A crise no seu casamento pode servir para glorificar a Deus, afirma pastor; Entenda

0

As crises em um casamento não são, necessariamente, sinal de fracasso, e uma união que atravessa turbulências também pode servir de testemunho do amor e poder de Deus. Esse é o ponto de vista do experiente pastor John Piper.

Piper exerceu a função pastoral por décadas, e nos últimos anos, vem se dedicando ao ministério Desiring God, em que atua através da internet, com vídeos e artigos, respondendo dúvidas e aconselhando aqueles que acompanham o trabalho.

Recentemente, um marido anônimo procurou o pastor e expressou sua angústia por ver a crise de sua união como resultado da maneira como viveu por um longo período de tempo.

“Meu casamento sofreu muito porque falhei com a minha esposa de muitas maneiras, em nossos últimos 22 anos de casamento. Eu estava desviado e agora ela é quem está distante de Deus. Minha esposa desistiu de mim e eu não posso culpá-la. Como um casamento como o meu pode glorificar a Cristo?”, questionou.


John Piper frisou que a ideia de Deus para a união entre um homem e uma mulher era estabelecer um símbolo de algo maior: “O casamento é projetado por Deus para ser uma parábola, uma peça ou uma imagem do amor entre Cristo e a igreja, que é a noiva de Cristo”, afirmou.

“O casamento ser fácil ou difícil não anula o testemunho sobre Cristo e sua igreja. Há muitas tensões entre Cristo e a igreja — e sempre é culpa da igreja, nunca de Cristo. A única coisa que deixa de refletir o relacionamento entre Cristo e sua igreja é quando a aliança da união é rompida, porque a aliança entre Cristo e Sua Igreja nunca é quebrada”, acrescentou.

No texto, o pastor John Piper contextualizou sua explicação com as passagens bíblicas de Efésios 5:22-26 e Gênesis 2:24, e frisou que os casamentos turbulentos que superam as dificuldades mantendo a fidelidade expressam uma verdade única sobre a relação entre Cristo e a Igreja.

+ “Tem algo errado se você é cristão e não tem problemas”, diz pastor John Piper

“A nova aliança comprada pelo sangue nunca será quebrada. Nunca. Essa é a grande novidade do novo pacto em relação à antiga aliança. Jesus elevou os padrões de fidelidade no casamento, acima dos padrões da lei do Antigo Testamento”, ponderou.

“Se um cristão vê o seu casamento se acabar, ele pode declarar a verdade de Cristo mantendo a aliança, mesmo que o outro parceiro não queira”, comentou o pastor.

“O casamento é uma das maneiras pelas quais a verdade de Cristo é mostrada no mundo. Um cristão com um casamento destruído pode até não apresentar uma parábola de amor, mas pode mostrar os valores de Cristo de outras maneiras”, sublinhou Piper.

Sobre as diferentes formas que uma união difícil pode glorificar a Deus, o pastor explicou: “Um casamento difícil pode mostrar que o amor de Cristo mantém um pacto e, não só isso, um cônjuge fiel que mantém o pacto pode mostrar a verdade dessa aliança. E se você pensar que tudo o que restou foi o fracasso, saiba que Deus pode transformar as ruínas de seu casamento com Sua glória”.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA