Evangélicos pentecostais estão à busca de cadáveres para treinar orações e ressuscitar mortos, diz BBC

54

A crença em milagres tem levado alguns evangélicos à ideia de que, se praticarem com afinco, ressuscitarão mortos. E tal conceito não é exclusividade de um grupo isolado.

Para colocar sua tese em prática, os entusiastas precisam de cadáveres: “A prática leva à perfeição”, afirmou Donna Leppitt, membro da Global Awakening, uma organização liderada por seu marido e que reúne fiéis interessados em “aperfeiçoar” a capacidade de ressuscitar mortos através da oração.

A rede britânica BBC produziu uma reportagem sobre a fé em milagres, e descobriu que existem outros grupos semelhantes que acreditam que podem chegar onde a medicina não consegue: trazer a vida de volta aos mortos.

Um grupo chamado Dead Raising, liderado por Tyler Johnson, alegou ter trazido muitos mortos de volta à vida e produziu um documentário chamado “Deadraisers” (ressuscitados, em tradução livre).  Johnson também é empresário do ramo de café, o que inspirou piadas por parte de jornalistas, como “levante-se e sinta o cheiro do café”.


“Estas alegações são, por quaisquer padrões, implausíveis. Mas no mundo de cura pentecostal, ninguém se preocupa com isso. Na verdade, quanto mais impossível o milagre (e eles usam o termo sem constrangimento) é melhor, porque é mais eficaz para espalhar sua mensagem”, diz o texto da reportagem da BBC, com acentuado ceticismo e tom crítico.

“Neste país, nós muitas vezes não temos acesso aos cadáveres”, diz Donna Leppitt, que é esposa do pastor Alun Leppitt, explicando o motivo de a tese ainda não ter sido comprovada.

A crítica exercida pela BBC se ancora no fato de que o pastor Alun tem sérios problemas de saúde, e sofre com colite ulcerosa desde os 20 anos. Nesse tempo, teve complicações, passou por cirurgia de grande porte, e agora está em uma lista de espera para uma ileostomia. “Ele precisa de um milagre. Mas até agora, e apesar da oração, nenhum chegou”, zomba a matéria.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

54 COMENTÁRIOS

  1. vejamos, as universidades não precisam de cadaveres para ensinar medicina, porque não podem arrumar cadaveres para treinar ressuscitamento , quando fiz teste de aptidão para escolher o curso, lembro que minha primeira opção foi medicina, nos levaram ao necrotério da faculdade e la abriram tres corpos, o corpo sem espirito é pó

        • rapaz, ninguém, exceto Deus, vai pegar o espírito e ligar de volta ao corpo. se alguem descobrir como se faz, poste um video ensinando.

          é semelhante as pessoas que se congelam pra quando descobrirem uma cura, voltarem a viver. pura ilusao pois a cura nao vai ligar o espirito ao corpo de novo.

  2. O que os irmãos esquecem é que o “poder” não vem deles, mas de Deus. E é de Deus o desejo ou não de ressuscitar alguém. Por acaso o homem tem poder sobre a morte de si mesmo? Ou apenas através do Senhor Jesus Cristo. Não sejamos ignorantes, nem imaturos. Que tudo o que fizermos seja para a glória de Deus.

  3. Dizem que Deus permite que as criancinhas tenham fome… Mas Ele não virá pessoalmente agora dar de comer aos famintos; Ele já distribuiu os recursos: …Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos. Porque TIVE fome, e não me destes de comer; TIVE sede, e não me destes de beber; …

