Entidade ateísta se mobiliza para impedir criação de parque cristão temático

3

Um grupo ateu está exigindo que o governo do estado norte-americano de Iowa rescinda uma concessão dada a um grupo cristão que pretende criar um parque temático na cidade de Sioux. O argumento dos ativistas ateus é que o propósito religioso do parque violaria a Primeira Emenda da Constituição dos Estados Unidos.

A iniciativa foi tomada pela Freedom From Religion Foundation, que enviou uma carta ao estado exigindo que o Conselho do Estado, órgão que faz parte da Autoridade de Desenvolvimento Econômico de Iowa, anule o repasse de US$ 140 mil que foi reservado para a criação do parque Jardim do Pastor, que está previsto para ser inaugurado em setembro.

De acordo com informações do jornal local Siouxland News, o parque é descrito como um “Jardim da Paz”, e está sendo construído próximo a um estacionamento na área central da cidade, na região do rio Missouri.

Embora o parque tenha temas cristãos, como um caminho de pedra com versículos bíblicos e estações de oração, as autoridades do estado argumentam que o seu financiamento é uma forma de investir na ampliação das áreas verdes da cidade, e o dinheiro será usado no plantio de árvores e flores, e não no conteúdo religioso.


Tina Hoffman, diretora de comunicações da Autoridade de Desenvolvimento Econômico de Iowa, disse que o estado estuda a possibilidade de custear todos os aspectos não religiosos do parque, que totalizariam US$ 800 mil. Embora a concessão do primeiro valor tenha sido definida, o contrato ainda não foi redigido e assinado, e o Conselho do Estado se reunirá em junho para discutir o pedido da entidade ateísta.

“A diretoria estava ciente de que este projeto, que foi realmente descrito como um parque de meditação, tinha alguns elementos que eram de natureza religiosa. Isso estava claro, e obviamente que os fundos do Estado não pode ser particularmente gasto nessas áreas . A intenção do Conselho é certificar-se de que o contrato é explícito e claro sobre essa questão”, obervou Hoffman.

O advogado da entidade ateísta, Andrew L. Seidel, afirmou que a Freedom From Religion Foundation acredita que a concessão é “claramente […] uma violação da Primeira Emenda”: “Não podia ser mais claro que o que eles estão tentando fazer é promover a religião com um parque. Se fosse apenas um parque, não teríamos qualquer problema com ele”.

Já Garrett Smith, um membro do Conselho de Administração do parque Jardim do Pastor, afirmou à agência Associated Press que o jardim cristãs não é denominacional, e tem intencionalmente evitado pedidos de financiamento estatal para seus elementos religiosos, a fim de evitar polêmicas sobre a laicidade do Estado.


3 COMENTÁRIOS

  1. Esta desculpa de “estado laico” é mais fajuta que uma nota de 30 reais. Assim como estão querendo fazer lá estão tentando fazer cá também, vejam:

    Acusar os Cristãos de impedir que o Brasil seja um país laico: Esta é uma das maiores falácias dos praticantes do ateísmo que querem “soltar a franga”, assassinar alguns fetos ou cometer alguma bizarrice. Estes ignorantes e mal intencionados dizem que o Brasil está atrasado em muitos campos e que só progredirá se o estado deixar de ser influenciado pela religião e criar o estado laico, mas vamos analisar mais esta falácia dos “ateus”.

    O Brasil nunca foi não é e nunca será um estado laico, suas bases principais como educação, segurança, arte, política a as demais foram estabelecidas sobre as religiões, não digo sobre princípios cristãos porque estes nunca foram respeitados no Brasil, digo princípios religiosos mesmo. Sempre se ensinou ritos religiosos nos livros que são distribuídos nas escolas, os símbolos como bandeira e brasões são confeccionados tendo como base os símbolos maçônicos ou de outras religiões, ate mesmo o patrono da cavalaria do exército é são Jorge, uma figura religiosa que nada tem a ver com os verdadeiros cristãos, as nossas músicas sempre fazem alusões a vários deuses, a padroeira do Brasil é uma entidade espiritual que não encontra nenhum respaldo na fé cristã bíblica, a nossa política está impregnada de pessoas que simplesmente adoram o diabo.

    Quer um exemplo forte disto, Brasília que é a capital do Brasil e que foi arquitetada por um praticante do ateísmo, que de ateu não tem nada, simplesmente é composta por templos e símbolos religiosos e o número de funcionários do governo que servem a uma religião estabelecida nos arredores de Brasília é de sessenta mil pessoas, isto à décadas atrás. Denunciei isto aqui mesmo em outro artigo tendo como prova vários documentários, vou citar o trecho e disponibilizar o link onde poderá ser lido por completo e assistido os vídeos citados:
    Trecho: Temos o maior exemplo na nossa capital, que é a base do poder humano e espiritual sobre a nação. Segundo este documentário, que ninguém contestou ate hoje, e que pode ser conferido nos dois primeiros vídeos. A capital do Brasil foi completamente projetada e construída como base de adoração dos deuses pagãos do antigo Egito e Babilônia. Este é um modelo de misticismo tipo exportação, direto do Egito para o Brasil o que há de mais novo em adoração de demônios e similares. Brasília é uma cópia exata e moderna de uma cidade da antiguidade que foi construída com o principal objetivo de se invocar e adorar espíritos. Confira e constatem.
    Link: http://www.edigarcaires.com.br/carta_aos_brasileiros.php
    Os praticantes do ateísmo deveriam com as provas destes vídeos em mãos organizarem um comitê pró-estado laico e exigir a demolição de Brasília para que depois fosse construída uma nova capital nos moldes deles, aproveita também para mudar os nomes de algumas cidades como São Paulo, São Bernardo do campo, o estado do Espírito santo também deveria está recebendo outro nome, coloca no pacote a extinção de todos os feriados religiosos e dias festivos em que se homenageiam alguma entidade espiritual, arruma outra personalidade para se nomear padroeira do Brasil ou simplesmente acabe com o apadrinhamento da nação.
    Somente uma pessoa desavisada não percebe que a finalidade do argumento de tornar o Brasil um estado laico não é retirar de suas repartições públicas os símbolos religiosos ou das cédulas de dinheiro a frase deus seja louvado que nem faz referencia a um deus especifico. Estas alegações são na verdade a porta de entrada para criar uma cultura anticristã na mente dos jovens em idade escolar e dos desavisados, pois os praticantes do ateísmo não estão preocupados com a religião, mesmo porque esta em nada impede as depravações e ideais deles. Mas os princípios cristãos sim e são estes que eles querem combater, os ateístas depravados estão usando a falsa alegação de estado laico para tentar implantar no ensino público aberrações do tipo:

    Continua no link : http://www.edigarcaires.com.br/ateismo.php
    .

  2. Todo grupo tem por principal objetivo se sobrepor sobre os demais. Vale até se incomodar com algo que não os afeta em nenhum item, nenhum mesmo e agora a ferramenta mais usada por ateus e dissidentes religiosos é essa conversa de que “O Estado é laico”!
    Esse povo (com exceções) perde um tempo precioso perseguindo e poderia dar exemplo melhor, coisa que não fazem e quando o fazem é para, hipocritamente, se mostrar melhor que outros.

  3. Vicente disse: 29 de maio de 2014 ás 1:17 pm
    Alias porque vcs evangélicos não xingam a religião muçulmana de doutrina de satanás.
    Só a umbanda , espiritismo ou ateísmo

DEIXE UMA RESPOSTA