Caetano Veloso critica Marco Feliciano e diz que é “difícil admitir um homem irado” na presidência da Comissão de Direitos Humanos

18

A onda ininterrupta de protestos contra o deputado Marco Feliciano (PSC-SP) ganhou recentemente a adesão de artistas que discordam da ocupação do cargo de presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) pelo pastor.

Agora quem critica a escolha de Feliciano para o cargo é Caetano Veloso, um dos mais respeitados artistas da MPB e que atuou contra a ditadura militar nos anos 1970 e 1980.

Em seu artigo “Um pouco de sensatez”, publicado no site do jornal O Globo, Veloso critica a fala do pastor a respeito da maldição sobre os descendentes de Noé que povoaram o continente africano.

“Bem, a maldição dos que, miticamente, foram popular a África já foi usada antes pelos racistas de vários lugares para justificar a escravidão. Feliciano a usa, sem cuidado, para explicar Idi Amin, a Aids, as faminas etc. Uma autoridade responsável por uma comissão de direitos humanos não pode basear suas falas e atitudes em dogmas religiosos. Menos ainda se ele demonstra simplismo grosseiro na interpretação destes”, criticou o artista.


Caetano Veloso afirma que alguém que discorda das práticas de um dos grupos que são atendidos pela CDHM não pode gerenciar essa comissão: “É difícil admitir que presida uma comissão que supostamente protege as minorias um homem que grita, irado, que se os homossexuais querem fazer ‘suas porcarias’, que as façam escondidos dentro de seus quartos, em suas casas, nunca se beijando em locais onde suas filhas possam ver ‘dois homens barbados, de pernas raspadas, aos beijos’”, escreveu o cantor.

Veloso ainda diz que os homossexuais não são os únicos vitimados pelo preconceito social, e admite que existe intolerância contra evangélicos: “Sim, sem dúvida há. Vejo em filmes e piadas de TV, em conversas e em textos publicados, intolerância contra a vitalidade com que as igrejas neopentecostais se impõem no Brasil. A hipocrisia dos pregadores, a ganância de dinheiro, enfim, tudo o que se pode apontar em toda organização religiosa é quase sempre o aspecto ressaltado. Mas eu nunca me identifiquei com essa atitude. Vejo o crescimento das igrejas evangélicas como uma forma de progresso no nosso caminho para onde devemos ir. Não admiti nunca as campanhas anticandomblé que elas alardeavam. Mas isso serenou”, ponderou.

Confira abaixo, a íntegra do artigo de Caetano Veloso sobre a indicação de Marco Feliciano para a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados:

Felizmente a ministra Marta Suplicy recuou da decisão de incluir as TVs a cabo no rol dos produtores de cultura beneficiados por mecanismos do ministério. O artigo de Cacá Diegeues na semana passada deixava claro o absurdo que seria a aplicação da nova norma. TVs a cabo fazem dinheiro grande, são dinheiro grande, e nem traduzem os títulos ingleses das séries, quase todas americanas, que apresentam. Um ministério que deseje incentivar a criação cultural no Brasil não tem por que incluí-las em seus programas de incentivo.

Será crível que Marco Feliciano tenha sido escolhido presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias? Na explicação que ele ofereceu aos fiéis da sua igreja, a África é citada várias vezes como “essse país”, o que mostra ignorância a respeito do assunto que tratou com tanta veemência. Nitidamente ele vê a África como um todo unitário. Bem, a maldição dos que, miticamente, foram popular a África já foi usada antes pelos racistas de vários lugares para justificar a escravidão. Feliciano a usa, sem cuidado, para explicar Idi Amin, a Aids, as faminas etc. Uma autoridade responsável por uma comissão de direitos humanos não pode basear suas falas e atitudes em dogmas religiosos. Menos ainda se ele demonstra simplismo grosseiro na interpretação destes.

É difícil admitir que presida uma comissão que supostamente protege as minorias um homem que grita, irado, que se os homossexuais querem fazer “suas porcarias”, que as façam escondidos dentro de seus quartos, em suas casas, nunca se beijando em locais onde suas filhas possam ver “dois homens barbados, de pernas raspadas, aos beijos”. O pleito de casamento gay é um pleito de minoria representada que deve ser estudado por comissões parlamentares que tratem do assunto com calma, lucidez e isenção. Você pode seguir uma fé que determina que os atos homoafetivos são pecado (na verdade, são O PECADÃO, como observou alguém que meditou sobre o assunto, já que é um pecado que, dentre todos, costumava despertar a ira até dos incréus, sendo incomparável com o falso testemunho, a gula ou mesmo a atividade sexual livre entre pessoas de sexos opostos), mas essa maldição religiosa lançada sobre um tema não pode entrar aos berros num grêmio de legisladores que deveria acompanhar o movimento da sociedade auscultando suas forças e tendências. Há religiosos e ateus que odeiam atos homoafetivos e consideram os africanos uns amaldiçoados, mas isso não representa o movimento da sociedade como um todo. As pesquisas na maioria dos países do Ocidente (inclusive o Brasil) não dizem isso. E, mais importante, para além do aspecto democrático dessas auscultações, há de haver princípios de direitos inegociáveis, como é o direito de igualdade de respeito e de oportunidades. É simplesmente grotesco que um religioso que fala em tom tão fanático se eleja presidente de uma comissão que deveria proteger os que têm carência de respeitabilidade e de oportunidades.

