Escolas cristãs são ameaçadas de fechamento caso não ensinem “outras religiões” aos alunos

22

O governo britânico tem ameaçado fechar escolas cristãs se estas não ensinarem “outras religiões” e o caso alarmou lideranças religiosas no Reino Unido.

Instituições de ensino que já receberam classificações de “bom” e “excelente” para seus padrões educacionais podem ser fechadas caso a direção não adote, no currículo escolar, matérias sobre outras religiões além do cristianismo.

De acordo com informações do WND, um inspetor oficial de ensino do governo informou à direção de uma escola cristã independente que ela está fora de sintonia com os “valores britânicos” prescritos pelo governo para a educação, e deve convidar alguém de outra fé, como um imã muçulmano, para a elaboração dos materiais sobre religião.

Simon Calvert, vice-diretor do Instituto Cristão, disse que as “escolas cristãs tem uma reputação de altos padrões e seus alunos são bem preparados, e elas devem ter a liberdade de continuar a fazer o que sempre fizeram”.


Calvert argumentou ainda que “os pais claramente querem que essas escolas sejam mantidas” e afirmou que a imposição de outras crenças precisa ser revista: “O que precisamos é voltar à prancheta de desenho e realmente falar com as partes interessadas, falar com escolas de fé, descobrir o que elas pensam e chegar a um conjunto de propostas que não as obrigue a promover crenças que profundamente vão contra a sua própria”.

John Charles, presidente de uma associação que reúne diretores de escola, afirmou que a situação precisa ser revista: “Estamos extremamente preocupados com o que os novos padrões escolares retiram das proteções oferecidas pela Lei de Igualdade e objetos de caridade da nossa escola como estabelecido no seu contrato fiduciário. Ficaríamos muito gratos se vocês olhassem para esta questão e revissem a sua decisão sobre os novos regulamentos”, concluiu.


22 COMENTÁRIOS

  1. Assim como gays , que não contribuem em nada com a sociedade do mundo civilizado, querem impor normas e leis, ora que construam escolas, fabricas e comércios para dar emprego para gays ateus, simples assim se acham ruim, porque colocam seus filhos em escolas cristãs? porque não tem qualidade de ensino nas outras, então que se submetam as nossas normas.

    • O que é que os gays tem haver com essa materia kkkkkkkkkkk quero ver quando a homofbia virar crime, vou ver esses religiosos homofobicos fundamentalistas tudo preso ou individados com multas kkkkkkkk

      • como assim o que tem haver, não são os mesmos gays que querem privilégios casa própria operação de sexo, se colocados para rua porque não prestam pedir indenização se não der o serviço porque tem desvio de conduta querem indenização..que não entendeu, querem as melhores escolas cristãs , mas não querem se subjugar as normas, de que estamos falando.

        • Prezado Dennis e demais comentaristas deste “forum” de debates, como cristão, e com todo respeito e fraternal carinho ao José Carvalho, me vejo na necessidade de comentar que a posição do José de Carvalho não se coaduna com os princípios da regência bíblica no que diz respeito à defesa da nossa fé, conforme podemos ver na recomendação do apóstolo Pedro numa de suas cartas a uma igreja local:
          “…antes, santificai a Cristo, como Senhor, em vosso coração, estando sempre preparados para responder a todo aquele que vos pedir razão da esperança que há em vós.” (1 Pedro 3:15)
          Existem outros versiculos correlacionados que corroboram com a mesma orientação e que valeria a pena serem pesquisados.
          Assim sendo, em nome do pensamento ético cristão – ainda que não condescendente com temas que afrontam os princípios básicos da fé cristã – quero expressar o meu pedido de perdão pela forma como o José Carvalho e outros que, no afã de exporem suas defesas, não o fazem com a conveniente sabedoria e graça.
          Sinceramente,
          LevySabino – levy.sabino@gmail.com

  2. O que as autoridades não compreendem que os princípios cristãos são o que impulsionam o nível alta de padrões de educação. E se as famílias dos alunos discordam dessa educação deveriam procurar escolas que não tem os mesmos princípios. Vivemos em um mundo com livre arbítrio, as escolas cristãs tem o direito de ensinar seus princípios assim como uma escola muçulmana faria o mesmo. Isso é perseguição religiosa.