  4. João Paulo Pereira se inclui, como praticamente todos os seres humanos, dentro do que Júlio Pompeu e outros denominam de “Dominação”. Animais, os mamíferos com mais propriedade, necessitam de um território, defendendo-o e dominando-o. Os seres humanos também, de forma diferente, claro, já que possuem consciência, autoconsciência e, sobretudo, vontade independente. O território humano não é apenas material “propriedade privada” mas também intelectual. Defendemos e, ou queremos dominar, não só nossas propriedades privadas, inclusive com as leis criadas por nós mesmos, mas também algo como um “território virtual”. E aí se inclui as seitas e religiões, as políticas, os times de futebol, os ídolos de todas as matizes, etc. O caso do João Paulo é típico e representa muitos outros. É daqueles que acha que, em um mundo onde um bilhão de pessoas vivem abaixo da linha de pobreza; onde homens estupram mulheres por anos a fio em um ambiente fechado, etc, há um Deus que atende ao seu exclusivo pedido, porque tem “intimidade com Deus”. Este é o território virtual que ele defende: aquele que tem intimidade com Deus terá seu quinhão garantido. E isto se faz agradando a Deus com orações e tal. Há também muito egoísmo aí, e o egoísmo foi e continua sendo a mola impulsionadora da evolução. O egoísmo é algo tido como “feio” mas não haveria evolução das espécies sem ele. Veja Richard Dowkins em “O gene egoísta”, em que pese o fato de muitos evolucionistas não concordarem com sua tese: a de que o gene e não o indivíduo é a unidade de seleção. Voltando à questão anterior, considerar que há um Deus seguindo cada passo de sua vida não passa de uma forma exacerbada de egoísmo: o ser mais poderoso do universo está me guiando. É confortante? Sim! Mas é puro egoísmo e dominação. Por outro lado, acredito que pessoas que pensam assim tiveram, no decorrer da evolução humana recente, e têm, e continuarão tendo, grande vantagem evolutiva.

  5. “Guerra entre Edir Macedo e Valdemiro tem novo episódio: drogas

    A guerra entre Edir Macedo e Valdemiro Santiago está longe de acabar. Não há espaço para bandeira branca, em nenhuma hipótese.

    Por trás dos ataques, tem de tudo um pouco:
    interesses ligados à política, espaço na televisão, perda de fiéis, de faturamento, troca-troca de pastores e bispos. Enfim, um cenário típico de novela, mas daquelas, onde os dois lados só enxergam vilões. Não existem mocinhos. Agora, a coisa entrou também por um enredo mais pesado, com acusação de envolvimento com drogas. Drogas mesmo.

    Edir Macedo está disponibilizando nas redes sociais, como em seu Blog, Facebook e YouTube, vídeo de uma gravação onde um homem, acompanhado da mulher, foi ouvido pelo bispo da IURD Clodomir Santos e revela que passou a se envolver com maconha, crack, cocaína, bebidas, após trocar a igreja Universal pela Mundial.

    Lá, na nova denominação, foi incentivado por
    pastores a usar drogas e fazia reuniões com fiéis, inclusive, completamente drogado. O título é um ataque direto da Universal ao rival Valdemiro: “Era Pastor da Mundial e Fazia Reuniões Drogado!”.

    A apoteose dessa gravação acontece com um
    ritual de exorcismo de Clodomir, sem nada a dever aos bons filmes do gênero. No blog de Macedo, muitos se colocaram a favor da “matéria”, mas houve também quem a criticasse.

    “Pessoal, sou da Universal, mas não concordo com esse tipo de matéria, pois qdo (sic) o homem falha é ele que tem de dar contas dos seus atos e não a instituição a qual ele congrega, na Universal também há pastores que falham, ou vocês duvidam, vamos parar com essa hipocrisia…”, crítica um seguidor.

    Os ataques entre essas igrejas se acentuaram principalmente após Valdemiro Santiago perder a Rede 21, do Grupo Band, para a Universal, no ano passado, por atraso no pagamento para a emissora da família Saad.

    Além disso, uma reportagem do “Domingo Espetacular”, da Record, rede de Macedo, informou que Valdemiro comprou fazendas com dinheiro da Mundial”

    FONTE : coluna flavio ricco – uol

  6. Sugiro que alguns desses “sábios ressuscitadores” se matem, para que outros fiquem treinando com eles… Gostaria que uns “par” de crentes aqui do Brasil, se apresentassem como voluntários…Alguém poderia indicar alguns ??

  7. Jesus ressuscitou Lázaro mas não ressuscitou João Batista. Pedro não ressuscitou Tiago nem Estevão.

    Quem opera o milagre é Deus, nós somos apenas instrumentos. Não acontece quando a gente quer, ou com treinamento (essa é pesada). Mas a maioria dos crentes querendo ser Deus e fazer Deus de instrumento.

    Marcam a hora e o local do milagre, e Deus tem que atender a programação deles.

    • Primeiro a reportagem da forma que foi descrita foi de forma duvidosa outra coisa se seu filho estivesse morto e ouvesse a minima possibilidade de viver novamente você desprezaria uma oracao . elias e elizeu que nunca foram deuses ressuscitaram em nome de Deus. Você esta errado na sua argumentação. Vejo que não é cristão pelas colocações. Porque você não dedica seu tempo para coisas que você realmente entende .

      • Valcir, ponha os pes no chao. Eu sei que a realidade da vida e’ dura as vezes, mas nem por isso vamos viver num mundo de fantasia. O Arthur Salomao esta corretissimo no que disse acima, vc e’ que esta’ pra la’ de bagda’.., lembre-se que ter fe’ em Deus nao significa ser lunatico…

        • Amém estou falando de fé .você sabe o que significa a palavra fé. Você falar que esta certo sem respaldo bíblico e coisa de louco para quem acredita no Deus da bíblia e não no deus da sua opinião.

          • Valcir, é por causa de “crentes” como você que tem um monte de gente comendo grama e idolatrando pastor.

            Não estou dizendo que a ressurreição é impossível, a Bíblia é cheia de relatos. Mas apóstolos e profetas não ficavam treinando ressurreição. Não marcavam dia do milagre, ou dia da libertação. Eles não faziam uma programação e enviavam para Deus seguir. Quem coordenava a obra era Deus. Ele dizia aos profetas onde deviam ir, o que deviam fazer. Profetas e apóstolos eram instrumentos em prol das obras do Reino de Deus.

            Agora você vai ficar treinando cura, libertação, ressurreição, como se fosse uma habilidade que dependesse de prática e treinamento?

            Acho que não adianta argumentar, visto que já chegaram no nível de comer grama.

  8. Meu caro”, eu não sou crente! mas conheço um pastor que me disse que pastores vão nos hospitais procurar gente que acabou de morrer para tentar ressuscitar, ele falou que as vezes dar certo, o espirito volta para o corpo e ele vive.

  9. Bom, para descontrair, nem vou questionar as habilidades, ok? Mas, considerando ser possível, porque não tentar ressuscitar uma rapaziada gente boa. Tipo renato Russo, Beatles, alguns gênios da filosofia, das artes, da música, da ciência e até religiosos. Poderiam contribuir para melhorar um pouquinho a sociedade, pq essa galera faz falta! rsrsr

  10. Engraçado sempre achei que a necromancia fosse considerada magia negra, por alguns, pois é a forma de se comunicar com os mortos, ou seja utilizar os mortos para saber o futuro, quem fazia uso desta forma de comunicação eram os magos negros e esses pastores serão considerados o quê então????? e a morte é uma coisa natural e necessária para muitos uma dádiva de Deus e as pessoas querem burlar até isso, me poupem né!!!!!!!!

    • Acho algo meio bizarro procurar mortos para praticar isso, mas também acho que a amiga se enganou ao dizer que seria comunicação com os mortos, visto que o propósito seria levar a mensagem do evangelho através do poder de Deus.
      Nacromancia não seria um tipo de “bate-papo” com o corpo morto ou um espírito que habitou aquele corpo?
      Bom, de qquer forma há relatos nos evangelhos e com os cristãos do primeiro século que mortos ressuscitaram (da mesma forma que ocorreu com Lázaro morto há três dias-segundo relato bíblico), mas continuo achando meio bizarro isso.

  11. O que esses pastores inventam para tirar o dinheiro dos trouxas ingênuos não tem limites, ao invés do dízimo que só enriquece os responsáveis por toda essa baboseira, mostre algum respeito a Deus, pratique a caridade, alimente pessoas necessitadas, vocês estarão assim provando que são cristãos…

  12. Ok. A pessoa morre e ressuscita… Vira Zumbi? É isso? Depois só morre de novo se lhe cortarem a cabeça? Me poupem, né? Só pode ser zoação…

DEIXE UMA RESPOSTA