Exército da Salvação pedirá que torcedores do Flamengo doem camisas com o nome de Ronaldinho Gaúcho

0

O Exército da Salvação recolherá camisas do Flamengo com o nome de Ronaldinho antes do jogo do próximo domingo, no Engenhão.

Na partida, válida pelo Campeonato Brasileiro, o Flamengo enfrentará o Santos, e a instituição montará postos nas entradas do estádio para que torcedores entreguem as camisas 10 que possuem o nome do ex-jogador do clube da Gávea.

Ronaldinho Gaúcho trocou recentemente de clube, deixando o Flamengo através de uma ação movida na justiça. O atleta alegou atraso nos pagamentos de direitos de imagem e rompeu o contrato unilateralmente, frustrando diversos torcedores. Alguns queimaram e rasgaram publicamente suas camisas com o nome do atleta. Após definir a saída, assinou contrato até o fim de 2012 com o Clube Atlético Mineiro para a disputa do Brasileirão.

A iniciativa do Exército da Salvação foi idealizada pelos publicitários Washington Olivetto e Fábio Meneghini e foi divulgada pelo jornalista Ancelmo Góis, do jornal O Globo. As camisas recolhidas durante a ação serão repassadas a instituições assistidas pela organização.

Fonte: Gospel+

SEM COMENTÁRIOS

  1. Essa matéria é uma vergonha para o jornalismo ! totalmente manipuladora e tendenciosa…. lamentável
    O exército da salvação foi ao engenhão para recolher donativos, o CLUBE do FLAMENGO que criou a campanha para os torcedores doarem as camisas 10 em protesto ao jogador Ronaldinho Gaúcho.

    Esse site precisa rever seus conceitos.

  2. Quando as pessoas não são suficientemente informadas não devem falar o que não sabem, a ideia da campanha foi uma ação de uma agência de publicidade, o Clube do Flamengo concordou com a ideia e o Exército de Salvação apenas cedeu seu nome, com a intenção da fazer as pessoas se lembrarem de que podem doar, não só camisetas do Ronaldinho, mas qualquer tipo de doações, que é o trabalho deles, mas a agência também poderia ter pedido para usar o nome de outras instituições que aceitam doações.

DEIXE UMA RESPOSTA