Evangélicos planejam divulgar ações sociais voltadas aos Direitos Humanos e cidadania

4

Uma iniciativa de grupos evangélicos dedicados a ações sociais pretende lançar um projeto que reúna informações sobre locais atendidos por igrejas que se dedicam a ajudar o próximo em assuntos ligados a Direitos Humanos e cidadania.

A ideia de criar um projeto que sirva de divulgador das ações tem como objetivo desfazer a impressão de que todos os evangélicos são conservadores ou fundamentalistas, como acusam muitos ativistas gays.

“A postura conservadora não é algo uniforme, mas tem vencido o discurso de quem tem recursos para vociferar melhor, o que acaba passando uma impressão errada sobre os evangélicos”, comentou o pastor batista e sociólogo Clemir Fernandes.

O projeto, que será uma plataforma virtual, deverá se chamar “Entre Nós”, e vai mapear as atividades de igrejas que encontrem alguma identificação com a ideologia do grupo.


“A ideia é fazer uma espécie de contra projeto à identidade evangélica que vem sendo desenhada. Movimentos sociais e até políticos têm nos cobrado essa reação. Nós acreditamos que a defesa de pautas conservadoras é ideológica e, não, bíblica”, pontuou Fellipe dos Anjos, também pastor batista.

O estudante de teologia pela PUC-Rio, Ronilso Pacheco, afirmou à reportagem do jornal O Globo que a iniciativa surgiu da necessidade de mostrar que existem outros pontos de vista no meio evangélico: “Nossa intensão é provocar a sociedade e a imprensa em relação a essas iniciativas progressistas. Os evangélicos sempre fizeram isso, mas precisamos tornar essas ações conhecidas”.

Outro pastor batista, André Decotelli, classifica a iniciativa como uma “disputa de discurso”, mostrando uma posição oposta à da bancada evangélica no Congresso Nacional: “Sou totalmente contra as pautas que eles defendem como evangélicas. Esses deputados e senadores não reproduzem o nosso espectro. Representam classes mais conservadoras e poderosas. Porém, Jesus foi um revolucionário e deu voz aos oprimidos. Buscamos um retorno a isso”, contextualizou.

O pastor César Moisés, da Assembleia de Deus, demonstrou simpatia à ideia de existir um debate sobre essas questões: “Não me rotulo nem como conservador nem como progressista […] Numa sociedade plural, temos de conviver e respeitar. Aprendi que, para dialogar, não é preciso converter”, opinou.

4 COMENTÁRIOS

  1. Mas, quando tu deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua direita;
    Mateus 6:3

    Sugestão, em vez de alardear o que se fez, que tal promover o que se pode fazer?
    As pessoas pensam assim a respeito dos cristão por não saberem o que estamos dispostos a fazer e o que estamos fazendo nesse momento pelo próximo.
    Não há um marketing do que será feito. Vamos tomar como exemplo os feitos pela mídia brasileira para conseguir ajudar os outros.
    Criança Esperança, Teleton, Ação Global, etc..
    O que foi feito, tá feito, mas o que se pode fazer é o que deve ser divulgado.
    Ninguém anda pregando que Jesus curou, libertou e salvou, a pregação é que Jesus cura, liberta e salva. Então exaltemos o que se pode fazer e não o que se fez, pois quem foi abençoado com certeza fará a propaganda da ação da igreja, foi assim que a fama de Jesus cresceu, quando fez o que tinha que fazer, isso nos leva a um outro problema………. o que é mesmo o que a igreja tem feito? Se somos, em número, muitos mais do que Cristo e doze apóstolos como conseguimos fazer tão pouco?
    De repente se juntarmos todas a denominações, ainda assim não teremos muito o que divulgar.
    Saudações em Cristo!

    • Sandro boa noite vc está generalizando . não fale do que vc não sabe sou Cristã e ajudo 2 missionária que tem um projeto na comunidades onde todos são alcansado independente de raça e religiao etc.. Fato de não concordar com setos atos não sigingifica que não gostamos da pessoa seja quem foi o que pratica cada um vai da conta a sí um dia. não somos nós evangelico que tomamos essa decisão. É bíblico , e o fato de querer mudar o que está na biblia ou tirar da biblia issa verdade sempre será verdade e a mentira sempre será mentira.

DEIXE UMA RESPOSTA