Espero que a menção feita por Marina Silva, a quem tanto admiro, à troca “de um preconceito pelo outro”, no caso da discussão sobre a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias, não signifique que opor-se à escolha de Feliciano, nos termos em que o faço, é uma mera troca de preconceitos. Contra quê, aliás, seriam os preconceitos de quem discute a escolha? Contra evangélicos? Contra pastores? Contra religiosos em geral? Sim, sem dúvida há. Vejo em filmes e piadas de TV, em conversas e em textos publicados, intolerância contra a vitalidade com que as igrejas neopentecostais se impõem no Brasil. A hipocrisia dos pregadores, a ganância de dinheiro, enfim, tudo o que se pode apontar em toda organização religiosa é quase sempre o aspecto ressaltado. Mas eu nunca me identifiquei com essa atitude. Vejo o crescimento das igrejas evangélicas como uma forma de progresso no nosso caminho para onde devemos ir. Não admiti nunca as campanhas anticandomblé que elas alardeavam. Mas isso serenou. Religião é assunto imenso. Leio Mangabeira. Penso. Acompanho pessoas íntimas que são profundamente religiosas. Umas católicas, outras evangélicas e ainda outras espíritas ou candomblezeiras. Eu próprio não sigo religião. Mas, mesmo que seguisse, teria de entender que Comissão de Direitos Humanos deve tratar dos temas pertinentes de modo não sectário.

Será que o Brasil, além do mini-PIB, terá que passar agora por papagaiadas como essas? São muitas maluquices que podem atrasar nossa caminhada. Ao contrário do que diz Feliciano, o continente africano está se erguendo. O Brasil, tão cheio de promessas desde sempre, será que vai ficar entalado?

Pelo menos Marta viu a luz.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+


18 COMENTÁRIOS

    • PELO NIVEL DEPLORÁVEL DA MAIORIA DOS COMENTÁRIOS, DE QUEM ATÉ AGORA NÃO NÃO ENTEDEU NADA DO QUE O CARA DISSE, DÁ PARA EXPLICAR A RAZÃO DE AMEBAS INTELECTUAIS COMO ESSE PASTORZINHO SE ENRIQUECE NO GUETO GOSPEL.
      EVANGELICOS = GENTE ESTÚPIDA.

  1. Caetano vai dormir pra ve se vem alguma inspiração de musica novas que nem musica vc faz mais. Vai dormir vai, não percebe que esta sendo usado pra “tentar” influenciar quem ja foi eleito e tem o direito de exercer seu cargo. Porque vc não critica o Genuino e o Jose cunha que são CONDENADOS e tá lá. Vai dormir meu caro vai…. vai……

  2. Prezados, o cara que da o rabo nao eh confiavel. Se ele tem coragem de fazer isso com o rabo dele, imagine o que ele fara com o rabo dos outros. Esse Caetano nao eh serio e que vai na dele eh igual pois comumgam da mesma ideia.

  3. O que mais me impressiona é o fato de pessoas como Caetano ser tão inteligente e ao mesmo tempo tão ingnorante. Querido, uma coisa eu concordo com você, não seja religioso, seja um cristão. Siga Jesus e não cometerá as asneiras que acaba de cometer, outra coisa, antes de expor sua opinião a respeito de qualquer asssunto tome conhecimento da causa. A Palavra de Deus nos diz que “Daremos conta de toda palavra anunciada, seja pra justificação ou condenação” esteja portanto, pronto para colher a má semente que acaba de plantar.

    • Caetano,
      Se você conhecesse as Sagradas Escrituras saberia que o Grande EU SOU, está no controle de tudo e agindo Ele quem impedirá. Não é sua opinião e nem dos demais artistas que mudarão o rumo do projeto de Deus, pense nisso.

  4. Caetano Veloso afirma que alguém que discorda das práticas de um dos grupos que são atendidos pela CDHM não pode gerenciar essa comissão.

    Quero lembrar que evangélicos também são humanos, e deveriam ser atendidos pela CDHM.

    Outra, ativistas homossexuais dizem que nas paradas gays vão milhões… mediante o próprio discurso deles questiono… são minoria mesmo?

