“A Grande Cruz”: empresa planeja construir mausoléu gigante no deserto para abrigar restos mortais de 1 milhão de cristãos

5

Uma empresa chamada Great Cross Alliance quer construir um mausoléu gigante em formato de cruz para reunir os restos mortais de 1 milhão de fiéis. A iniciativa de Laurie e Mike Nowland surgiu, segundo eles, de um sonho.

O edifício projetado para ser visto do espaço, será erguido no deserto de Nevada, nos Estados Unidos. Com quase um quilômetro de extensão e aproximadamente 70 metros de altura, o prédio será maior do que as três grandes pirâmides do Egito em volume.

O monumento vem sendo chamado de “A Grande Cruz” e se propõe a ser “um enorme mausoléu e que será um memorial físico para Jesus Cristo”. De acordo com informações do Huffington Post, os idealizadores afirmaram que o “objetivo era construir um marco que sirva para unir mais uma vez o corpo de Cristo”.

O comunicado que anunciou a empreitada de US$ 1 bilhão comparou o monumento ao Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, em termos de simbolismo: “O mundo cristão não construiu grandes monumentos por um tempo, e é hora de construir outro”, dizem os empresários.


A construção do monumento será iniciada a partir de 2014, e as etapas da obra serão tocadas conforme as tumbas forem comercializadas. Os valores variam entre US$ 4 mil até US$ 30 mil. “A Grande Cruz será construída conforme as pessoas se tornam membros, e é por isso que estamos certos de que ele vai ser bem sucedido financeiramente”, frisou o comunicado.

Os idealizadores veem o projeto como uma “declaração de unidade cristã”, mas ressaltam que pessoas não cristãs que desejarem serem enterradas no lugar serão recebidas sem discriminação.

Por outro lado, os arquitetos responsáveis pelo projeto destacaram que a iniciativa pode ajudar a solucionar a falta de espaço para cemitérios nos grandes centros urbanos, pois prevê que um milhão de pessoas sejam enterradas num espaço de apenas um quilômetro de extensão.

Assista ao vídeo com a projeção gráfica da “Grande Cruz”:

Assine o Canal

Por Tiago Chagas, para o Gospel+


5 COMENTÁRIOS

  1. huuuu mandar o pitagoras pra la assim ele vai ter que ficar perto dos cristão na marra, ainda vai ter que aturar uns mais afoito dando uma surra nele pra ele pagar como castigo por ele falar mal dos coitados dos cristão que so deseja o bem dele seu MAL AGRADECIDO vai pra la

  2. huuuu mandar o pitagoras pra la assim ele vai ter que ficar perto dos cristão na marra, ainda vai ter que aturar uns mais afoito dando uma surra nele pra ele pagar como castigo por ele falar mal dos coitados dos cristão que so deseja o bem dele seu MAL AGRADECIDO vai pra la

  3. qual o problema os caras não venderam terreno no céu com escritura e tudo, tanto a universal como a católica, usaram deste expediente,,,porque não vender catatumba para os crentes heheh tudo é apenas um negócio

    • Será que não tem onde gastar dinheiro? Tem muita gente nos EUA vivendo nas ruas e em carros sem ter casa para morar. E que tal fazer umas casinhas para essa gente? Não seria esse dinheiro melhor utilizado? Vermos cada coisa neste mundo do diabo.

      • realmente mas morrendo devem ser enterrados ou cremados.. da mesma forma, voce quantos brasileiros estão inscritos para ir para marte viagem só de ida? heheh to fora

  4. Quando vejo os jovens despejando seus salários em noitadas e bebedices, em shows de pop star que não tá nem aí pra ninguém e tem horror a pobre, e líderes religiosos que não sabendo o que fazer com tanto dinheiro compram fazendas, carrões e jatinhos; penso em tantos membros das congregações que as vezes não tem uma geladeira decente em casa, seus filhos não estudam em boas escolas, não possuem nem uma bicicleta velha para se locomoverem, sou levado sempre a crer no egocentrismo dos seres humanos.

  5. Não vou ficar impressionado, se no futuro essas tumbas acabarem sendo de graça para os cristãos, do jeito que as coisas caminham hoje, só vão unir o útil ao agradável…

DEIXE UMA RESPOSTA