Crescendo nas pesquisas, Donald Trump volta a dizer que vai “proteger os cristãos” se eleito

2

O pré-candidato do Partido Republicano à presidência dos Estados Unidos Donald Trump afirmou que, se vencer as prévias e as eleições, será um protetor dos cristãos quando chegar à Casa Branca.

A declaração foi feita em um comício na Universidade Liberty, em Lynchburg, Virginia, para uma plateia formada essencialmente de estudantes.

“Eu protegerei os cristãos”, disse Trump, acrescentando que a comunidade tem perdido poder na sociedade norte-americana.

O site Religion News destacou que o “politicamente incorreto” Donald Trump vem reiterando sua promessa de ser “ótimo” presidente para os eleitores conservadores.

Durante o discurso na universidade, Trump foi ouvido por milhares de estudantes, e destacou a importância de manter as tradições do país intactas. Ele foi o quarto pré-candidato republicano a discursar na Universidade, e de acordo com a imprensa, recebeu uma efusiva recepção da plateia.

Donald Trump é um empresário bilionário que fez fortuna no mercado imobiliário. Criado em uma família presbiteriana, ele é conhecido por sua forma pouco ortodoxa de falar de fé. Na visita à Universidade Liberty, fez um agrado aos professores e alunos ao lembrar de II Coríntios 3:17: “Onde está o espírito do Senhor, aí há liberdade”, recitou.

Antes dele, estiveram por lá os pré-candidatos republicanos Ted Cruz (senador); doutor Ben Carson; e Jeb Bush, ex-governador da Flórida e irmão e filho de dois ex-presidentes; além do pré-candidato democrata Bernie Sanders, que é senador.

A campanha de Trump vem sendo marcada por declarações polêmicas, como a promessa de impedir que muçulmanos oriundos de áreas de conflitos entrem nos Estados Unidos, e de fechamento de mesquitas que tenham relação com suspeitos de terrorismo.

Apesar das intensas críticas feitas a ele pela mídia, o falastrão bilionário é bem visto por boa parte dos eleitores republicanos, e lidera as pesquisas entre os pré-candidatos do partido, e tem se aproximado de Hillary Clinton (Partido Democrata) em simulações de confronto entre ambos.

2 COMENTÁRIOS

  1. eu ateh gostaria de ver Trump como presidente da America.
    seria muito curioso ver alguem sem habilidades politicas na Casa Branca.
    talvez seja o momento oportuno para isso.
    um presidente durao como ha muito nao se ve no ocidente.
    talvez…

  2. “Trump diz que pode “atirar em alguém” sem perder votos. A direita está confiante

    Por Fernando Brito · 24/01/2016

    A “onda” direitista no mundo está produzindo cenas bizarras, impensáveis.

    O candidato favorito dos republicanos a Presidência, Donald Trump, depois de diversas declarações racistas e belicosas, ontem, segundo a Reuters, disse ontem que sua situação eleitoral para vencer a indicação do partido para o pleito presidencial é tão boa que poderia dar tiros em alguém sem perder votos.

    “Eu poderia ficar no meio da Quinta Avenida e atirar em alguém e eu não iria perder nenhum eleitor”.

    Considerando o que Trump já disse sobre cercas, muros e expulsão de imigrantes, a escolha de uma rua de Nova York é bem “adequada” ao seu perfil.

    Até gente muito conservadora e ligada ao capital, como o milionário Mark Bloomberg, ex-prefeito novaiorquino, admite lançar uma candidatura que enfraqueça o tragicômico Trump.

    Um elemento de seu tipo, no controle da maior máquina de guerra do mundo, é algo que dá arrepios.

    O pior é ver uma sociedade doente ao ponto de ter em alguém assim o favorito eleitoral é apontado, hoje, por O Globo como “exemplo” do “êxito da economia de mercado”. Êxito de quem acha que as questões se resolvem com dinheiro e balas? Quando, na história humana, fanáticos deste tipo foram favoritos em eleições senão nos momentos de impasses econômicos?”

    Fonte: site tijolaco

DEIXE UMA RESPOSTA