“Deus os colheu na hora certa”, diz mãe da namorada de Cristiano Araújo sobre acidente fatal

4

A mãe da namorada do cantor Cristiano Araújo afirmou recentemente que a dor que sente pela perda da filha e do candidato a genro vem sendo amortizada pela presença de Deus em sua vida.

No dia 24 de junho de 2015, há quase um ano, o casal faleceu em um acidente de trânsito. Allana Moraes, 19 anos, foi atirada para fora do carro. Cristiano Araújo, que viajava sem cinto de segurança – assim como a namorada – também faleceu.

Para Miriam Coelho Pinto Moraes, 47 anos, a fé é a única coisa que a ajuda suportar a ausência da filha: “Eu amo meus três filhos igualmente, mas Allana me incluía mais da vida dela. Eu vivia e sofria junto com ela. A gente era cúmplice uma da outra. Por isso, eu senti como se tivesse ido metade de mim, que perdi minha metade”, afirmou, em entrevista ao G1.

A convicção de que se encontrará com a filha na eternidade minimizou a dor, já que teve enormes dificuldades para lidar com a perda: “Estava tão envolvida naquilo e, de repente, acabou. Você se perde. Foi bastante difícil para mim e ainda está sendo viver sem ela. Perder um filho é a mesma coisa que amputar um membro de um corpo sem anestesia, é uma dor na alma, que não tem nem como explicar”.


Segundo Miriam, a definição em torno do namoro dos dois levou um ano, mas tinha propósito, e ela vivia em oração pelo casal. Ela destacou que o namoro era “conturbado devido ao meio artístico” do cantor, mas sua filha sabia que tinha feito essa escolha.

“As pessoas veem as fotos e acham que era um conto de fadas, só que não, como dizia a Allana. Ela pôde viver coisas bacanas com o Cristiano, mas foi através de bastante tribulação e para ele também. O meio do Cristiano é artístico, de muito assédio, inveja, interesse, então tinha muita gente que não queria esse namoro”, ressaltou.

Ela revelou ainda que, da forma como via as coisas, na intimidade, o namoro de sua filha e do cantor os preparou para a presença de Deus: “A Allana estava buscando a Deus e o Cristiano, a partir do momento que foi pedir a Allana em namoro, estava tentando traçar um caminho mais reto e viver esse amor que ele encontrou nela. Nesse namoro, de uma certa forma, a Allana santificou a vida do Cristiano e o Cristiano a vida da Allana. Acredito que Deus fez o melhor, foram colhidos na hora certa, em que estavam em estado de maior graça”, concluiu.


4 COMENTÁRIOS

  1. EU QUERIA ENTENDER. SE TIVESSE SE SALVADO SERIA MILAGRE AI TODO MUNDO CONTENTE. SE MORREU FOI AREBATAMENTO FOI DEUS QUE QUIS AI ESTA NO CEU DO LADO DE DEUS. EU QUERIA FAZER UMA PERGUNTA PARA IR PARA O CEU TEM QUE MORRER EU NAO VEJO NINGUEM QUERER MORRER PARA IR PARA O CEU, SO AQUELES ALIENADOS ISLAMICOS QUE SE SUICIDA PARA VIVER COM MAIS DE 60 VIRGEN NO CEU AO LADO DE DEUS. VAMOS SER MAIS REALISTAS ESTAMOS NO SECULO 21.

  2. A senhora Mírian Coelho, mãe da moça, tem razão ao dizer que a presença de Deus pode confortar e consolar numa hora de extrema tristeza como essa. Mas dizer que Deus os colheu na hora certa é um exagero da verdade. Ele morreram porque estavam em alta velocidade, sem cintos de segurança e com um motorista irresponsável que não avaliou corretamente ou quis fazer graça com uma rodovia de tráfego intenso à noite. Todos saindo de um show noturno e,certamente, sonolentos, brincando com a vida! Deu no que deu! Deus está fora desses comportamentos!

  3. Esse deus é muito bom mesmo. Mata as pessoas a torto e a direito e ainda temos que agradecer. Se foi deus que matou o cantor, por que o motorista está sendo processado? Se deus quis que ele morresse, por que ficaram tristes, revoltados e chorando? Não era para fazer festa e soltar fogos? Cabeça de crente é mesmo um mistério muito confuso e embolado.

  4. Tamanha ignorância dos comentários e pior o português é péssimo Deus escreve com D maiúsculo,
    Porque ele é o criador e eu entendo o lado espiritual dessa mãe.

DEIXE UMA RESPOSTA