Por pressão do Vaticano, Brasil tira referência a aborto do texto final da Rio+20

4

O novo projeto de texto final da Rio+20, apresentado na manhã desta terça-feira (19) teve uma modificação feita por pressão do Vaticano sobre as autoridades brasileiras. O Brasil retirou do texto a expressão “direitos reprodutivos”, que designa a autonomia da mulher para decidir quando ter filhos.

O novo texto fala sobre o direito de acesso a métodos de planejamento familiar, fazendo uso do termo “saúde reprodutiva”, e mantém as referências à Declaração de Pequim, de 1995, que, entre outros temas sobre igualdade de gêneros, trata de direitos sexuais femininos. Com status de observador na ONU, o Vaticano, queria também que essas referências fossem removidas do texto.

A mudança foi motivo de protesto entre representantes de entidades feministas. Beatriz Galli, da ONG feminista Ipas, afirma que a exclusão do termo vai contra uma promessa feita nessa segunda-feira (18) pela diplomacia brasileira, de que mantê-lo era um compromisso com a Secretaria das Mulheres da Presidência.

Segundo a Folha de São Paulo, o texto inicial foi defendido por Bolívia, Peru, México, Uruguai, Canadá, Islândia e EUA.

A Santa Sé, que já pressionava sobre as mudanças desde o início, foi diretamente apoiada nessa decisão pelo Chile, Honduras, Nicarágua e Egito, que alegaram não reconhecerem “direitos reprodutivos”, e pela República Dominicana, Rússia e Costa Rica que sugeriram acrescentar ao termo o qualificativo “de acordo com as leis nacionais”.

Questionado sobre o assunto, o observador permanente do Vaticano na ONU, arcebispo Francis Chullikat, afirmou que não comentaria o tema enquanto as negociações estivessem em andamento.

Fonte: Gospel+

4 COMENTÁRIOS

  1. Rodrigo Freire,acorda o vaticano é pequeno no tamanho de fachada,na verdade o papa comanda o mundo com seus espioes chamado sacerdotes,na verdade tudo isto chama politica absolutista aonde o papa é um ser unico e absoluto que comanda generais,policia,juizes e médicos atraves da “ordem de Malta”(maçonaria) tudo é politica religiâo é fraude,Deus mesmo é o Sol.

  2. Que bom que nossa Igreja Catolica, como participante da RIo + 20,
    pode pressionar para que a Vida seja respeitada.
    Parabéns por quem apoiou esta iniciativa, e que mais e mais as igrejas procurem
    sempre se ajuntar na defesa dos valores humanos e que reneguem as leis anti-vida.
    Pe. Anchieta – Juiz de Fora MG

  3. Rio+20 é tipo melancia… Verde por fora e vermelha por dentro. Querem defender o verde e assassinar os nascituros. Dá pra entender? Eu não consigo…. Sinto muito… A vida humana é muito superior… Acredito que se deva proteger a ambas.

  4. Quanta besteira dita em tão pouco espaço, os ateus radicais se superam !

    Alguem pelo menos se perguntou se o tema “aborto” é pertinente a uma discussão racional sobre a natureza ?

    Então indefesos são tão responsáveis quanto a ganância do mundo por dinheiro ??

    Vinde Senhor Jesus

  5. E depois afirmam que o Vaticano é representante do Anticristo.Tai O diabo contra o aborto? Nunca ouvi falr distoCade os telepastores que não foram ajudar a”Igreja da Babilônia” nesta hora? O Espirito Santo disse que não? Ou já é a falsa tese da Livre interpretação da Biblia liberando os “cristãos” para o aborto?

DEIXE UMA RESPOSTA