Boko Haram já matou mais de 13 mil pessoas na Nigéria desde 2009, diz governo do país

3

O extremismo do grupo islâmico Boko Haram já resultou na morte de mais de 13 mil pessoas na Nigéria desde 2009. Na última quinta-feira, 26 de fevereiro, outras 35 pessoas perderam a vida em atentados suicidas nas cidades de Biu e Jos.

Biu fica localizada no nordeste da Nigéria, enquanto Jos está no centro do país. As ações terroristas foram postas em prática enquanto o presidente Goodluck Jonathan visitava a região de Baga, onde em janeiro morreram centenas de pessoas em um ataque do Boko Haram.

Segundo informações da agência France Presse, o primeiro ataque deixou ao menos 18 mortos após um homem-bomba detonar os explosivos. Outro terrorista morreu baleado por policiais antes de acionar seu colete com a bomba.

Já o segundo atentado teve como alvo um terminal rodoviário em Jos, e as duas explosões deixaram 17 mortos, segundo as testemunhas e militares. A cidade é a capital do estado de Plateau e tem sofrido diversos ataques dos militantes do Boko Haram.


As 35 mortes da quinta-feira somam-se às 51 vítimas fatais de outros dois atentados perpetrados na terça, 24 de fevereiro, na cidade de Kano, considerada a mais importante do norte da Nigéria, e em em Potiskum, região de comércio no estado de Yobe.

O presidente nigeriano disse, em sua visita a Baga, que a forma de agir do Boko Haram está mudando, e que até agora, o governo do país estima em 13 mil a quantidade de pessoas que perderam a vida. Outros 1,5 milhão de cidadãos nigerianos estão refugiados.

A Nigéria teria eleições presidenciais e legislativas no último dia 14 de fevereiro, porém o pleito foi adiado para que o Exército do país pudesse ampliar suas ofensivas contra os terroristas e garantir a segurança de comícios e da votação.

O Boko Haram declara que sua intenção é exterminar o cristianismo da Nigéria, derrubar o atual governo e estabelecer um califado no país.

3 COMENTÁRIOS

  1. Os muçulmanos acreditam que Mohamed é um profeta, mas isso não impede de o provarmos, para ver se o profeta realmente é verdadeiro. Analisemos, portanto, a profecia abaixo, que se encontra no Alcorão:

    “Combaterão pela causa de Deus, matarão e serão mortos. É uma promessa infalível, que está registrada na Tora, no Evangelho e no Alcorão.” (Sura 9:111)

    A profecia supostamente enviada por Deus a Mohamed (Maomé) diz que os muçulmanos combaterão pela causa de Deus, isto é, pela religião, e informa que isso também está registrado na Torá e no Evangelho (o Alcorão é mais recente do que a Bíblia). Felizmente, o Evangelho de Jesus Cristo nunca nos ensinou a matar em nome do cristianismo ou de qualquer outra coisa.

    Jesus disse:

    “Se alguém te ferir a face direita, oferece-lhe também a outra… amai a vossos inimigos” (Mateus 5:39, 44)

    Quando Pedro cortou a orelha do soldado romano Malcon, na ocasião em que o Senhor Jesus foi preso para depois ser crucificado, Jesus mesmo lhe advertiu:

    “Embainha a tua espada; porque todos os que lançarem mão da espada, à espada morrerão.” (Mateus 26:52)

    Um profeta que alega falar em nome de Deus jamais poderia ter se enganado da maneira como se aconteceu com Maomé. Em razão da grande contradição, a ordem para matar pessoas presente no Alcorão não partiu de Deus, pois está firmada numa mentira, cujo pai é o próprio diabo (pai da mentira).

    O fato de uma pessoa ter fé em algo não significa necessariamente que essa fé deva ser cega. É preciso ter garantias concretas de que crê em algo que é verdadeiro. O Alcorão falhou nesse ponto.

    Mesmo assim, até o Alcorão adverte:
    “Deus não ama os agressores” (surata 2:190).

    Jesus Cristo é a verdade (João 14:6). É o Salvador. Jesus é o Deus Todo-Poderoso (Apocalipse 1:8). Ele é o Verbo que se fez carne (João 1:1). Ele é a expressa imagem de Deus (Hebreus 1:3). Seu nome é Deus Forte e Pai da eternidade (Isaías 9:6).

  2. Triste vai ser esses caras pagando pelo que fez aos cristão, pois em apocalipse fala sobre que Deus vai vingar a morte de cada um dos cristãos morto pelo nome de Jesus!
    aguardem….

DEIXE UMA RESPOSTA