Jogadores evangélicos e católicos pedem a retirada da figura do Índio Caboclo do uniforme do Guarani

16

Os jogadores cristãos do Guarani Futebol Clube, de Campinas (SP), que atualmente disputa o Campeonato Brasileiro da Série C, pediram para a diretoria do time retirar a figura do índio caboclo do uniforme do time.

O clube, que é apelidado de bugre (denominação dada a indígenas de diversos grupos do Brasil por serem considerados não cristãos pelos europeus colonizadores) mantinha a figura em seu uniforme como uma espécie de padroeiro, desde as rodadas iniciais do Campeonato, a pedido de seu presidente, Álvaro Negrão.

No entanto, o Guarani – que já foi campeão brasileiro em 1978 e montou times memoráveis – coleciona insucessos no futebol nos últimos anos, além de muitas dívidas.

A fase infeliz levou os atletas católicos e evangélicos do time pedirem à direção a remoção da figura, pois ela remete às crenças umbandista e espírita.


“Para uns, incomoda. Para outros, não. O evangélico não acredita na imagem, é insignificante. O católico já acha que é um símbolo do candomblé. O que nos foi passado é que é um símbolo do Guarani. O pedido dos jogadores foi para tirar. Eles iam se sentir mais confortáveis para atuar. Isso foi atendido. Estamos fazendo de tudo para que os jogadores fiquem confortáveis”, afirmou um dirigente do Guarani Futebol Clube.

De acordo com o site Globo Esporte, enquanto o time manteve a figura do índio caboclo no uniforme, conseguiu apenas uma vitória, contra duas derrotas e três empates, o que deixou o Guarani entre os últimos colocados no Campeonato.

As questões religiosas dentro do futebol constantemente causam polêmica. A nível internacional, a Federação Internacional de Futebol Associado (FIFA) orienta que sejam evitadas manifestações de fé e/ou política durante os jogos, a fim de evitar atritos.

No Brasil, a existência de um grupo de jogadores evangélicos na Seleção que disputou a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, sob o comando de Dunga, também foi amplamente criticada por setores da imprensa.


16 COMENTÁRIOS

  1. Será que não tem nenhum indio santo catolico por aí para por na camisa não?no candobler tem muitos,mais aí a parte evangélica vai reclamar de novo,e agora?

  2. O historiador romano Tácito estava certo a respeito dos cristãos:

    “Eles não são criminosos, mas são intolerantes, misantropos, inimigos do gênero humano, há neles uma fé teimosa em seus princípios, e uma fé exclusiva que condena as crenças de todos os povos.”

  3. Quem sabe tirando o caboclo, o Guarani suba pra série B ano que vem, e assim poderia fazer um clássico verde com o Palmeiras!!!

    KKKKKK!!!!!! Apenas uma brincadeirinha com os palestrinos!!!!

    • tem que trocar o nome pois também é um nome índio.
      o medo de ir para o inferno está sendo o caminho para o mesmo, pois a religiosidade está procurando pelo em ovo em qualquer coisa. invés de amar o proximo, estão empurrando o mesmo para o buraco. 90% desses religiosos irão para o inferno pois estão incomodando Deus com besteiras. Deus tem coisas mais importantes para fazer do que ouvir este povo fanatico perder tempo com asneiras.

  4. O FUNDAMENTALISMO RELIGIOSO está lançando seus tentáculos perversos em todos os setores da vida secular. Pobre mundo assombrado por deuses e demônios. Toda cultura, toda tradição, todos os costumes subjugados pelo pensamento infame e estreito do fanatismo religioso. Coisa simples como um singelo símbolo numa camisa esportiva é visto como coisa do diabo. Como pode tamanha estupidez? Como dizia Silvio Brito – “Pare o mundo que eu quero descer”.

  5. Eeeeeee povinho sem cultura, já vi que a galera pra ser jogador de futebol não estuda.

    A figura do índio representa o seu País e não uma religião, nem todos os caboclos de umbanda foram índios.

    Portanto, com tanta guerra que temos lá fora, existe uma interna aqui dentro, vamos pegar o livrinho galera e dar uma lida,
    Sobre os Povos Guaranis, o que houve com os índios quando os portugueses chegaram aqui? O que houve com a sua cultura?

  6. Deus se existisse estaria rolando de rir com as cretinices, imbecilidades e burrices que muitos otários lesados por pastores vigaristas fazem.
    Impressionante.
    É imbecilidade demais!!!

  7. Ontem, dia 11/4/2015, quando fui no Bar do Saulo, na Avenida Guarani, 345, Jardim Proença, Campinas, SP, e passou na Rede Globo, EPTV Campinas, o seu prato QUADRADINHO DE OITO, que são 8 bolinhos de carne com molho frutado de maça, nêspera e azeitona chilenas, o pessoal todo começou a gritar: Já ganhou!!! Já ganhou o COMIDA DI BUTECO, pois é a filha dele, a Michelle, quem desenvolveu a receita tanto do QUADRADINHO DE OITO, como o COQUIRITOS, que é feito com camarão e cação. Vamos dar uma força pro cara ganhar e vamos votar nele que ele merece!!! Saulo é uma pessoa sensacional, incrível e exemplo de vida. Parabéns ai , Saulão!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA