Evangélico alvejado por tiro disparado por policiais clama a Deus para sobreviver e testemunha; Veja

7

Um jovem que sobreviveu a uma abordagem da Polícia Militar do Rio de Janeiro contou que clamou a Deus nos momentos em que achou que perderia a vida.

Chauan Jambre,19 anos, estava conversando em uma das ruas da comunidade da Palmeirinha, em Honório Gurgel, zona norte do Rio de Janeiro, quando correu atrás de um dos amigos para fazê-lo parar de filmar as piadas que estavam sendo contadas. Coincidentemente, uma viatura estava chegando ao local e os policiais passaram a disparar tiros contra os rapazes.

Atingido no peito, Chauan caiu agonizando e clamando a Deus por socorro. “Espírito Santo de Deus me ajuda. Ô Senhor, me ajuda, Jesus”, dizia o jovem em sua oração desesperada. O outro colega, que gravava as brincadeiras do grupo, também foi atingido. Allan Souza de Lima, 17 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

O celular, no entanto, continuava gravando, e filmou toda a ação dos policiais, o que resultou em uma decisão do Comando da Polícia Militar em afastar os policiais envolvidos na ação desastrosa.


Em um trecho do vídeo, um dos policiais se aproxima de Chauan e questiona: “Vocês correram porquê?”, e o jovem evangélico responde, em meio às suas orações: “Não, a gente tava brincando, senhor. Pai, me ajuda por favor. Me ajuda”.

Em entrevista ao telejornal RJTV, da Globo, Chauan disse que a bala que o atingiu continua alojada em seu peito, e que trabalha vendendo mate na praia. O jovem contou também que havia decidido dormir na casa de seu patrão para economizar o dinheiro da passagem e poder fazer um teste como jogador de futebol no Bangu.

“Era para eu ir para o Bangu ontem, fazer os meus testes. No caso, eu estava trabalhando no Mate para conseguir o dinheiro do meu teste e do meu terno da igreja, porque eu sou obreiro”, contou Chauan.

Assista:

Assine o Canal

7 COMENTÁRIOS

  1. Ninguém vê o lado dos policiais, que já são recebidos a bala apenas por entrarem em
    determinado local.
    Assim, acham que tudo e todos estão querendo matá-los, acabam por agir antes.

    Por isso a situação não muda, o pecado gera morte.

DEIXE UMA RESPOSTA