  3. Na verdade nada mais é que a disciplina da nova ordem mundial, onde todas as religiões estarão debaixo de um mandatário, para isso tem que haver um ecumenismo religiosa onde as criança serão ensinala a aceita-ladeste de cedo.

    • Impostas não, expostas sim. Até porque há escolas com predominio de professores evangélicos e por azar, diretores evangélicos que caçoam de professores e alunos de outras religiões…

      Ainda bem que teve uma cristã consciente na Bahia que está pedindo para sancionar uma Lei que preserve a crença e a sexualidade do aluno, não se devendo ser imposto nada. Escola não é igreja, e quem cuida dos filhos são os pais em primeiro lugar, a escola é apenas complementar à educação.

        • Dennis, nessas escolas os professores de historia amam falar de inquisição católica, mas ficam se exaltando com Lutero, como se ele não tivesse mandado queimar familias inteiras de católicos e anabatistas, repetindo o mesmo erro.

  4. Em evangelismo.blog.br: O que a Bíblia tem a nos mostrar acerca do arrebatamento e dos demais fatos que estão intimamente relacionados ao cumprimento dessa profecia? Para saber, acesse esse estudo completo e esclarecedor acerca desse assunto tão importante para todos os que creem.

  5. Show!
    Se as escolas cristãs são obrigadas a ensinar tudo sobre religião, as ateias também deverão falar sobre religião de um modo geral e amplo, certo?

    • Claudio, já dão aulas de filosofia nas escolas, dando o entendimento, por exemplo dopositivismo de Comte que é empírico, pregando conhecimento pelos sentidos – nada de transcedentalismo, incluindo deus – e também o existencialismo de Nieztche, onde pregava ser contra o excesso de virtude dos religiosos, explicava a liberdade moral – “deus está morto” – não havendo forças a nos atingir devido a nossos atos.

      Mas como há crianças que não prestam atenção na aula ou são bem educados, acabam por absorver sem aceitar.

      • Perdão, mas filosofia não é religião, filosofia é o modo como cada um vê a religião ou qualquer outro assunto, a minha filosofia de vida com certeza é diferente da sua mas podendo ter alguns pontos em comum.
        Filósofo, Platão era, e no fundo todo mundo é.
        Eu estou sugerindo falar sobre religião de um modo geral e amplo com tudo que elas implicam dentro de escolas ateias, ou seja: do governo, já que os governos se dizem laicos, ou seja: ateus.
        “A filosofia foca questões da existência humana, mas diferentemente da religião, não é baseada na revelação divina ou na fé e sim na razão.Desta forma, a filosofia pode ser definida como a análise racional do significado da existência humana, individual e coletivamente, com base na compreensão do ser. Apesar de algumas semelhanças com a ciência, muitas das perguntas da filosofia não podem ser respondidas pelo empirismo experimental.”
        Saudações em Cristo!

  6. Conversa fiada dos discípulos do anti-cristo. Vai ver se lá nos países de maioria islâmica, hindu, budista, etc… tem essa imposição do governo deles para se ensinar nas escolas deles o cristianismo ou qualquer outro grupo minoritário. Estão destruindo a liberdade religiosa nos berços do cristianismo. Qual o real interesse por trás dessa imposição.

    • Islâmicos e hinduístas, assim como cristãos, pregam firmemente ser contra quem não é a favor de suas convicções, acabando em ofensas e nas escolas, bullying. Agora não sei pra que você citou o budismo, sendo uma das religiões, senão a mais pacifista do mundo.

      Edvaldo, pelo visto és cristão, mas se lembre que no passado, seus avós piraram ao ouvir que a terra girava em torno do sol. Não preciso contar o resto da história, preciso?

  7. Rubens se você se ofendeu, me perdoe não foi essa minha intenção. Mas o budismo também tem suas mazelas, e em países como Sri Lanka e Mianmar existe forte perseguição de budistas aos cristãos. Quanto a terra girar em torno do sol, na época em questão quando isso sofreu oposição, era na ocasião a crença da maioria da população, não só os cristãos, lembrando que o acesso à educação, informação e etc… era um privilégio de poucos.

DEIXE UMA RESPOSTA