deveria acabar: “Por que casar quando você pode ser feliz?”; Confira

11

A ativista LGBT e escritora russa Masha Gessen está chamando a atenção da mídia norte-americana por causa de um vídeo em que ela defende o fim do casamento, contrariando os princípios de que a família tradicional seria essencial para a manutenção da ordem e moralidade na sociedade.

Especialistas que analisaram o discurso de Gessen, que é lésbica, afirmaram que há uma contradição da ideia da ativista com a luta dos demais militantes LGBT, que lutam pela regularização do casamento gay.

Referindo-se ao casamento como uma instituição acéfala, Masha Gessen prega abertamente que essa instituição deixe de existir tanto para heteros quanto homossexuais.

“Eu acho que é irracional que os gays queiram ter o direito de se casar, mas da mesma forma, eu acho que a instituição do casamento é acéfala e não deveria existir. Por que casar quando você pode ser feliz?”, afirmou, durante um painel do Sydney Writer’s Festival de 2012, evento voltado a escritores na Austrália.


Embora já tenha um ano que o conteúdo foi publicado, apenas agora o vídeo está ganhando força na internet, com mais pessoas compartilhando as ideias da ativista, segundo informações do Christian Post.

Masha Gessen diz que considerada irracional a luta pelo casamento gay pois “envolve mentir sobre o que vamos fazer com o casamento quando chegarmos lá. Nós mentimos que a instituição do casamento não vai mudar, e isso é uma mentira… A instituição do casamento vai mudar e deve mudar”, disse, citando a estrutura familiar incomum que ela participa.

Devido ao divórcio de seu primeiro marido, e à sua relação atual com uma mulher, Masha afirma que seus três filhos possuem mais pais que as crianças filhas de casais héteros: “Eu tenho três filhos que têm cinco pais, mais ou menos, e eu não vejo por que eles não deveriam ter cinco pais legalmente”, disse Gessen.

A entidade de proteção ao casamento Protect Marriage criticou os conceitos de Masha Gessen: “A jurisprudência americana reconheceu há muito tempo, que o casamento é a base da família e da sociedade, sem ele não haveria nem civilização, nem progresso”, pontuou o comunicado divulgado no site oficial da entidade. “A criação, nutrição e socialização da próxima geração é realizada principalmente através da unidade familiar”, definiu.

Ainda segundo o texto, “o casamento tradicional tem como objetivo fornecer a cada criança uma mãe e um pai que são responsáveis ​​uns pelos outros, por seus filhos, e pelo bem comum. Ao identificar crianças com seus pais, o sistema social poderosamente motiva os indivíduos a estabelecer-se em uma união procriadora e duradoura para cuidar da prole resultante da união”.

Confira o discurso de Masha Gessen abaixo. Se desejar, ative o sistema de legendas e traduções do Youtube, usando o segundo botão após o play:

Assine o Canal

Por Tiago Chagas, para o Gospel+


11 COMENTÁRIOS

  1. 1 João 2:18 “Filhinhos, esta é a última hora; e, conforme ouvistes que vem o anticristo, já muitos anticristos se têm levantado; por onde conhecemos que é a última hora.”

  2. essa é a verdadeira intenção dos ativistas acabarem com a família,destruirem o casamento(homem e mulher)…..vamos abrir os olhos gente só ñ vê quem ñ quer!!

    SIM A VIDA, SIM AO CASAMENTO(HOMEM E MULHER),SIM A MARCO FELICIANO NA CDHM…..

  3. Falou certo, casamento é instituição falida!

    Tomare que essa porcaria esteja em extinção de vez, mais não se preocupem nem, pois de pouquinho, ele está acabando.

    Não precisa casar, basta ser feliz da forma que quisermos.

DEIXE UMA RESPOSTA