  5. POSSO ESTAR MAL INFORMADA, MAIS NÃO VI NENHUMA CRITICA DE CAETANO VELOSO A PARTICIPAÇÃO DE ALGUNS DA LIGA MENSALÃO NA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA.
    TODA ESSA MOBILIZAÇÃO TEM UM ÚNICO INTENTO DESVIAR A ATENÇÃO DE CIMA DE ALGUNS INTOCAVEIS DE BRASILIA.

  6. Muito bem seu Caetano, use seu prestigio musical para atacar o pastor, mas cá pra nós, quem te convidou ou te pagou para publicar isso?
    Um dos motivos da sua aparição pode ter sido pago para isso ou o senhor está nessa para defender a sua classe, a classe gay.
    Dizia o polêmico costureiro que para ser gay não precisava ninguém ficar de plantão defendendo, e que o sujeito para ser viado não precisaria casar nem andar de mãos dadas na rua.
    Porque você não cuida da devassidão que está tomando conta de Salvador?
    Porque não vai a luta combater a corrupção no seu estado?
    Porque não se aposenta e para de regravar musicas dos outros?
    Seria o senhor do bloco da preta Gil?
    Olha moço os gays têm mais é que ficarem calados, porque sabes que essa prática alimenta o demônio.
    Sabes que essa pratica contamina a terra. Sabes que se não fosse os religiosos para amenizar as coisas isso aqui já tinha explodido.
    Não gosto do jeitão do Pastor. Mas essa presidência está entregue em boas mãos.

  7. Não esqueçam que o Marco Feliciano chamou a polícia para fazer um boletim de ocorrência contra o site UOL, pois o mesmo havia clicado na palavra GAY e imediatamente aparaceram diversos homens nus! ( o problema é que ele teve que autorizar o acesso por um segundo clique onde pedia confirmação de desejar ver, que era conteúdo erótico e que tinha mais de 18 anos). Parece querer se livrar dos acessos que faz a sites gays, não é mesmo IGREJA? Há trinta anos atrás você não via nenhum evangélico homofóbico. Em minha infância (nasci em 70) jamais ouvi pessoas criticando os homossexuais como hoje. Porque essa galera de crentelhos está tão fixada em condenar isso ultimamente?(tendo retardados que ainda confundem homossexuais com pedófilos). Isto se tornou a bandeira deles! Jesus está em terceiro plano na vida destas pessoinhas, pois em primeiro lugar vem o combate aos homossexuais, em seguida o próprio enriquecimento e só então o Salvador. JULGAM tanto que esquecem que a bíblia deles diz que quem Julgará as pessoas é somente DEUS! (segundo o que dizem crer!).

    • Amigo, o extremismo é de ambos os lados. Sou contra qualquer tipo de violência. Não é por ser homossexual que a vilolência contra uma pessoa deve ser reprimida e sim por ser humano, por ser semelhante. E o que dizer de ativista Lgbt se dizendo a favor de empunhar armas para combater a “praga” evangélica. Não sou a favor de Marcos Feliciano para a comissão de direitos humanos, mas que fique claro que ele está sendo retirado de lá em uma demonstração de intolerância religiosa, pois na fala do Caetano Veloso, “um pastor que demonstra intolerância…” ele deve ser retirado se for um indivídio que demonstra intolerância e não por ser pastor… estão vendo a relação? Há extremismos de ambos os lados e a coisa não vai mudar. Essa guerra fria vai continuar, o que se espera é que pessoas que se julgam sensatas, ajam como tal. Não aceite tudo o que lê, ouve ou vê, leia as entrelinhas.

  8. Até você Caetano? Também eu que não sou superior a você, que aliás, cresci ouvindo suas belas melodias, isso sim, é de sua alçada, de sua competência, do seu domínio; devo dizer que não concordo com o infeliz escorregão de Feliciano, que falou bobagem por desconhecimento ao tema, mas que porem, tem preparo suficiente para presidir a referida comissão. Quero sobretudo salientar que o tal alvoroço em torno da fala de Feliciano não se concentra de sua colocação infeliz dirigida a origem africana, mas a fermentação ortigaria visa atingi-lo por sua posição contraria a pratica homossexual. Ora, se existe o livre arbítrio para se declarar homo, por que se declarar hétero ofende. O QUE QUEREM é equiparar ambas as praticas como normal. Mas isso é impossível. A própria natureza rechaça tal pretensão. O criador fez macho e fêmea. Outrem inventou o homo.

  9. os unicos que vejo irado nessa historias são os homossexuais,que zombam de Deus e ferem a sua palavra,o inferno os aguarda se não houver arrependimento!!!shalom!!

DEIXE UMA RESPOSTA