Abertura do Congresso dos Gideões reúne 50 mil pessoas e movimenta economia de Camboriú

28

A abertura da 32ª edição do Congresso dos Gideões Missionários da Última Hora em Camboriú (SC) reuniu mais de 50 mil pessoas na cidade, e o trânsito na BR-101 ficou caótico, provocando filas e demandando a mobilização de dezenas de policiais militares para coordenar o tráfico no local, além de garantirem a segurança dos fiéis.

Segundo informações do site RIC Mais, os organizadores do evento disponibilizaram nove telões de LED para retransmissão do evento na área externa do centro de convenções onde aconteceu o Congresso.

A movimentação em Camboriú não acontece apenas no âmbito do tráfego. Os moradores da cidade aproveitam os turistas para lucrar, vendendo lanches, bebidas ou alugando casas para os fiéis que ficam na cidade durante dos os dias do Congresso.

Segundo o secretário de Finanças do município, Sérgio Venâncio, “o congresso movimenta bastante a economia do município e da região”, o que incentiva melhorias: “Alguns empresários aproveitam para juntar dinheiro e fazer novos investimentos”, acrescentou.


Além de lucros para empresários e comerciantes, há moradores que são beneficiados com empregos temporários. A jovem Camila Paim Prada conseguiu seu primeiro emprego na véspera do Congresso: “Antes eu não tentei por causa da escola, mas bastante gente consegue emprego nesse época”, revelou.

Há quem lucre com investimento mínimo, como por exemplo, o casal Luisa Rebello Vieira e Jorge Gustavo Batista Vieira, que alugam o banheiro da residência. Para quem precisa usar o espaço, cobram R$ 1, e para banhos, R$ 3,00. “Os nossos vizinhos sempre faziam isso e dava certo, então decidimos alugar também. Vem bastante gente procurar, a maioria são comerciantes que vieram trabalhar durante o congresso”, conta Jorge, que lucra em média R$ 70 por dia.

A 32ª edição do Congresso dos Gideões Missionários da Última Hora termina hoje, 5 de maio. O evento enfrentou denúncias de bebedeira e prostituição nos bastidores. O idealizador do evento, pastor Cesino Bernardino, confirmou as acusações e afirmou que “Deus está tratando”.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+


28 COMENTÁRIOS

  1. Vou todo ano. É o maior congresso de missões do mundo. Como sempre, estive lá nas pregações de Abílio Santana e Marco Feliciano. Foi ótimo!!! Parabéns a todos os organizadores. Discordo da quantidade de participantes anunciada, pois passaram por ali no mínimo uns 200 mil.

    • Eu planejei de ir este ano mas não deu, Deus me dará nova oportunidade. Louvado seja Deus por este congresso, onde a obra missionária está a todo vapor.

  2. Eu não precisei ir la pra contribuir, só em assistir pela internet, eu eviei a minha contribuição, e o dinheiro e meu, eu dou pra quem eu quiser, ninguém tem nada com isso. quem estiver com inveja, que vire ganhadores de almas para Jesus também
    .

  3. Existe o congresso dos gideões em camboriu e existe a festa do padre cícero no juazeiro (CE). As duas festas se parecem, sendo ambas religiosas, mas existem diferenças: o frequentadores de camboriu tem dinheiro para gastar e são criticados pela opinião pública, os de juazeiro geralmente são pobres e mesmo assim gastam muito dinheiro e a opinião pública acha isso normal.

DEIXE UMA RESPOSTA