Internacional

“Deus nos dá forças quando precisamos”, diz idoso de 90 anos que salvou a esposa de incêndio

Comments (2)
  1. Emanuelle disse:

    Notícias da criança estrangulada por pai pastor.
    Criança fica com graves sequelas no ES
    Evangélico matou a esposa e agrediu a filha em janeiro deste ano.
    Menina de dois anos sofreu paralisia cerebral e teve fala e visão afetadas.
    A menina de dois anos e dois meses que apanhou e foi estrangulada pelo pai, um pastor evangélico, em janeiro deste ano, ainda sofre com as sequelas causadas pela agressão. O crime aconteceu no bairro Justiça, em Anchieta, Litoral Sul do Espírito Santo. Por conta dos socos e pancadas, a pequena Manoela sofreu traumatismo craniano e paralisia cerebral, o que afetou a fala, a visão e os movimentos da menina, que depende completamente dos familiares.
    O pastor João Pontes matou a esposa, Lilian Nascimento Freitas, de 33 anos, e bateu e estrangulou a filha, no dia 3 de janeiro. Na época do crime, ele contou que agiu por ciúmes, durante uma discussão do casal. Depois do assassinato e da agressão, Pontes fugiu para o Norte do Rio de Janeiro, mas foi preso. Ele continua no Centro de Detenção Provisória de Guarapari, também no Sul do Espírito Santo.
    A criança, que tinha apenas um ano e seis meses quando sofreu nas mãos do pai, foi socorrida por um vizinho. O socorro só aconteceu dez horas após o crime. A espera afetou a oxigenação do cérebro da criança, ocasionando a paralisia cerebral. Manoela chegou a ficar cerca de um mês em coma. Atualmente, a menina se alimenta por meio de uma sonda, respira por uma cânula na traqueia e ainda faz uso de seis medicamentos.
    Antes do caso, Manoela era uma menina ativa, alegre e bastante comunicativa, conforme contam os familiares. Hoje, vendo as limitações da neta, o avô Manoel Negrini não consegue conter a tristeza. “É muito triste. Sempre choro. Ela era muito inteligente”, disse.
    Apesar de todos os problemas, a família ainda tem esperanças de ver a menina curada e correndo novamente pela casa.
    “Hoje, queria levar ela para um médico fora pra ver se alguém pode fazer algo por ela”, disse a avó Vera Lúcia Negrini. “Ela foi muito sacudida. De repente, tem uma operação. Queríamos um médico pra ajudar”, comentou a tia Cláudia Negrini. “Meu sonho é ver a Manu andando. Mas se isso não acontecer, ela vai ter todo o nosso amor”, disse o avô.
    O pastor João Pontes está preso no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Guarapari, na Grande Vitória.
    Globo.com

  2. luana disse:

    Nossa não se pode chamar ele de pastor ,,um pastor ele vela pelas suas ovelhas ele da a alma por elas , e esse cara aí não deu a mínima nem para família dele ,, ele não é pastor coisa nenhuma. ..

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *